1. Spirit Fanfics >
  2. Um anjo veio me falar. >
  3. Capítulo 4

História Um anjo veio me falar. - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Olá pessoas voltei com mais um capítulo pra vcs espero q gostem e se quiserem comentar seria bem legal.

Gostaria de pedir desculpas pelos erros na escrita

E não deixem de acompanhar minhas outras fics a Paramédica e o Policial e O outro lado da história Ginny Weasley.

E gostaria tbm de agradecer quem tem comentado e favoritaram minhas histórias

Grande beijo a todos.

Capítulo 4 - Capítulo 4


Gina

Eu já estava fazendo terapia a 1 mês e vinha me sentindo bem, as aulas vão bem, as crianças são incríveis e me deixam muito feliz, já dei vários avanços, por exemplo troquei o chip do meu celular agora falo com meus pais e meu irmão quase todos os dias e estou pensando seriamente em alugar um apartamento pra mim, acho q já ocupei muito o espaço de Luna. Serei eternamente grata a ela.

--- Gina é sério, vc não precisa sair daqui já te falei q vc não atrapalha. -- diz Luna revirando os olhos pra mim.

--- Eu sei amiga, mas vc não fica em casa de fim de semana, não dorme aqui com Neville e eu já me sinto bem e preciso do meu cantinho, pra quando meus pais e meu irmão vierem me visitar. Eu vou ficar bem e o apartamento é aqui perto e vc vai me visitar. -- digo sorrindo pra ela, terminando de fazer minha mala.

--- Mas vou sentir sua falta, falta da sua comidinha gostosa.

--- É só vc ir co.er comigo e vc pode levar o Neville tbm.

--- E o Harry posso levar tbm. -- Ela pergunta com um sorriso malicioso no rosto.

--- Luna, ele é pai de uma de minhas alunas, pode parar de inventar coisas. E além disso acho q não estou pronta pra isso ainda.

--- Amiga fala sério, já tem 2 meses q vc está aqui e aquele traste não sabe onde vc está e nem te procurou. E o Potter é totalmente diferente daquele ogro, além de gato, rico e com uma família maravilhosa. E eu acho q ele está interessado em vc, pq ele não para de perguntar pro Neville de vc. -- Luna diz caminhando até mim e me segurando pelos ombros.

--- Eu sei amiga q ele é diferente, eu estou trabalhando isso com a psicóloga, mas ainda não suporto ninguém me tocar, é td muito recente, e quem me garante q ele não está me procurando ele já ligou várias vezes pros meus e meu irmão. Tenho medo mas tbm não quero mais deixar de viver a minha vida por causa disso. -- digo abaixando a cabeça e recebendo um abraço apertado da minha amiga.

--- Td bem vc está certa, vamos lá conhecer e arrumar esse apartamento.

--- Vamos vc vai adorar, é um achado, ele está todo mobiliado.

Entramos em seu carro e ela dirige até o prédio de tijolos a vista com aparência antiga, mas muito bem conservado. O apartamento fica no segundo andar e como não tenho muita bagagem eu peguei uma mala e Luna a outra.

--- Amiga é uma graça parece q foi feito pra vc e é bem perto da escola tbm não vai nem precisar de transporte.

--- Não te falei q era um achado e o aluguel tbm não é alto e tem a segurança dos vizinhos mais próximos, acho q ainda não consigo viver em uma casa sozinha.

--- Isso vai passar amiga, fica tranquila tudo no seu tempo.

--- Eu sei amiga, e muito obrigada pelo apoio e por td q vc fez por mim. Eu te amo amiga. -- digo e abraço minha amiga.

--- Não tem o q agradecer e eu tbm amo vc.


Harry

Já faz um mês q sai com Gina pra tomar sorvete e depois disso não tive mais tempo, tipo uma viagem de trabalho q durou 2 semanas e quando voltei a Mel ficou grudada comigo, senti tanta saudade dela. Mas tbm gostaria de rever a srta Weasley.

Entro no laboratório de embriões e encontro Neville e Draco conversando.

--- E aí Draco ainda está comendo a Chang? -- pergunta Neville rindo

--- Que nada agora estou comendo a Greegrass e vou te falar q ela é bem mais gostosa q a Chang, ela tem mais curvas e seios, ah aqueles seios são uma delícia e ela faz um soquete delicioso só de pensar meu membro já vibra. -- diz Draco sorridente.

