1. Spirit Fanfics >
  2. Um amor maior que um reinado >
  3. Luta

História Um amor maior que um reinado - Capítulo 3


Escrita por: yukiyuuri

Capítulo 3 - Luta


Fanfic / Fanfiction Um amor maior que um reinado - Capítulo 3 - Luta

  - Comecem!

E a dupla começou a lutar, os movimentos de Law eram eram rápidos e precisos, não dava aberturas para Luffy, estava atacando rapidamente sem deixar aberturas para Luffy acertar o corpo do parceiro de luta, os movimentos do príncipe eram extremamente ágeis o quê dificultava os ataques de Trafalgar, Luffy tinha uma agilidade incrível e sua forma é melhor ainda, podia ser apenas um treinamento mas se Luffy acertasse Law, o mesmo não sairia ileso.

Apesar de Luffy ser muito rápido e forte ele não sabia manejar uma Katana direito, mas isso atrapalhou o guarda-costas, Luffy apenas balançava sua Katana de um lado para o outro da forma que achava conveniente mas isso fez seus movimentos serem imprevisíveis, estava sendo uma luta extremamente difícil mesmo sendo um treino, os criados ao redor estavam boquiabertos, eles sabiam da força de Luffy mas estavam impressionados com a força de Trafalgar junto do príncipe, eles eram muito ágeis e só dava pra escutar os sons das katanas de bambu acertando uma a outra.

Os dois foram atacar ao mesmo tempo, suas katanas bloquearam o movimentos dos dois adversários, ecoou um som altíssimo pelo lugar onde estavam, eles bloquearam um ao outro por uns 2 minutos e recuaram.

  - Até que você é bom Torao. - Disse Luffy com um sorriso de satisfação, seus irmãos eram muito ocupados então fazia tempo que não lutava com alguém tão forte.

  - Você também é muito forte, Majestade. - No mesmo segundo Luffy ficou com uma cara emburrada e começou a atacar Trafalgar, já dava pra imaginar o porquê, o príncipe odiava que o chamassem de Majestade.

Luffy começou a atacar Law cegamente, o príncipe estava prestes a acertar Trafalgar, o mesmo conseguiu - por puro reflexo e habilidade - desarmar Luffy fazendo o príncipe perder a luta.

  - Isso foi pura sorte. - Resmungou Luffy estalando a língua.

  - O senhor está certo, isso realmente foi sorte.

  - Que bom que admite. - Respondeu o mais novo com um sorriso orgulhoso no rosto. - Ei vamos fazer uma aposta, se eu ganhar a próxima luta você conversa comigo e parar de me chamar de Majestade, se o Torao ganhar pode continuar do jeito que está.

  - Eu não acho que eu tenha opção não é mesmo? - Disse o soldado coçando a nuca.

  - Não tem mesmo não!

  - Eu não imaginava que a vossa Majestade gostasse de apostas.

  - É tudo culpa da Nami.

  - A princesa de Cocoyasi?

  - Sim, ela mesma.

  - Eu não sabia que se conheciam.

  - Nós somos amigos de infância e foi ela que deu a ideia de eu ter um guarda-costas.

  - Descobri isso agora.

  - Vamos nos preparar logo, quero ganhar essa aposta o mais rápido possível!

  - A vossa Majestade está muito confiante.

  - Tu diz isso mas à uns três minutos, quem é que tava falando que ganhou por pura sorte mesmo? - Luffy soltou uma risada vitoriosa, Law fez uma cara triste de derrotado logo depois e Luffy riu.

  - Fica triste não hahahaha! - Gritou o príncipe pulando em cima de Law e derrubando ambos e ficando em cima do mesmo. - Você é um cara muito triste.

  - Eu não sou não! - Respondeu o mais velho trocando de lugares e ficando em cima de Luffy.

  - A luta ainda não começou seus idiotas.

- Resmungou Dadan entrando na sala onde eles estavam lutando anteriormente.

  - Dadan! Fazia tempo que eu não te via!

- Gritava o garoto levantando e deixando Law jogado no chão ao ver a ruiva na porta do local.

  - Que bom, eu precisava de um pouco de paz.

  - Tu é chata hein Dadan, cabelo de mexerica.

  - Me respeita seu macaco! - Brigou a ruiva dando um chute na perna do príncipe, agora conhecido como macaco.

  - AAIIII! Vai se ferrar!

Luffy recebeu um tapa na cabeça dado por Dadan que olhava para o guarda-costas jogado do chão.

  - Esse é o guarda-costas?

  - Quem? Ah, ele! Torao, essa é a Dadan, Dadan, esse é o Torao!

  - Eu sou Torao, digo, Trafalgar Law, muito prazer!

  - HAHAHAHAHAHA! Finalmente aceitou!

