1. Spirit Fanfics >
  2. Um Amor Proibido - Sawhin >
  3. Surpresa! Eu te amo.

História Um Amor Proibido - Sawhin - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Opa! Esse é terceiro Capitulo da série "Sawhin - Um Amor Proibido", da categoria de 𝐇𝐢𝐬𝐭𝐨𝐫𝐢𝐚𝐬 𝐎𝐫𝐢𝐠𝐢𝐧𝐚𝐢𝐬 aqui da Spirit Fanfics.

Eu Sei! Mereço uns tiros pela demora, mas nessa Coronaweek (Do dia 16 ao dia 20), vai ter muitos capítulos de Sawhin, então Hope for the Best Babies!.

Agora as tramas cada vez mais conectadas revelam segredos, Sara e Tawhin continuam e Dalia esconde ao máximo seu amor enquanto Marcus vê uma difícil escolha em sua frente! Continue Lendo "Sawhin - Um Amor Proibido" para descobrir!

𝕱𝖊𝖎𝖙𝖔 𝖈𝖔𝖒 𝕮𝖆𝖗𝖎𝖓𝖍𝖔
𝕱𝖊𝖎𝖙𝖔 𝖕𝖔𝖗 𝖌𝖆𝖞𝖇𝖔𝖔

Capítulo 4 - Surpresa! Eu te amo.


Fanfic / Fanfiction Um Amor Proibido - Sawhin - Capítulo 4 - Surpresa! Eu te amo.

Ei, Acorda! - Diz (?) Bem baixinho

Ahn? - Murmura Sara ainda bem sonolenta e sem lembrar bem o que tinha acontecido no dia anterior.

Se você não acordar, vai se atrasar pra escola, minha namorada- Sussurra (?) no ouvido de Sara bem baixinho.

N-na-morada!?? Quem você pensa que é? - Grita Sara que pula da cama e percebe a última coisa que ela queria que acontecesse.

Sou eu "pow", o Gabriel - Fala Gabriel na esperança de acalmar sua namorada.

Como Gabriel está ali, na cama de Sara, como ele está em sua cidade? Cheia de dúvidas Sara parte para uma ação inesperada.

 

Dália's P.O.V

Dália, ACORDA! - Grita Dálete (Mãe de dália) já sem expectativas de que o que se foi pedido se concretize.

J-já vai mãe.. - Diz Dália ainda sonolenta da noite passada.

Filha, se você não acordar, vai se atrasar pra escola. - Dálete sabe que sua filha ama a escola e percebe que essa fala foi uma grande jogada.

Tô indo mãeeee! - Dália corre e começa a se aprontar para a escola.

E-eu só queria continuar sonhando come ele, com aquele rosto... - Voa Dália em seus pensamentos.

Tawhin's P.O.V (A day ago).

Vem cá bebê - (?) beija (?) Fortemente.

Ma-mas que merda tá acontecendo!? - Tawhin pensa forte e não reconhece quem está no vestiário nesse momento.

E-e-eu ÃHN! - (?) geme bem forte e de uma maneira imersiva e que sonha Tawhin presenciar com um certo alguém.

Para caralho! Se não alguém vai nos escutar! - Sussurra (?) No ouvido de (?), Porém com um certo volume que fosse possível escutar.

Eu não quero que você fale disso pra ninguém, tá Manu? - Sussurra (?) No ouvido de Manu, com um tom autoritário.

Você sabe bem que eu me amarro nisso - Fala Manu diretamente para alguém que tinha uma voz peculiar para Tawhin.

M-mãozinha!? - Tawhin conclui que já tinha ouvido aquela voz várias vezes e que só podia ser dele.

E-eu vou me esconder aqui até eles terminarem isso, não posso ser percebido de maneira alguma.... - Pensa alto Tawhin que também percebe que mais algum escutou.

MERDA! TEM ALGUÉM AQUI E QUE VAI ENTREGAR A GENTE PRA TODO MUNDO! - Exclama Mãozinha, porém, sem perceber que estava gritando. 

Cala a boca caralho! - Fala Manu, bem baixinho, porém com seu estilo mandona de ser.