--- Nossa vc são uns porcos sabia, porcos não, não tenho palavras pra definir vcs, vcs falam de mulheres como se elas fossem um pedaço de carne. -- digo indignado. Quando minha filha crescer vou mandar ela pra um convento e manter ela bem longe dos filhos de vcs.

--- Chegou o Sr mal-humor, só vc q não come ninguém por isso q vive assim de mal-humor, acho q a última mulher q ele comer foi a Parkinson e ela nem deve ter feito direito. -- diz Draco rindo.

--- Cala a boca Malfoy, já terminou de fazer o tratamento dos embriões, os compradores chegam hj depois do almoço, e faça direito se der alguma coisa errada vou descontar de vc. -- digo irritado.

O resto do dia passa sem gracinhas e  efetuo a venda de 10 embriões bovinos. Após a reunião os compradores, vou pra casa tomar um banho e buscar a Mel na escola.

--- Harry eu vou pra cidade, quer q eu pegue a Mel pra vc ? -- diz Mione abrindo a porta do meu quarto e me encontrando com a toalha enrolada na cintura.

--- Vc não sabe bater na porta não. -- digo a encarando.

--- Desculpa irmãozinho. E então vai querer q eu pegue a Mel? 

--- Não pode deixar eu tbm preciso fazer umas coisas na cidades, vc não quer carona?

--- Ah pode ser depois eu vou me encontrar com Colin. -- diz Mione tristonha.

--- Aconteceu alguma coisa entre vcs ? 

--- Se troca e a gente conversa no carro se não vc vai chegar atrasado. -- Mione diz fechando a porta.

O q será q aconteceu, sempre achei esse noivado uma furada. Não q Colin não seja um bom rapaz, mas acho q ele não combina com minha irmã, ela gosta de sair, viajar, ela gosta do agito e ele é todo caseiro e não gosta dessas coisas.

--- Vamos Mione. 

--- Vamos.

--- Então, me diz o q está acontecendo?

--- Ah Harry é o de sempre, ele não gosta de sair e agora quer marcar a data do casamento.

--- Hermione vc não quer mais se casar ? É isso?

--- Ah Harry pra falar a verdade, acho q eu não sinto mais nada pelo Colin, a não ser amizade e vou te falar uma coisa, mas não é pra vc rir entendeu. -- Ela diz cruzando os braços sobre o peito e emburrando. 

--- Pode falar eu prometo que não vou rir.

--- A gente não tranza já tem 6 meses. Como posso me casar com alguém q não quer nada comigo? -- Ela pergunta fechando os olhos.

Paro o carro em frente a escola da Mel e avistou a linda professora Gina. Mione tira o cinto pra pegar a Mel mas eu a impesso.

--- Não pode deixar q eu vou, tenho q falar com a professora dela, sobre a mãe da Mel. E Mione a respeito do Colin se está nesse pé, acho q vc deveria ser sincera com vc e com ele, converse com ele e se não der certo termine tudo. O q importa é a sua felicidade certo. -- digo segurando sua mão. 

--- Ah se vc não fosse meu irmão eu casaria com vc sabia, sorte da mulher q te conquistar vc é maravilhoso irmão,  eu te amo sabia.

--- Eu sei Mione, tbm te amo e eu tbm me casaria com vc, se não fosse minha irmã, mas antes de me conquistar tem q conquistar a Mel, não vou trazer ninguém pra minha vida sem q a pessoa tbm ame a Mel.

--- Bom acho q isso não vai ser problema, agora só falta vc conquistar a pessoa. -- Ela diz e aponta pra frente da escola onde Gina conversa com a Mel.

Dou um sorriso e desço do carro.

--- Desculpa a demora srta Weasley, como vc está? Oi meu amor como foi o seu dia na escola. -- digo sorrindo para as duas.

--- Não tem problema Sr Potter, eu estou bem e o Sr? -- Ela pergunta e abre seu lindo sorriso.

--- Papai eu brinquei no parquinho e fiz lição e um lindo desenho q vou dar pra vovó. -- Mel dia e me abraçando.

--- Que legal filha tenho certeza q a vovó vai adorar seu desenho. Vai indo pra carro a tia Mione está lá. -- digo fazendo sinal pra Mione colocar a Mel na cadeirinha.

--- Então srta Weasley já te pedi pra me chamar de Harry. -- digo sorrindo. 

