História Um amor para recordar. - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hidan, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakuzu, Kisame Hoshigaki, Konan, Obito Uchiha (Tobi), Pain, Sakura Haruno, Sasori, Zetsu
Tags Sasodei
Visualizações 46
Palavras 1.849
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oláááá meus amores, mais um capítulo aqui pra nós, espero que vocês gostem.
Boa leitura a todos! 😍😘❤👌

Capítulo 19 - Fãs no supermercado!


Fanfic / Fanfiction Um amor para recordar. - Capítulo 19 - Fãs no supermercado!

Sasori pov,s on


Quinta-feita - 16/03/2016 - 08:23 da AM.


Acordei sentido pequenos raios de sol em minha face, me espreguicei lentamente sobre a cama achando estranho não encontrar mais um corpo sobre ela, abri os olhos procurando por Deidara, mas o loiro não estava mais ao meu lado. Levantei-me e caminhei diretamente pro banheiro, tomei banho e fiz minha higiene matinal. Saí do banheiro já arrumado, caminhei em direção a cozinha encontrando Deidara e minha mãe tomando café da manhã, enquanto conversavam animadamente sobre algum assunto que envolvia moda.

— Bom dia meu amor. — Minha mãe cumprimentou-me, carinhosamente.

— Bom dia. — Falei sentando-me a mesa, prestando atenção na conversa a minha frente, mas precisamente em meu loirinho. 

— Você sempre foi um ótimo modelo Dei, por quê não quer ser mais ? — Minha mãe perguntou-o, curiosa.

— Porque é muito paparazzi em cima, eu não podia ir no shopping que meu nome já estava em todos os sites e redes de TV, só porque eu fui ao shopping, un. — Respondeu cruzando os braços, emburrado.

Ri levemente de sua feição contorcida em irritação, realmente Deidara odiava qualquer coisa que envolve-se seu nome sem seu consentimento.

— Ah Dei, mas é porque você é muito lindo, tem que passar em todo o mundo mesmo. — Sora comentou, fazendo com que o loiro fizesse uma careta engraçada.

— Não tia Sora, eu gosto de ter minha privacidade sabe, un. — Falou, sorrindo sem graça.

Minha mãe riu, concordando.

Terminei meu café da manhã e aproveitei para verificar se tinha alguma mensagem dos meus amigos em meu celular, e por incrível que pareça, tinha uma do Hidan.  


Mensagem de Hidan on:


Sasori seu porra, cadê você e essa Barbie de última categoria ? Vocês perderam a treta que rolou aqui na escola, Sakura Haruno pegou o macho da Ino Yamanaka e deu muito puxão de cabelo aqui nessa bagaça, elas saíram no tapa e tudo, cara cês tinham que ver como ficou a cara da Ino, a louca rosada quase quebrou o nariz da loira com um soco fortíssimo, parece que Sakura estava de rolo com o Sasuke, mas o mesmo traiu ela com o Naruto, tá ligado aquele loiro barulhento que faz advocacia junto com os irmãos Uchihas ? Pronto foi esse mesmo. Estão dizendo por aí que a Sakura pegou o cara que a Ino estava "namorando".


Mensagem de Hidan off: 


— Nossa! — Exclamei, em surpresa. 

Deidara e minha mãe me encararam sem entender, eu nem sabia como falar isso pro Dei, primeiro que eu nem gosto de fofocas, mas poxa é a prima dele que está envolvida no meio disso.

— O que houve, Danna ? — Perguntou-me, sério.

Engoli em seco, antes de falar:

— Sua prima e a Sakura brigaram. 

— O QUÊ ?! — Gritou, com os olhos azuis celestes levemente arregalados, ajeitando-se logo em seguida. — Er... Como assim Sasori no Danna ? Un.

— Vou te mostrar a mensagem, não gosto muito de falar da vida dos outros. — Falei, entregando meu celular ao loiro. 

Ele pegou-o rapidamente e começou a ler, vezes outra mordia o lábio inferior, ou franzia a testa. Pela sua cara de choque era possível perceber como ele estava um tanto preocupado, podiam viver brigando o tempo todo, mas mesmo assim Ino-irritante era sua prima.

— Não creio, un. — Me olhou com suspense. — Eu perdi de ver a Sakura socando a cara daquela porca ? 

