História Um caminho sangrento para a paz. - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Choumei, Danzou Shimura, Darui, , Fugaku Uchiha, Haku, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Hizashi Hyuuga, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Kakuzu, Killer Bee, Kurama (Kyuubi), Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Personagens Originais, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shisui Uchiha, Shizune, Tsunade Senju, Yamato, Zabuza Momochi
Tags Ação, Conspiração, Drama, Espionagem, Guerra, Itachi, Luta, Morte, Naruto, Romance, Suspense, Universo Alternativo
Visualizações 195
Palavras 3.688
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shounen, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá meus bacanos, depois de muito tempo eu voltei. Como avisado antes o esquema de publicação e tamanho dos capítulos vai mudar a partir de agora, para que fique mais fácil de trabalhar com meus horários e para que eu possa manter uma certa qualidade, falarei mais disso nas notas finais.

Novamente recomendo que sempre leia as notas finais onde deixo explicações avisos e esclarecimentos.

Obrigado pela espera e boa leitura para vocês ,espero que gostem.

Capítulo 27 - O que fez e o que se fará.


Fanfic / Fanfiction Um caminho sangrento para a paz. - Capítulo 27 - O que fez e o que se fará.

Naquela manhã as coisas já voltaram ao seu ritmo, já tinha se passado um dia desde a festa e a as coisas finalmente voltavam ao normal na vila da folha. Itachi ainda estava de folga, afinal ele nunca tinha pedido nenhuma em toda sua carreira e quando sua namorada fez isso por ele conseguiu uma prolongada, mas é claro que ele não ia ficar em casa parado afinal ele tinha algo que queria fazer a muito tempo.

 

 

- Como alguém se torna hokage, essa é uma difícil...

 

 

Jiraya pensava na pergunta do Uchiha com muita seriedade, os dois estavam na mansão dos sannins tomando um chá enquanto conversavam sobre o assunto, esse que não era nem um pouco fácil de tratar. Itachi sempre foi alguém capaz de tirar as próprias conclusões das suas observações e análises, mas ele sabia que a opinião de outro alguém sempre era valiosa, ainda mais quando a pessoa era uma das mais experientes e respeitadas da vila além de que ele era um dos maiores envolvidos no assunto em questão.

O sábio respondeu a sua pergunta, mas deixou claro que ele mesmo não sabia tudo sobre isso:

 

 

 

- Isso depende muito da situação da vila e do país, mas basicamente tem duas maneiras de se escolher um hokage... Se o hokage anterior estiver vivo ele escolhe o seu sucessor quando achar que chegou a hora e ponto final, geralmente os conselheiros opinam, mas a palavra final é sempre a do hokage na vila então vai depender só dele, agora se ele estiver morto seria outra história.

- Seria formado uma assembleia correto? Para discutir e votar nos candidatos.

- Bingo, o problema é que ninguém se dá bem na assembleia .

- Poderia explicar melhor?

- Bem a assembleia junta os líderes dos grupos mais importantes de Konoha, o conselho de guerra formado por jounins de alta patente como o Kakashi e o Shikaku, os membros mais importantes  dos Anbus e dos Raízes, os conselheiros e anciãos e por último os nobres do país do fogo e o Daimao.

- Muita gente poderosa com interesses diferente.

- Exatamente e é aí que a briga começa, como cada um desses tem uma visão para a liderança acabam sempre discordando entre si e isso faz a reunião durar dias, a não ser que uma crise esteja em andamento nesse caso a reunião é feita o mais rápido possível... se eu não me engano a polícia sempre reclamou de não ter uma cadeira nessa votação.

- Sim eu sei essa sempre foi uma das reclamações do meu clã afinal ainda somos maioria na polícia, mas mestre Jiraya mudando um pouco o foco...

- Manda – ele falou bebendo uns goles.

- Quem vocês acha que são os candidatos a Hokage pros próximos anos?

