1. Spirit Fanfics >
  2. Um amor por acaso >
  3. Reis e reinados

História Um amor por acaso - Capítulo 4


Escrita por: e Luanna_Brando


Capítulo 4 - Reis e reinados


Stiles acordou meio desnorteado naquela manhã, sentia que algo estava errado. Mesmo tentando se concentrar ao máximo para se lembrar da noite passada, ele não conseguia entender como ele havia ido parar em casa, se lembrava apenas de estar conversando com Tristan no carro e depois nada, vazio, era como um espaço em branco em sua mente, uma memória inexistente que ele sabia que deveria se lembrar,  mas não conseguia. Rapidamente espantou esses pensamentos, provavelmente estava tão cansado pela longa viagem que deve ter simplesmente adormecido como uma pedra, de fato essa era a probabilidade mais coerente na mente do castanho.

O  pensamento que ainda persistia em rondar a mente do castanho e era bem vindo, era a sua descoberta da existência de vampiros. Não deveria se surpreender depois de sua vasta experiência com o mundo sobrenatural ele não duvidava que até unicórnios poderiam existir. Sorriu com esse pensamento.

Se pegou pensando também em Stefan e Klaus, e em como os dois eram cegos por não notarem a chama romântica que serpenteava no olhar de cada um e em como essa chama faiscava intensamente quando o olhar dos dois se cruzava. Ou os dois eram cegos ou burros demais para perceberem aquilo.

Stiles daria um empurrãozinho para juntar aquele casal ou ele não se chamaria Mieczyslaw Stilinski.

O castanho levantou da cama em um pulo para começar a se aprontar, afinal ele tinha um casal para juntar, mas ainda tinha um caso para resolver e um bandido, digo, um vampiro para prender. Prender um possível vampiro maníaco, isso não soava nada bem.

Depois de ter tomado um rápido café da manhã, Stiles pegou as chaves de seu carro e foi dirigindo em direção ao mesmo bar da noite passada. Stiles teria que contar com a ajuda de Tristan para resolver aquele caso. Mesmo estranhando, um sentimento estranho e ruim se apossava de seu corpo ao pensar em Tristan, aquilo não significava coisa boa, era o mesmo sentimento que sentiu com Théo, Cara de bom moço e coração obscuro. Stiles deveria manter os olhos bem abertos ao trabalhar com o vampiro.



◇◇◇◇◇◇◇◇


Klaus não pregou os olhos naquela noite, ele focou totalmente a sua atenção para os lentos batimentos cardíacos do seu "hóspede". Stefan estava no quarto ao lado, a uma porta de distância, poucos metros o separavam, isso remexia com os sentimentos do híbrido.

Klaus sempre havia notado algo intrigante em Stefan, desde a primeira vez que o viu, isso lá na década de vinte, quando encontrou o Estripador Stefan. Klaus não ousaria mentir em dizer que aqueles foram os dias mais agradáveis de sua existência, mas bem tudo o que é bom dura pouco e infelizmente ele teve que fugir de seu pai novamente.

Aquela partida destruiu algo dentro do Híbrido que nem mesmo ele entendia, mas foi o melhor para se fazer, o melhor para Stefan. Anos mais tarde a sorte parecia sorrir para si, encontrou Stefan novamente, talvez aquela seria sua chance de recomeço, mas não…. Stefan estava amando e  protegendo a vacaranha da Elesma, Klaus sentiu tanto ódio que fez de tudo para destruir a duplicata vadia. Stefan era dele é apenas dele.

Aquilo era possessivo e hipócrita, mas ele era Klaus Mikaelson, ele não se importava com nada. Por isso ele tacou o terror na pacata Mystic Falls, destruiu, matou, trouxe o antigo Estripador Stefan de volta, até tentou fazer ciúmes em Stefan usando a doce Caroline, mas nada. Stefan só tinha olhos para a desgraçada da ratazana da Elesma. Por isso ele foi embora deixando seu coração para trás.

Klaus foi ser o Rei que uma vez Stefan disse que ele era.

Klaus ergueu seu império na cidade que ajudou a construir. Seu reinado em Nova Orleans era de certa forma "chato", por mais que tentasse se distrair ou se envolver com outras pessoas sua mente sempre voltava a Stefan. Isso o incomodava, Klaus era acostumado a ter tudo o que queria, mas ele não era capaz de ter a única coisa que ele mais estimava, ele não conseguia ter Stefan.