--- E eu tbm já pedi q me chamasse de Gina. -- Ela diz sorrindo tbm.

--- Td bem Gina, gostaria de falar duas coisas com vc, a primeira é q a mãe da Mel não tem mais permissão pra pegar ela aqui na escola, assim q o documento for assinado pelo juiz eu trago uma cópia pra diretora Minerva e a segunda coisa é se vc não quer jantar comigo no sábado?

--- Bom Harry quanto a primeira coisa, pode ficar tranquilo q a Mel só sai daqui com vc ou com sua mãe. E quanto ao convite......... eu aceito. -- digo sorrindo.

--- Ótimo, bom te pego no sábado as 19:00 pode ser ? Na casa da Luna né. 

--- Pode ser, mas eu não estou morando mais com a Luna, me passa seu celular q te envio mensagem com o endereço não é longe daqui, mas como me mudei no sábado ainda não decorei o endereço. -- digo envergonhada.

--- Td bem, mas pq vc não está morando mais com ela, ela é gente boa.

--- É sim mas eu precisava do meu canto sabe, ela me ajudou em um momento difícil, mas agora q estou me recuperando não quero mais atrapalhar a vida dela e do Neville. -- digo sorrindo.

--- Td bem, se vc precisar de alguma coisa ou ajuda pode contar comigo. -- digo lhe entregando um cartão com meus números.

--- Obrigada Harry, pode deixar eu te mando mensagem quando chegar em casa. Agora preciso ir, tenho umas coisas ainda pra fazer.

--- Combinado então, tchau Gina. Até amanhã. -- digo e lhe dou um beijo na buchecha. E vou pro carro.

Entro no carro e as duas estão rindo da minha cara.

--- Dá pra  vcs pararem com isso. -- digo com um sorriso bobo no rosto.

--- Não está mais aqui quem riu . --  diz Mione rindo.

Gina me mandou mensagem bem no final da tarde, achei q ela não mandaria mais e já estava me arrependendo de não ter pego o telefone dela. Estava jantando com minha família quando o telefone acendeu e um número desconhecido apareceu na tela.

Oi Harry sou eu Gina

Meu endereço é Rua George Washington n°347 é um prédio de tijolinho a vista.

Te espero sábado e boa noite. 

Olho pra mensagem e sinto meu rosto se abrir em um sorriso. E sinto muitos olhos em cima de mim.

--- O q foi querido, q vc está com esse sorriso lindo no rosto. -- minha mãe pergunta segurando minha mão.

--- Tenho um jantar sábado.

--- Que bom e com quem? -- meu pai pergunta.

--- Depois eu falo pai. -- falo e aponto com a cabeça a Mel. 

--- A meu filho q legal, ficou feliz em saber. -- minha mãe sempre esperta.

--- Não entendi. -- diz meu pai.

Rimos dele.

--- Vamos Mel já terminou de comer filha, vc está quase dormindo em cima do prato, vamos subir e escovar os dentes e depois vou ler uma história pra vc. -- digo já pegando Mel no colo. 

Saio da sala de jantar e escuto minha irmã falar com meu pai.

--- Pai não sei como vc conquistou a mamãe, as vezes o vc é bem lerdo. -- Mione diz rindo dele.

--- Menina vê lá como vc fala comigo, mas de quem vcs estão falando? 

--- Da professora da Mel pai, o nome dela é Gina Weasley. E ela é linda e ruiva.

--- Alguém tem q puxar o bom gosto dos Potters nessa família. -- ele diz encarando Mione. 

--- Ah pai, mãe,  eu queria conversar uma coisinha com vcs ? -- Mione diz abaixando a cabeça.

--- O q foi filha vcs vão marcar a data do casamento finalmente? -- Lilian pergunta. 

--- Não mãe, eu ......... eu terminei ........com o Colin.

--- MAS O Q ? -- James grita.

Chego na sala de jantar e escuto meu pai gritando. 

--- O q está acontecendo aqui, pai pq vc está gritando vai acordar a Mel desse jeito. -- digo olhando pra ele.

--- Sua irmã ficou louca, terminou o noivado com o Colin.  -- meu pai diz se levantando.

--- Pai qual o problema se ela não quer mais se casar com ele, não vejo problema nenhum nisso.