- Você também tem pensado sobre isso né, bem sinceramente... é complicado, geralmente os aprendizes do hokage que são escolhidos por ele só que no passado o terceiro tentou me indicar duas vezes para o cargo no final da segunda guerra  e no começo da terceira guerra ninja e eu recusei nas duas vezes, Tsunade também deixou claro que não quer nada a ver com isso... Na minha opinião se fosse pro terceiro escolher seria o Kakashi, mas ele também não é do tipo que quer essa responsabilidade fora que ele também é muito jovem.

- Isso é um impedimento?

- Não exatamente, mas a maioria não curte receber ordens de alguem mais novo.

- E caso seja a assembleia?

- Ai meu garoto, fudeu... porque ninguém atualmente cumpre todos os requisitos para ser hokage e isso seria a oportunidade perfeita para alguém mal intencionado pegar o cargo, você sabe de quem eu to falando.

- Sei, mas se permite me perguntar...

- Garoto você é da família, pode fazer o que quiser aqui em casa.

- Obrigado, mas voltando ao assunto quais seriam os requisitos para ser hokage na sua opinião?

- Hm, ter reconhecimento e feitos em batalha, ser bem visto pelas tropas... ou temido sempre tem essa opção, influente entre os grupos e ser forte é claro.

- E a opinião popular? Ela não importa?

- Não, foram os ninjas que criaram o sistema da vila na época do primeiro Hokage para se proteger e ganhar poder, ninguém imaginou que íamos virar reinos em miniatura... Querendo ou não a vila da folha é uma ditadura... uma benevolente, mas ainda é uma, já que como os ninjas vem de todas as classes da aldeia meio que todos são representados nas decisões.

- Mas ainda sim os clãs são favorecidos.

- Olha eu já viajei muito e vi muitos tipos de governo e liderança... Alguém sempre vai ser, mas temos a sorte aqui que quem é não abusa muito da posição.

- Entendo... Obrigado por tudo.

- Que isso não foi nada, literalmente eu só fiquei aqui falando e bebendo.

 


 

-s-

 

 

 

O barulho da água fervente podia ser escutado em todo o estabelecimento, o que era comum já que o Ichiraku era um restaurante familiar bem pequeno, mas tinha o melhor ramen da vila inteira e era o lugar favorito de Naruto que estava lá sentado devorando a terceira tigela de macarrão. Normalmente seria uma refeição meio pesada para se tomar antes do meio dia, mas levando em conta que ele começava sua rotina de treinos antes do nascer do sol aquilo era necessário para manter a alta queima de chakra e calorias.

Enquanto o loiro comia seu capitão chegou no local nem um pouco surpreso já que o rapaz amava o lugar:

 


 

- E ai Naruto tudo bem? – o rapaz deu positivo com o polegar para não falar de boca cheia – Teuchi dois pra viagem por favor.

- Pode deixar Shisui- dono, é pra já - O senhor que estava lá trabalhando feliz como sempre foi pros fundos aprontar o pedido.

- E aí quando vai apresentar a moça capitão? - Naruto falou dando uma pausa no seu almoço.

- Nunca disse que era para uma moça.

- Mas tá na cara.

- E o que te faz pensar isso? - ele falou com calma enquanto se sentava ao lado do rapaz - posso saber?

- Deixa eu ver… Você - ele falava levantando os dedos à medida que apontava às evidências -  mora sozinho, nunca aguentou mais de uma porção, você tá com aquele sorrisinho de satisfação que o sensei fica quando sai com a Izumi e enquanto eu ia pro treino vi você colado com uma garota… e do jeito que vocês tavam grudados duvido que era um abraço entre amigos.

-...- Ele preferiu não responder e ficou calado em silêncio.

- Ei não esquenta - falou dando um tapinha no ombro do chefe - Não vou contar pra ninguém não, só tô implicando com você… Apresenta ela quando achar melhor, só seja mais discreto tá legal.

- Obrigado, mas não é que seja segredo… Só não estou tempo suficiente com ela para afirmar nada.

- Ah saquei… Só uma pergunta foi no festival?

- Sim, foi lá.

- Caramba… você também…

- Como assim também?! você por acaso...

- Não, não eu tô falando do nosso esquadrão, que você também saiu com uma garota no festival.

