1. Spirit Fanfics >
  2. Um carrossel divertido >
  3. Hot

História Um carrossel divertido - Capítulo 6


Escrita por: Brunagabys2

Notas do Autor


Desculpa o sumiço,mas aqui estou,escrevi esse capítulo com carinho,momentos hots,espero que gostem

Capítulo 6 - Hot


                      Lucas Santos 

 

O mês passou totalmente rápido,os conteúdos da escola já começaram a ser passados e os professores pegando firme,a gravação de carrossel já estavam sendo feitas e editadas,era sempre bom voltar a atuar,cada dia que se passava a festa da Larissa se aproximava e eu estava esbanjando felicidade,acho que pelo simples fato de dançar com a Fernanda.

A festa da Larissa seria na sexta feira,iniciaria as 19:30 e terminaria as 3:30,na quinta à noite tivemos um último ensaio,com as nossas roupas da festa,a cada ensaio que tínhamos eu me aproximava bem mais da Fernanda,às vezes eu dava uma desculpa boba para mandar mensagem para ela fingindo ter esquecido algum passo e fingia que não estava entendendo sua explicação,só para fazer a conversa render.

 

                        Sexta-feira 11:30

 

Estava ansioso para a festa de hoje à noite,mal estava prestando atenção nas aulas,estava pedindo para que o sinal da saída fosse anunciado logo,o que não demorou muito para acontecer,agradeci mentalmente,me despedi de meus amigos,juntei o meu material e encontrei com minha mãe na saída,hoje não teria gravação,já que nem todos iriam poder comparecer.

Cheguei em casa e resolvi dormir um pouco,à noite seria bem longa e divertida.

 

 

                         Fernanda concon 

 

Quando a noite caiu eu comecei a me arrumar,não quis fazer nada em salão de beleza,eu tinha tudo o que precisava aqui no meu quarto mesmo,estava com muito medo de errar na hora da dança,por isso liguei para Lucas e pedi para que ele se arrumasse aqui em casa e aproveitaríamos para ensaiar mais um pouco,quando era 17:30 ele chegou,conversou com minha mãe e logo veio para meu quarto,me cumprimentou,aproveitamos que não estávamos prontos e gravamos alguns stories para postar no Instagram,treinamos um pouco os passos e logo começamos a nos arrumar,tomei um banho bem longo e relaxante,Paulo fez o mesmo no banheiro do corredor.

Depois de uns trinta minutos de banho coloquei o meu roupão e sai do banheiro,me deparei com uma visão incrível,Paulo se olhava em meu espelho e estava abotoando sua calça,estava sem a camiseta,o que deixava os seus músculos visivelmente treinados na academia,ele olhou meu reflexo pelo espelho e sorriu ao perceber que estava só de toalha e eu corei no em dois segundos

 

-Não precisa ficar com vergonha Fer

-É...tudo bem-me virei em direção a minha cama onde estava meu vestido e não percebi Lucas se aproximando,somente quando sua respiração alcançou a minha nuca,ele tirou o meu cabelo daquela região e depositou um beijo ali mesmo

 

-O que você está fazendo Lucas-Perguntei e agradeci pela minha voz não ter falhado

-Nada...é que eu pensei que você ia gostar

-Porque você tá assim? A gente só ficou uma vez

-E desde aquele dia eu não te esqueci

-Imagino,com um monte de guria que você ficou,com certeza não me esqueceu

-Fer,eu to falando sério-ele passou suas duas mãos na minha cintura,de maneira com que meu quartil ficasse juntamente com o seu

-Lucas,isso é errado,somos só amigos

-Se entrega Fernanda,não somos mais crianças

-E se eu não quiser me entregar

-Eu sei que você quer-ele sussurrou no pé de minha orelha-se entrega baixinha

-Ficará só entre nós?-perguntei

-Sempre 

Me virei de frente pra ele,o que fez com que nossos rostos estivessem mais próximos e que meu coração acelerasse a cada pequeno movimento que ele ou eu fazia.

