História Um Amor Nada Doce - Castiel - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Thomas, Viktor Chavalier, Violette
Tags Ambre, Amor, Amor Doce, Castiel, Hentai, Iris, Nathaniel, Romance
Visualizações 673
Palavras 1.468
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aaaaaaa pipous, boa tarde!
Estou muito feliz com essa fic, espero que gostem, tanto quanto eu gostei.
E é isso, não vou enrolar muito aqui no começo.
Boa leitura

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Um Amor Nada Doce - Castiel - Capítulo 1 - Prólogo

Uma garota chamada Sarah Williams tem 15 anos e cursa o 9°ano da escola. Nascida em Paris, é uma menina muito inteligente e bonita. A alguns anos atrás, mais precisamente à 3 anos, ela sofreu bullying por conta de ser mestiça. Seu pai, Thomas Williams é brasileiro e trabalha de arquiteto. Resolve mudar de cidade, e escolhe a cidade de Sweet City, uma linda e pacata cidade.

Sua mãe, Jaqueline Williams é inglesa e trabalha de médica.

A aparência de Sarah consiste em olhos azuis, pele branca e cabelos longos lisos e castanhos [foto da capa]. Ela usa óculos sem grau e seu corpo é médio, peito e bunda são do tamanho para sua idade, nada de excesso.

Sarah Williams 

Acordei no meio da madrugada com o som de meu despertador que fica ao lado da cama, me levantei ainda sonolenta e caminhei até o banheiro de meu quarto. Liguei a luz e me olhei no espelho, liguei a torneira e peguei um pouco de água com minhas mãos em forma de concha, lavei meu rosto, e peguei minha escova e minha pasta, tirei a tampa da pasta e coloquei um pouco na escova, fechei a pasta com a tampa e molhei a escova com a água da torneira e comecei a fazer minha higiene bucal.

Depois de ter escovado os dentes, abaixei meu short juntamente da minha calcinha e me sentei no vaso sanitário, comecei a urinar e depois me sequei.Tirei meu short, calcinha e blusa do pijama e entrei debaixo do box, liguei o registro e comecei a tomar meu banho.

Depois do banho, desliguei o registro de água e abri a porta do box, peguei minha toalha e comecei a me secar, depois eu me enrolei na toalha e fui para o meu quarto. Caminhei até meu armário e peguei uma calcinha e sutiã brancos e vesti, depois escolhi uma calça jeans azul, uma blusa de frio lilás bem claro,uma camiseta da escola e meu tênis da cor igual a da blusa de frio. Vesti tudo e fechei a porta do meu armário, peguei minha mochila que estava debaixo da mesinha do computador e coloquei os livros e cadernos das aulas de hoje, fechei-a e desci para a cozinha.

Quando cheguei no andar debaixo, meu pai e minha mãe estavam conversando, meu pai tomando uma xícara de café e minha mãe fritando ovos com bacon.

- Bom dia família! - falei ao chegar no andar debaixo.

- Bom dia minha filha, tudo bem? - disse minha mãe.

- Tudo bem sim mãe, e com vocês? - perguntei ao dar um sorriso.

- Tudo bem. - disse minha mãe.

- Oi minha princesa, dormiu bem? - disse meu pai, me chamando para sentar no colo dele.

- Dormi sim papai. - sorri.

- Que ótimo, bom agora eu já estou indo para o trabalho. Vou vender a planta da minha casa hoje e vou resolver a nossa mudança, ok? Beijo minhas princesas.

- Tchau pai, bom trabalho! - eu disse dando um beijo em sua bochecha, seguido de um abraço.

- Tchau meu bem. - disse minha mãe.

Meu pai deu um beijo em minha mãe e pegou a chave do carro. Me deu um beijo no topo de minha cabeça e saiu de casa.

- Filha, seu café está pronto, vou me arrumar para ir trabalhar e te levar para a escola, está bem? - disse desligando a boca do fogão.

- Tudo bem mãe. - eu disse indo para a cozinha.

Peguei o ovo mexido com bacon que minha mãe fez e um pouco de suco que minha mãe também fez.Me sentei na mesa e comecei a comer.

Quando terminei, lavei o prato que eu havia sujado e subi para o meu quarto, escovei novamente meus dentes e dei uma penteada em meus cabelos, peguei meu celular e fone, coloquei meu celular no bolso da calça e meu fone na minha mochila, joguei minha mochila em um dos meu ombros e desci para a sala novamente.

Depois de alguns minutos, minha mãe desceu e fomos juntas para a escola, já que o hospital e minha escola fica perto da minha casa.

Depois de uma caminhada, chegamos na escola, dei um beijo na minha mãe e entrei na escola. Fui direto para minha sala, já que todos naquela escola me odiavam.

