História Um Amor Para Recordar - 2 Temporada - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Aria Montgomery
Visualizações 2
Palavras 2.174
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - Adulta, finalmente


3 meses e 14 dias depois...
Abro meus olhos e pego meu celular. "Sexta- Feira, 21 de Abril" aparece na tela do meu iPhone. Sim eu ganhei um iPhone, e adivinha de quem? Se você pensou no Ezra você acertou. Me levanto super feliz. Nem acredito! Adulta Finalmente! Esses últimos três  meses pareciam que não iam acabar nunca! Tomo um banho e ponho o uniforme de Rosewood Day( agora o diretor Appleton nos obriga a usar uniforme, mas até que ele é bonitinho) que é uma camisa branca estilo colegial, um blaser azul escuro com o símbolo de nossa escola, uma saia vermelha xadrez e o calçado nós que escolhemos( pelo menos isso né?!). Coloco uma meia calça preta e uma bota. Desço para o café e lá estava Emily, Mike e Ella com enormes sorriso no rosto.
- PARABÉNS ELFA!- eles gritam e vem me abraçar.
- Obrigada gente!- digo animada.
- 18 anos! Já? Nem me esperou para podermos aproveitar as coisas juntas!- Emily diz rindo.
- Pode deixar que eu dou um jeito- pisco. Nos sentamos. Na mesa tinha tudo o que eu gosto, ovos mexidos, torrada, croissant de chocolate, cupcakes, frutas e por fim Café. Comemos e fomos para a escola. Lá muitas pessoas que eu não falava vieram me parabenizar. Entro na sala e Caleb aparece.
- Parabéns, Aria!- ele me abraça. Mas não era que nem aqueles abraços que eu sentia que o mesmo gostava de mim mais que amiga, agora naquele abraço eu apenas sentia felicidade de amigo mesmo.
- Obrigada Hacker!
- E aí? Já tem planos para hoje a noite?
- Na verdade ela tem sim- fala Emily surgindo do nada- Vamos ir ao shopping e depois para uma balada em New York.
- Vamos?- pergunto confusa já, que, ninguém me avisou nada.
- Sim. Esqueci de te falar. 
- Mas mesmo assim, o Caleb não pode ir com a gente não?
- Não quero atrapalhar vocês. E porque tipo o que eu iria estar fazendo no meio de duas meninas em um shopping? E acabei de lembrar-me que eu tenho que levar minha irmã e as amigas dela em um show do Justin Bieber. Serio! Que idiota! Ver show de menininha não é a minha praia!- rimos
- Dessa vez você se safou Hacker, mas da próxima tu não escaparás!- a professora chega e perto do almoço lá pelo sexto tempo de aula, alguém bate na porta. Era minha mae. Ela falou alguma coisa com a professora Isabella de história, a mesma assentiu.
- Srta. Montgomery e Srta. Fields, vocês estão liberadas- nos entreolhamos e arrumamos nossas coisas. Levantamos e saímos da sala. Entramos no carro da minha mãe.
- Para onde estamos indo? Ou melhor o que você disse para ela?- pergunto curiosa.
- Estamos indo para o salão de beleza, porque filha minha tem que estar bonita no aniversário dela de 18 anos e sua amiga também. E eu apenas falei a mesma coisa para a professora de vocês, somos amiga e eu não trabalho hoje- eu e Emily sorrimos animadas. Entramos no salão e ficamos esperando. Depois de uns 10minutos chegou a minha vez. Sento na cadeira.
- Olá aniversariante!- diz Carlos o único cabeleireiro que eu deixo mexer no meu cabelo
- Olá Carlos!
- O que vai querer hoje?
- Quero que faça luzes nas pontas dos Meus cabelos.
- Tem certeza querida?
- Absoluta
- Ok- uma moça veio fazer minhas unhas( escolhi a cor dourada) relaxo na cadeira.
++++++++++++++++
- Pronto!- levanto-me da outra cadeira e vou ver como fiquei- Gostou querida?
- Eu simplesmente amei! Obrigada Caio- o abraço- Quanto deu?
- Nada. É um presentinho meu.
- Obrigada de novo, Caio!- vou para o carro. Ella e Emily já estavam lá. 
- Uau! Arrasou amiga!- disse Emily.
- Valeu. Você também está linda!- Emily havia cortado um pouco de seu cabelo e o alisou.
