1. Spirit Fanfics >
  2. Um beijo >
  3. Capítulo 1

História Um beijo - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá minna! Como cês tão de quarentena? Eu sumi por um longo tempo, mas tô de volta (acho).

Boa leitura. "Mesmo que seja difícil, continue."

Capítulo 1 - Capítulo 1


- Eu não sei o que fazer! - Sakura balançava a cabeça negativamente, suas mãos em gestos estranhos a frente de sua barriga, andava de um lado para o outro na frente de Naruto. - Eu beijei a Ino. INO, sabe o que significa isso? - por fim parou olhando assustada para o loiro.

Um sorriso sem graça entregava que o Uzumaki não sabia o que dizer, afinal, já havia beijado Sasuke várias vezes "sem querer" e na festa de Hinata noite passada não foi diferente. 

- Olha.. - seus braços foram para os ombros da garota, para que a mesma o olhasse - foi só um beijo.. a amizade de vocês não vai acabar por isso.

- Mas e se ela não quiser mais olhar para mim? Ela é minha melhor amiga, não posso viver sem aquela porca.

- Se ela é sua amiga vai entender. Todos nós conhecemos ela e eu sei que ela não iria levar isso tão a sério assim, aliás, estávamos todos bêbados. - o loiro riu, vendo que seus conselhos serviam pelo menos para uma pessoa.

- Tudo bem, se você diz..

Noite passada

Faltava apenas 2h para o início da festa de Hinata. A Hyuga estava preparando a meses sua festa de 24 anos, onde chamou todos seus amigos e aproveitaria para festejar seu último ano na universidade. Estava tudo perfeito, não seria algo muito extravagante, seria mais para a diversão de todos. Quando chegou a 0h lá estavam todos arrumados e prontos para a diversão.

...

- Hinata! Bora virar esse copo? - A Yamanaka sorriu, mostrando dois copos de gin para a morena.

- Por que não virá com a Sakura? Ela parece está sobrea ainda.. - Hinata riu olhando a Haruno com um copo de energético na mão. - Eu ainda tenho coisas pra fazer - olhou para Neji conversando com Shikamaru, sem seus pais presente, todos podiam fazer o que bem entendessem, afinal não eram mais adolescentes.

- Hina você não vale.. e eu também não porquê vou lá encher a cara da testuda. - e assim fez. Foi andando até a menina com os copos na mão e então entregou. Seu sorriso costumeiro no rosto com um pouco de perversidade. - Vamos virar isto.

- O que é isso?

- É só um negócio que eu peguei ali, vamos logo.

...

Passava das 2h e a situação na casa Hyuga era precária, jovens jogados por todos os lados e a dona da casa desaparecida. Naruto e Sasuke estavam deitados no sofá, várias garrafas de vodka entregavam os rapazes, e seus estados inconsciente. Sakura e Ino estavam espalhadas sobre as várias pelúcias, ambas sem a blusa. Hinata festejava em seu quarto junto com seu primo Neji e Shikamaru foi o único a se salvar naquela casa.

Off

- Não quero falar com ela ainda. - Sakura sentou-se na banheira, os joelhos dobrados e sua cabeça entre os mesmos. - As aulas começam amanhã então eu falo com ela na universidade.

- Sakuchan! - o loiro entrou no banheiro, um sorriso contagiante no rosto. - Hoje a noite vou sair com o Sasuke. - sentou no vaso.

- Já falei que não é pra você entra no banheiro quando eu for tomar banho. Privacidade querido.

- Eu só vim falar com você, não seja chata. - o Uzumaki cruzou os braços. - E também não me interesso nesse teu corpo, eu tenho o Sasuke.

- A claro, o Uchiha tem tudo que você precisa. - revirou os olhos com um riso acompanhado. - Já transaram quantas vezes?

- Nenhuma. É difícil passar do ponto de partida sabia? - o loiro se levantou indo até a porta. - se fosse você, iria falar logo com a Yamanaka, eu sei que tu tem uma quedinha por ela. Aquele beijo não foi atoa. - riu saindo correndo para não se molhar, uma Sakura vermelha lhe jogando água. - Enxugue o banheiro depois!

"Não que o idiota do Naruto esteja errado, mas não posso chegar e dizer isso a Ino, ela gosta do Sai e os dois estão saindo. Fora que é complicado ter sentimentos por uma garota, ainda mais quando ela é uma Yamanaka. Eu também posso está errada sobre isso, já pensei gosta da Hinata depois que beijei ela.. O Naruto também não ajuda, claro que os conselhos dele servem, mas ele tem uma vida resolvida com o Sasuke, como iria entender?"

Sem perceber o tempo havia passado e mais uma vez Naruto estava dentro do banheiro, desta vez para ver se a Haruno havia morrido.

