História Um Amor Para Recordar - 2 Temporada - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Aria Montgomery
Visualizações 3
Palavras 1.412
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 20 - Tarde demais


Puggi vem correndo em minha direção assim que me vê. O pego no colo e me sento no sofá da sala. Ligo a Tv e estava dando um filme Se eu ficar, choro sempre que o assisto. Fico fazendo carinho em Puggi enquanto vejo o filme. Não demorou muito para o cansaço me vencer.
*******
Acordo assustada depois de um pesadelo. Eu "sonhei" que estava em uma floresta e procurava Ezra, quando de repente o encontro vestindo um capuz preto. Ele se vira para mim e tampa minha respiração com um pano me fazendo desmaiar. Quando acordo estou na toca de "A" e Ezra estava lá. O mesmo disse que nunca me amou que sempre fingiu... Aria calma! Foi só um pesadelo. Hoje mesmo você vai lá falar com ele. Emily e Mike descem as escadas de mãos dadas, sorrindo e conversando. 
- Que felicidade toda é essa?- pergunto levantando uma de minhas sobrancelhas. Mike ia responder mas eu o interrompo- Esquece. Não quero saber- levanto-me e sinto uma dor imensa na minhas costas por ter dormido torta no sofá. Me espreguiço e abaixo minha blusa quando ela sobe e hematomas aparecem, eu sei muito bem de onde eles vêm. 
- O que aconteceu com você?- pergunta Mike preocupado.
- Nada. Eu só bati na quina daqui de casa ontem à noite.
- Ata. Mas é melhor você passar um remédio nisso aí- fico encantada com a preocupação do meu irmão. Abraço Mike.
- Obrigada pela preocupação maninho- ele sorri.
- Vamos tomar café no The Brew?- pergunta Emily. Olho para o relógio e vejo que ainda são nove horas da manhã.
- Pode ser- digo e Mike concorda- Só vou tomar um banho- subo e tomo banho. Saio do banheiro e vou pegar uma roupa em meu Quarto. Uma blusa verde claro escrita "CAUTION. Girl of model" em rosa e preto, um short jeans preto cintura alta, uma bota de cano médio preta alta, um chapéu preto e alguns acessórios.
Passo um gloss e pego minha bolsinha. Desço e anúncio que estou pronta. Resolvemos ir a pé mesmo. Enquanto caminhamos conversávamos sobre qual faculdade iríamos cursar. Emily quer continuar na natação mas também quer cursar odontologia, Mike quer continuar sendo jogador de lacrasse mas se não der certo ele quer ser ginecologista. Começamos a rir e muito. O Mike? Sendo ginecologista? As mães não iam deixar nunca suas filhas sozinhas na sala com ele. E eu como todos já sabem irei fazer literatura que é a minha praia desde pequena. Entramos no The Brew e fizemos o nosso pedido. Ficamos aguardando os pedidos. Uns seis minutos se passaram e a garçonete nos chama.
- Dois capuccinos com chantilly para Aria e Emily, um café forte para Mike e três rosquinhas com cobertura de chocolate- pegando nossos pedidos e nos sentamos em uma poltrona. 
- Então Ari, como foi a sua conversa com o Caleb?- pergunta Emily com um sorriso de formando nos lábios.
- Foi agradável. Mas resolvemos sermos apenas amigos.
- Nossa que pena! Eu gostava tanto de vocês dois juntos- diz Mike
- Mentira! Você só gostava da gente junto porque além de você não gostar muito do Ezra, o Caleb tem vários vídeo games e por ele ter quase 20 anos nossa mãe nos deixava sozinhos com ele- falo rindo. 
- Verdade- assume Mike. Terminamos de comer e voltamos para casa. Pego meu celular e as chaves do apartamento de Ezra (caso ele não queira me escutar). Desço e como Mike e Emily estavam no maior love nem perceberam eu sair. Caminhei bem devagar pensando no que iria falar para ele. Quando gravei toda a minha frase percebi que já estava no elevador indo para o seu andar. Olhei para o espelho " Você consegue", pensei. A porta do elevador se abriu e eu vou para sua porta. Bato na mesma mas ela se abriu com apenas o meu toque. Será que o Ezra esqueceu de trancar a porta e dormiu? Entro devagar e escuto um choro. Mas não era se homem e sim de mulher. Vou para trás da bancada da cozinha e lá estava sua mãe chorando muito. Aproximo-me da mesma.
