1. Spirit Fanfics >
  2. Um Amor Proibido >
  3. Lina Durand

História Um Amor Proibido - Capítulo 37


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura amores♡♡♡

Capítulo 37 - Lina Durand


Fanfic / Fanfiction Um Amor Proibido - Capítulo 37 - Lina Durand

Acordo e sinto minha cabeça latejar, estava em um quarto irreconhecível por mim. Escuto a porta se abrir e me revelar Jimin.

O mesmo vem em minha direção, tento me levantar mas sinto uma dor muito forte na minha cabeça.

JM- Não se levante tão rápido assim. -diz se sentando na cama.

Sn- Onde estou?

JM- Na minha casa.

Sn- Em que ano estamos?

JM- 2020. Ok, acho que você bateu forte com a cabeça.

Sn- O que aconteceu?


JIMIN POV'S

~Flashback On...~


Após a Sn tocar meu rosto, ela desmaia e bate a cabeça no chão. Entro em desespero pois a mesma não acordava, a pego no colo com as últimas forças que me restaram, e a coloco sentada na cadeira.

TAE- Jimin eu.... -para de falar assim que ver a Sn apagada- O que aconteceu aqui? -diz correndo em nossa direção.

JM- Eu não sei, ela estava bem, mas aí do nada ela desmaiou. 

TAE- Ela já fez isso alguma vez?

JM- Eu não sei, não moro com ela.

TAE- Precisamos leva-lá daqui.

JM- Tá mas avisa o Jungkook primeiro.

O Tae saiu da sala correndo e logo voltou com o Jungkook.

JK- O que houve com ela? -diz correndo até a mesma e segurando seu rosto. -Acorde meu amor, por favor. -beija sua testa.

JM- Vamos pra casa. -digo me levantando com dificuldade. Jungkook a pegou no colo e o Tae me ajudou a me manter em pé.

Fomos para os nossos carros e partimos para casa.

JM- Coloque ela no quarto. -disse para Jungkook e o mesmo assentiu.

Me sentei no sofá ao lado de Tae.

O mesmo se levanta e vai até a cozinha, mas logo volta com uma bolsa de sangue e me entrega.

JM- Obrigado. -sorri para o mesmo.

TAE- Vou ver como a Sn está. -assenti.

Termino de beber a bolsa e já recupero as minhas energias. Sem demoras o Tae volta junto com o Jungkook de cabeça baixa.

JM- Ela acordou?

TAE- Não.

JK- Ela não tá respirando. -diz nos fazendo rir- Porque estão rindo?

TAE- Vampiros não respiram.

JM- Nem desmaiam.

JK- Mas ela não é vampira, ela é híbrida.

TAE- É a mesma coisa JK.

JK- O que vamos fazer agora?

JM- Esperar que ela acorde.

JK- Esperar? Não vamos fazer nada? Só esperar? E se estiver acontecendo alguma coisa que não sabemos?

TAE- Calma Jungkook, não podemos fazer nada.

JK- Me acalmar? É da minha namorada que estão falando.

JM- Ela vai acordar, agora fica calmo. -o mesmo respira fundo tentando manter a calma e se senta do meu lado- Vou vê-la. -ambos assentiram, me levantei e segui para o quarto.

Abri a porta e a vejo já acordada, me aproximo dela e a mesma tenta se levantar mas falha, acho que deve estar com dor.

JM- Não se levante tão rápido assim. -digo me sentando na cama ao seu lado.

Sn- Onde estou?

JM- Na minha casa.

Sn- Em que ano estamos? -ela tá doida? Como ela não sabe o ano em que estamos?

JM- 2020. Ok, acho que você bateu forte com a cabeça.

Sn- O que aconteceu?


~Flashback Off...~

Sn POV'S


Entao foi um sonho, mas que sonho foi aquele?

JM- Eu vou chamar o Jungkook. -assenti. Mesmo com dor me levanto da cama e olho ao redor do quarto, vejo várias fotos polaroid do Jimin com o Tae e outras pessoas.

Vou até a sua penteadeira e vejo vários desenhos, vi um desenho de uma mulher muito parecida com a do meu sonho, atrás do desenho tem um texto bem pequeno.

"Por você eu me apaixonei, e por você eu morrerei. Sinto saudades da pessoa que eu tanto amei, e que infelizmente matei."

Park Jimin


Viro a folha para ver o desenho novamente e vejo o nome dele e de mais uma garota, Lina. Ele matou a Lina? Por isso fica triste quando toca no assunto?

Me sento na cama com o papel na mão e ouço a porta se abrir me revelando Jungkook desesperado correr até mim.