Ah, já chega… QUEM ESTIVER AI, SE PRONUNCIE, OU VAI LEVAR UMA BELA SEQUÊNCIA DE SOCOS!! - Ignorando a recomendação de Manu, Mãozinha exclama para todo o vestiário seu plano para evitar que seu segredo seja revelado.

Merda, merda, merda, o que eu faço? - Pensa Tawhin, querendo realmente desaparecer dali. 

Tá bom então… Não quis falar, então vai na porrada. - Mãozinha começa a chutar com raiva as portas das cabines do vestiário de onde veio o som uma de cada vez.

1! - Mãozinha chuta a porta da cabine 1.

2! - Mãozinha chuta a porta da cabine 2.

3! - Mãozinha chuta a porta da cabine 3.

E a última… 4! - Mãozinha chuta a porta da cabine 4.

Hmm… Ninguém? Acho que deve ter sido só uma loucura minha… mas por precaução, vamos embora Manu. - Diz Mãozinha, verdadeiramente decepcionado.

Ah, que sorte. - Diz Tawhin aliviado e atrás do vão da cabine 4 onde ele conseguiu se esconder.

Eu espero que o meu dia não continue assim… - Conclui Tawhin, mal sabendo que era só o começo.

 

Sara’s P.O.V

AAAAAAAAAAAAAAAAAA, QUE MERDA É ESSA?? - Berra Sara após dar um TAPA na cara de seu então Web Namorado.

E-eu só queria fazer uma surpresa Amor… - Diz Gabriel com o rosto vermelho e desnorteado.

QUE MERDA DE SURPRESA É ESSA? EU TENHO QUE ACORDAR, NÃO É POSSÍVEL! - Grita Sara se beliscando loucamente enquanto faz uma cara de desacreditada, parcialmente irada com tudo que vem acontecendo em sua vida.

Não é um Sonho, tudo isso é real real real rea re r… bip bip bip - A visão de Sara começa a ficar turva e ela acorda novamente com o som de seu alarme, percebendo que realmente aquilo não era real.

SARA, VOCÊ JÁ TÁ ATRASADA, E AINDA QUE A GENTE PRECISA PASSAR NO CAFÉ! - Infelizmente a voz quase ensurdecedora de sua mãe Carmelita não era um sonho, e Sara realmente estava atrasada.

Gente?? Que merda foi essa? - Diz Sara assustada com o que aconteceu em seu sonho.

QUE PALAVREADO É ESSE MENINA?? TEM QUE SE COMPORTAR COMO UMA MOÇA, COMO A SUA IRMÃ, E VAMOS LOGO QUE ESTAMOS SEM TEMPO - Sara não fica com raiva de ser comparada com sua irmã, pois gosta muito dela, porém odeia ter que ser quem não é.

Já tô indo CARALHO! - Sara xinga novamente para irritar sua mãe, que no fundo entende que sua filha vive uma vida complexa.

No caminho do café, Carmelita leva Sara e seu irmão, que enquanto vê os prédios ao seu redor pensa e pergunta, por que diabos eu sonhei com o meu namorado na minha casa. E com essa indagação, vem a Sara outra pergunta intrigante…

MÃE! Por que a Senhora me ligou com aquele tom ontem? - Esperando pelo pior, que seria sua mãe descobrir sobre seu namoro, a resposta dela não a surpreende.

Não, é que eu já estava com raiva de você fazer o Jarbas esperar, ai pensei que se eu falasse de um suposto namoro escondido você me obedeceria… Sabe quantas mensagens eu mandei pra você? - Diz Carmelita com uma voz anasalada como sempre, mas agora com uma raiva bem possível de ser incomum.

Ata, é óbvio que eu não tenho namorado mãe, e eu deixei meu celular no modo avião por isso não olhei as mensagens. - Responde Sara com o cú trancado, pois mentir para sua mãe as vezes é difícil, principalmente quando ela acerta na mosca sem querer.

Que estranho… Você acabou de falar que é óbvio que não tem namorado, mas depois da minha brincadeira, chegou super estressada em casa e dormiu cedo, o que não é nada comum. - Carmelita estava encaixando as peças desse quebra cabeças complexo quando…

CHEGAMOS! Tchau mãe até de noite! - Grita Sara, pulando fora do Corolla e deixando sua mãe mais intrigada ainda.

