História Um amor por acaso - Fillie - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Billy Hargrove, Chefe Jim Hopper, Dustin Henderson, Eleven (Onze), Jonathan Byers, Joyce Byers, Lucas Sinclair, Maxine "Max" Mayfield / "Madmax", Mike Wheeler, Nancy Wheeler, Steve Harrington, Will Byers
Tags Stranger Things
Visualizações 51
Palavras 1.562
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiii, eu sei, estamos sumidas! Ficamos muuuuuuuuito tempo sem postar capítulo, porque estavamos muito ocupadas! Mas para compensar, escrevemos um MEGA capítulo! Espero que gostem, boa leitura. ❤

Capítulo 11 - Promete?


POV MILLIE

Não acredito que aquele cara idiota teve a cara-de-pau de aparecer aqui, tenho certeza que isso tem a ver com a briga pela guarda,Olivia não sabe de nada, mad o que é que eu posso fazer, ela ama o pai dela, os olhinhos dela brilham ao ver ele, não posso deixar isso acontecer, se ele ganhasse, eu não iria conseguir viver sem a minha filha, o mesmo ao contrário, tenho que parar com isso. Ele sentou ao meu lado na reunião, Iris estava branca como um fantasma, quando me dei conta estava quase chorando, ate que Finn colocou a mão dele sobre a minha, por um momento me senti melhor, mas não muda o fato de que o que ele fez foi errado, retirei a mão dele de cima da minha e limpei o rosto com as mãos. Parecia que a reunião ia demorar uma eternidade, ate que, quando acabou, saimos todos juntos e puxei Jacob para longe dos outros.

-- Jacob, precisamos conversar!

-- Sobre o que? Não gostou da minha presença aqui? - Ele disse mechendo no meu cabelo. Deu um tapa na mão dele.

-- Sobre a nossa filha! Me encontre em casa em uma hora, vamos estar sozinhos, precisamos resouver uma coisa com calma!

-- Onde Olívia vai estar?

-- Eu dou um jeito. - Saí quando percebi que todos nos olhava, Jacob só sinalizou com a cabeça concordando. Foi aí que pensei, preciso deixar Olívia com alguem, ela já ouviu eu e o Jacob brigando muito, caso a gente altere a voz, não quero que ela esteja la para ouvir isso!

*Ligação On*

-- Sadie? Sou eu Millie, preciso de sua ajuda, tem como você ficar com a Olívia por algumas horad hoje? Preciso resouver uma coisa com o Jacob - Disse entrando no carro.

-- Meu Deus Millie! Você vai finalmente matar ele???

-- Sadie!!!! - Eu praticamente berrei nesse momento. - Estou dirigindo,você está no viva-voz!

-- Oi tia Sadie! - Olívia disse no banco trazeiro do carro, deixando nos duas constrangidas.

-- Ai meu deus, ah...oi linda. Ah,Millie, sinto muito mas não posso, o centro enche muito no sábado, eu e Caleb estamos muito ocupados.

-- Tudo bem, obrigada entao.

*Ligação Off*

Droga! Eu disse discando para a Katie.

*Ligação On*

-- Katie,sou eu, preciso que você fique com a Lilly por um tempo, vou resouver uma coisa com o Jacob!

-- Finalmente vai matar ele? - Ela me respondeu gargalhando.

--Meu Deus Katie! Qual é o problema das pessoas hoje?

-- Tô só brincando, mas não, infelizmente, eu não posso, estou atolada de trabalho,o estagiário novo não sabe fazer nada! Eu vou desligar, te amo!

*Ligação Off*

Chegamos em casa, daqui a uns 40 minutos Jacob chegaria, e eu ainda não tinha aonde deixar Olívia, estava sem opção,ou quase. Comecei a discar pela terceira vez.

*Ligação On*

-- Alô? - Eu disse com uma voz um pouco baixa, como se eu estivesse com medo da resposta.

-- Não consegue viver sem mim amor?

-- Cala a boca,Finn!

-- Ai! Assim você me magoa!

É incrível como ele me faz rir em horas como essas.

-- Finn, eu preciso de um favor seu.

-- Qualquer coisa.

-- Pode buscar a Olívia aqui, e ficar um pouco com ela hoje? Preciso resouver uma coisa com o Jacob...

-- É claro, mas está tudo bem?

-- Está sim, não se preocupe.

-- Chego aí em 15 minutos, você me liga quando acabar e eu levo ela de volta. Caso precise de alguma coisa, me ligue, eu sei que você é determinada a fazer as coisas sozinhas, mas não precisa se não quiser!

-- Obrigada, Finn. - Eu esta a sorrindo como nunca.

-- Tudo por você amor. - Pude perceber o sorriso bobo dele. Me fazendo revirar os olhos.

-- Não me chama assim!

-- Ah, para eu sei que você gosta! Ah...então tchau, chego aí daqui a pouco.

*Ligação Off*

A campainha tocou, Olívia atendeu.

-- Papai!!!

-- Oi bebê! - Ele disse pegando Olívia no colo. Ele ama a filha que tem, sei disso.

-- Oi Jacob.

-- Oi...nos comprimentamos com um abraço.

-- Sobre o que vamos conversar?

-- Vamos esperar a Lilly sair.

-- Aonde ela vai?

-- Ah... - Gaguejei. - Um amigo meu vai buscar ela.