Fiquei chocado com o que ele dissera, minha mãe começou a rir como uma louca fora do hospício. Deidara era realmente impressionante, fez um suspense todo daquele pra nada, só para dizer que perdeu de ver a prima apanhando da outra, retiro tudo o que eu pensei, Deidara é um primo horrível.

— Como você ama a Ino, Dei. — Provoquei-o, ironicamente.

— Amo mesmo, e é por isso que eu vou agradecer a Sakura por ter dado uma boa lição nela, un. — Disse, com um enorme sorriso no rosto. 

— Eu que não queria ter um primo assim como você, preferia não ter família se fosse desse jeito. — Falei, balançando a cabeça pros lados. 

O loiro apenas deu de ombros, ri levemente de sua infantilidade, Deidara sabia ser tão criança quanto uma.

— Vocês vão ficar aqui essa noite de novo, né ? — Minha mãe perguntou-nos, na expectativa de dizermos um 'sim'.

— Não mãe, daqui a pouco vamos embora. — Minha mãe me olhou chorosa, ela sempre ficava sozinha sem eu aqui, eu também me sentia mal por ter que deixá-la, mas tenho que terminar minha faculdade de artes plásticas.

— Filho, eu não tenho mais ninguém quando você sai. — Senti meu coração apertar com suas palavras, sofridas.

Deidara olhou pra ela com carinho, abraçando-a logo depois.

— Não vou prometer estarmos aqui todos os dias tia Sora, mas por duas vezes na semana estaremos, un. — Disse, fazendo o rosto da minha mãe se iluminar.

Ela olhou-o com tanto amor que até me deu inveja, seus olhos até lacrimejaram de emoção.

— Oh, meu amor. — Beijou a cabeça do Dei, afagando-lhe os cabelos loiros. — Você é tão especial para mim, se soubesse o quanto eu te amo Dei! Muito obrigada meu anjinho loiro, eu estou tão feliz por isso. — Sora falou, emocionada.

— Também te amo tia Sora, sinto isso, un. — disse, emocionado também.

— Vamos parando a melosidade aí, que eu já estou ficando diabético de tanto açúcar. — Murmurei, recebendo um olhar feio do Dei.

— Chato, un. — Falou, me dando língua.

"Infantil!" Pensei, revirando os olhos nas órbitas.

— Criança. — Devolvi, deixando-o bravo.

Franziu o cenho, me olhando com desgosto.

— Velhote, un.

— Criancinha idiota.

— Bestão, un.

Minha mãe olhava de mim para o Dei e do Deidara para mim, parecia está se divertindo com a situação.

— Você é tão fútil, Deidara. — Agora eu sei que feri os sentimentos do loiro, ele me olhou tão sério, que eu poderia jurar que ele estava quase chorando.

— Sasori seu imbecil, se você xingar o meu Dei novamente eu te mato. — Minha mãe ameaçou-me, abraçando Deidara que estava com cara de choro.

— Obrigado tia por me defender desse brutamonte, un. — Fungou, me olhando feio.

— Hey. — Puxei-o pro meu colo fazendo-o se assentar em minhas pernas, segurei seu rosto pelo queixo. — Eu te amo loiro, não fica bravo com seu Danna.

Pude ver um enorme sorriso no rosto alvo da minha mãe, ela nos olhava com tanto carinho e amor.

— Mas você me acha fútil, un. — Respondeu, com os olhos cheios de lágrimas. "Dramático, Humpf!" Pensei, sorrindo por dentro.

Sorri de lado acariciando os cabelos de sua nuca, sorri ainda mais ao senti-lo se arrepiar com meus toques.

— Eu falei brincando, você tem que parar de levar as coisas a sério Dei. — Mordi o lóbulo da sua orelha, apertando uma de suas coxas, fazendo-o soltar alguns suspiros e morder o lábio inferior.

Ela estava morrendo de vergonha da minha mãe, pois a mesma tinha um sorriso igual ao do coringa estampado na cara.

— Sasori no Danna... — Tomei seus lábios urgentemente, circulei meus braços em torno da sua fina cintura apertando-o sobre meu colo, o loiro abriu a boca permitindo-me aprofundar ainda mais o nosso beijo, senti suas mãos em minhas costas, apertando-me. 

— Awwwn! Meu kami-sama, que lindos! — Sora exclamou, com coraçõeszinhos nos olhos. — Deixa eu pegar a câmera pra tirar uma foto.