  - Ah, eu sou Dadan -Respondeu a mulher cumprimentando Law e soltando uma leve risada, e logo depois pegando algo numa bolsa. - Luffy, isso é seu.

  - MUITO OBRIGADO DADAN! EU PROCUREI EM TODO LUGAR E NÃO ACHEI, OBRIGADO! - Gritava o princípe alto o suficiente para o grito ecoar por metade do castelo, enquanto abraçava a ruiva e segurava um chapéu de palha meio velho e sujo com uma fita vermelha.

  - Tá, tá, de nada mas sai se cima de mim! E não perca isso de novo.

  - Obrigada pelo grande afeto também!

- Respondeu o príncipe com um certo deboche enquanto colocava o chapéu de palha em sua cabeça.

  - Um chapéu de palha?

  - É! Uma vez eu fugi do castelo e quase fui sequestrado mas o Shanks me salvou e me deu esse chapéu, como ele salvou minha vida o meu pai deixou eu ficar com ele apesar do meu avô odiar o Shanks! - Explicou o macaquinho com um grande sorriso encantador enquanto segurava o chapéu em sua cabeça.

  - Que história interessante... - Murmurava Law meio aéreo observando o sorriso de Luffy, era um sorriso bonito e genuíno, passava confiança e encantava quem visse, esse sorriso se tornou o tesouro de Trafalgar, ele protegeria o seu tesouro à qualquer custo.

  - Vocês não iam lutar? - Dadan olhou para os garotos que estavam distraídos, isso tinha sumido completamente de suas  mentes.

  - Ah, verdade, eu tinha esquecido, vamos Torao! - O príncipe agarrou o braço do mais velho em direção a arena para eles poderem finalmente lutar.

  - Estão prontos senhores?

  - Siiim!

  - Sim.

  - Começem! - Gritou um homem que ia ser o juiz da luta, logo depois Luffy começou a atacar, Law ficou na defensiva se esquivando e tentando bloquear os golpes do menor, o moreno mais velho estava tentando achar um abertura pra atacar o mais novo, quando eu finalmente achou uma breve abertura, Monkey se esquivou rapidamente percebendo o ataque do maior e deu um contra-ataque derrubando o adversário e ficando em cima do mesmo, se apoiando no peitoral do outro com o braço esquerdo enquanto bloqueava o movimento dos braços segurando-os com as pernas e com o braço direito para cima preparado pra dar um soco no rosto de Trafalgar.

 

  - A luta acabou! O vencedor é o príncipe Luffy!

  - Então Torao, como vai me chamar agora? Shishishishi! - O príncipe se levantou saindo de cima do guarda-costas que estava arfando, ele ficou claramente surpreso com a agilidade do menor, pelo visto Law não tinha o estilo de luta corpo a corpo como seu forte

  - Huummm, Luffy-Sama?

  - Naaaaahh.. Formal demais, sem honoríficos!

  - Mugiwara.. Ya?

  - Mugiwara ya? -O Monkey olhou Trafalgar com uma cara confusa, ele não tinha entendido esse apelido, muito menos o "ya" no final.

  - É.. O chapéu..

  - Ataaaaa! E esse ya?

  - Eeeeehh... É uma mania, se quiser eu paro, ou pelo menos tento... - Respondeu Law meio constrangido.

  - Entendi! Não precisa parar, eu gostei desse apelido! Shishishishi!

 

O rosto de Law começou a ferver e a ficar super corado, ele estava realmente constrangido, tentando esconder seu rosto do alguma forma discreta sem que alguém percebesse até que Luffy botou a sua mão no rosto de Trafalgar fazendo-o ficar ainda mais vermelho.

  - O que foi? Você tá com febre Torao?

  - N-N-Não! E-Eu não to com febre!

  - Você é estranho.

  - Não sou não! - Trafalgar deu um grito bem alto, ficaram todo surpresos, principalmente aqueles já haviam ouvido falar de Trafalgar, estranhamente ele perdia completamente a sua postura perto do príncipe.

  - Tomate.

  - Baixinho.

  - Peixe morto.

  - Macaco.

  - Agora fiquei em dúvida, você é um pimentão ou um cadáver? - Law ficou indignado com a fala do garoto, ele não negava ter a pele pálida como a de um cadáver e muito menos estar parecendo um pimentão mas havia perdido na discussão.

   - Tchau defunto! -Luffy foi embora correndo e dando língua para o mais velho que logo correu atrás do garoto, os dois logo chegaram ao quarto do príncipe, Trafalgar foi em direção ao mais novo e começou a fazer cócegas no mesmo.

  - Essa é a sua punição Mugiwara ya!

  - PAR-... HAJDKSJSKFNJS... SOCORRO ACE!... SABO!.... QGHSKWBDOWNHDISNS

Tama que estava andando por ali, viu a cena e foi ajudar Luffy.