- Sra. Fitzgerald. O que faz aqui? E por que estás a chorar?- pergunto confusa.
- B-banheiro- Rose( N/A: não lembrei o nome da mãe do Ezra e coloquei esse mesmo) quase não conseguiu falar. Vou até o banheiro e não precisei nem entrar para as lágrimas começarem a descer pelo meus olhos. 
- NÃO!- aproximo- me do corpo e o abraço. Sim, Ezra estava morto. Nunca toquei em algo mais gelado que ele nesse momento. Havia marcas de sangue pela sua blusa e um buraco de bala estava bem no centro. Pego sua mão e entrelaço na minha. Por que? Justamente quando a minha ultima lembrança dele era da nossa briga. Pego meu celular e ligo para a polícia. Depois de 20 minutos eles estavam lá, acompanhados de médicos. 
- Senhora você tem que se levantar para podermos reiterar o corpo- falou um dos médicos para mim.
- Não! Daqui eu não saio, daqui ninguém me tira!- digo.
- Aria!- uma voz conhecida me chama. Viro-me e vejo Emily acompanhada de Mike. Sua cara era de preocupação mas assim que viu o que eu estava abraçando, a mesma começou a chorar.
- Senhora por favor- diz o médico novamente. Mas ele já está me enchendo. 
- Vem Aria- Mike me pega no colo e eu começo a bater em seu peito, que não adiantou nada já que meu irmão é forte. Ele me leva para o corredor. Solto-me de seus braços e Emily me abraça
- Eu lamento tanto!- fala Emily. A mãe de Ezra sai de lá e os médicos e policiais também.  
- Antes de pegarmos o corpo precisamos saber o que houve- fala um dos policiais.
- Eu não sei o que aconteceu. Cheguei aqui e Rose já estava a chorar muito e o corpo dele estava dentro do banheiro- disse com um pouco de dificuldade.
- Então a senhora já estava lá?- pergunta o policial a Rose.
- Sim. Eu vim fazer uma vistinha surpresa que eu sempre faço uma vez ao mês. E quando cheguei aqui não o achei, fui até o banheiro e vi meu filho lá- o policial continuou fazendo perguntas, até que depois de alguns minutos um dos médicos que acabou de entrar, sai correndo do apartamento de Ezra desesperado.
- Policial Luccas!- chama.
- Sim?- Luccas se vira e o mesmo fica bem preocupado.
- O corpo.
- O que tem o corpo?
- Ele sumiu!
- COMO ASSIM SUMIU!?- pergunta alterada.
- Eu não sei. Eu apenas entrei para buscar o corpo e de repente ele não estava mais lá!- caio no choro novamente. Puta que pariu! Só um sem coração para fazer isso mesmo! Sento-me no chão. Eu chorava muito, minhas mãos estavam geladas demais, eu tremia como nunca tremi na minha vida. Ainda não consegui acreditar no que vi, estou realmente chocada. Emily tentava me acalmar, os policias tentavam me acalmar, todos tentavam me acalmar até os médicos presentes mas não dava era inevitável. Caleb chega e me olha. O mesmo apenas me abraça e eu choro mais. Como? O que houve? Eu queria que minha mãe estivesse aqui para me acalmar mas ela não estava mais. Hoje enquanto estávamos no The Brew Mike me contou que a mesma tinha viajado de última hora. 
- O que houve, Ari?- pergunta Caleb. Tento falar, mas nenhum som saia da minha boca. Emily explica tudo e o mesmo me abraça mais forte. Como eu queria da um último beijo nele, dar um último boa noite e falar um último "Eu te amo". Mas é tarde demais. 
- Acho melhor levá-la embora- diz Mike.
- NÃO! Eu quero ficar AQUI! Enquanto não encontrarem o corpo!- digo
- Aria eles ainda vão começar a procurar o corpo e a investigar o caso. Eu irei dar o meu número para os mesmos e se encontrarem eles me ligam, ok?- Emily dá seu número as policiais- Vamos- tento levantar mas não consigo, estou muito fraca. Caleb me pega no colo e descemos para o térreo. Ele abre o carro e me põe no banco de trás deitada, Emily entra e coloca minha cabeça em seu colo. Mike e Caleb entram na parte da frente. Encolho-me e depois de um tempinho chorando e com o cafuné de Emily, durmo.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...