História Um amor proibido - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Kill la Kill
Personagens Ryuko Matoi, Satsuki Kiryuin
Visualizações 5
Palavras 861
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A história sempre se passará em torno de Ryuko, ou seja, sempre será ela que esta narrando!

Capítulo 1 - Capítulo 1


" Como pode fazer isso Ryuko?, como pode deixar seu copo derramar e sujar seu vestido?! ".

" Mamãe, eu... Me desculpa mamãe, fui sem querer ".

" Mamãe a Ryuko não teve culpa, por favor, não faça isso ".

" O que é isso Satsuki?, já disse para não proteger sua irmã, ela deve aprender sobre bons modos ". 

" Mamãe a Ryuko só derramou o copo sem querer ela não teve culpa de nada ".

" Já que é assim, eu quero que vocês duas subão para seus quartos, AGORA ".

Aquela sensação de novo veio...

" Ryuko vai ficar tudo bem, eu estou aqui com você, eu não vou te deixar, nunca ".

Aquelas palavras fizeram meu coração disparar, e ao mesmo tempo me deu um conforto e segurança...

" Vejo que estão juntas não é? ".

" Mamãe por favor... ".

" Satsuki, pq você protege sua irmã?, ela é tão... Errada, mas eu já te avisei para não fazer isso, então vou ter que ensinar para vocês duas de novo bons modos, mas dessa vez para vocês não esquecerem mais ".

Mamãe levava os jantarem em família muito a sério!

" Nee-san, eu to com medo ".

" Não se preocupe Ryuko eu estou aqui com você ".

Aquelas palavras...

" Venha Ryuko, vou te ensinar a com-... ".

" O que pensa que esta fazendo Raygo? ".

" Oh, Soishiro ".

" Papai, eu não quero apanhar da mamãe, ela me machuca muito ".

" Raygo, já chega ".

Quando eu vi minha própria mãe esfaquear meu pai, eu fiquei em choque. 

Não conseguir fazer nada além de ficar lá observando tudo.

Senti alguém me abraçando, e vi que era a Satsuki, ela estava com seus olhos fechados, e fechou os meus também.

Naquela época, eu tinha 5 anos, e a Satsuki tinha 7.

Aquela dia foi... Inesquecível! 

" Ryuko! ".

Essa voz...

Senti alguém me sacudindo.

" Ryuko acorda ! ".

Pulei da cama assustada.

" O que foi o que foi? ".

" Ouvi você chorando e fiquei preocupada Ryuko ".

" Nee-san desculpa eu... Estava tendo um pesadelo ".

" Ryuko... Eu sei... Aquele dia... Também não vou esquecer " .

" Que horas são Nee-san? ".

" São 02:31 imoto ".

" ... "

Eu respiro fundo e olho para minha irmã dizendo :

" Nee-san ".

" Hum? ".

 " Fica  comigo essa noite? ".

" Claro imoto ".

Nosso quartos ficam um do lado do outros, mas quase sempre nós dormimos juntas.

Eu cheguei um pouco para o lado e levantei a coberta, ela veio e me abraçou minha cabeça fazendo meu rosto ficar entre seus enormes e lindos seios, fiquei. Corada com essa atitude, mas bem confortável. Abracei sua cintura puxando seu corpo mais perto. E assim, nós adormecemos. Não tem problema, somos irmãs!

De manhã ~

Acordei com Satsuki olhando para min com um lindo sorriso, acariciando minha bochecha com sua mão esquerda, em quanto sua mão direita me segurava.

" Bom dia Ryuko " disse me dando um beijo na testa.

" Bom dia Onee-san " retribui o sorriso.

" Ryuko..."

" Hum? ".

Satsuki olhou para baixo, e quando eu fui seguir seu olhar...

" Aah desculpa Sats, eu... Não tive a intenção " .

Minha mãe direita estava em seu seio esquerdo, eu tiro rapidamente minha mão de lá.

" Fufufu, não se preocupe imoto você não teve a intenção " 

Satsuki pegou minha mão e colocou em seu seio esquerdo de novo.

"..."

" Mas eu estou tendo ".

Aquele sorriso malicioso se formou em seu rosto. E cada vez mais eu estava ficando envergonhada com tudo aquilo, ta, nós somos irmãs, e fazemos esse tipo de coisa, mas nunca fomos tão longe, o maximo foi quando nós estavamos tomando banho, e eu chupei os peitos dela, só foi isso. A gente nunca se beijou, pq somos irmãs. 

Mas... Sempre senti alguma coisa a mais pela minha irmã, mas não sei o que é...

Espera ai, ela está sem sutiã??, quando ela... Não acredito."

 Consolando sua irmã de novo Satsuki? "

Raygo...

Tiro minha mão do seu seio e me Afasto um pouco.

" Ryuko..." .

" Satsuki, eu que você me espere na casa de banho hoje ".

" Sim mãe ".

" Ryuko, eu preciso conversa com você hoje, mais tarde ".

" Tanto faz ".

" Ryuko me responda direito ".

" Que se foda ".

Raygo veio em minha direção e me deu um soco.

" Ryuko! ".

" Eu estou bem Nee-san ".

" Me responda direito da prossoma vez sua vadia ".

Ela disse sorrindo e saindo do quarto.

Satsuki segurou meu rosto e olhou onde Raygo me deu um soco.

" Ryuko, sua sombrancelha está sangrando eu vou limpar para você ".

Ela se levantou e foi no banheiro. Quando ela voltou com um algodão, subiu na cama de novo e passou em cima de onde estava machucado.

" Ai "

" fufu, achei que você era mais forte imoto. Se não tivesse respondido ela daquele jeito né ?! "

" Ela merece mais Sats ".

" Calma Ryuko, calma, não tinha necessidade disso ".

" aw, vem Ryuko, vamos tomar banho ".

" Faz um tempo que não tomamos banho né? ".

" Faz ".

Então ela se ajuelhou e começou a tirar a roupa, ficando nua.

Ela deve saber que fico constrangida e fica fazendo isso.

" Vamos Ryuko ".

E então me levantei e fui. Quando terminamos descemos e fomos tomar café.

Não fizemos nada de mais tá? Era só um banho, e também somos irmãs!

Continua!











Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...