História Um Amor Proibido (ABO) - HIATUS - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé
Visualizações 21
Palavras 737
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 🌸

Capítulo 16 - Capítulo 15


—Para de me zuar vai.

—Eu tô falando sério. Eu sei que pode parecer estranho, mas eu tô falando sério!

—Taehyung, eu sei que você está brincando com a minha cara. — perdi a paciência e avancei em seus lábios.

—Eu tô brincando?

—Tá, tá e desde de quando você acha isso?

—Naquele dia que você me beijou na casa do Nam, eu senti algo diferente, não sabia bem o que era, daí eu direi a duvida no vestiário mais cedo.

—Então, pelo visto vocês gosta das duas frutas?

—Acho que sim.

Taehyung Off


Jin On

—O que aqueles dois foram fazer? — pensei alto.

—O que? — Namjoon perguntou.

—Nada não, pensei alto

—Tá, agora expliquem essa história. — o menor pediu

—Simples, eles já namoravam antes de vocês pensarem em vim pra cá só que o pai do Jin proibiu, teve umas treta, eles se separaram e aí estão de novo.

—Isso explica muita coisa. — Jungkook disse e olhou para o Park.

—Que? Ta me achando com cara de cobra? — indagou indignado

—Você é uma.

—Ah eu sei.

Jin Off


Suga On

—Quinta-feira, 15:08

Jin e eu chegamos em casa. Subi, tomei um banho e deitei, pensando nas coisas que Taehyung havia me dito, meu celular começou a vibrar e eu despertei de meus pensamentos.

Desconhecido: Oi Min [15:12]

::Qm eh? [15:12 ✓✓]

Desconhecido: Aish, sou eu Suga. Qm mais te chama de Min? [15:12]

::Nari!? [15:13 ✓✓]

Desconhecido: A própria. [15:13]

×Contato alterado para Nari×

::Eu soube q vc saiu de Daegu e tá morando em Seoul... [15:13 ✓✓]

Nari: Para com isso que eu seu que vc tá aki [15:13]

::Eu estou com sdds, sabia? [15:14 ✓✓]

Nari: Eu sou marcante na vida de td mundo [15:14]

::Convencida [15:14 ✓✓]

Nari: Ainda tá cedo, acho que dá pra marcar de se encontrar o que acha? [15:15]

::Acho ótimo. [15:15 ✓✓]

Nari: Tem uma lojinha de doces aqui perto que tal lá? [15:15]

::Me espere que eu estou chegando. Rsrs. [15:16 ✓✓]

Vesti uma calça jeans e um moletom preto. Jin brotou no meu quarto feito uma alma.

—Posso saber pra onde vai?

—Lembra daquela amiga de Daegu?

—Mari, Rari, como é o nome dela? — disse tentando lembrar. —Ah, Nari, lembrei.

—Ela tá aqui e vamos nos encontrar.

—Tudo bem então, só não volte tarde.
Cheguei lá, sentei e fiquei esperando a garota chegar, o que não demorou muito.

—Você não mudou nada, continua a mesma coisa

—Não posso dizer o mesmo de você. Cresceu, cortou o cabelo... Gostei. — ela sorriu tímida.

—Suga, por que você se mudou de repente?

—Depois que eu briguei com minha mãe ela me expulsou e eu vim morar com meu pai.

—Eu fiquei tão preocupada, mas olha onde você veio parar. — riu. —E o tae?

—Direta como sempre... Eu ainda não entendi muito bem sobre.

—Tae é uma boa pessoa, pena que se machucou muito no passado.

—Vão querer alguma coisa? — perguntou o garçom.

—Ah sim, um cupcake. Suga?

—Nada, obrigado.

Ficamos conversando por horas, colocando as novidades em dia, coisa que não fazíamos a um ano

Suga Off


Taehyung On

—Droga, droga! — praguejava ando de um lado ao outro do quarto. —Não devia ter ouvido aquela garota. — me joguei na cama. —Merda!

—Filho. — minha mãe bateu na porta. —Tem um amigo seu querendo falar com você.

—Já vou. — pus uma roupa qualquer e desci, dando de cara com Min Yoongi conversando com minha mãe.

Taehyung Off


Suga On

Depois de horas conversando com Nari descidi falar com Taehyung. Eu gosto daquele garoto, mas ter recebido aquela notícia daquele jeito me deixou confuso, achei que só quisesse brincar comigo.

Bati na porta e uma ômega, que deduzi ser a mãe da peste, abriu. Uma senhora de aparencia jovem, olhos escuros e cabelos negros até a altura do queixo,

—Olá senhora Kim, eu sou Min Yoongi colega de classe do Taehyung, eu queria falar com ele, ele está?

—Oh, está sim, vou chamá-lo. Entre. — deu-me espaço para passar. —Quer um café, chá?

—Aceito um café se não for incomodo. — sorri.

—Vou chamá-lo, só um momento. — a mulher subiu e não demorou muito para que a mesma descesse, seguiu para cozinha trouxe duas xícaras uma com chá e outra com café, sentou-se na poltrona a minha frente depositando as duas xícaras na mesinha de centro. —Ele já está vindo.

—Ok.

—Então Yoongi, a quanto tempo você conhece o Taehyung?

—Não a muito, eu me mudei recentemente.

—Sabe, Taehyung não é muito de nos apresentar amigos.

—Não se preocupe, ele é uma pessoa boa e se dá bem com as pessoas.

—Que ótimo. — sorriu.

—Oi Suga, o que houve? — Taehyung apareceu.

—Podemos conversar?

—Bom, eu vou deixar vocês conversarem sozinhos.

—Não precisa Omma, vamos para o quarto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...