História Um amor puro e sincero. (Camren) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Ariana Grande, Austin Mahone, Camila Cabello, Justin Bieber
Personagens Camila Cabello
Visualizações 15
Palavras 644
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Luta, Magia, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, minha primeira fanfic... espero q gostem! :)
Se tiver erros de português, perdão. Estou nervosa

Capítulo 1 - Cap. 1


       Oi, meu nome é Lauren Jauregui eu sou uma vampira. Isso mesmo, não fique impressionada ou chocada, mas eu me alimento de sangue, também de comida humana, mas só sangue mata minha fome... Falando nisso vou me arrumar porque eu tenho que conhecer os sangues novos da faculdade (se é que me entendem).

Opto por uma calça preta colada, uma blusa preta sem estampa e uma bota também preta. Tomo um banho rápido, escovo meus dentes, passo uma make básica e arrumo meu cabelo molhado, o que me deixava sexy.

- Espero que não venham falar comigo!

Desço as escadas, vejo minha mãe e meu pai mas não falo com o dois, só pego uma maçã, minha mochila, meu celular, meu fone e saio rumo à faculdade.

Chego lá e me sento em um banco que tinha perto de uma árvore já que o sinal ainda não tinha tocado, coloco uma música alta na intenção de que ninguém viesse falar comigo.

Até que vejo uma Latina com uma bunda avantajada, vindo em minha direção, reviro os olhos.

- Oi, meu nome é Camila, pode me ajudar? - diz sorrindo simpática

- Não. - falo seca

- Nossa, é rápido! só quero saber ... onde é a minha sala? Eu faço direito. - continua insistindo

- A resposta ainda é não - respondo

ela revira os olhos

- Okay, então te seguirei para ver se talvez eu conheça a escola - ela disse

- Talvez você queira sair daqui. - digo séria

- Porque? - diz desconfiada

- Porque quem fica perto de mim por muito tempo, acaba se apaixonando. - olho nos seus olhos

Ela começa a rir.

- Eu to falando sério. - sorrio.

- Começa grossa e depois quer fazer piadas?

Dou de ombros.

- Você é insistente... Gostei um pouco disso, qualquer um iria sair na hora, você é... Determinada por assim dizer.

- E você é linda. - ela cora

- É, eu sei, muitas pessoas dizem isso.

- Essa era a parte que você falava um "você também" ou um "obrigada"

- Ah sim... hm... sua bunda também é linda.

Ela cora

- Você cora muito fácil, meu Deus.

Sinal toca.

- Vamos, você é da minha sala, eu também faço direito.

Ela levanta surpresa, mas volta para realidade e caminha na frente.

Essa menina até que é comivel... talvez brincar com os sentimentos dela não seja má idéia, só até a gente transar, depois descarto ela, como sempre faço.

- Enfim Camila, me fala mais de você?

Pergunto enquanto ainda estávamos caminhando para sala, não presciso saber da vida dela para come-la mas meu tédio me consome, talvez conhecer alguém não mate ninguém, até porque só morro com uma estaca no coração.

- Hm... Meu nome é Karla Camila Cabello, mas eu não gosto de Karla então prefiro que me chamem de Camila, me mudei para cá faz um mês e não tenho nenhum amigo aqui, moro só com a minha mãe, pois meu pai faleceu quando eu tinha 3 anos.

Noto sua tristeza ao dizer tais palavras, mas não ligo.

- E você? Ainda não me disse seu nome. - ela diz.

- Ah é - sorrio.

- Meu nome é Lauren Jauregui, moro aqui desde pequena.

Desde 200 anos para ser exata hahaha - penso

- Ainda moro com a minha mãe e meu pai, não tenho irmãos e... acho que só. - falo séria depois de me sentar na minha carteira

- E não tem namorado? - ela pergunta como se quise-se receber um não.

- Não, não namoro, e prefiro meninas. - pisco para ela e sorrio de lado.

- ai meu Deus. - ela cora, em seguida senta ao meu lado na carteira.

- Bom dia alunos, espero que gostem do lugar de vocês, porque é ai que vão sentar-se o resto do ano. - diz o professor

Muitas pessoas reclamam, mas vi Camila sorrir, por isso sorrio também.

- Seu sorriso é muito lindo. - digo.

- O seu é muito mais. - ela cora.

Vai ser muito fácil iludir essa garota, quão ingênuo esses mortais podem ser.


Notas Finais


Então... foi isso, espero que tenham gostado! se quiserem que eu continue, por favor comentem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...