História Um amor para transbordar - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Lynn, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Rosalya, Viktor Chavalier, Violette
Tags Amor Doce, Colegial, Lynn
Visualizações 3
Palavras 559
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capitulo ai, gente
Tava com um tempinho e resolvi postar

Capítulo 13 - Acabou a festa


Uma semana tranquila se seguiu na escola após o show. Todos estavam cansados de festejar e organizar eventos. Estava na hora de se concentrar nos estudos, havia um longo ano letivo pela frente.

Lynn estava revisando a matéria da aula anterior, no pátio, quando Kentin sentou-se ao seu lado.

— Que aluna exemplar você é. Estudando nas horas vagas. – sorriu.

— Estou tentando recuperar o tempo perdido. Fiquei organizando festa e me atrasei nas matérias. – olhou para o rapaz com alegria – Eu senti sua falta, sabe?! Nós dois conversando sobre a aula e comendo cookies no intervalo, tranquilamente.

— Eu também... – corou – Essa escola é bem agitada, não é?!

— Sim, muito. – Lysandre passou pelos dois, indo para o jardim, e a garota percebeu o olhar convidativo que ele lhe lançara – Kentin, eu preciso conversar com o Lysandre agora. A gente se vê mais tarde, ok?!

— Ok... – observou a garota ir atrás do rapaz, desapontado.

Lysandre estava mais misterioso do que o normal. O que fazia Lynn se sentir mais atraída por ele. O rapaz segurava o bloco de notas, enquanto se sentava em um canto do jardim. Lynn se aproximou com calma e sentou-se ao lado dele. Ficaram em silêncio por um tempo enquanto se olhavam.

— Lys, eu adorei a canção que compôs pra mim. – a garota resolveu quebrar o gelo – Mas eu fiquei um pouco assustada, por isso eu não falei com você.

— Assustada? – Lysandre ficou confuso.

— Sim, tive medo de que as coisas entre nós estivessem indo rápido demais.

— Ah, sim. Entendi. – o rapaz ficou pensativo por um tempo – Eu sinto muito se fiz você se sentir pressionada de alguma forma. Apenas queria que soubesse como eu me sinto. – segurou as mãos da garota – Não vou negar que eu gostaria que fosse minha namorada. Não apenas porque eu gosto de você, mas também pra te conhecer melhor.

Lynn ficou corada. Lysandre queria que ela fosse namorada dele?! Nunca ficara tão confusa quanto aos seus sentimentos. Uma parte dela dizia que era loucura. A outra parte apenas queria se jogar nos braços dele.

— Entendi... – levantou-se – Precisamos voltar agora, senão nos atrasaremos pra aula.

— Lynn! – exclamou o rapaz levantando-se também – O que você pensa dessa ideia?!

— Que ideia?

— De ser minha namorada. – aproximou-se da garota e acariciou seu rosto suavemente - Você aceita?

Lynn ficou com as pernas bambas. Suas mãos formigavam e sentia algo estranho no estomago. O calor da mão de Lysandre em seu rosto era tão bom que mal conseguia pensar direito.

— Eu... preciso de um tempo pra pensar – se ouviu dizer.

— Eu entendo. Nos falamos depois, então. – Lysandre sorriu e se despediu depositando um beijo no rosto de Lynn.

Quando a garota saiu do jardim deu de cara com Alexy.

— Onde você estava, santa?! – ele estava agitado e suava.

— Respira, Alexy! Tenho uma coisa pra te contar...

— Então conta logo que eu tenho uma coisa pra falar também.

— Lysandre acabou de me pedir em namoro! – Lynn não conseguia esconder a alegria.

— Bichaaa!!! – ficou boquiaberto – E o que você disse?

— Pedi um tempo pra responder, porque, monamour, eu não consigo pensar com coerência quando tô perto desse homem. – riu – Eu só penso em como ele é lindo e charmoso e em como eu quero beijar aquela boca e...

— Ok, gata! – interrompeu – Eu entendi. Mas eu realmente preciso te dizer que eu acho que tem uma aluna nova na escola.


Notas Finais


Espero que curtam
Até breve


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...