Depois de ter saído do carro, Sara vai a direção a porta da escola, e quando chega lá se depara com um alguém muito especial, O Tawhin. Com seus olhos castanhos claros, seu bigodinho que dá um sentimento agridoce em seus pensamentos, ao mesmo tempo que demonstra poder é doce como um beijo, que seria bem vindo daqueles lábios avermelhados e de tamanho satisfatório para um beijo romântico, Sara também repara em seu corpo, chegando dentro de sua camisa regata de educação física da escola, que pelo fato de ser fina, conseguiu reparar em seu abdômen malhado e em seus braços fortes, que fazem ela se perder eu seus pensamentos, imaginando até onde aqueles braços poderiam chegar da mesma forma ao reparar que seu jeans escuro estava marcando na região peniana e quando Sara começa a adentrar mais fundo em sua mente algo a toca.

Sara, sara, SARA - Tawhin tenta comprimentar Sara que está com os olhos fixos no meio das pernas de Tawhin. Tawhin percebe e cora muito, um fofo malicioso cobre seus olhos caramelo, fazendo Sara perceber que estava hipnotizada.

A-ah desculpa, eu estava distraída com algo… - Fala Sara envergonhada.

Com algo ne? Hehehehe - Diz Tawhin com uma clara malícia em seu rosto, que no fundo estava morrendo de vergonha.

 

Dalia’s P.O.V

S-sara! - Exclama Dália, que estava ansiosa para ver a amiga que não tinha contato desde o fim de semana passado.

Oi Dalila, fez a atividade do leoleo? - Diz Sara agora alegre, depois de uma conversa interessante com Tawhin.

Ah, fiz sim! E por que não tá sonolenta como sempre? É alguém especial? - Dália acrescenta  essa indagação mesmo sabendo da resposta.

Não sei nem por que você pergunta, é óbvio que é o Tawhin, e você tem alguém especial? - Sara acrescenta essa pergunta, que diferente da amiga, ela não sabe a resposta.

Ahn… Não ue. - Envergonhada e claramente mostrando o oposto, Dália nega tudo.

Ahan… sei. - Já que eu falei que era o Tawhin você tem que me dizer quem é! - Diz Sara animada, aparentemente preparando algo para fazer a amiga falar.

UEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEN - Na escada em direção a sala as amigas são surpreendidas com o sino de entrada, e uma aula tediosa (não para Dalia) do Leonel estava prestes a começar.

Sara, Você viu o Marcus? - Pergunta Dália preocupada, ele não costuma faltar assim.

Realmente, mas acho que ele vem no segundo horário. - Responde Sara com certeza de que o amigo estaria bem.

Marcus P.O.V

ÃHN! - Marcus geme alto.

E-eu não queria isso… - Fazendo referência a um A.S.M.R de BTS que tinha escutado  previamente com sua amiga.

Por que você não me falou antes Marcus - Pergunta (?) bravo, porém de uma forma fofa.

Eu não sabia que você era gay poxa. - Se explicando Marcus percebe que perdeu a primeira aula “brincando”, com (?) no banheiro.

Hm… você não sabe de nada bebê. - Diz (?) esquentando o clima e colocando as mãos no quadril do parceiro.

E-eu tenho que ir agora (?), depois a gente se fala, ok? - Pergunta Marcus esperando um sim.

Tá, vai lá fofo. - Diz (?), tentando ser fofo, e conseguindo.

Após sair do banheiro masculino, Marcus tem uma difícil escolha pela frente… Assumir a sua homosexualidade ou não?

Fim do Capítulo 3!

 

 


Notas Finais


Eai, curtiu esse terceiro capítulo? Esse é uma história é original e baseada em fatos reais, qualquer erro de ortográfico me avisem! Nós vemos semana que vem.

Lembrando que ainda hoje (dia 18) sai capitulo 3.2 "O começo do fim" as 20:00, então fiquem ligados no perfil 𝖌𝖆𝖞𝖇𝖔𝖔 do Spirit Fanfics.

𝖘𝖊 𝖊 𝖋𝖊𝖎𝖙𝖔 𝖈𝖔𝖒 𝖈𝖆𝖗𝖎𝖓𝖍𝖔
𝖊 𝖋𝖊𝖎𝖙𝖔 𝖕𝖔𝖗 𝖌𝖆𝖞𝖇𝖔𝖔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...