--- Bom vc já são maiores já sabem o q fazem, se é isso q vc quer e se vc não gosta mais dele então td bem e me desculpe pelo grito filha. -- James diz e caminha até Mione e a puxa pra um abraço.

Volto pro meu quarto e respondo a mensagem da Gina.

Oi Gina Como vc está?

Eu sei onde fica seu prédio.

Desculpe a demora em responder, estava colocando a Mel na cama.

Ela estava tão cansada q quase dormiu em cima do prato.

Tenha uma boa noite. 

Fico olhando a tele do celular e sorrindo q nem um bobo. Não consigo mais tirar ela dos meus pensamentos, quero muito conhecer ela melhor e saber q momento difícil foi esse q ela passou. Quero cuidar dela, quero ela ao meu lado. É assustador pensar assim, nem a conheço mas ela me parece uma boa pessoa, o jeito q ela trata a Mel me encanta.

Não tive como levar e buscar a Mel na escola o resto da semana, foi uma semana cheia de trabalho. Finalmente sábado chegou, trabalhei na parte da manhã em meu quarto mesmo  e na hora do almoço e a tarde fiquei com a Mel. As 17:30 fui tomar um banho demorado e depois fiz a barba, estava nervoso, vesti uma calça jeans preta, uma camisa branca de manga comprida e um blazer tbm preto e uma bota preta, passei meu perfume e tentei arrumar meu cabelo quando alguém entra no meu quarto.

--- Eu preciso aprender a trancar essa porta. -- resmungo do banheiro.

--- Papai onde vc vai? Nossa papai vc está tão bonito. Posso ir com vc. -- Mel diz afobada. 

--- Filha respira. -- digo rindo. Obrigada minha linda, mas hj vc não pode ir com o papai, hj vc vai ficar com a vovó e o vovô,  sem falar q o Ted vai vir jantar aqui hj com os pais dele e o tio Sirius, a tia Lene e a Isa tbm vem, então vc não vai ficar sozinha td bem.?

--- Td bem papai, vou sentir saudade. -- Ela diz abraçando o pai e beijando seu rosto.

--- Ah minha princesinha eu tbm vou senti saudade e quando eu chegar se vc estiver dormindo eu vou te dar um beijo tá. -- digo apertando o abraço.

Gina

O resto da semana passou e só Lilian foi levar e pegar a Mel, sinto q fiquei meio decepcionada queria ver Harry de novo antes de sábado, mas pelo jeito ele estava cheio de trabalho, então a semana se arrastou, tive mais uma consulta e contei a Mari minha psicóloga q iria jantar com uma pessoa no sábado.

--- E vc está nervosa ou com medo? -- Mari me pergunta.

--- Pra falar a verdade estou anciosa, é a primeira vez que vamos sair sozinhos, a outra vez a filhinha dele estava junto. Ele é quem cuida dela, ele é tão amoroso e carinhoso com ela. Mas não sei como vai ser sábado pq vamos estar só nós dois e tenho medo da minha reação se ele quiser me tocar ou me beijar não sei. -- digo apressada.

--- E vc quer q ele te toque e te beije?

--- Bem eu não sei, ele é um homem muito bonito, eu seria uma boba se não quisesse não é? -- pergunto abaixando a cabeça.

--- Não Gina não seria, já te falei tudo no seu tempo e se ele tentar alguma coisa e vc quiser compartilhar ou se vc quiser algo a mais com ele, vc deve conversar com ele, mas confiança se ganha com o tempo e vc tem q se sentir segura com ele. Não podemos generalizar as coisas, vc é uma mulher inteligente sabe distinguir as pessoas e as coisas e o q vc passou, passou ficou lá trás, vc merece ser feliz tenha isso em mente. -- Mari diz sorrindo pra mim.

--- Ok Dra vou tentar.

Sábado chegou, eu estava nervosa Luna estava em casa me ajudando a escolher uma roupa.

--- Onde ele vai te levar? 

--- Não sei Luna ele não disse, e agora o q eu visto. Olho pro relógio e já são 18:20, já tinha tomado banho e estava de roupão dando voltas no meu quarto.

--- Calma Gina daqui a pouco vc vai ter  q tomar outro banho. Vai com esse vestido eu acho ele lindo. Luna diz sorridente. 

--- Vc não acha ele simples demais? Era um vestido branco acinturado com um decote comportado e flores vermelhas na saia e ia até o joelho.

