História Um Bruxinho em Beacon Hills - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Tags Bruxo, Lobo, Magia, Sterek
Visualizações 115
Palavras 2.240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Yaoi (Gay)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii amores mio s2
Quero agradecer a todos pelos comentários e favoritos na minha fanfic, e principalmente paciência com essa autora aqui gente, sei que dou muito trabalho kkk

O Cap não está muito grande porque não queria deixar vocês esperando por muito mais tempo, mais tem detalhes super importantes como também o avanço na relação de Stiles e o lobo rabugento mais lindo do mundo.

Espero que gostem, boa leitura!!

Capítulo 8 - Capítulo Oito


Todos encaravam horrorizados a cena à sua frente. O cheiro de ferrugem penicava o nariz dos corajosos que permaneceram fortes para ver tal atrocidade, porém outros corriam para longe vomitando e chorando alto.

Mary ao seu lado tremia, pálida enquanto tentava consolar uma professora que chorava em seus braços, e nem mesmo Stiles ficou isento de tais sentimentos. Sua mão agarrava com força a mão de Derek, sem nem mesmo perceber que fazia isso, num intuito de controlar as emoções. Porém nada no mundo tiraria aquela imagem da sua mente, nem mesmo o mais poderoso dos Obliviate.

Na sua frente, dois alunos jaziam mortos na sala de armazenamento da escola. O loiro, o mais alto da dupla tinha a garganta cortada, o sangue espirrando sujando suas roupas e o chão cimentado. E o moreno, de cabeça raspada e tatuagens pelo braço era pendurado por uma corda que esmagava completamente seu pescoço. Sua boca estava aberta e dura, como se gritasse um grito mudo, e o mais assustador eram seus olhos esbugalhados. Vermelhos, com veias saltadas para todos os lados. No olhar o mais puro terror, como se antes da morte ele estivesse vendo o pior dos seus pesadelos.

Ninguém entendia o que estava acontecendo naquela escola e quem estava por trás de tantas mortes. Mais sendo escoltados por alguns professores que nem tinham coragem para ver tal cena, os alunos foram levados de volta para o refeitório, todos em um silêncio cortante, assustados, olhando para todos os lados como se o causador daquilo fosse aparecer a qualquer momento e fazer mais uma vítima.

Stiles mal conseguia respirar direto. A culpa imediatamente caindo sobre si, quando seus olhos encheram de água. Derek que se encontrava tenso naquele momento, não disse nada abraçando o pequeno bruxo apertado. Querendo guarda-lo em seus braços para que tais pensamentos fossem embora. Mais interiormente sabia que aquilo ia ser impossível, pois até mesmo ele se sentia sem forças por aquela cena horripilante.

O intrigante de tudo isso era que aqueles garotos eram os mesmo que atormentavam a amiga de Stiles dias atrás, e eles não faziam parte do clube de natação pois seu nariz não identificou o cheiro deles lá no vestiário. O que deixava toda aquela situação ainda mais confusa.

O Kanima estava se vingando de outras pessoas fora do clube de natação também? O que diabos o mestre do Kanima queria matando aleatoriamente?

E o pior de tudo. Como que ele conseguiu fazer tudo aquilo sem chamar qualquer atenção pra si?

O Kanima agiu bem debaixo dos seus narizes, e mais uma vez conseguiu escapar. E o lobo estava furioso por isso, pois parecia que ele e Stiles estava sempre um passo atrás. Porém, dissipou esses pensamentos para longe quando ouviu o menor soluçar em seu peito.

Stiles precisava dele agora, não podia ficar pensando nessas coisas.

***

Mary saiu da sala dos professores secando algumas lágrimas, vacilando em seus passos até encontrar Stiles e Derek na mesma mesa que estavam sentados no refeitório. O bruxo estava quieto, olhando pra baixo enquanto era confortado pelo lobo que acariciava seus ombros.

Quando a mesma sentou ao lado deles, Stiles levantou a cabeça olhando para a amiga.

- O que você estava fazendo lá dentro? - perguntou baixinho, mas mais para puxar assunto. Não queria mais o silêncio. O silêncio só estava o deixando mais pra baixo.

- A professora que encontrou os dois alunos é minha vizinha e somos bem íntimas por ela ter sido bastante amiga da minha mãe. Ela estava assustada. Não queria deixá-la sozinha. - explicou também baixo, amuada demais.

- Eu sinto muito, deve ter sido horrível pra ela ver tudo aquilo sozinha. - disse Stiles sincero.

- Tá tudo bem... mais acho que vão fechar a escola por alguns dias. O diretor está sofrendo muita pressão por causa dos assassinatos recentes, e agora um acontece bem aqui na escola. - ela fungou, sua voz saindo tremida pelos lábios. - Eu sinto muito, Stiles. Logo agora que vocês conseguiram entrar no clube de natação, a escola vai fechar.

