História Um Amor Para Recordar - 2 Temporada - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Aria Montgomery
Visualizações 2
Palavras 1.774
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 17 - Cometendo erros do passado (hot)


Sinto vários beijinhos pelo meu rosto. Sinceramente essa é uma das melhores sensações do mundo.
- Gnoma, meu amor acorda... Hoje é um dia especial!- uma voz rouca me acorda. Abro meus olhos e vejo Ezra em cima de mim.
- E que dia especial seria esse?- pergunto curiosa.
- Bem digamos que se estivéssemos juntos esses meses que se passaram, hoje seria nosso aniversário de namoro... Você ainda quer comemorá-lo?
- Claro que sim, amor!- digo animada. Ezra sorri com a minha animação. O beijo- Feliz aniversário de namoro, meu professor favorito!
- Feliz aniversário de namoro, minha aluna favorita!- nos beijamos novamente- Agora vamos nos arrumar. Hoje iremos tomar café no Starbuccks!
- Hum, eu amo o Starbuccks!
- Por isso mesmo. Conheço cada detalhe da minha gnoma.
- Bobo!
- Boba!
- Gato!
- Gata!- e mais uma seção de beijos aconteceu. Levanto- me e vou para o banho, termino o mesmo e coloco uma roupa minha que eu havia esquecido lá.
- Hey, que tal fazermos algo diferente?
- Tipo o que?
- Podemos refazer o dia em que nos conhecemos...
- Isso é uma boa ideia. Então sete da noite eu estarei no bar/restaurante " O lobo e o caçador" lendo meu livro.
- E eu também estarei lá, sentada duas cadeiras depois de você fazendo meu pedido- pisco.
- Como foi que nossa noite terminou mesmo?- ele pergunta sorrindo.
- Acho que foi assim- digo o beijando intensamente. Ezra me pega no colo e me põe em cima da bancada. Envolvo minhas pernas em sua cintura com uma das minhas mãos envolta de seu pescoço e a outra percorrendo suas costas. Como se fosse a primeira vez, sinto borboletas no meu estômago. Depois paramos para respirarmos.
- Ezra... Eu te amo- falo ofegante.
- Desculpa, você pode repetir? Acho que eu não ouvi direito- diz fingindo não ter ouvido.
- Ezra Fitzgerald eu te amo! E não posso mais fingir que não. Não posso mais mentir para mim mesma e nem para você.
- Eu também te amo gnoma- nos beijamos e quando ficamos sem fôlego novamente Ezra resolveu tomar um banho. Como já eram 11:00 e minha mãe vai chegar 14:00 resolvo apressar as coisas. Pego minha bolsa em cima da cômoda e vou até o banheiro avisar Ezra sobre o horário. Ele estava apenas de cueca e estava terminando de escovar os dentes( uma mania dele). Olho para suas costas e a vejo toda arranhada com algumas marcas um pouco mais profundas de minhas unhas. Olho para o espelho e Ezra me encarava com chamas apaixonantes em seus olhos. Mordo meu lábio e ele se vira. Ezra me beija e retira o meu casaco. Eu o ajudo tirando apressadamente minha blusa e minhas botas. 
- Facilitando as coisas para mim?- pergunta Ezra.
- Sempre- digo ofegante.
Ele tira minha calça juntamente da minha calcinha. Ezra penetra um dedo em mim e eu gemo. Ele começa a fazer movimentos de vai e volta, rápidos e excitantes. Depois de um tempo me masturbando, chego ao meu máximo. Abaixo-me, retiro sua cueca e bato uma punheta para Ezra. Em pouco tempo seu pênis já estava duro e ereto. Subo beijando seu abdômen e lhe dou um beijo em sua boca. Retiro meu sutiã e começo a falar sacanagens em seu ouvido. Ezra não aguentava mais e nem eu. Ele penetra seu membro em mim sem nenhum aviso prévio, o que me deixou maluca. Ezra se em cima da tampa do vaso comigo e eu colo seu corpo no meu. Começo a cavalgar e vários minutos depois Ezra goza. Eu ainda não havia gozado então ele começa a chupar meus seios, até que eu gozo. Levanto-me. Sim, acabamos de transar em seu banheiro minúsculo minutos depois de acordarmos. Tomamos banho e colocamos nossas roupas. 
- Vamos Mr.Fitz?- pergunto.
- Vamos- saímos do seu apartamento e fomos para o Starbucks em New York. Entramos naquela cafeteira que eu tanto amo. Sentamos em uma das poltronas e uma a garçonete veio nos atender.
- Bom dia, o que vocês desejam?- ela pergunta.
- Eu quero um cappuccino e um croissant de chocolate- falo.
- E o senhor?
- Um expresso e um croissant de peito de peru.
- Ok- ela se retira e Ezra me olha.
- O que foi?- pergunto.
- Você é tão linda- coro.
- Obrigada. Você também é muito lindo.
- Minha beleza não chega aos seus pés.
- Para com isso Ezra! Está me deixando envergonhada.
- Por que? É a verdade- me inclino e o beijo.