Simplesmente Lucas tirou uns fios de cabelo do meu rosto e colocou atrás da orelha,apertou forte a minha cintura por cima do roupão e se aproximou cada vez mais,encostando os nossos lábios,ele pediu passagem com a língua e eu boba nem nada cedi no mesmo instante,o beijo começou calma,mas logo de aprofundou cheio de desejo de ambas as partes,quando fomos perceber ele já estava sentado em minha cama e eu com as pernas uma de cada lado,para me aconchegar melhor em seu colo,ele beijava o meu pescoço,sua mão logo desfez o laço do meu roupão o que ele facilmente tirou e jogou em um canto do quarto,uma de suas mãos alcançou os meus seios fartos,confesso que eles estavam bem mais grandes,e a outra mão foi depositada em minha bunda,onde ele apertava sem um pingo de dó,me fazendo gemer em seu ouvido,depositei vários chupões seu pescoço,que com certeza ficaria roxo em poucos minutos,eu ainda era Virgem,pois nunca tinha namorado sério,ou encontrado algum menino que me despertava o desejo que o Lucas despertava em mim,eu sei que ele já era experiente,qualquer menina que ele quisesse abria as pernas para ele,o que eu julgava,passei a entender,Lucas parecia um encantador,ele queria conhecer cada sentimento do meu corpo,seja com a boca,ou com a mão.

Eu sentia o seu membro coberto pela calça,pulsando,sabia que tinha deixado ele excitado,assim como ele me deixou,seus lábios carinhosos encontraram os meus seios,o que me fez ter uma pequena sensação de prazer,eu nunca tinha tido mais do que algumas caricias ousadas por cima de roupas com outros meninos,mas porque com ele,tinha que ser assim,ele passava a língua no bico dos meus seios,distribuía alguns tapas fracos em minha bunda e a apertava logo em seguida,a cada tapa que ele me dava,eu rebolava em seu colo,fazendo com que eu sentisse melhor o seu membro,era como um castigo pra ele sentir nossas intimidades tão próximas assim,e ele resolveu dar o troco,sua mão saiu de minha bunda e foi levada até a minha boca,entendi o recado e chupei dois dos seus dedos,logo aqueles mesmos dedos foram alcançados em minha intimidade,aquela posição estava desconfortável para mim,e ele logo percebeu,já que me deitou na beira da cama e sentou no chão o que fez com que ele ficasse cara a cara com minha intimidade,ele continuou com os movimentos dos dedos dentro de mim o que fez com que eu soltasse um gemido que foi abafado com um travesseiro que coloquei para que minha mãe não escutasse,ela é meio desligada,com certeza não imaginaria o que está acontecendo nesse meu quarto,já que eu pedi para não nos atrapalhar a nossa dança,só não imaginava que o nosso pequeno ensaio chegaria a esse ponto.

 

-Caralho Fernanda-Lucas deu um leve suspiro

-O que foi-tentei fechar minhas pernas,mas as suas mãos me impediram

-Tu é uma puta de uma gostosa-sorriu

 

Ele aproximou seu rosto de minha intimidade,nunca imaginei que isso podia acontecer,mas ele simplesmente começou a me chupar e aquilo me fez delirar,eu estava louca e excitada,não demorou muito e eu gozei em sua boca

 

-Você é demais garota-ele se jogou do meu lado 

-Minha vez agora-comecei a desabotoar sua calça

-Você tem certeza Fernanda? Não quero que veja isso como uma obrigação

-Eu nunca fiz isso,mas quero fazer em você-ele sorriu ao ver que eu tinha ficado corada ao terminar de abaixar sua cueca- É grande demais-ele sorriu de novo

-Vai querer mesmo fazer isso?-perguntou e eu apenas confirmei com a cabeça-Alguma vez já fez isso?

