1. Spirit Fanfics >
  2. Um beta muito diferente! (Jikook) (ABO) (Em Revisão) >
  3. Um meio de cura perigoso!

História Um beta muito diferente! (Jikook) (ABO) (Em Revisão) - Capítulo 28


Escrita por: _EdayJikook_ e Mizuki_tc_bts

Notas do Autor


Tenham paciência comigo eu estou voltando a fic aos poucos vou corrigir tudo em breve ^^'


Me digam oque acharam isso é muito, muito importante para mim ^^'


É dêem uma olhadinha nas fics que eu deixei nas notas finais porfavorzinho isso me deixaria muito feliz ^^




E isso até a próxima pessoas^^

Capítulo 28 - Um meio de cura perigoso!




Seul Coreia do sul 22:45  da noite....





_ ummm vamos lá - começou a mulher risonha agitando entre os dedos gordinhos cobertos  de anéis uma taça de vinho tinto, tendo a atenção do betinha e do alfa sobre si.- vamos começar com o porque dos seus pais simplesmente terem ido embora sem dar qualquer explicação cabível a você jimin, eu tenho comigo a resposta para isso.- a outra levantou o dedo gordinho no ar mantendo o sorrisinho mínimo.


"Deixando em evidência o quão essa se divertia com toda a situação em si.



_ eles foram embora porque não se importam mais comigo, essa e a resposta.- ditou o rosado choroso vendo a mulher agitar a mão de um lado ao outro negando de leve.



Hwasa sabia que aquilo não era verdade




_ não jimin, não é bem assim.- ditou a morena séria fazendo o baixinho cerrar o punho gordinho.- seus pais foram embora porque descobriram algo muito eficaz para a cura da sua doença.- o baixinho ofegou trêmulo enquanto fitava a outra descrente.



"Esse não acreditava naquilo.




_ tia a senhora está louca? - a outra deu de ombros.




_ foi oque eu pensei também mas não, eu não estou, acredite eu estou bem lúcida- ditou a mulher tomando um gole generoso de sua bebida em mãos.- olha eu vou me comprometer com a família park se o contar isso, mas eu não ligo então preste bastante atenção, é oque fará depois é problema seu é do seu parceiro.-  o alfa assentiu sério assim como o menorzinho ao seu lado.- a muitos anos atrás seus pais descobriram um meio de cura alternativo para a sua doença isso por volta dos seus quinze anos de idade ou mais ou menos isso, eu não sei ao certo quantos anos você  tinha quando isso aconteceu só sei que é algo que eles vem estudando loucamente.- o betinha marejou os olhinhos negando de leve chocado.



Então existia mesmo uma cura?


"Aquilo era impossível.




_ isso é mentira - murmurou choroso esse não conseguia acreditar no que ouvia.- não existe um meio...um meio de cura além  das marcas, eles teriam feito de tudo para me ver livre disso se fosse o caso.- o baixinho  não acreditava em nada do que ouvia aquilo era um completo absurdo.





_ essa e a verdade - ditou  a mulher entre dentes.- mas nesse caso eles não vêem esse novo método como um meio de cura para você, para eles isso é mais como um meio de condenação não só para você mas para o seu parceiro também, isso pelo resto da vida.- completou a outra séria engolindo  a seco.


"Essa contaria tudo.



_ como?- murmurou o baixinho  choroso esse não intendia nada.




_ existe um meio de acabar com a sua doença jimin, se escolher se ligar ao seu parceiro ao seu alfa em uma ligação de pontas.- o baixinho é o moreno arregalou os olhos surpreso com a nova informação.- sim existe um meio de betas, ao menos os betas da nossa família se ligar a alfas por serem especiais em algo que chamamos de ligação de pontas uma ligação imperfeita, algo muito, muito arriscado, porque na maioria dos casos a ligação pode ser tão forte para alguns que pode levar a morte do mais fraco ou uma espécie de dependência absurda de ambos os lados, ou só um dos lados nesse caso eu  acredito que seja o mais fraco, acredito nisso, acredito  que essa possível dependência seja tão absurda que supera a de uma ômega comum marcado por um alfa.- a outra virou a taça vinho de uma única vez bebendo todo o líquido vermelho suspirando pesadamente em seguida, prosseguindo.- até porque diferente da marca de um ômega comum essa possivel marca é irreversível, sim e isso ai que vocês ouviu ela é eterna é muito forte não existe um meio de a desfazer uma vez feito, feito.



"O betinha ofegou trêmulo com aquela nova informação.



"Era tanto para assimilar.




_ por outro lado isso pode por fim a sua doença e pode te dar mais alguns anos de vida, oque é muito bom, sem marcas pelo resto da sua vida.- murmurou a outra risonha levantando o indicador gordinho no ar.-  porém isso não significa que um possível filhote seu não venha a ter no futuro essa mesma doença sua, isso e meio que ummm como eu posso dizer.- a outra fitou o teto logo estalando os dedos animadamente.- meio que acompanha a nossa familia filhote, é  como uma herança familiar, sua avó teve você teve possivelmente um filhote seu venha a ter também ou não, basta esperar para ver.- completou essa dando de ombros virando a taça vazia formando um leve bico no fim voltando os olhares para os mais novos.- a verdade é essa,é se depois...de...de ouvir tudo isso oque eu disse não for capaz de acreditar em mim então faça o teste você mesmo, marque o seu alfa no próximo cio dele é deixe que ele marcar você, façam isso ao mesmo tempo juntos, que vai ver que eu não estou mentindo eu não teria motivos para mentir para você, eu não ganharia nada em troca.-por fim a mulher riu alto um efeito claro do álcool que corria nas veias.- bom, é isso oque eu tenho a dizer a vocês crianças, oque vocês vão fazer depois não é  mais problema  meu eu fiz a minha parte que era informar.- murmurou a outra esticando os braços finos.- agora se não se importam, eu vou me deitar eu acho que o álcool está começando a fazer...a...fazer....efeito......eu tô... começando a baldear.- murmurou a outra por fim saindo dali tombando para os lados, acabando por esbarrar em alguns móveis durante o percurso, tendo algumas crises de risos em seguida.



"Deixando os mais novos sozinho na sala silenciosa.





_ jimin ela pode-  começou  o alfa fazendo o baixinho negar choroso.




_ não, não ela nunca mentiu pra mim. - murmurou o rosado por fim o primeiro soluço sôfrego veio oque fez o levar as mãozinhas trêmulas ao rosto molhado de lágrimas, esse estava tão, tão machucado - ela...sempre me contou a verdade não....importava....não importava o quão doloroso poderia vim a ser não  importava o quão  isso viria  a me ferir futuramente....minha...tia...nunca...nunca.... foi de mentir...ela nunca mentiria para mim assim jungkook.- murmurou o menorzinho choroso em meio a soluços altos.



"Esse estava tão machucado, se sentia  tão enganado.




_ vai ficar tudo bem meu amor.- murmurou o moreno por fim o levando para o colo desse o embalando com seus braços fortes.- vamos dar um jeito nisso juntos eu prometo. - completou esse baixinho.





"O fazendo assentir minimamente.




















Notas Finais


Aaaah é isso mil desculpas pelos erros eu estou voltando aos poucos agora.


Então tenham um pouquinho de paciência comigo.


Dêem uma olhadinha lá 👇

https://www.spiritfanfiction.com/historia/decima-terceira-lua-abo-jikook-20985931


E nessa belezinha também ^^👇



https://www.spiritfanfiction.com/historia/o-beta-da-realeza-abo-jikook-21918132




É isso até a próxima ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...