- Não vai sair não?

- Já estou indo. - levantou pegando a toalha para se secar, os cabelos molhados caindo sobre os ombros. - Escutei uns barulhos.. Temos visitas? 

- Ah sim. - o loiro sorriu. - A Ino está aqui, disse que quer falar com você.

- Você não foi o responsável por isso, né?

- Quem sabe?

A garota apenas revirou os olhos e vestiu sua roupa, não queria começar uma briga tendo Ino sentada na sala.

...

"Está quase na hora de buscar o Naruto. Eu sinceramente não sei como é nossa relação, vez ou outra ficamos, mas nunca saí dos beijos, talvez eu tenha medo de avançar o sinal. Não que eu queira ver aquele corpo bronzeado e esbelto nú, claro que não! Em pensar que minha masculinidade se vai toda embora quando penso nele, oh Praga"

Sasuke estava a frente do espelho, várias roupas espalhadas pelo chão e sua cama, uma das peças de cabide em sua mão.

- Vai sair com seu namorado? - seu irmão apareceu na porta, um sobressalto em Sasuke.

- Ele não é meu namorado! - berrou o mais novo, indignado mais pelo susto.

- Ele está te esperando lá em baixo.

- Já vai docinho! - gritou, Sasuke, ganhando uma gargalhada do irmão que entrava no quarto e se sentava na cama.

- Depois diz que não são namorados. Era mentira, ele não está lá. - o Uchiha mais novo pode sentir suas bochechas arderem, jogou a roupa de sua mão no irmão. - você fica uma gracinha corado.

- Não enche.

- As vezes me pergunto quem é o ativo entre vocês. - suas mãos posicionadas no queixo, o apoiando. - Por que não vai com aquela calça e aquela camisa ali? - apontou para as roupas caídas no chão.

- O Naruto já me viu com elas. - resmungou, as pegando. - Mas acho que vai ter que ser essa mesmo.

- Tenho certeza que o Uzumaki não liga pra isso, ele só quer se divertir. Aliás, vocês vão aonde?

- Cinema. - suas mãos o levava até a camisa, a tirando, o abdômen pálido sendo exposto ao mais velho que o observava com detalhe. Logo em seguida a bermuda que vestia, Sasuke, percebeu o olhar de seu irmão e logo parou antes de tirar por completo. - Devia parar de me olhar assim, as vezes eu dou razão para o Shisui ficar com ciúmes.

- Posso fazer o que se meu irmãozinho parece ser delicioso? O Uzumaki tem sorte. - mais uma vez Itachi levou uma na cara, agora sendo uma almofada. Sasuke tinha um sério problema com bagunça.

...

- Ino, eu não quis fazer aquilo. - suspirou, sua perna não parava quieta, suas mãos tremendo alertava a pani da garota.

- Relaxa testuda. - a loira sorriu. - Eu só vim conta a novidade. Não ligo pro que a gente fez enquanto bêbadas. - Sakura pode sentir um alívio, mas algo não estava certo consigo, seu peito estava doendo.

- Então conte - exigiu com um leve sorriso no rosto.

- Eu finalmente estou namorando! O Sai me pediu em namoro. - comemorou, um abraço entre as duas amigas.

- Isso é demais, porca!

- Ah testuda.. espero que você ache alguém logo. - por fim se soltaram, um sorriso no rosto de ambas e um Naruto que ia atender a campainha que tocava a 20 segundos.

- Vocês são imprestáveis mesmo hein. - esbravejou saindo com os cabelos molhados e o secador na mão. - Nee Sasuke.. - o loiro pulou nos braços do outro, quase caindo.

O moreno arregalou os olhos e logo se soltaram, um sorriso bobo no rosto de Sasuke. O Uzumaki em seguida deu passagem para o outro entrar.

- Olá meninas. - cumprimento as garotas com um aceno. - Vamos sair hoje. Naruto está pronto?

- Só falta o cabelo. Seca pra mim? - sorriu e entregou o secador para o mais alto.

...

- Até mais tarde meninas.. - disse Naruto entrando no Uber. - Sakura feche a porta depois.

- Tá Tá. - revirou os olhos, dando um aceno para o 'casal'.

- Também já vou indo, amanhã começa as aulas e não quero me atrasar. - olhou o horário no celular, logo saindo andando.

- Até mais.. porca.

"Isso não vai me abalar, mesmo tendo outra paixão perdida, não é como se eu fosse chorar até dormi. Não mesmo."

Haruno entrou fechando a porta, subiu em passos rápidos para seu quarto, onde abraçou o travesseiro e deitou na cama. Ela não iria dizer que estava chorando, mesmo que seus soluços fossem escutados e Naruto visse seus olhos inchados na manhã seguinte. Ela não ia se render.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...