- Agora meninas, nós iremos ao shopping fazer compras!- chegamos no shopping e entramos em todas as lojas de roupas, sapatos, bolsas, maquiagens, perfumes e livraria. Comprei bastante coisa! Depois de almoçarmos  no shopping mesmo, resolvemos assistir um filme: Como eu era antes de você e quando eram umas quatro horas fomos para casa nos arrumar. Tomei um banho relaxante na banheira( minha mãe havia comprado uma para a gente, um mês atrás). Saio do banheiro e Emily entra no mesmo. Ponho minha blusa cropped branca e minha saia rodada também branca( foto na mídia) que eu havia comprado hoje, calço um salto alto preto e resolvo apenas secar meu cabelo com secador. Passo um batom vermelho e uma sombra preta de leve. Pego minha bolsinha branca brilhosa e desço. 
- A Emily ainda não está pronta?- pergunto vendo que apenas minha mãe estava lá em baixo. Ella usava um vestido preto brilhoso e estava terminando de por seus brincos.
- Não. 
- Onde você vai?
- Você acha que só você pode se divertir? Eu vou para um encontro com as minhas amigas. E falando nisso, eu já estou atrasada. Beijo filha- ela me da um beijo e grita para que Emily possa escutar: Divirtam-se! E juízo!
- Tchau mãe- ela sai e Emily finalmente termina de se arrumar.
- Até que em fim Cinderela! Podemos ir antes que dê meia noite e o encanto acabe?
- Claro branca de neve! Só falta os sete anões para nos acompanhar- diz batendo os cílios como alguém que estivesse nitidamente encantada.
- Vamos logo- digo rindo. Pegamos um táxi e fomos para a tal boate que Emily não parava de falar nesses últimos meses. Chegando lá, pagamos o taxista e saltamos do carro. A boate era enorme mesmo. Dois seguranças estavam cercando a porta, achei que eles iriam pedir nossa identidade mas os mesmos apenas abriram passagem para nós. Ao invés da boate estar com um som super alto que qualquer um conseguiria ouvir a quatro quadras daqui, a mesma estava sem som nenhum e bem escura. Antes que eu fosse perguntar o que estava acontecendo a Emily, luzes negras se acenderam e o globo no centro da boate começou a girar e todos gritaram: SURPRESA! 
O DJ botou a música Blame do Calvin Harris para tocar. Haviam muitas pessoas ali, amigos, meu irmão e minha mãe, colegas de classe, etc. Abracei a Emily, Mike e Ella. 
- Gostou da surpresa?- perguntaram
- Eu amei!- fomos para pista de dança e na mesma hora Meus olhos começaram a procurar o único homem( com excessão do Mike) estivesse ali.
- Procurando alguém? Talvez eu possa te ajudar- no mesmo instante reconheci aquela voz rouca. Me virei e Ezra estava ali vestindo um terno preto e com um sorriso lindo no rosto. 
- Você veio!- o abraço.
- E por que eu perderia essa chance? Parabéns minha gnoma!- falou.
- Obrigada- fomos para um cantinho mais reservado já que ninguém sabia que nós dois tínhamos voltado. O beijei intensamente.
- Como é a sensação de estar adulta?
- Maravilhosa! Não via a hora de fazer dezoito!
- Sei como é.
- Ezra que ideia foi essa de vir de terno para uma boate?- pergunto rindo.
- Bem era para ser surpresa mas imaginei que você iria perguntar. Depois da boate, eu fiz duas reservas para o Orange. Você quer ir?
- Claro! Amo o Orange. 
- Mas enquanto isso que tal a gente dançar?
- Só se for agora!- pegamos dois copos de vodca no barzinho e voltamos para a pista de dança. - Essa é para os casais!- a música Every Breath you take( Na nova versão) começou a tocar. 
- Olha amor a música do nosso beijo!- digo animada já que ninguém estava nos enxergando devido à má iluminação.
- Que beijo?- ele pergunta confuso com medo de ter esquecido de algum momento importante.
- Esse- me inclino e o beijo. Ezra sorri. Dançamos a ter dizer chega. Eram duas da manhã quando fomos cantar parabéns para mim, e eu já estava rindo por nada. O bolo era todo néon de quatro andares. Antes que todos fossem embora minha mãe pediu para que fizessem fila para tirar um foto comigo para por no meu álbum dos 18 anos. Eram quase trezentas pessoas! Minhas bochechas já estava doendo. O último que sobrou era o Ezra. Ele se posicionou do meu lado e eu disse: Minha bochechas estão doloridas!
- Da pra perceber!- ele disse rindo. 