- Então o Yamato finalmente chamou a Shizune para sair com ele.

- Não a minha irmã trabalhou durante a festa, tiveram uma emergência no hospital parece.

- Mas se você não saiu com ninguém e ele também então ó fui eu.

- Não, você está esquecendo de alguém.

- …

- E aí descobriu quem foi?

- Eu não acredito.

- Eu também não! e olha que eu tava do lado deles.

-... por essa eu não esperava.

- Muito menos eu, o cara mal fala com a gente… Se bem que parece que a iniciativa foi dela.

- Sério? se bem que chega a fazer até mais sentido desse jeito.

- É acho que ele nem sabe o que aconteceu direito.

- Inacreditável… Mas sabe, achei que seria você que se acabasse ficando com alguem nesse festival.

- Por que ? - o loiro falou enquanto voltava a comer a sopa.

- Você tem esse jeito carismático e descontraído…

- Nossa obrigado capitão - ele cortou.

- E também é neto do seu avô.

- Há saquei… Deixa quieto, mas sabe não tô desesperado pra achar ninguém agora não, meu objetivo agora é outro.

- E qual seria?

- Quero virar Jounin, não que eu não queira uma parceria nem nada, mas primeiro eu quero virar oficial para depois acertar a minha vida… Mas se rolar, rolou dane-se o resto… quer dizer, ah você entendeu.

- Sim, você não quer apressar nada.

- Isso mesmo, eu tenho treze anos não to com pressa pra casar.

- Shisui - dono aqui está seu pedido - Teuchi saiu dos fundos com a filha, uma jovem de cabelos marrons muito bonita, enquanto segurava o pedido que estava em finas vasilhas de bambu amarradas com um cordão - O capitão finalmente vai virar um homem de família?

- Não Teuchi, ainda está muito cedo pra pensar em algo assim.

- E você Naruto? já pensou em se amarrar com alguma garota?

- Estávamos justamente falando em como eu não penso nisso tio.

- Bem quando começar a pensar porque não considera essa linda jovem jovem aqui - o senhor falou apontando para a filha que estava ao seu lado.

- P-pai! - ela gritou vermelha de vergonha - Não fale uma coisa dessas!

- Porque não?! Ele é um rapaz jovem, forte e de família rica fora que ele já ama a sua comida.

- é-é que isso-o é -  Ela ficava cada vez mais encabulada - Naruto esqueça essa brincadeira besta do pai!

- Pode deixar… Quando eu começar pensar nisso ela vai tar no topo da minha lista tio.

- Há bom - Ela ficou aliviada por um momento até que se deu conta do que ele disse - Pera o que!?

- Hehe… o papo tá bom mas eu tenho que ir treinar pessoal até mais - ele falou se levantando e saindo do restaurante.

- … ele pagou? - Shisui perguntou enquanto se levantava para pegar seu pedido.

- Ele paga adiantado quando vem sozinho - Teuchi falou sorridente enquanto limpava o balcão - E Volte sempre.



 

-s-



 

Então a situação é essa, a escolha é de vocês.


 

Kakashi falou com calma com o grupo, o trio estava sentado numa escadaria vazia da vila naquela manhã, mas o clima estava longe de ser descontraído afinal o exame chunin estava por vir. De certa forma o exame ainda ia ser avisado aos genins e professores oficialmente, só que Kakashi que era envolvido com o alto escalão ficou sabendo já fazia meses e decidiu dar uma ajuda aos seus alunos, afinal todo a ajuda conta nesses casos.

O que não era para menos, o exame era brutal, às chances de passar eram baixas e os avaliadores eram severos, mas tudo isso era insignificante comparado ao risco de morte da prova.  Não era incomum os participantes terem ferimentos graves ou mesmo haver baixas, só que ao mesmo tempo havia outro risco, o de ficar preso como genin para sempre.

Subir de patente era vital para um ninja, acesso a jutsus melhores, armas especiais, informações confidenciais, status, missões importantes e assim melhores remunerações, fora a possibilidade de entrar para a polícia ou outra das divisões especializadas e nenhum deles queria perseguir gatos pro resto da vida.