- Não se preocupe com isso, Mary. Eu nem estava pensando nisso de qualquer maneira.

- Como sabe que passamos no teste? Os resultados nem saíram ao público ainda.- disse Derek em tom acusatório. Stiles deu uma cotovelada nele, mais o lobo permaneceu encarando-a.

- Eu ajudo alguns professores, e gosto de organizar alguns papéis na secretaria. Acabei vendo a lista com os nomes dos aprovados e o nome de vocês estavam lá. - explicou, mais logo sorrindo de lado ao olhar pra cima e suspirar saudosa como se tivesse mergulhado em lembranças muito boas. - Eu ainda me lembro quando eu vi o nome do meu irmão. Ele ficou tão feliz que não me deixou dormir a noite inteira. Eu fiquei tão orgulhosa dele.

- Você nunca me falou sobre o seu irmão. Ele também fazia parte do clube de natação? - Stiles indagou, sorrindo também de lado contagiado pela amiga.

- Sim, sim. Ele queria muito ser um grande nadador, desde quando a tia Ellen levou nós dois para a piscina pública da cidade. Um grupo de nadadores estavam praticando na piscina ao lado e ele ficou encantado.

- Ellen?

- Tia Ellen é a nossa professora de português. - explicou. - Matt teve que passar por muitos testes até conseguir entrar no clube de natação. Ele... - ela parou um pouco, dando um suspiro profundo que não passou desapercebido por Stiles e nem por Derek, que mesmo olhando para o outro lado, seus ouvidos sensíveis se encontrava atento na conversa. - Ele nasceu com uma deformidade, porque a nossa gravidez era de risco. Seu braço esquerdo não se desenvolveu por completo, e ele não tinha a mão e nem o antebraço. Mais nada disso o impediu de seguir com o seu sonho.

Disse ela sorrindo com os olhos cheios de lágrimas, e Stiles sorriu mais ainda por achar a história muito emocionante.

- Eu e a tia Ellen estávamos orgulhosas, mais nem todos pensavam assim. O antigo treinador só aceitou meu irmão para humilha-lo. Limpar a piscina, carregar as bolsas dos alunos, lavar o uniforme do time. Eles viviam pegando no pé do meu irmão... Eu pedi pra ele sair, desistir mais ele não me ouviu e agora... - ela parou de falar, e Stiles achou que já teve o bastante.

Afagou o ombro da amiga, abraçando-a de lado. Nenhum dos dois falou mais alguma coisa e assim continuou, até o diretor e alguns professores entrarem no refeitório. A professora Ellen caminhou até os três, sentando ao lado de menina acenando de leve para Stiles e Derek.

A menina havia falado que tinham feito novos amigos e ficou feliz quando viu esta sendo confortada por eles. Sorriu grato para os dois garotos, e abraçou a garota também olhando pra frente onde o diretor se preparava para um comunicado.

Naquela tarde, o anúncio foi dado e o colégio de Beacon Hills fechou temporariamente, deixando todos os alunos e a cidade inteira em completo medo pelo desconhecido.

***

Stiles e Derek caminhavam pela floresta de cabeças baixas, voltando para casa de Deaton. No olhar o mais puro sentimento de derrota e imponência, pois um assassinato ocorreu bem ao lado deles e eles não fizeram nada.

Mais duas mortes foram adicionadas sobre sua culpa, e com certeza o mestre do Kanima deveria estar rindo da sua cara nesse exato momento. Stiles parou de andar, fechando os punhos tão forte que os nós dos dedos ficaram brancos. Ele mordia o lábio raivosamente, bravo, triste. Decepcionado consigo mesmo.

- Stiles? - chamou o lobo quando o bruxo ficou alguns passos para trás de cabeça baixa.

- Eu deveria desistir. - disse depois de um tempo em silêncio.

- Do quê está falando?

- Tô falando do quanto eu sou inútil, Derek! É disso que eu tô falando! - gritou, agora encarando os olhos do lobo a sua frente. Lágrimas transbordavam em sua vista e caia abundantemente sobre as bochechas.

Os olhos âmbar tão furiosos. Tão cheios de dor.

- Meu pai tinha razão. Eu não devia ter insistido tanto pra pegar esse caso. Como eu pude ser tão burro ao pensar que eu seria capaz de pegar um Kanima? Eu sou fraco, burro! Inútil, inútil, INÚTIL!!!- repetia a palavra várias vezes, socando sua cabeça com força.

Derek encarava a cena pasmo, sem qualquer reação pelo comportamento do bruxo a sua frente. Seu corpo não esperou nem um outro segundo, antes de agir por instinto andando rápido até o bruxo o puxando para os seus braços.

Seus corpos se chocaram num baque doloroso, mais foi o suficiente para Stiles se libertar daquele colapso mental e focar nas batidas do coração de Derek.