Coloquei meus materiais encima da mesa e deixei minha mochila encima da mesa também, peguei meu celular e fone e comecei a escutar música, enquanto o professor de geografia não chegava.

Quando finalmente o professor chegou, tirei meu fone e guardei meu celular no bolso, desacoplei o fone de meu celular e guardei na mochila. Tirei minha mochila de cima da mesa e coloquei do lado de minha mesa e prestei total atenção no professor lá na frente.

- Bom dia alunos, hoje vamos começar um novo assunto. Peguem seus livros e coloquem na página 56.

Coloquei minha mão embaixo da mesa e puxei meu livro, coloquei-o encima da mesa e procurei a página. 

Fiquei fitando e ouvindo com atenção o professor. Depois de explicar a nova matéria, o professor começou a passar alguns exercícios na lousa. Peguei meu estojo e o abri, peguei uma caneta azul, preta, uma roxa e uma laranja. Abri meu caderno numa folha limpa e comecei a colocar os exercícios.

Depois de algumas aulas...

Depois de algumas interessantes aulas, arrumei meu material todo na mochila e a deixei encima da mesa e o sinal tocou, indicando a hora do intervalo. Todos naquela sala, saíram correndo para o refeitório, e eu continuei ali, sentada com a cabeça deitada sobre minha mochila. Abri a mesma e peguei um pão com geleia de dentro, tirei o plástico filme do sanduíche e comecei a comer.

Depois que eu terminei, faltavam apenas duas aulas para eu voltar ao meu lar.

Arrumei minha mochila para a próxima aula e esperei minha professora de matemática.

Já na hora da saída...

Quando bateu o sino, indicando o final das aulas. Guardei rapidamente meus materiais e esperei os corredores ficarem vazios, ou praticamente.

Quantos já estava vazio, saí da sala e fui até o portão principal, onde do outro lado da rua, estava meu pai, sorrindo como sempre. Corri até lá e abracei meu pai.

- Como foi as aulas minha pequena? - deu um beijo no topo de minha cabeça.

- Foi tudo bem pai, hoje ninguém mexeu comigo.

- Ainda bem. Vamos para casa, tenho uma notícia para dar à vocês duas. - pegou minha mochila e colocou no banco de trás e abriu a porta para mim. Depois deu a volta no carro e entrou no banco do motorista deu a partida para a casa.

Minutos depois...

Quando chegamos em casa, meu pai guardou o carro na garagem e pegou minha mochila. Eu saí do carro e entrei dentro de casa junto com meu pai.

- Vou fazer o almoço, vá tomar um banho. - falou meu pai lavando a mão.

- Ok papai. - falei indo em direção ao andar de cima.

Já no meu quarto, me despi das roupas da escola e entrei no banheiro. Liguei a luz e entrei no box, liguei o registro na água morna e comecei a me ensaboar. Depois pego o shampoo e lavo meus cabelos. Tiro todo o sabonete de meu corpo e desliguei o registro, peguei minha toalha e me sequei por inteira. Fui até meu quarto e abri meu armário. Peguei uma calcinha e sutiã, peguei um short florido de seda e uma regata branca. Vesti tudo e coloquei uma meia no pé. Desci para a cozinha novamente e meu pai estava terminando o almoço. Ele havia feito arroz, feijão, bife, purê de batatas e uma salada de tomate. Ajudei meu pai a cortar alguns tomate e cebola. 

Depois de pronto...

Quando o almoço já estava pronto, peguei um pouco de cada e me sentei a mesa. Comecei a comer e conversar com meu pai em relação a nossa mudança. Já estava tudo prontinho, um moço e sua esposa se interessaram e gostaram da nossa casa e é para eles que nós vamos vender.E em relação a nossa casa em Sweet City, uma moça chamada Rosane, está se mudando e nós iremos comprar a casa dela.

Amanhã nós vamos começar a arrumar nossas coisas e chamar um caminhão de mudanças para carregar nossas coisas até nossa casa.

Terminei de almoçar e coloquei meu prato encima da pia. Lavamos tudo o que havíamos sujado e eu fui para o meu quarto.  Subi as escadas e caminhei até  a porta de meu quarto, girei a maçaneta e entrei no quarto. Peguei mochila e desci novamente para a sala. Me sentei na mesa da cozinha e comecei a fazer minhas tarefas escolares.

Quando terminei, eu e meu pai ficamos vendo na televisão, um filme " O chamado 3", era um filme de terror, que meu pai quase implorou de joelhos para mim ver com ele, e eu acabei cedendo.No meio do filme, eu e meu pai dormimos no sofá mesmo.



Notas Finais


Espero que tenham gostado pessoal.
Fiquem com Deus e valeu falou e até mais.💙💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...