De certa forma todos estavam inclinados a aceitar o desafio, mas todos também tinham suas próprias incertezas. Sakura queria avançar e continuar com seus colegas, mas ela havia percebido que suas habilidades estavam muito atrás das deles e isso tinha ficado claro na batalha da ponte onde ela não tinha feito absolutamente nada para ajudar na luta por estar congelada de medo.

Uchiha também estava indeciso, ele podia ser forte, rápido e habilidoso, agora aquela luta fez ele perceber que lá fora no mundo real haviam pessoas num nível completamente diferente e se ele vacilasse nem que por um segundo todo o preparo e treino seriam inúteis. Fuu também estava pensativa, até aquele momento suas habilidades físicas sempre foram o suficiente, ela sempre tinha sido a mais rápida, a mais forte e a mais ágil e por isso nunca ligou para aprender jutsus complexos, mas agora que os inimigos podiam criam gelo do nada, invocar tormentas de água e um nevoeiro do nada ela estava já não estava mais tão segura de si mesma.

E para piorar tinha o fato que o seu professor não poderia dar treinamento adicional para eles já que ele teria uma reunião com um emissário da aldeia da nuvem e outra com o Hokage e Danzou ( esse último eles não faziam ideia de quem era), coisas que poderiam durar algumas horas, ou dias.

Eles todos queriam participar, queriam avançar para o próximo estágio, mas havia um pensamento que não saia de suas cabeças:


 

“ Eu preciso treinar mais”



 

-s-


 

Se o sensei não poderia ajudá-la e ela sabia que era uma pedra para estudar esse tipo de coisa sozinha, Fuu ficou com poucas opções então ela decidiu pedir ajuda para o amigo mais forte que tinha, Naruto.

Ela correu até a mansão para ver se conseguia falar com ele e assim que chegou no lugar viu uma explosão surgir dos fundos, ela ficou pasma e preocupada, ela pegou impulso e pulou por cima do muro e caiu no jardim da frente onde viu uma cena extremamente bizarra, um senhor sentado calmo e sereno escrevendo em um pergaminho como se nada estivesse acontecendo e ao seu lado um sapo, um sapo vermelho que usava um colar o que era normal comparado ao tamanho dele, o bicho devia ter entre dois e três metros de altura.  

O senhor o olhou para o anfíbio e perguntou:


 

- O que aconteceu dessa vez?


 

E surpreendentemente a criatura respondeu:


 

- Ele prolongou o segundo passo e aí perdeu a forma.

- Normal… Opa parece que temos visitas.

- Ah… oi.

- Você, eu conheço você - ele estalava os dedos  tentando lembrar - Você é a Fuu não é?!

- S-sim, mas como você sabe meu nome?

- O kakashi me falou de você, o Naruto também, mas isso não é importante… Então o que te traz a minha humilde casa?

- O Naruto… falou de mim?

-... - o grisalho fez uma cara - Sim, e eu acho que você veio para ver ele.

- Sim eu…

- Não vai rolar.

- Que? Porque?

- Bem ele tá no meio de um treino agora, um perigoso, então ele precisa se concentrar… Mas se quiser senta aí e espera.

- Tá valeu… - Ela se sentou no chão e cruzou as pernas, ela ficou ali sentada em silêncio olhando o lugar, até que se deu conta que nem sabia quem era o senhor - ah moço, desculpa aí ,mas qual seu nome mesmo ? Esqueci de perguntar.

- é Jiraya - ele falou enquanto continuava a escrever.

- Ah tá…. bom te conhecer.

- Igualmente mocinha.

- Mas e o sapo ali? Qual é a dele?

- é uma das minhas invocações.

- Tipo o cachorro do sensei?

- é tipo o Pakkun.

- Legal....



 

Eles ficaram num longo silêncio, até que a menina se tocou de uma coisa, uma tão chocante que a fez saltar para o trás:


 

- Pera você é o Jiraya?! Aquele Jiraya!

-Eu acho que sim - falava com a maior casualidade - Se o jiraya que você tiver pensando for o mesmo que eu sim.