Na mesma hora que ela falou em câmera Deidara saiu do meu colo, ele estava tão vermelho quanto os meus cabelos, parecia está fazendo um cosplay de pimentão.

— Ah Dei, por que ? — perguntou-o, com um biquinho inconformada.

— Tia eu tenho vergonha, un. — Disse, cobrindo o rosto com as mãos, fofo!

Tem vergonha de tirar uma foto nos beijando avidamente, mas não teve vergonha de quando estávamos nos beijando vorazmente na frente da minha mãe. 

— É mãe, o Dei é muito vergonhoso. — Provoquei-o, puxando-o novamente pro meu colo.

Ficamos conversando por alguns minutos, Akasuna no Sora estava muito feliz, sei como ela estava amando nos ter aqui em casa. Enquanto minha mãe pegava as coisas para fazer o almoço, desci com Dei para irmos ao supermercado da minha rua. Os mesmos moleques do outro dia que estavam jogando bola, estavam assentados na calçada do meu prédio, fechei a cara ao vê-los olhando pra bunda do meu namorado com cara de malícia, miseráveis, Grr...

— Danna ? — Me olhou sem entender porque eu estava tão sério, só na minha mente eu já havia matado uns três deles.

— Não está vendo esse bando de urubu secando a sua bunda. — Falei, entre dentes.

Deidara corou fortemente, passando a andar em minha frente.

— Vamos logo Danna, un.

— Vamos. — Aceleramos o passo e entramos no mercado, peguei tudo o que eu tinha que pegar, passamos no caixa para pagar as compras.

— CPF na nota ? — perguntou, nos olhando.

— Não. — Respondi, enquanto ela passava os alimentos que peguei.

— Ai meu kami-sama, olha ali Bety, é o Deidara Yamanaka, é o filho dos estilistas da TV. — Uma garota alta falou afobada, puxando a outra pra perto da gente.

— DEIDARA! Kyyyyyyyyyyyyah!!! — Abraçou meu loiro, enquanto dava pulinhos e gritinhos finos.

Franzi a testa, olhando-as sério. Um monte de gente estava nos olhando, e outras vindo em nossa direção, Deidara me olhou desconfortávelmente.

— Tira uma foto comigo ? Por favor.

— Não, ele vai tirar comigo.

— Calem a boca, mas o Dei-chan vai tirar foto comigo que sou mais fã dele que todas vocês, olha. — Mostrou uma foto do meu loiro como papel de parede do seu celular, emburrei a cara pra ela.

Meu loiro estava sem camisa, com as mãos em seu rosto de forma fodasticamemte sexy! Os cabelos emoldurando seu rosto e corpo. Estava tão magicamente lindo, Dei parecia até um anjo esbelto.

— M-me d-desculpem, mas eu não sou mais modelo, eu não quero essa vida pra mim, agradeço o carinho de vocês, posso até tirar a foto mais sem compromisso, tudo bem ? Un. — Todas o olharam triste por saber que ele havia desistido da carreira de modelo, mas assentiram animadas com a idéia de tirarem foto com ele.

Deidara tirou foto com cada uma delas, dava pra ver que ele fez isso por educação, até o entendo por não querer se envolver com essa coisa de mídia. Após esse contratempo fomos andando de volta pra casa.

— Ai Danna, un. — Abracei-o pela cintura, selando seus lábios em um selinho casto.

— Vamos pra casa amor. — Voltamos a andar ignorando as cantadas que os malditos estavam dando no meu namorado, segurei minha vontade de matar eles tudinho.

Entramos em casa e minha mãe estava terminando o almoço, contamos pra ela sobre as fãs do meu loiro no supermercado, obriguei Deidara a me mostrar suas fotos no tempo que ele era modelo oficial de seus pais. Quase tive um sangramento nasal ao ver quantas fotos sexys e ousadas ele tinha, fiquei irritado por saber que elas ainda estavam nos sites. Após algumas horas voltamos para a Universidade, e fomos cercados por nossos amigos.



Sasori pov,s off


Notas Finais


Foi isso aí pessoal, espero que vocês tenham gostado do capítulo, muito obrigada a quem leu, me perdoem se houver algum erro ortográfico, até o próximo capítulo, bjss! 😍😘❤👌🌷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...