- Sei que não mereço nem metade do que você me dá. Sei que não sou boa o suficiente para você. E sei que existe pessoas melhores que eu, mas mesmo assim obrigada por me escolher. Obrigada por cuidar de mim quando eu estou triste. Obrigada por me aturar todos os dias, nas minha manias, nas minhas chatices. Obrigada por me escolher para ser a mulher da sua vida, não sei se será para sempre mas, obrigada por me escolher para viver um pedaço de sua vida. Obrigada por me chamar de gnoma quando você poderia estar chamando outra. Obrigada por ser único. E obrigada por ser tão bom pra mim, meu amor. Porque quem diria que o garoto de sábado à noite... Seria meu professor de literatura na segunda feira? Saiba Ezra que eu escolhi você sabendo dos riscos- estávamos chorando muito. Ele abriu um sorriso enorme e disse: Obriga por ser a minha gnoma, a mulher da minha vida e eu sei que tudo isso será para sempre- nos levantamos e nos abraçamos juntam-me de um beijo. Todos que estavam presentes aplaudiram. Não reparamos que estavam prestando atenção na gente. Paramos de nos beijar e sorrimos para todos envergonhados. A garçonete volta e põe os nossos pedidos na mesa. 
- Vocês formam um casal lindo!- ela diz.
- Obrigado- falamos juntos. Nos sentamos e comemos. Assim que acabamos era 12:00. Ficamos conversando e quando olho novamente para o relógio já eram 13:00.
- Ezra! Temos que ir. Minha mãe vai chegar em uma hora!- levantamos e quase bati no Ezra na hora que ele não me deixou pagar. Entramos no carro e fomos para Rosewood. Ele para um quarteirão da minha casa. Nos beijamos e eu vou caminhando rumo a minha casa. Entro na mesma e lá estava minha mãe sentada com uma cara de poucos amigos.
- Onde a senhorita estava?- pergunta ela. Gelo.
- Na casa da Courtney. Quando você chegou de viajem? Ainda nem são duas horas!
- Cheguei ontem a noite. Queria fazer uma surpresa para você e seu irmão, mas quando eu cheguei aqui apenas Mike estava presente. Você dormiu na casa dos Dilaurentis?
- Sim. Ai, mãe eu só não queria ficar aqui em casa sozinha com Mike fazendo nada.
- Hum... Sei. É que você está tão feliz e com cara de cansada... Como se tivesse feito...
- Ella vou para o meu quarto- subo rapidamente as escadas e me jogo em minha cama. Só tenho que aguentar mais alguns meses e pronto serei adulta. Retiro minha bota e fico pensando no Ezra e do nosso encontra que haverá hoje a noite, até que meu celular apita. 
Mensagem On:
Aria? Você está aí? Sua mãe me ligou preocupada ontem perguntando se você estava aqui comigo.
- Caleb
Estou aqui sim. É que eu durmo na casa da Courtney e esqueci de avisar a Ella.
- Aria
Ah ok. Precisamos conversar... Quem sabe mais tarde?
- Caleb
Hoje não dá. Depois a gente vê um dia para nos encontrarmos. Bjs��
Ah, tudo bem. Bjs��
- Caleb
Mensagem Off
Não dava para eu falar com ele. Sei que foi errado esconder que eu voltei com Ezra mas O que eu deveria dizer? "Oi, sinto-lhe informar mas eu passei a noite com Ezra e hoje iremos sair para comemorarmos o nosso aniversário de namoro, sim nós voltamos e na viajem a Poconos eu fugi para o quarto dele e acabamos sem roupa" sinceramente não estou preparada para isso. Mando uma mensagem para Courtney pedindo para que caso minha mãe ligasse para ela, a mesma confirmasse tudo. Courtney disse que era para eu ficar tranquila que ela iria me ajudar. Meu celular apita novamente mas dessa vez a mensagem não era do Caleb ou Courtney era de A.
" E aí, pequena vadia, como vai? Há,há, há como se eu me importasse. Já achou um jeito de contar TUDO para o Caleb? Se quiser te dou uma pequena mãozinha�� Bjs
- A"
"A" se você acha que vai estragar meu dia. Você está muito enganada! Pelo menos hoje não! Não quando eu estou feliz depois de meses triste! Coloco meu celular para despertar 18:00 e durmo. 
+++++++++
O despertador tocou, tocou e tocou várias vezes mas eu não acordei. Quando eram 18:30 eu consegui abrir meus olhos. Pulei da cama e fui tomar um banho. Aliso meus cabelos e me maquiei. Ponho o meu vestido roxo florido e minha jaqueta de couro preta daquele dia. Coloco minha bota e pego minha bolsinha.
- Mãe, Estou saindo- digo.
- Ok- respondeu. Chegando lá avisto Ezra lendo seu livro. Ele vestia a mesma roupa como o combinado: camisa de manga azul escura, calça jeans preta é um tênis também preto. Sento-me duas cadeiras depois do Ezra e o olho. O mesmo olhava para mim sorrindo. O lugar não mudou nada, apenas não tinha o cartaz do aniversário de morte e desaparecimento da Alison. Peço um copo de vodca e Ezra vem para perto de mim.
- Você está deslumbrante- ele diz. 
- Obrigada. Parece que estamos de volta no passado... É tão bom essa sensação- meu copo chega e depois de umas dez rodadas de vodca fomos para o banheiro. E tudo o que aconteceu naquele dia, se repetiu. Seções de beijos, carinhos, tudo. Fui para casa com um enorme sorriso e enjoo( novidade). Tomo um banho e vou dormir sem falar com ninguém. Mas pode acreditar não tem tamanho a minha felicidade.
:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:
MENSAGEM PARA VOCÊ LEITOR:
Ai, ai, ai! Já disse para ela que beijar o professor é ERRADO! Mas ela não me escuta. Vai ter uma hora que eu vou me cansar e vou dar apenas um clic e suas fotos irão ser enviadas para o diretor, sua mãe, Mike, Emily... Todos e por fim Caleb! Como será que ele irá reagir? Pobrezinho se acha o tal mas não sabe de nada inocente! Mas como dizem quem não aprende com os erros do passado, torna a repetí-los. Durmam enquanto podem garotas(os)! Bjs
- A



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...