Naquele dia o Híbrido só queria se distrair, andando de bar em bar despreocupado com tudo, até aquele bar…..

Lá estava ele, Stefan sozinho bebendo.

Klaus sorriu como nunca, desta vez ele não deixaria a oportunidade passar, ele conquistaria Stefan.

Qual foi o tamanho da ira do Original ao saber o motivo da tristeza do outro, Klaus jurou por tudo o que era mais sagrado que ele destruiria Damon e Elena. Aqueles dois não mereciam Stefan de forma alguma, a morte para aqueles dois viria de forma lenta e dolorosa.

Klaus detestava ver tristeza naqueles olhos por isso animaria o outro. Mesmo sobre os protestos do outro Klaus não se abalou, bebeu e cantou com Stefan, se sentindo alegre por rever o lindo sorriso nos lábios do outro. Aquilo aquecia a sua alma fria.

Se separou de Stefan por poucos minutos e sentiu uma onda crescente de ciúmes, isso mesmo ciúmes, ao ver Stefan de papinho com outro cara. Se aproximou lentamente dos dois até ouvir aquele nome.

"Stiles", poderia ser realmente ele? O humano que corre com os lobos? Isso era fascinante. Talvez ele devesse ser mais sutil, mas ele não era de sutilezas, Elijah que era assim, Klaus acabou por assustar o garoto e se perdeu por alguns segundos nos olhos âmbares do garoto, eram chamativos assim como os de Stefan.

E realmente era ele, o humano que corria com os lobos, até que ele era agradável, tão qual como Stefan. Estranho pensamento, por quê ele ficava comparando Stiles a Stefan? Não entendia, mas queria entender. Ficou surpreso ao descobrir o motivo do castanho estar ali, agora até o FBI estava investigando as mortes, isso seria um problema, mas bem, não era nada com o que ele não pudesse  lidar, ele era rei, ele poderia fazer o que bem entendesse e no momento ele deveria ajudar a achar o culpado. Designou Tristan para auxiliar Stiles, mesmo tendo um Stefan emburrado reclamando no seu ouvido que aquilo não era correto.

Stefan ficava fofo fazendo birra. 

 Se lembrou da noite anterior e seu pequeno encontro com Stefan semi nu no quarto, ele  ficava mais lindo ainda de toalha e com toda a certeza ficaria melhor sem ela. Como seria Stiles após o banho?

Stiles e Stefan estavam na sua mente agora, deveria ficar confuso, mas como já dizia Katherine "Tudo bem amar os dois".

Quando sentiu os primeiros raios de sol daquela manhã, Klaus tomou um preguiçoso banho quente e desceu para fazer um café, talvez Stefan acordasse com fome. Nenhum de seus irmãos havia voltado naquela noite, todos deveriam estar por aí com suas namoradas ou flertes. Isso deixava o Híbrido feliz, mesmo não demonstrando, seus irmãos estavam felizes e isso também era motivo para sua alegria e é claro seus irmãos fora significava mais tempo sozinho com Stefan.

Como se combinado quando terminou o preparo do café, Stefan entrava na cozinha, a cara de sono dele era fofa, Klaus sentia vontade de morder, em um bom sentido é claro.

Stefan olhava desconfiado para si, mas apenas sentou na mesa e se serviu do café da manhã.

_ Bom dia Klaus.

_ Bom dia.

Foram poucas palavras trocadas em meio a aquele desjejum, Klaus observou Stefan comer apressado e se levantar da mesa.

_ Aonde vai Stefan?

_ Acompanhar o Stiles, não confio naquele Tristan.

Klaus soltou uma leve risada.

_ Eu levo você.


*****

A viagem no carro foi silenciosa, Klaus observa cada movimento que o  outro fazia, os gestos, seu olhar avaliativo para as construções ao redor, até a forma inquieta que Stefan se remexia no banco como se estivesse desconfortável com algo. Iria perguntar,  mas já haviam chegado ao seu destino, encontrando Stiles e Tristan.

Stefan simplesmente saiu do carro indo em direção aos dois e ele foi atrás.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...