1. Spirit Fanfics >
  2. Um amor inesperado (imagine Yuto) >
  3. Capítulo 06 - O livro (parte 02)

História Um amor inesperado (imagine Yuto) - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii pessoal. Desculpa a demora pra postar este capítulo. Mas aqui está. Espero que gostem.

Beijos e boa leitura.

Capítulo 6 - Capítulo 06 - O livro (parte 02)


Fanfic / Fanfiction Um amor inesperado (imagine Yuto) - Capítulo 6 - Capítulo 06 - O livro (parte 02)

Yuto on

Estava trabalhando quando S/N chegou à obra. A vi assim que ela entrou, acompanhada de Hui, no local em que eu estava. Ela era ainda mais linda do que eu me lembrava. Estava usando um macacão preto e um sobretudo vermelho, o que realçava a beleza de sua alva pele. Esbocei um sorriso no momento que a vi. Não pude conte-lo. Ela sorriu de volta ao me ver, seu sorriso era lindo. Aproximei-me dos dois e me curvei.

- Boa tarde senhorita S/N. É um prazer revê-la.

- Boa tarde Yuto. É um prazer revê-lo também. – Disse se curvando. – Lhe trouxe algo – Me estendeu a sacola que estava em suas mãos. – É um livro que usei quando estudava para o vestibular, achei que pudesse lhe ajudar em seu estudo, já que vai para a mesma faculdade.

- Para mim? Eu nem sei o que dizer. Fico lisonjeado – Disse pegando a sacola de suas mãos. – Eu não sabia que a senhorita estudava na Universidade Alpha. A senhorita faz Engenharia Civil? – Perguntei curioso.

- Sim. Quero seguir os passos de meu pai, então decidi cursar engenharia para poder ajuda-lo na empresa. – Disse me dando um singelo sorriso.

- Em qual ano a senhorita está?

- Já estou no último ano, finalmente. – Me disse rindo discretamente.

- Eu agradeço muito pelo livro, tenho certeza que será muito útil. Assim que passar na prova lhe devolverei ele.

- Não se preocupe com isso. É um presente. Não precisa me devolver. Acho melhor eu ir, não quero atrapalhar o trabalho de vocês e também tenho que visitar outras obras. Até mais. – Disse, se curvando.

- Até mais e muito obrigado. – Disse, também me curvando.

O restante da tarde passou rapidamente. Não pude tirar aquele sorriso nem por um momento de meu rosto. Quando cheguei em casa, fui direto para o quarto analisar melhor o livro que havia recebido. Tirei-o da sacola e percebi que era um livro bem grosso, devia possuir todos os conteúdos a serem estudados para a prova. O abri e na contra capa estava escrito seu nome, além de haver um pequeno papel solto, peguei-o e li o que estava escrito: “Que este livro lhe ajude bastante em seus estudos. Com carinho, S/N”.

Aquilo era encantador. Como uma pessoa de tão alto status poderia se preocupar com alguém como eu? Será que ela também gostava de mim? Não! Isso era besteira. Devo estar ficando louco. Achar que alguém como ela, gostaria de alguém como eu. Balancei a cabeça em negativa, sorrindo pelo pensamento absurdo que acabara de ter. Coloquei o livro sobre a minha mesa de estudos e fui tomar um banho. Após o banho vesti uma calça de moletom e uma camiseta, fui até a cozinha e preparei meu jantar, Jantei e comecei a estudar. Peguei o livro que S/N me deu e ele já estava me sendo muito útil. Quando já estava bem cansado, fui dormir.

No dia seguinte fiquei pensando que seria interessante retribuir o presente de S/N, mas não sabia o que dar a uma mulher que parecia ter tudo. Como Hui era muito próximo a ela, decidi perguntar a ele.

- Hui, gostaria de saber se pode me ajudar com algo.

- Pode falar Yuto. O que seria?

- A senhorita S/N me deu aquele livro ontem e eu fiquei pensando que deveria retribuir o presente, mas não sei o que dar a ela.

- Bem, a S/N parece ser complicada, mas na verdade ela é bem simples. Se tem algo que ela ama é ler. Livros de romance, ficção científica, investigação policial, qualquer um que você der a ela, ela ficará feliz.

- Sério? Não sabia que ela gostava tanto de ler. Você sabe de alguma livraria que eu possa ir?

- Tem uma ótima livraria a umas cinco quadras daqui.

- Muito obrigado, Hui. No sábado, após o trabalho, irei até lá.

Após a conversa com Hui, voltei ao trabalho. A semana passou rapidamente e no sábado, quando terminei o trabalho fui direto à livraria para comprar um livro para S/N. Não sabia ao certo qual estilo comprar, então pedi ajuda para uma vendedora. Disse-lhe que era um livro para alguém especial e ela me mostrou vários exemplares. Escolhi um romance do autor Nicolas Sparks, intitulado “A Escolha”. Esperava que S/N gostasse da minha escolha e torcia para que ela não o tivesse lido ainda. Pedi para que a vendedora colocasse o livro em uma embalagem para presente, paguei e retornei para meu apartamento.

Ao chegar em casa fiquei pensando se deveria fazer como S/N e escrever um bilhete e colocar junto do livro. Achei que seria uma boa ideia, então fui até minha mesa de estudos, peguei uma folha de papel sulfite cor-de-rosa, cortei-a ao meio e depois dobrei uma das metades, fazendo a espécie de um cartão. Escrevi na parte interna do cartão: “Espero que goste do presente. Foi uma forma que achei para agradecer o livro que me deu. A senhorita não sabe como ele está me ajudando e o quanto o seu apoio tem sido importante para mim. Muito obrigado, mesmo. Com carinho, Yuto.”

O fim de semana passou rapidamente. Como eu não sabia em que dia S/N iria até a obra, decidi levar seu presente na segunda-feira e deixa-lo em meu armário até que ela aparecesse. Segunda-feira passou e ela não foi à construção. Terça-feira também passou e nada da presença dela. Será que ela não iria à obra naquela semana? A quarta-feira amanheceu um pouco mais ensolarada que os demais dias, tudo parecia conspirar para que o dia fosse ótimo. Cheguei ao meu trabalho e trabalhei bastante na parte da manhã. Ao retornar para a obra após o almoço, me deparei com um carro muito bonito parado em frente ao local.

Não me recordava de já tê-lo visto antes. Era um Hyundai Grandeur branco. Já tinha ouvido falar daquele carro. Era bem caro, então devia ser de alguém muito importante. Parei por um segundo e a ficha caiu, aquele carro devia ser o da S/N. Acelerei o passo e entrei na construção. Eu estava certo, o carro era dela e ela estava ainda no hall de entrada conversando com Hui. Cada vez que eu a via, ficava mais admirado com sua beleza e estilo. Ela estava de costas quando cheguei e, como se sentisse minha presença, se virou em minha direção. Desta vez ela estava com o cabelo completamente solto, usava uma calça jeans com os joelhos rasgados, uma camisa xadrez com uma blusa de tricô preta por cima, deixando apenas a gola e a base da camisa xadrez a mostra, o look se completava com um colar de cruz em seu pescoço. Ela estava maravilhosa e sorriu assim que me viu.

 

Continua...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...