--- Não ele é perfeito, coloque esse casaquinho leve e essa sapatilha preta, vamos fazer uma maquiagem leve e o cabelo solto eu adoro seu cabelo.

Me visto, passo a maquiagem e perfume e penteio o cabelo mais uma vez, coloco meu documento, um cartão, dinheiro e meu celular em uma bolsa melhor. Meu celular apita indicando uma mensagem. 

--- Ele chegou Luna. 

--- Então vamos descer. 

Respiro fundo e saio do apartamento trancando a porta. Desço dois lances de escada e abro o portão, Harry está parado do lado de fora de sua caminhonete preta e está lindo. Minha boca fica seca e meu coração dispara de um jeito q nunca senti, não era medo, era felicidade.

--- Olá meninas. -- ele diz dando um beijo em cada uma. Nossa Gina vc está linda.

--- Obrigado Harry vc tbm está lindo. -- digo corando.

--- Luna vc quer carona? -- ele pergunta.

--- Não precisa Harry eu vim de carro, obrigado e bom jantar pra vcs. Tchau amiga relaxa e divirta-se. -- Ela diz me abraçando.

--- Tdo bem amiga obrigada. 

Harry abre a porta da caminhonete pra mim e me ajuda a subir, o restaurante é requintado, me sinto envergonhada.

--- Td bem Gina? 

--- Td bem, só q faz tempo q não faço isso  sabe acho q perdi a prática. -- digo sorrindo.

--- Fique tranquila pq pra mim tbm faz tempo.

Ele me conta a história do nascimento da Mel e de como foi cuidar dela, falou tbm do seu trabalho e de sua família, ele fala com tanto carinho e amor de sua família fico impressionada, jantamos filé bovino com purê de batata e legumes cozidos estava divino. Eu falei sobre minha família mas travei na hora de falar do meu recente passado.

--- Essa carne está divina, acho q nunca comi um bife tão macio e saboroso. 

--- Realmente está muito bom, nunca tinha vindo aqui, meu amigo q indicou.

--- Foi o Neville q te falou daqui? Nunca ouvi Luna falar desse lugar. 

--- Não foi ele, foi O Draco.

Torço o nariz ao ouvir o nome do amigo dele e ele percebe.

--- Vc conhece o Draco? -- ele pergunta com a sombracelha levantada.

--- Conheci e não gostei dele. Logo q cheguei Luna me arrastou pra um barzinho dizendo q eu deveria me distrair e conhecer seus amigos e aí chegamos no bar e esse Draco já estava lá com duas moças muito bonitas e ele começou a puxar assunto comigo, até q ele agarrou meu braço......... eu puxei fui até o banheiro e Luna me seguiu e depois fui embora sem me despedir de ninguém. -- digo abaixando a cabeça e fechando os olhos.

--- Eu me lembro desse dia, quando cheguei com minha irmã Luna estava brigando com ele. Ele é um idiota mesmo, não gosto das atitudes dele.

Olhei pra ele e sorri e  ali vi q ele não é igual aos outros e a conversa se desenrolou tranquilamente pedimos a sobremesa e conversamos mais um pouco. Quando ele foi me deixar em casa já era 23:00 da noite e eu nem percebi a hora passar de tão agradável q foi.

--- Obrigado pelo jantar e pela noite Harry foi adorável, mesmo eu amei tudo. --  digo me virando pra ele.

--- Eu q agradeço a companhia maravilhosa, fazia muito tempo q eu não me divertia assim, vc é uma mulher maravilhosa sabia, inteligente, linda.

Ele se aproxima de mim e eu trago, ele percebe e recua.

--- Desculpa não quero apressar as coisas, mas essa sua boca é tão linda que fica difícil resistir.

--- Eu é q peço desculpas, tem coisas q eu ainda não consigo compartilhar, a sua boca tbm não é nada mal. -- digo isso me aproximo dele colocando uma mão em seu joelho e dou um selinho nele. Me viro e saio do carro.

--- Boa noite Harry. Dirija com cuidado.

--- Boa noite Gina. Durma bem.

--- Vou dormir, vou dormir. 

Ele espera eu entrar no prédio e sai com sua caminhonete.

Me jogo na cama com um sorriso bobo no rosto. 



Notas Finais


Desculpa se ficou longo e os erros de português.

Espero q estejam gostando e se quiserem comentar seria bem legal

Obrigada pelos comentários.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...