JK- Que bom que acordou meu amor. -sela nossos lábios- Tá sentindo alguma coisa? Já tinha desmaiado antes? O que é isso? -diz olhando para o papel.

JM- Tá me... -Para de falar assim que vê a folha de papel na minha mão.

Sn- Precisamos conversar. -digo ficando em pé.

TAE- Também acho. -ando até a saída do quarto e vou até a cozinha, sinto seus olhares mas não ligo, vou até a geladeira e pego uma bolsa de sangue, bebo sem problemas, jogo a bolsa no lixo e vou até a sala. Eles vêm até mim e se sentam ao meu lado.

Sn- Quem é Lina?

JM- Minha ex namorada.

Sn- Você a matou?

JK- O que?

JM- Sim

Sn- Por que? O que vocês dois estão escondendo? Porque vocês dizem que eu sou a reencarnação dessa tal de Lina? Me contem tudo, agora.

JM- Já ouviu falar da lenda da alcateia Durand?

Sn- Claro que já, mamãe sempre me contava, mas o que isso tem haver com a Lina e comigo?

JK- Que lenda é essa?

TAE- A lenda de uma loba francesa muito forte e poderosa, que morreu quando completou 20 anos para salvar o seu primeiro amor.

JK- Ata, mas o que a Sn tem haver com isso?

JM- Deixa eu explicar melhor. Essa loba, era a Lina.

Sn- Tá me dizendo que a Lina era a loba da alcateia mais poderosa da França? -ele assente- Como vocês se conheceram?

JM- Depois que eu fui transformado, eu fui atrás do cara que me transformou, ele estava na França, depois que eu o matei, eu fiquei por lá, escondido na floresta em uma casa, mas um certo dia eu conheçi a Lina, ela estava caçando e sentiu o cheiro da lareira. Eu senti seu cheiro então me escondi, mas ela acabou me achando. Começamos a namorar, nos encontramos escondido dos seus pais pois a mesma estava prometida a casamento, por ser a filha do lobo alfa. Por um deslize nosso a mãe dela acabou descobrindo da gente, ela nos ajudou a esconder do marido e de toda a alcateia. Estávamos bem, até que uma bruxa resolve aparecer e tentar matar toda a alcateia, mas a Lina matou a bruxa.

JK- Por que uma bruxa quis matar toda a alcateia assim?

JM- Porque ela tinha um caso com o pai da Lina, e queria ele só pra ela, mas ele era o alfa, não poderia deixar sua alcateia nem esposa, então a bruxa ficou furiosa e quis matar todos. A filha da bruxa voltou pra fazer vingança, a filha a bem mais poderosa que a mãe, e matou vários lobos, começou a lutar com a Lina e ao invés de mata-la, lhe lancou um feitiço. De que ela não poderia amar ninguém, pois quando fizesse 20 anos de idade ela viraria uma bruxa e mataria o seu grande amor. Ela escondeu isso de seu próprio pai, contou apenas para sua mãe e para mim.

Sn- E o que vocês fizeram?

JM- Antes da mesma completar 20 anos, eu conheci o Tae, ele fugiu de casa e foi pra França. Nos conhecemos na rua, desde então somos grandes amigos. Quando a Lina estava prestes a completar 20 anos, a mãe dela disse que queria conversar comigo, me pediu para ir embora, fugir da França e nunca mais voltar, ela sabia que sua filha me amava demais, e não queria me ver ferido. Mas eu não consegui ir embora. Eu estava em casa, e a Lina apareceu lá chorando demais, ela me pediu para mata-la pois a mesma só poderia ser morta pelo seu grande amor, eu. Ela sabia que eu não conseguiria, mas me implorava, quando deu meia noite em ponto, a mesma virou bruxa, seus olhos ficaram em um tom de roxo puro, me implorou pela última vez me dando uma faca nas mãos. - diz com os olhos em lágrimas- Eu não tive outra escolha a não ser mata-la e queima-la...

JK- Porque você a queimou? - perguntou incrédulo.

TAE- Bruxas só morrem se forem queimadas, pois elas se regeneram e ficam mais fortes. -Jungkook assente.

JM- Depois que a matei, contei para sua mãe, ela entendeu, contou para deu marido que no começo ficou furioso, mas depois entendeu. A bruxa voltou novamente, muito brava pois seu plano não deu certo. E disse que por eu ter matado a Lina, ela ficaria pra sempre encostado em mim...

Sn- Como um encosto? -ele assente.

JM- A bruxa disse que a Lina me mataria aos poucos, e que meu poder um dia não existiria mais, assim como eu.