- O ninja lendário que todo mundo fala! é você mesmo!

- Com certeza… Eu prefiro ser chamado de galante, tem mais carisma se bem que o meu editor sempre disse que sábio ajuda a vender mais…

- E o que você tá fazendo aqui?!

- Eu moro aqui né esperta… Você é lentinha em.

- Putz é verdade… Você é o avô do Naruto né?

- Isso mesmo, mas e ai o que você veio fazer aqui?

- Então é que eu…

- MERDA! - um grito vindo dos fundos atrapalhou a conversa dos dois era Naruto que tinha errado de novo a técnica.

- Ignore isso é normal - o sábio falou.

- Tá bom… então vai ter um evento importante…

- O exame chunin?

- Você sabe?

- ...

- Ah é você é um ninja importante… tá o negócio é que eu precisava que alguém me ensinasse uns jutsus legais para eu ficar mais forte pra prova.

- Que tipo de jutsu?

- Há eu sempre fui boa em dar porrada, mas eu queria essas coisas tipo cuspir fogo, jogar raios, parece ser tão maneiro…

- Você quer aprender jutsus elementais?

- é isso mesmo.

- Bem isso vai ser um problema.

- Ué por que?

- Porque ele também está aprendendo um jutsu novo, só que o dele demora meses para dominar.

- Mas ele não vai ter nenhum tempinho para me ajudar?

- Bem esse jutsu demora seis meses para dominar.

- Caralho! tudo isso?

- É, mas ele disse que vai conseguir em dois.

- Putz eu tenho umas semanas só… que merda.

- Não esquenta não menina - ele falou se levantando e se alongando - deixa que eu te treino.

- Sério?!

- Seríssimo.

- Po que foda vamos! - ela ficou logo em posição com a animação - Mas o que vai ser? Cuspir fogo? água? Lava?!

- Calma, calma… primeiro vamos descobrir isso.

 

Ele falou com calma tirando um pequeno papel em branco do bolso e dando a ela. coisa que a deixou um pouco confusa.





 

-s-



 

Quando Kakashi foi até o escritório do Hokage sabia que ia se complicar afinal nunca foi diferente, sempre acontecia alguma coisa lá que virava a vida dele de ponta cabeça, da ultima vez ele acabou virando professor.

Dessa vez ele sabia o motivo era um emissário da vila da nuvem e por agido como diplomata lá a sua presença era vital, Kakashi passou vários anos na aldeia da nuvem e teve uma boa experiência lá já que a aldeia da nuvem era bem diferente e ao mesmo tempo bem parecida com a da folha.

Ele passou os primeiros anos trabalhando como assistente e conselheiro do Raikage dando a sua perspectiva nas coisas e muitas vezes ajudando em missões e combates junto de outros ninjas do círculo pessoal do kage como C e Darui, ninjas que eram pouco mais novos que ele, quatro tres anos, mas que tinham habilidades excepcionais. Kakashi era sempre procurado quando um ponto de vista mais técnico e furtivo era procurado já que era famoso por seus anos na Anbu e discrição não era o forte nos nuvens. A maioria deles era do tipo direto e preferiam enfrentar o oponente num corpo a corpo usando seus jutsus de alto poder destrutivo.

Quando os anos foram passando ele teve que mudar de trabalho, de agente para mediador já que uma vez que os ninjas já estavam mais dispostos a se relacionar era a vez de fazer isso com os nobres e isso foi feito com reuniões, jantares e festas onde ele ia para representar a vila da folha. Era viajar todo o dia entre o  país do fogo e o do raio para ir em encontros diferentes entre nobres e comerciantes.

Não era um trabalho ruim, mas estava longe de ser ideal para um ninja de campo como ele, por causa da agenda apertada ele não tinha tempo para treinar e às suas habilidades ficaram enferrujadas. Quando ele chegou no prédio para ver o enviado da nuvem reconheceu ele logo de cara, afinal eles trabalharam juntos por vários anos e logo se cumprimentaram:


 

- Samui, já faz muito tempo, bom te ver.

