História UM AMOR,UMA VIDA - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Titanic
Visualizações 0
Palavras 384
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Mutilação, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


um capítulo pequeno porém importante,espero que gostem♡ (caso tenha algum erro ortográfico me perdoem)

Capítulo 1 - Um café e uma caneta


A dois anos atrás meus pais se separaram e eu vim morar em Washington,nos EUA com minha mãe e minhas duas irmãs,Olívia e Adina.Nunca fui muito próxima a elas,na verdade nunca fui muito próxima a ninguém,sempre tive um comportamento antissocial,isso me fez ter depressão e precisar tomar anti-depressivos e alguns calmantes que na verdade,me deixavam mais depressiva ainda.Sou Elisa,tenho 16 anos e tenho síndrome de Asperger.

Em um dia comum,acordei para ir a escola,me arrumei,peguei meu celular, coloquei meu fone no pescoço e desci,a mesa estava cheia de coisas deliciosas,mas não estava com fome então só peguei uma maçã e ia saindo

-Nao vai comer nada Elisa?-disse minha mãe.

-Estou sem fome

-Pegou seu anti-depressivo?-disse Olívia em tom de sarcasmo.

-Vai a merda garota-sai batendo a porta.

Meu dia tinha começado muito bem,peguei meu ônibus e fui pra escola,no caminho fui pensando em tudo aquilo que tinha acontecido,por que isso acontece comigo?estava cansada de tudo isso,estava com saudades do meu pai,meu único amigo e a única pessoa que me entendia, lágrimas escorrem sobre meu rosto mas logo enxugo e me levanto,já tinha chegado o meu ponto.

A aula passou e fui a uma cafeteria, não queria ir pra casa ver aquelas pessoas "estranhas",entrei na cafeteria e sentei num banco perto da janela e logo veio a atendente anotando meu pedido

-um café com espuma

Enquanto espera o café,veio um menino em minha direção e perguntou se ele podia sentar ali,eu disse que sim,afinal um banco estava vazio e a cafeteria estava cheia

-você é brasileira? não me leve a mal, é que você não tem um sotaque e tem bastante cara de brasileira

-...sim,sou brasileira

-ate que enfim alguém brasileiro aqui, não aguentava mais conversar em inglês,prazer meu nome é Pedro-falou ele estendendo a mão para me cumprimentar

Meu café chegou e ficamos ali conversando um pouco,eu sempre o respondia com muita grosseria,mas ele não se importava,era delicado e queria conversar comigo de qualquer jeito.Ate que em um momento ele chama a garçonete

-traga-me um café expresso e uma caneta por favor

Sem demorar,a garçonete trouxe o que ele tinha pedido,ele tirou um papel amassado do bolso e anotou o seu número e me entregou

-me ligue,vamos conversar

Coloquei o papel no bolso,tirei 10 dólares da bolsa,coloquei na mesa e fui saindo

-nao esqueça-ele disse

Revirei os olhos e fui saindo pra pegar um táxi e ir pra casa,o dia tinha sido cansativo.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...