TAE- E ele tá cada vez mais fraco. E só você pode ajudar ele Sn. 

Sn- Porque eu?

TAE- Porque você é a reencarnação da Lina. Sentimos ela em você, você não sente? Não vê? -só agora tudo fez sentido, as vozes, o sonho, os sentimentos que sinto, só pode ser ela.

Sn- Pensando por esse lado, eu sinto sim algumas coisas.

JK E JM- Você sente? -perguntam em uníssono. Respondo assentindo.

TAE- O que sente?

Sn- Escuro vozes, que me ajudam a tomar decisões, sonhei com ela.

JM- Você sonhou com ela? -concordei- Quando?

Sn- Hoje.

JK- E como foi? -conto tudo para eles, sem esquecer dos detalhes.

JM- Foi uma lembrança, ela amava aquele jardim, eu me lembro desse dia. Ela foi me visitar, como sempre fazia. -diz sorrindo.

JK- Você beijou ele? Você beijou a minha namorada? -diz com ciúmes e o punho cerrado.

TAE- Foi uma lembrança, quem estava no comando do corpo era a Lina, e não a Sn.

JK- Me senti traído agora.

Sn- Nunca iria te trair meu amor, eu amo você, e ninguém mais. -digo o abraçando por trás.

TAE- Você vai ajudar o Jimin né? Já sabemos que você é a reencarnação da Lina então você pode ajuda-lo. Até porque já pedi ajuda de várias bruxas e nenhuma conseguiu.

Sn- Eu não sei, temos de ter certeza que sou a reencarnação da Lina, e se eu for de verdade, temos que ver como fazer para salvar a sua vida Jimin. -todos concordam.


~Mensagem On~


Mother♡: Vem pra casa, precisamos conversar sério, você já sabe o assunto. Eu te amo.


~Mensagem Off~


Sn- Tenho que ir. -Tae me dá a chave do meu carro.

JK- Tá tudo bem?

Sn- Não sei mais. -digo e sai da casa sem esperar por respostas, escuto o mesmo me chamar mas não ligo, adentro meu carro e sigo pra casa.

PAI- Primeiramente calma. -diz assim que adentrei a casa.

Sn- Vocês sabiam. -ambos concordam- E não me contaram nada, me esconderam durante anos e anos, como querem que eu tenha calma?

MÃE- Não era pra você souber assim.

Sn- E como era pra mim saber? Antes de morrer? Pelos Park's? Por quem? Como?

MÃE- Não, pela gente, iríamos te contar filha.

Sn- Quando?

PAI- Não importa filha, só queríamos te proteger.

Sn- Me escondendo a verdade? -respiro fundo- Então é por isso que os Park's estavam tão interessados em mim? Por isso que o pai da líder deles que queria tanto?

MÃE- Também, você é muito poderosa filha, não sabe do tanto de poder que tem.

Sn- É claro que não, vocês nunca me contaram.

PAI- Mas foi pra proteger você minha princesa.

Sn- Continuam falando isso, uma hora eu acredito.

DL- Cheguei. -diz entrando em casa e nos olhando- Que clima estranho é esse?

PAI- Ela descobriu.

DL- Ai merda.

Sn- Você sabia Dylan?

DL- Sabia maninha...

Sn- E ajudou a esconder.

DL- Não eu só...

Sn- Não me contou a verdade, só isso. -digo com meus olhos já marejados- O que mais vocês me escondem? Que me queriam apenas por interesse? Que eu sou apenas uma arma incrivelmente poderosa pra vocês? Vocês realmente me amam? Realmente me queriam como família? Ou tudo que vivemos foi uma mentira?

MÃE- Claro que não filha, te amamos, tudo foi verdade, acredita na gente.

Sn- Eu não sei, não sei mais em quem acreditar, pra mim foi tudo mentira. - digo com os olhos em lágrimas, subo as escadas e entro no quarto e tranco a porta.

DL- Sn espera. -escuto seus passos na escada. O mesno bate na porta- Abre a porta Sn, por favor, sou eu, o Dylan, seu irmão.

Sn- Vai embora Dylan.

DL- Tudo bem, vou te da um tempo, eu te amo viu?

Me deitei na cama e fiquei pensando em várias coisas e vários nada. Acabo chorando em pensar que tudo foi uma mentira, que a família que eu tenho não existe. Após muito choro acabo dormindo.


Notas Finais


Soltei a bomba... Gostaram? O que vocês acham de toda essa história? Comentem aí, quero ver o que vocês estão achando da fanfic....

Continua¿¿¿


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...