História Um Amor Para Recordar - 2 Temporada - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Aria Montgomery
Visualizações 2
Palavras 1.077
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - De volta a Rosewood


Abro Meus olhos e vejo que estou no quarto do colégio interno e não no motel. Estou vestido uma camisola vermelha um pouco curta, mas não era para eu estar com uma blusa cropped? O que houve? Tudo se passou apenas de um sonho? Olho para o chão e avisto várias garrafas de tequila vazias jogadas. Olho para o lado e Courtney e Emily estavam em um sono pesado. Levanto-me e logo me arrependo. Eu estou extremamente dolorida, e isso é a prova de que eu estive com Ezra noite passada. Caminho devagar para não doer muito, tomo um remédio para a dor e vou para o banho. Termino o mesmo e coloco uma blusa de manga cinza( para esconder as marcas), uma saia roxa e uma sapatilha. Olho para o relógio e me assusto com a hora. 15:00! O ônibus vai sair daqui 16:00! Ai meu Deus! Acordo as meninas( que foi uma tarefa difícil) e começo a arrumar minhas coisas. Quando eram 15:30 nós estávamos prontas. Saímos do quarto e fomos rumo ao refeitório, na esperança de que as pessoas ainda estejam almoçando. 
- Aria, por que você está andando assim?- pergunta Emily. Parei de andar no mesmo instante pensando em uma desculpa. 
- Assim como?- faço-me de desentendida. 
-  Andando como uma velha andaria se tivesse levado um tiro em cada perna- tento caminhar normal mas era impossível. Estou definitivamente destruída. Como se Emily tivesse lido meus pensamentos, ela começa a rir- Oh, meu Deus! Você não voltou para o nosso quarto ontem a noite, porque passou a noite em outro quarto!
- Emily! Será que dá para ser menos escandalosa?!- a repreendo.
- Desculpa- ela baixou os olhos, mas não demorou muito para ela voltar a me olhar curiosa- Quem foi o menino? Ele deveria ser muito bom para te deixar assim!
- Acho que aquela tequila te deixou meio mal.
- Eu não acho, tenho certeza- fala Courtney. Antes que eu pudesse dizer algo, chegamos no refeitório. Eu achava que ele estaria totalmente vazio, mas não estava lotado. Pego minha comida e vou em direção a uma mesa vazia. Ezra acena para mim assim que me vê e olha-me preocupado quando percebe meu jeito de andar. Sento- me e almoço com as meninas. Ao terminarmos fomos buscar nossas malas. Entramos no ônibus e Ezra anuncia.
- Espero que tenham gostado da viajem! A nossa escola "Rosewood Day" e o evento "The Fox" ficarão felizes ao ver a animação de vocês em cada vídeo que eu gravei nosso. Escolham seus pares e sentem- se- escolhemos e no final fiquei sozinha porque Courtney quis sentar ao lado de Zack, um menino bem legal que foi seu par ontem na boate. Fiquei lá trás no lugar de sempre. Nicole se aproximou de Ezra que estava ainda em pé, ela ia dizer algo a ele mas o mesmo passou reto por ela. Nicole ficou sem graça primeiro mas depois com raiva quando viu que Ezra a ignorou de propósito assim que o mesmo veio até mim.
- Posso me sentar aqui... Srta. Montgomery?- ele pergunta.
- Claro- Ezra se senta ao meu lado- Por que acordei em meu quarto e não no Motel?- pergunto em seu ouvido.
- Achei melhor te levar para o colégio de não iríamos nos arriscar muito.
- Verdade. Tem noção do quanto estou com dor? E não é só onde você está pensando não! É pelo corpo todo- ele riu- Ei não ria!
- Depois eu lhe faço uma massagem- como ninguém estava olhando ele depositou um beijo em meu ombro- Minha gnoma- ao ouvir isso meu coração se encheu de alegria. Como eu senti falta dele me chamando assim! Chegando em Rosewood espero todos descerem do ônibus. Todo mundo estava bem animado, menos eu. Resolvemos umas coisas lá na escola e eu vou andando sozinha já que meu irmão resolveu passar o dia com Emily e minha mãe foi viajar e só volta daqui a uma semana. Entro no The Brew e peço um expresso para viajem( como sempre). Saio de lá e vou caminhando devagar. Avisto uma pessoa loira com um casaco vermelho. Era a... Alison? Viu eu disse que não estava feliz em voltar! Aria, esquece isso pelo amor de Deus! Um carro começa a me seguir. Mas não era um carro comum era o Fiat prata de Ezra. Ele para e abaixa o vidro.
- Quer uma carona?- assinto com a cabeça. Entro em seu carro e lhe dou um beijo- Tem alguém na sua casa?
- Não. Minha mãe foi viajar e Mike está com Emily- ficamos conversando o caminho todo e rapidamente chegamos em minha casa- Quer entrar?
- Pode ser- saímos do carro e eu abro a porta de casa.
- Quer alguma coisa?
- Não obrigada- Ezra me ajuda a subir com as malas. Ponho meu celular para carregar já que eu esqueci de levar o meu carregador para a viajem. Descemos e ele se senta no sofá. Sento- me em seu colo e apoio a cabeça em seu ombro. 
- Que tal assistirmos um filme?- propus.
- Uma boa ideia. Mas seria melhor ainda se fôssemos num cinema aqui perto. Inaugurou a pouco tempo, tem vários filmes do jeito que nós dois gostamos.
- Ok. Deixa eu só pegar minha bolsa- subo novamente e pego minha bolsa. 
- Vamos?- fala ele me olhando.
- Vamos- fomos com seu carro só porque Ezra queria passar em casa. Depois disso fomos para o cinema. Era um cinema estilo antigo, meu favorito. Pegamos uma pipoca e um refrigerante para nós dois, e compramos o ingresso. Não posso dizer se o filme foi legal ou não até porque eu nem o vi. Até tentei mas com o homem maravilhoso que estava do meu lado, não deu. Assim que o filme terminou, Ezra me convidou para jantar em sua casa. Ele disse que em momentos em que na sua cozinha tem mais que um suco quase vencido e um limão com pelos( sim com pelos. Conheçam o famoso limão do Ezra Fitzgerald), tem que se comemorar. Entramos em seu apartamento e preparamos uma lasanha de legumes. Só o Ezra mesmo para me aguentar. Sentamos na cadeira da bancada como nos velhos tempos. Comemos e na minha hora de ir embora Ezra insistiu muito para que eu ficasse e eu acabei cedendo. Antes de tudo: apenas dormimos! He,he,he. É tão bom dormir envolvida por aqueles braços fortes novamente! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...