- Pare de rir não é engraçado! Acho que vou tirar a foto como se estivesse surpresa com algo- abro a boca e Ezra apenas sorri para a câmera mas rapidamente se vira para mim e não se contém. Ele cai na gargalhada e nesse mesmo momento o fotógrafo bate a foto.
- Acabou?- pergunto para a minha mãe.
- Sim. Agora me ajude a levar esses presentes para o carro-minha mãe pegou um saco e foi saindo. Virei-me para Ezra e o beijei com um pouco de calma e ao mesmo tempo com um pouco de pressa. 
Pego dois sacos enormes e vou caminhando.
- Quer ajuda?- pergunta Ezra comum sorriso bobo no rosto.
- Por favor, isso aqui está muito pesado- digo entregando um saco a ele. Levamos tudo para o carro.
- Aria eu tenho uma coisa para te dar...- ele vai até um dos seguranças que assentem com a cabeça e sai. Depois de uns minutos o mesmo volta com uma coisinha pequena nos braços. Ezra pega a coisa e vem até mim. 
- Feliz aniversário!- Ele fala. Era um filhotinho de Shitszu! Pretinho tão Fofinho! 
- Ai meu Deus!- pego o mesmo dos braços de Ezra- Obrigada amor- o beijo. O cachorrinho começa a lamber meu dedo. Que amorzinho!
- Como ele vai se chamar?- pergunta curioso. Penso um pouco.
- Puggi! 
- Puggi?- Ezra levanta uma sobrancelha. 
- Sim. Ele é tão pequeno que parece uma pulguinha então Puggi é o mais próximo disso- rimos.
- Tenho certeza de que amanhã quando você acordar irá se arrepender por esse nome
- Não vou não- dou língua para ele e volto a fazer carinho no Puggi. Ai me lembrei do jantar- Ezra! O jantar! Esquecemos dele!
- Não tem problema. Eu já liguei para o restaurante pedindo para reservarem para amanhã a noite. Tudo bem para você?
- Claro. Sem problemas- dei o Puggi para minha mãe ver e voltei lá para fora. Eu ia beijá-ló de novo, mas achei muito arriscado. Beija-lo dentro de um local fechado é uma coisa, agora no meio da rua...
O puxei para um beco do lado da boate e ai eu pude o beijar. Ezra me prendeu na parede. O gosto de vodca com cerveja, se misturou e isso foi a coisa mais deliciosa que eu provei. Ele desce o beijo para o meu pescoço e depois voltou para os meus lábios. Terminamos o beijo com um selinho.
- Te amo- ele disse sem fôlego.
- Eu também te amo!
- Estamos parecendo amantes desse jeito- disse rindo.
- Verdade- sorrio- É melhor irmos- voltamos para a frente da boate. Me despeço de Ezra e o mesmo vai para o seu carro.
- Pronto peguei tudo- falou minha mãe saindo da boate com a Emily e o Mike. Entramos no carro e quando a música work da Rihanna começou a tocar a gente não aguentou, começamos a cantar quer dizer gritar. Minha mãe e Puggi não viam a hora da música acabar. Entramos em casa e eu rapidamente fui para o banheiro vomitar. Emily veio atrás de mim e segurou meus cabelos. Depois de um tempo eu consegui parar de vomitar. Tomei um banho rápido para que todos pudessem tomar também. Coloquei meu baby-doll, dei um beijinho de boa noite no Puggi e me taquei em minha cama. Depois de alguns minutos Emily também entra e fecha a porta. Ela se deita do meu lado com medo de me "acordar".
- Não vai dormir com o Mike não?- pergunto.
- Misericórdia! Tenha piedade! Que susto Aria!- comecei a rir- Vai ri mesmo da desgraça dos outros!- foi aí que eu ri mais ainda. Quando eu parei de rir Emily respondeu a minha pergunta: Não hoje eu não estou afim. Do jeito que teu irmão está animadinho, o mesmo não vai me deixar dormir.
- Ah tá.
- E amiga, espero que o Ezra te faça feliz!
- Foi você que o chamou? Mas como você percebeu?
- Sim fui eu sim. E eu sou sua melhor amiga lembra? Te conheço o suficiente para saber que naquele dia em Poconos a única pessoa que você poderia ter passado a noite era o Ezra. Vocês combinam muito! Eu shippo Ezria!
- Que?
- Senhor será que a vodca ainda está fazendo efeito? É o nome que eu criei para vocês dois!- Emily e suas manias.
- Ah sim... Então também shippo Ez... Isso daí que você falou.
- Ezria, Aria! Agora pode parar de falar que eu quero dormir?
- Ok esquentadinha!- fechei meus olhos e dormi rapidamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...