Tun-tun tun-tun tun-tun... Um som completamente calmo, que sem perceber fez Stiles relaxar sobre os braços do lobo, que sentou no chão, de modo que o bruxo ficasse sentado no seu colo de frente para ele, a perna uma em cada lado de seu corpo e a cabeça dele repousada em seu ombro.

- Não se machuque... - foi o que Derek pediu, apertando-o para mais perto de si. - Não aguento vê-lo machucado.

Aquelas palavras tocaram em um lugar no coração de Stiles, que fez ele chorar agarrando ainda mais forte os ombros do lobo.

Eles permaneceram em silêncio, envoltos por um bolha só deles enquanto o lobo acariciava os fios castanhos.

- Olha pra mim. - pediu Derek depois de um tempo, apertando a cintura do bruxo levemente.

- Não quero. - murmurou baixinho, o rosto escondido no pescoço de Derek que se arrepiou ao sentir os lábios dele roçando sobre sua pele.

- Você não era tão manhoso assim antes. - provocou o lobo com um sorriso pequeno, acariciando inconscientemente a cintura do bruxo que tremeu levemente.

- Eu não sou manhoso. - fez biquinho mesmo sabendo que Derek não podia ver porque ainda estava com o rosto escondido, agindo totalmente ao contrário do que acabara de dizer.

- Estão olha pra mim. - pediu de novo, com ternura.

Stiles olhou, a ponta do nariz avermelhado pelo choro e os olhos inchados ainda molhados pelas lágrimas. O bruxo sentia seu rosto inchado e sabia que aquela não era uma das melhores imagens, ele chorava muito feio. Mais para Derek, o garoto nunca antes esteve tão adorável como agora.

O lobo sorriu de lado, enxugando as lágrimas dos olhos âmbar.

- Tá se sentindo melhor?

- Sim.

- Me escuta. Não quero que se menospreze porque mais um assassinato aconteceu. Você é um bruxo incrível e não sabia de nada. Você não tem bola de cristal. - começou Derek, tentando consolar o castanho.

- Tecnicamente eu tenho sim, mais nunca tirei nota boa nas aulas de Adivinhação.

- Porém, ser ruim em uma coisa não significa que você não seja bom em outras. Então não tenha esses pensamentos de você mesmo, bruxo. - Derek concluiu dando um peteleco na testa de Stiles.

- Ai. - fez bico, massageando a testa. Mais sorriu agradecido para Derrk que o encarava de forma intensa, a qual provocou palpitações diferente em seu coração.

Agora que estava mais calmo, percebeu que eles estavam no chão, com ele no colo de Derek, muito próximos um do outro. Não teve outra reação a não ser corar fortemente, antes de se levantar num pulo e se afastar constrangido.

O lobo percebeu seu deslize e também levantou ágil, coçando a cabeça ao virar-se de costa para Stiles. Sentia seu rosto quente e sabia que estava corando, para seu desespero.

- Err... já que seu drama adolescente acabou, vamos logo pro Deaton. Precisamos ver o que vamos fazer agora.

- Ei, você também é um adolescente! Um lobo adolescente bobão!

- Mais quem é que tá com a cara inchada parecendo um palhaço? Sério bruxo, parece que você foi pisoteado por um bando de hipogrifos. Tá feio demais, acho que vou ter pesadelos. - disse caminhando na frente, com as mãos no bolso da calça jeans. Em seus lábios um sorriso divertido, adorava provocar aquele bruxo magrelo.

- Ora seu...! - Stiles se irritou, porém logo se acalmou quando teve uma ideia maravilhosa. Ergueu a mão e com um sorriso malvado estalou os dedos, vendo Derek cair de cara no chão quando suas pernas se grudaram pelo feitiço do bruxo.

- Mais que porra...

- Quem é o palhaço agora? - Stiles passou ao lado de Derek, sorrindo vitorioso enquanto caminhava deixando ele para trás.

- Você vai me deixar aqui??! - indagou incrédulo, tentando mover as pernas colada.

- O feitiço perde o efeito após vinte minutos. Não se preocupe, eu falo pro Deaton que você teve um imprevisto. - zombou, rindo. E minutos depois Stiles não podia mais ser visto, deixando o lobo pra trás caído no chão.

Derek apertou as mãos em punho, querendo xingar aquele bruxo de todos os nomes possíveis. Mais sua raiva não durou muito tempo, quando se lembrou do sorriso dele.

Stiles não estava mais triste e isso pro seu lobo foi como um bálsamo, que agora se encontrava mais relaxado dentro de si.

Entretanto, isso não significava que aquele bruxo magrelo escaparia de si e Derek se vingaria na mesma moeda.

Só precisava que suas pernas desgrudassem o mais rápido possível.

- Argh, odeio feitiços. - bufou, quando viu que somente dois minutos se passara.

Talvez deixasse a vingança para mais tarde.
 


Notas Finais


Comentem e me dogam a opinião de vocês, são importantes demais pra mimmm
Um beijo na bundaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...