1. Spirit Fanfics >
  2. Um café e um amor: quentes, por favor! >
  3. Deixa ela entrar

História Um café e um amor: quentes, por favor! - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Ler ao som de “Deixa ela entrar” (Pitty)

Capítulo 3 - Deixa ela entrar


Fanfic / Fanfiction Um café e um amor: quentes, por favor! - Capítulo 3 - Deixa ela entrar

A bolsa azul com um par de chifres no letreiro luminoso deixava claro que o bar era aquele. Depois de descer uma escada de madeira desgastada, Helena ingressou num pub undergournd lotado com uma mistura de cheiros que ela não saberia explicar. Uma banda de hard rock tocava, mas nenhum daqueles rostos tinha os olhos negros que já lhe despertavam curiosidade muito antes dela ser notada por eles. Com uma cerveja nas mãos, se espremeu pela multidão, conseguindo um espaço na diagonal direita do palco.

Depois de alguns minutos, outra banda subiu ao palco e lá estava ele. Longos cabelos soltos, uma camisa preta com as mangas grosseiramente cortadas que deixavam a mostra uma tatuagem de dragão chinês no desenhado braço esquerdo dele. Depois de um longo trago no cigarro em sua boca, Ravier abaixou a cabeça, cruzando seu olhar com o de Helena. Ele piscou, ela sorriu. Ele ergueu a cabeça, fazendo uma nuvem de fumaça no ar, e levando as mãos ao contrabaixo vermelho e iniciou uma linha que ela reconheceu como sendo Shot After Shot. Entre uma música e outra, ele dava um gole na garrafa de Jack Daniels sobre uma banqueta ao lado do vocalista.

Era visível como ele não parecia se importar com mais nada além da música, balançando seus longos cabelos na maioria das canções. Ravier tinha em si uma segurança que em nada se aprecia com o amante de literatura clássica que Helena conheceu na cafeteria.

Findado o show, ele sequer esperou os aplausos. Lançou mão da garrafa de Jack Daniels e, pulando do pequeno palco, segurou na mão de Helena. Saiu correndo com ela pela porta dos fundos do bar, subindo as escadas de dois em dois degraus. Helena não poderia imaginar que a porta dos fundos do bar dava numa antiga ponte sobre um rio calmo. Ravier encostou-se à ponte e ajeitou os cabelos, prendendo-os num coque. E sem saber se a fumaça de tudo que as pessoas fumaram naquele bar afetou seu cérebro ou se foi só uma coragem repentina, ela soltou:

- Você fica sexy com o cabelo assim.

Ravier colocou a garrafa de bebida no chão, e deu mais um trago no cigarro. Ao se virar para o Rio, espalhou a fumaça no ar. Ela não conseguia ler suas expressões, perguntou a si mesma se havia falado demais. E depois de algum tempo, a voz grave de Ravier rasgou o silêncio.

- “Cigarros são poemas pra quem nunca sabe o que falar”.

Ravier era uma daquelas almas antigas, que se abrem aos poucos e que vivem num tempo só delas. Helena resolveu então descontrair a conversa perguntando sobre a banda. O baixista pareceu voltar a sua zona de conforto e eles seguiram noite a dentro bebendo e emendando um assunto no outro. Para cada tópico da conversa, Ravier tinha uma tirada mais engraçada do que a outra. E as risadas de Helena davam a ele mais confiança para se mostrar.

Era impossível não se encantar pela maneira como ele falava das coisas que gostava. Havia um brilho quase infantil nos olhos daquele homem que há pouco tempo desenhava em seu contrabaixo vermelho a feroz linha de uma música de metal. Esse era ele. Esse era Ravier. Um homem capaz de ser gentil e descontraído, e que certamente guardava dentro do peito mais do que conseguia falar.

Depois de uma garrafa inteira de Jack Daniels, os dois já estavam meio desconexos e, de frente um para o outro, brincavam de “sério”. Mas era impossível ganhar de Ravier, ele fazia caretas aleatórias se mantendo sério. Helena desatou a rir rápido, apoiando sua testa no ombro dele, que levou as mãos até a cintura da moça, delicadamente envolvendo-a em seu abraço. E num gesto aliciante, segurando-a pelo queixo, Ravier puxou Helena para si.


Notas Finais


O trecho citado entre aspas numa fala de Ravier é da música "Cigarros e Capitais" do Esteban Tavares.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...