1. Spirit Fanfics >
  2. Um anjo entre nós (Kim Taehyung) >
  3. O pastor

História Um anjo entre nós (Kim Taehyung) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Saiu curtinho
Fraquinho
Mas faz parte
Boa leitura
💙💙

Capítulo 2 - O pastor


Fanfic / Fanfiction Um anjo entre nós (Kim Taehyung) - Capítulo 2 - O pastor

No outro dia, Taehyung voltava para o mesmo lugar que ia todos os dias durante o tempo que observava os humanos de longe, o jovem voltava onde havia encontrado o senhor e seu cachorro, e um sorriso se formou em seu rosto quando o que encontrou, foi o mesmo senhor dividindo a comida que ele havia lhe entregado pela noite com duas crianças que visivelmente estavam na mesma situação que ele, seu cachorro alaranjado pulava e latia em volta das duas crianças que se deleitavam em um pacote de bolachas.

-Mas olha só quem já estava se alimentando!

Uma mulher de cabelos pretos e longos, de olhos cor de mel se aproximava do velho e as crianças com um sorriso no rosto.

-Recebi isso ontem, eles tinham que comer as besteiras que crianças comem – disse o velho

-Merecem sim – a jovem se abaixava perto dos três e entregava uma sacola a cada um – mas também preciso comer coisas saudáveis

As duas crianças guardaram o que havia sobrado do pacote e abriram a sacola retirando delas potes de marmita dentro.

-Mas você e muito chata! – o velho resmungou fazendo o mesmo com a sacola que havia recebido.

-Sou sim! – a mulher sorriu largo voltando a se levantar – E por favor, vá ao posto de saúde amanhã, tenho que fazer alguns exames, atualizar sua receita, e...

-Ta tá eu vou! – O velho erguia as mãos em rendição erguendo a cabeça para olhar a mulher – Lívia você é um anjo, mas eu estou saudável!

-Sim eu sei que está, bom todo, maravilhoso, mas a mal em ir fazer exames de rotina? – A mulher colocou a mão na cintura rindo – Vou trabalhar e antes que me esqueça – Ela suspirava e o olhava em tom de reprovação – Deveria ir para o abrigo ao invés de ficar na rua!

-Não aceitam o Snup – O velho disse rápido, não ficaria sem o cachorro dele.

-Eu cuido dele pela noite! Pronto sem desculpas!

Lívia bagunçou os cabelos das duas crianças antes de sair ouvindo as reclamações e desculpas do velho.

Taehyung ficou observando a cena com atenção, então no fim o velho não estava tão sozinho? E ele de fato não tinha um lar por estar se punindo, mas e aquelas crianças? E aquela mulher? Porque ele havia a chamado de anjo quando ela era apenas um humano?

Porque ele havia se ofendido com a comparação?

As horas se passavam enquanto Taehyung procurava outro humano para aprender algo sobre seu mundo, ou apenas decifrar um pouco de suas perguntas.

Ele encontrou com uma senhora, e descobriu que ela adorava cozinhar para seu neto de 5 anos, mas que chorava escondida a cada hora com o quadro de uma jovem em mãos, Taehyung pensou que a jovem da foto deveria ter falecido.

Mas ele descobriu que na verdade, ela apenas não queria estar na família, com sua velha mãe, nem com seu filho, pois estava perdida demais entre becos se entorpecendo em drogas e amizades vazias.

Aquilo fez Taehyung se questionar nos motivos dos humanos trocaram algo tão importante como a família por coisas mundanas.

A noite havia chego com poucas estrelas cobrindo o céu e Taehyung continuava com sua jornada de conhecer e entender a humanidade criada por seu pai, e nada do que ele via era diferente das falácias angelicais.

“Homem com Homem? Mulher com mulher? Isso não é criação do senhor, Nosso Deus abomina essas aberrações criada pelo diabo”

A voz alta de um senhor de meia idade vestido em terno de linho branco e cabelos bem arrumados soava entre os andantes do centro da cidade.

E chamou a atenção do Anjo curioso.

Versículos da Bíblia eram citados enquanto o homem explicava os pecados cometidos por aqueles que ele e mais um punhado de pessoas julgavam “abominações”

-Porque acha que Deus os odeia apenas por amar? – Um rapaz aparecia por entre as pessoas que rodeavam o pastor

-Por que ele não criou Adão e Adão, ele criou Adão e Eva meu jovem, isso é uma doença! -Dizia o pastor com tom alto e firme – Não amor, amor é só o do nosso pai.

-Deus disse “amar ao próximo como a si mesmo” e ele criou Adão e Eva para preencherem o paraíso com seus filhos, mas nunca disse, não ame o outro que se assemelha a ti, assim como bem me lembro, também disse, que propagar o ódio e discórdia são atos que não agradam sua vontade – O jovem dava de ombros – Creio que pecas mais do que as pessoas a qual ataca!

-Blasfêmia! – O pastor caminhava até o jovem – É um deles? Acha que suas falácias irão me fazer questionar sobre as vontades de Deus? Saia da minha frente e não diga o que não sabe antes que sinta o peso da mão do senhor!

O jovem encarou aquele homem, suas palavras lhe soavam como ameaças, a mão de Deus? Ele poderia rir se quisesse mas ele apenas negou.

-Que Helel olhe tua alma na sua chegada ao inferno! – O rapaz sorriu largo mostrando seu sorriso quadrado e saiu da mesma forma que chegou.

O pastor sem nem ao menos saber quem era Helel, mas ligou ao inferno foi atrás do rapaz falador, mas nada encontrou por entre as pessoas, o mesmo ouviu alguns bochichos sobre o que jovem havia dito, mas não deixou de voltar ao seu posto e a pregar suas crenças.

Taehyung não olhou para trás após sua saída, poderia mostrar aquele homem a verdade por trás das intenções de seu pai, mas se nem mesmo ele fazia isso, quem era Taehyung para o fazer? e percebeu nos olhos daquele homem, que as vezes crenças são crenças burras ou não, mas sentiu em si o receio de saber que crenças erradas, geram uma situação de ódio para com o próximo, que poderia ser evitada com um simples fechar de boca.

As ruas começavam a ficar silenciosas e gélidas Taehyung acreditou que além do dia não ter lhe dado muitas informações, também estava no fim e não teria mais o que encontrar por hoje.

Mas gritos abafados vindo de não muito longe, fez ele mudar seus pensamentos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...