-Não

-Então eu vou te ensinar se me permitir

 

Ele pegou uma de minhas mãos e levou até o seu membro que estava duro como pedra,ele começou a fazer uns movimentos pra cima e pra baixo com a minha mão,ele mordeu os lábios quando tirou a sua mão de cima da minha e eu comecei a fazer os movimentos sozinha 

 

-Mais rápido-ele pediu entre gemidos e eu o obedeci-coloca a boca,por favor,eu preciso sentir sua boca-eu obedeci de novo,não sabia como fazer aquilo

 

Mas ele fez um rabo de cavalo em meus cabelos e segurava com a mão,contudo ele controlava os meus movimentos,seus gemidos eram baixos porque ele conseguia morder seus lábios para que não saíssem alto 

 

-Peito,bunda ou boca?-ele perguntou e eu não entendi absolutamente nada,mas apenas apontei para os meus seios 

 

Ele tirou seu membro de minha boca,aprontou para os meus seios,começou a se masturbar e só ali eu entendi a sua pergunta,não pensei direito somente coloquei minha boca novamente em seu membro,ele me olhou surpreso,mas entendeu,fez o rabo de cavalo novamente controlando os meus movimentos e logo gozou em minha boca 

 

-Fernanda-esse foi o seu último gemido

-Caralho mano

-O que foi? 

-O que acabamos de fazer?

-Não vai me dizer que se arrependeu?-ele perguntou com uma feição triste

-Claro que não-sorriu-eu não sabia que isso era tão bom

-É porque você não chegou a ser penetrada ainda 

-É...Eu quero algo especial-corei droga

-Nanda?-me chamou

-Oi?

-Você sabe que eu gosto de vc não é,não gostar como amigos,mas sabe que eu tenho segundas intenções contigo

-Não sabia

-Deixa rolar,fica comigo

-Namorar?

-Eu sei que você não sente nada por mim,e namorar é algo sério-ele passava sua mão pelo meu corpo ainda nu

-Um caso indefinido?

-Como você quiser-eu o beijei 

-Eu nunca vou esquecer dessa noite

-Nem eu

-Lucas?

-Oi nanda?

-É melhor a gente ir de arrumar,já vai dar 19:00

 

E foi assim que nos levantamos e nós trocamos,ele vestiu novamente sua calça e sua camiseta,me olhou atentamente eu vestir minhas peças íntimas,pedi a sua ajuda para fechar o zíper do vestido e a cada subida que ele dava ele depositava um beijo em minhas costas,fiz uma maquiagem rápida,mas bem produzida,coloquei o meu salto,fiz alguns cachos no cabelo rapidamente

 

-Você está tão gata-ele mordeu os lábios

-Você também está tão gato

-Está começando a ficar roxo-apontou para os cupões que ele havia dado em meu pescoço

-Os seus também 

-Vai ser uma lembrança de hoje-ele se aproximou de mim-mereço um beijo?-selei os nossos lábios e assim que nos separamos ele entrelaçou as nossas mãos e saímos do meu quarto

 

-Até que fim pombinhos-minha mãe falou

-Mãe-chamei sua atenção

-Não adianta fingir Nanda,eu escutei os gemidos

-Eu posso explicar senhora Gusman

-Não precisa se explicar não meu querido,eu sempre torci para vocês dois,mas me diz,usaram caminha

-A gente não chegou nessa parte-Lucas falou 

-Entendi,mas quando chegarem,não esqueçam da proteção

 

O interfone tocou e minha mãe foi atender

 

-Me desculpa por isso Lucas-falei envergonhada

-Não se desculpe,eu adoro a sua mãe,e fico feliz por ela torcer pela gente,de verdade Fernanda,você é uma garota incrível e eu adoraria te namorar

-Crianças o táxi chegou,esta lá embaixo esperando por vocês-minha mãe anunciou-Lucas,porque não dorme aqui depois da festa,vocês podem continuar a brincadeira de vocês

-MÃE-gritei

-Relaxa Alicia,não vai ter ninguém em casa

-Onde você vai?

-Na sua vó

-Tá bom tá bom

 

Me despedi de minha mãe e entramos no táxi,Lucas foi atrás comigo,suas mãos pousaram em minhas coxas por baixo do vestido fazendo uma leve acaricia.


Notas Finais


Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...