  - Aniki! Não deixa ele ganhar de você! IAAAAA! - Ela pulou em cima de Trafalgar fazendo o mesmo parar de fazer cócegas no Luffy. - Para de torturar o Luffy, seu feioso!

Luffy se juntou a sua irmã fazendo cócegas em Trafalgar, o mais alto não ria de jeito nenhum, não sentia cócegas, luffy pensou em como aquele cara era sem graça, ele teria que ficar o resto da vida com aquele cara? O príncipe nunca gostou de Law mas tinha que suportar mesmo não querendo.

  - Chato.

  - O que?

  - Chatoooooo! - Dessa vez Luffy e Tama diziam em conjunto dando língua ao maior.

  - Por que eu sou chato?

  - Porque sim.

Nesse momento, os irmãos se entreolharam com uma cara animada, haviam tido uma ideia louca, eles com certeza iam levar uma bela de uma bronca mas mesmo assim colocaram em ação o seu plano, o engraçado é que eles apenas se olharam e já sabiam exatamente o que fazer, parecia que conseguiam ler a mente um do outro.

  - Torao, levanta rapidinho ai!

  - Tá bo-.. - No momento em que o mais velho levantou, o mugiwara pegou-o no colo e jogou em seu closet, precisou nem abrir a porta primeiro já que luffy era um desleixado que nem fechava essa porta.

  - EI! O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO!?

  - Chato! - No mesmo momento Luffy bateu a porta do closet enquanto Tama se preparava pra fazer um belo de um nó com um lençol na maçaneta, ela gostava de fazer chapéus de palha então saberia fazer tranças e nós fortes, depois da garota fazer o nó luffy pegou a espada de Trafalgar que estava ali do lado o botou entre as maçanetas, assim como o lençol. - Pronto! Agora vou ter um momento sem essa chato!

  - Conseguimos!

  - ME TIREM DAQUI! - Dessa vez era o guarda-costas, mal dava pra escutar o coitado, não conseguia abrir a porta do closet, ele ficaria preso lá por um bom tempo.

  - Não obrigado, to afim não.

 

Os irmãos saíram correndo em disparada pra algum lugar longe do quarto de Luffy, estavam rindo que nem loucos mas logo a alegria deles iria acabar, mas que merda, esbarraram justo em Dadan!

  - Heheheh... Oi Dadan..

  - A gente não fez nada!

  - Cala a boca Tama!

  - Desculpa aniki.

  - O que vocês fizeram dessa vez? - Dadan olhou para os dois com um olhar desconfiado, era certeza que haviam aprontado alguma coisa. "Dessa vez"? Provavelmente era confusão 549 dias por ano.

  - Não fizemos nada.. - Luffy olhou pro lado fazendo biquinho e rindo baixinho de nervoso, a Tama por outro lado estava tentando assobiar pra disfarçar a mentira do irmão, esses dois com certeza não sabiam mentir.

  - Desembucha log-... EI! VOLTEM AQUI! - Adivinha? Os dois haviam fugido, estavam correndo como se o mundo fosse acabar, Dadan não havia nem terminado de falar e Luffy já pegou Tama no colo e saiu correndo, pulava nas mobílias, corria, pisava no piso que acabava de ser limpo, ele estava muito rápido e de longe dava pra escutar os gritos de Dadan, até um certo momento a fuga de Luffy estava indo bem até que ele olhou pra trás e viu a ruiva, correu em disparada á curva mais próxima e entrou no primeiro quarto que viu pela frente era o quarto de Ace.

  - Mas que diabos?..

  - Desculpa Ace, vamos usar o seu banheiro rapidinho!

  - Que!? - Os bagunceiros foram pro banheiro que havia no quarto de ace e logo trancaram a porta do lugar, não haviam nem explicado pra Ace o motivo daquilo e já haviam usado o banheiro dele como refúgio, lugar estranho pra se esconder.

  -Ace, você viu o Luffy e a Tama por aí?

  -Não vi não mas eu escutei um barulho indo por aquele aquele lado. O que eles fizeram dessa vez?

  - Você fala numa calma como se você nunca tivesse aprontado.. Enfim, é isso que eu to tentando saber, se ver eles me avisa.

  -Tá bom, eu aviso. - Logo a ruiva foi pra direção que ace havia mostrado, escutando a conversa, Luffy e Tama finalmente saíram do banheiro. - O que vocês fizeram?

  - Trancamos o Torao no meu closet. - Luffy dizia como se fosse a coisa mais normal do mundo, Tama comfirmou da mesma forma, Ace por outro lado já tava rindo como se estivesse num circo, e a porta do quarto? Estava aberta.

  - Achei vocês seus pestinhas...

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...