-- Amigo? Que amigo?

Antes que eu pudesse responder a campainha toca, eu atendo. Finn está com uma jaqueta de couro, está mais lindo do que nunca, não consegui dizer uma unica palavra, então Olívia passou por mim correndo e pulou em seu colo.

-- Tio Finn!!

-- Oi princesa! - Ele deu um beijo na testa dela. -- Vai pegar suas coisas que o Cole ta te esperando para comer pizza!

-- Serio? - Ela respondeu entusiasmada, e foi correndo para o quarto, deixando nos três na sala.

-- Talvez com esse favor você me perdoe ne? - Ele disse sorrindo.

-- Ah...tudo bem...me desculpa tambem...

-- Você não precisa se desculpar... - Estavamos cochichando na esperança de que o Jacob não ouça, mas ele ouviu, eu sei pela cara dele.

Finn e eu nos comprimentamos com um abraço longo,era incrível como nossos corpos se encaixavam perfeitamente, ele me deu um beijo na testa, e quando precebeu que Jacob olhava, me soltou e sinalizou para ele em forma de comprimento, mas Jacob não sinalizou de volta. Finn e Olívia sairam, deixando eu e Jacob a sós.

-- Ah...eu vou pegar alguma coisa pra gente beber... - eu disse quebrando o clima. Jacob me seguiu ate a cozinha e enquanto eu enchia dois copos de Bourbon, ele franzia o cenho, e me encarava muito.

-- Esse seu amigo...o que ele fez para pedir desculpa?

-- Ah...porque você... Não viemos aqui para falar sobre isso... - Gaguejei denovo.

-- Ta, e sobre o que viemos falar, meu advogado disse que não é bom conversarmos sobre o julgamento...

-- Viu? É sobre isso que viemos conversar! Isso é ridículo Jacob! Brigar pela guarda da Olivia estragaria a vida dela, ela ama tanto o pai quanto a mãe... Não digo isso por mim, digo por ela. - Fica um silêncio por uns 10 segundos, até que finalmente ele diz alguma coisa.

-- Você tem razão...mas eu só, queria ter mais presença na vida da minha filha.

-- É Claro! Ela também é sua filha,podemos discutir e resolver isso com calma, dem brigas. - Meu telefone toca, é do trabalho. -- Só um minuto, saio da sala para atender, volto 3 minutos depois. - Desculpa, não era muito importante mas sou eu que faz aquele trem andar ne? - Estavamos sentados sobre o tapete da minha sala, bebendo e discutindo o tempo que cada um ficaria com a Olívia, foi aí que as coisas saíram do controle, estavamos nos beijando. Foi um beijo lento que só foi aumentando, então, tranzamos la mesmo, foi só o que eu me lembro até eu adormecer. Quando eu acordei, não estava me sentindo muito bem, minha cabeça doía e eu mal conseguia ficar em pé, então, percebi uma coisa em meu copo, no fundo, tinha alguma coisa misturado com o Bourbon, e o cheiro não era bom, sem fazer barulho, mechi no bolso da calça do Jacon, e encontrei um frasco cheio de comprimidos, ele tinha me dopado. Fiquei furiosa!

-- Ei! Jacob! Acorda! - Gritei balançando ele com força, até que ele finalmente acordou.

-- O que foi?

-- O que é isso? - Perguntei mostrando o frasco para ele.

-- Ah...eu...droga!

-- Foi o que eu pensei! Sai daqui!

-- Millie, deixa eu explicar...

-- Não, Jacob! Isso é ridículo! Eu sou uma burra de pensar que você mudou! Nunca ninguem deveria fazer isso com uma mulher, quer dizer, com ninguem, isso é muita falta de caráter!

-- Eu coloquei isso na sua bebida antes de conversarmos, antes de ver como você mudou, Millie, eu quero você!

-- Você é doente! Agora que eu quero a briga pela guarda mesmo! Isso que você fez é considerado estupro!

-- Mas e a conversa de "isso vai afetar a Olívia"? Vai deixar isso pra la? Ela só tem 9 anos!

-- Por isso mesmo! Vou fazer de tudo para manter você longe dela a partir de hoje! - Eu disse chorando, chorando muito. Quando Jacob saiu, bateu a porta com força, me fazendo chorar mais.

POV Finn

Olívia e Cole acabaram dormindo enquanto assistiam tv na sala, coloquei os dois na minha cama. Estava quase de manhã, o que será que Millie está fazendo com aquele cara que ela demora tanto? Liguei para Maya e pedi para que ela viesse tomar conta das crianças e fui conferir se estava tudo bem lá.

Bati na porta uma vez e nada, então resouvi entrar, ela estava no chão, chorando muito, tinha garrafas no chão e ela estava quase nua.

-- Finn. - A voz dela saia tão fraca, mal conseguia se ouvir.

-- Eu mato ele!

-- Espera! Finn, por favor eu não quero ficar sozinha! - Ela mal conseguia falar, chorava muito.

-- Você nunca mais vai ficar sozinha Millie!

-- Promete?

-- Prometo! - Então abracei ela, e ela dormiu em meu colo, levei ela para o quarto dela, e como prometido, deitei ao seu lado, e adormeci também.


Notas Finais


❤ Só quem é fã entendeu as referências ❤
Até o proximo capítulo amados.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...