- Igualmente, Kakashi.


 

Samui era uma mulher alta e com um corpo definido, mas ainda sim elegante e sempre passava uma aura de calma e confiança, de quem estava no controle da situação, a loira tinha se aproximou dele e o encarou fixamente com seus olhos azuis, Samui tinha um jeito um pouco intimidador a primeira vista, mas compensava com a sua educação e tom calmo.

Kakashi a conhecia muito bem já que todos esses anos que esteve fora ele trabalhou junto com ela, ele nas reuniões com a nobreza ele era o representante da folha e ela da nuvem, afinal assim como ele ela era controlada e inteligente características vitais para um negociador. Ela se aproximou dele para que pudessem conversar um pouco antes das duas reuniões:

 

- Você não deu notícias desde que voltou, aconteceu alguma coisa.

- Sim, um pouco de tudo para falar a verdade e acabei não tendo muito tempo livre ultimamente, mas e você como foi de viagem?

- Nada demais, foi até tranquila para falar a verdade… Agora você sabe qual será a pauta dessa reunião?

- Você não sabe?

- Não, eu vim para discutir a aliança e dar uma notícia para o hokage, não fazia ideia que iria ter uma assembleia ninja.

- Ah isso - ele falou coçando a cabeça - não é anormal ter essas reuniões por aqui, eles juntam os oficiais dos grupos para discutir as possíveis decisões da vila… Eu sei o assunto, mas como vão explicar de qualquer jeito na assembleia é melhor você ouvir com todos.

- Entendo...Não é um pouco exagerado para discutir possibilidades?

- é que dessa forma ninguém todos dividem opiniões e dá  pra ter uma visão do quadro todo, fora que ninguém se sente excluído da conversa.

- E não teria problema uma estrangeira como eu aparecer?

- Não porque o hokage tinha em mente isso a um tempo para ter uma opinião de fora, fora que você é de uma nação aliada.

- Kakashi- san! Samui -san - um ninja apareceu correndo pelo corredor - a reunião já vai começar.

- Já vamos - o albino falou para o mensageiro que logo tomou seu rumo - E então vamos?

- Sim, depois conversamos a sós.

 


Notas Finais


Espero que tenha gostado.

Glossário: Benevolente - Bondoso, caridoso,disposto a perdoar. Tormenta - Tempestade violenta, tufão.

Esse Capitulo ficou pronto uma semana atrás só que eu to com problemas na net de novo e por isso to usando de um favor para postar. já é o quinto dia sem Wi-fi ( Help)

Bem gostaria de deixar claro que a partir de agora serão capítulos mensais, um ou dois por mês, em compensação eles agora terão entre três e quatro mil palavras assim manterei o ritmo da história e a qualidade e ao mesmo tempo não precisarei mais "cortar cenas" como aconteceu na luta do Zabuza. Por isso a história aparecerá menos, então agradeceria se alguém pudesse indicar ela prós amigos, mas só se quiserem mesmo. Isso é porque tenho que adequar esse impulso que tenho de escrever as minhas obrigações


Agora sobre o capítulo. Descrevi a aldeia da folha como ditadura porque é o modelo de governo que descreveria melhor nos termos do mundo real, pense sobre isso os ninjas são militares e os ninjas escolhem o hokage e o hokage decide absolutamente tudo, é uma comparação meio mórbida mais realista.

Expliquei aqui a escolha do hokage porque é um fato muito importante para passar batido já que ele é o líder da aldeia da folha e comandante de todos os nossos protagonistas. Isso ficou um pouco em aberto no original e como aqui os jounins são mais o foco achei importante deixar estabelecido.

Naruto se refere a Shizune como Irmã porque cresceu com ela e seria meio estranho chamar alguém tão próximo de "aprendiz da minha avó", Se você presta atenção nos detalhes já sacou qual jutsu o Naruto está apreendendo, futuramente falarei mais sobre isso.

Comente! me mande duvidas, opiniões, tópicos para discussões, recomendações, adoro ler o feedback de vocês me motiva e dá uma perspectiva melhor


tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...