1. Spirit Fanfics >
  2. Um Aniversário Memorável >
  3. O Colar Maldito

História Um Aniversário Memorável - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


[b]Tema Principal:[/b] [i]Aniversário[/i]
[b]História Original[/b]

Capítulo 3 - O Colar Maldito


Fanfic / Fanfiction Um Aniversário Memorável - Capítulo 3 - O Colar Maldito

Era uma vez uma bela jovem chamada Anabela, que era uma pessoa muito querida por todos da vila.

Uma noite, na véspera do seu 18º aniversário, ela teve um estranho sonho. Nele, ela via-se envolvida por uma fria e branca neblina e pelo vermelho vivo do sangue que fluía sob os seus pés.

Acordara sobressaltada. Queria saber o significado daquele sonho, mas aquele não era o dia indicado para isso. Era o seu aniversário e muita coisa ainda tinha de ser feita.

Como tal, Anabela foi toda sorridente ao mercado comprar coisas apetitosas para a sua festa. Estava tão entretida nos seus afazeres, que nem notou que alguém se estava a aproximar dela.

- Bom dia menina! Tome. Um presente para si.

Era um senhor trintão que usava roupas velhas. Anabela o conhecia de vista, pois sempre o via lá a um canto. Mas o que era aquilo que ele lhe estava a dar? Um colar?

- Obrigada. – respondeu, pegando no objecto – Usá-lo-ei logo na minha festa de anos. Tem a minha palavra.

Mais tarde, quando o sol já se punha, a casa dela estava dentro dos conformes. Pronta para receber os convidados. Anabela estava linda. Tinha o cabelo apanhado ao alto, com pequenas pérolas a enfeitá-lo e usava um longo e justo vestido branco. Quanto ao presente que recebera naquela manhã, este enfeitava o seu pescoço.

Duas horas se passaram e Anabela começou a desesperar. Nenhum dos seus amigos tinha chegado até então. O que será que lhes tinha acontecido?

Nesse momento, chegou um criado com uma terrível notícia. Os amigos tinham sido assassinados e os seus olhos removidos dos respectivos corpos. Transtornada, Anabela saiu de casa e correu para o mais longe possível. Pelo caminho ia desmanchando o penteado ao mesmo tempo que chorava cessar.

Quando estava sozinha, sentada na beira da fonte, o senhor do mercado voltou a aproximar-se dela.

- Minha querida. Porque estás tão triste?

- É que os meus amigos estão mortos! – soluçou – E eu nem sei como…

O senhor, sem pedir licença, abraçou-a com carinho.

- Não te apoquentes, minha querida. Eles podem estar mortos, mas sempre vieram à tua festa. Sempre estiveram ao teu lado neste dia especial.

Anabela não sabia o que o homem queria dizer com tais palavras. Mas um calafrio percorrera-lhe a espinha, assustando-a, assim que ele apontara para o colar que lhe havia dado.

O colar! Agora entendia tudo. Aquelas coisas redondas que o enfeitavam não eram pérolas, mas sim, os olhos dos amigos!

Horrorizada, Anabela soltou-se do abraço daquele homem e saiu de novo a correr. Queria ficar bem longe dele. No entanto, o homem conseguiu ser mais rápido, impedindo-a de continuar.

- Pensei que tivesses gostado do presente.

- Sai da frente! Tu metes-me nojo!

Ao ver que ela arrancava o colar do pescoço, o homem ficou furioso. Pegou numa faca que tinha e espetou-a no peito da moça.

- Parabéns, minha querida! O teu coração é finalmente meu!  Só meu!


Notas Finais


[b]Moral da história:[/b] [i]Nunca confies totalmente num estranho, pois não sabes do que ele é capaz.[/i]

E isto é tudo! Espero que tenham gostado!
Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...