1. Spirit Fanfics >
  2. Um casamento não planejado! - Yeonbin (TXT) >
  3. 10. Capítulo Dez.

História Um casamento não planejado! - Yeonbin (TXT) - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


.

Capítulo 10 - 10. Capítulo Dez.


Fanfic / Fanfiction Um casamento não planejado! - Yeonbin (TXT) - Capítulo 10 - 10. Capítulo Dez.






— P-Pai... eu-

— POR QUE MENTIU PARA MIM CHOI YEONJUN?! Sou seu pai!!

— Mas-

— Não tem "mas"! Se a Yiren não me contasse, com certeza você não me contaria, não é?!

— Mas o que???! O que você falou pra ele??! — Yeonjun perguntou a Yiren.

— Yeonjun. Eu ouvi o Soobin conversando com uma garota ontem na boate e-

— Deixa que que eu termino. E Ela me mostrou esse vídeo.


O pai de Yeonjun jogou o celular no colo do mesmo. Yeonjun deu play no vídeo, era um vídeo de Soobin falando que não queria mais aquilo, o noivado, e que o noivado era falso. Yeonjun ficou chocado, o problema nem era mais seu pai agora, ele realmente achava que Soobin gostava dele, mas depois desse vídeo suas esperanças foram pelo ralo a baixo.



— Vai negar agora? Vai negar para o seu pai de que o noivado não é falso???

— Eu... Eu precisava de mais tempo!! Acha mesmo que é fácil encontrar alguém que eu confie e ame em menos de dois meses??? Na verdade, eu nem queria me casar! Eu ia me casar pelo senhor! Pela empresa!

— Não importa! Eu já encontrei alguém pra você! Yiren! Ela será sua nova esposa daqui algumas semanas! Você vai se casar com ela!

— Não! Eu NÃO VOU! Sabe de uma coisa? Eu vou embora! Já que essa empresa idiota é mais importante pra você do que seu próprio filho...

— Você vai se casar com ela! Ela está disposta a cuidar da empresa! Você querendo ou não!


Yeonjun se levantou e saiu da casa. O pai de Yeonjun saiu junto e começou a gritar, mandando o mesmo voltar, mas ele não ligou só entrou no carro e saiu de volta para seu apartamento.




• • •



Soobin estava muito preocupado com Yeonjun, ele já havia ligado mais de vinte vezes, mandado muitas mensagens, mas nada de sinal de Choi Yeonjun.


— Soobin, tá tudo bem? Você parece nervoso...

— Não! Nao tá nada bem, Daehwi! O Yeonjun! O Yeonjun não me responde e nem atende minhas ligações!

— Já tentou ir onde ele mora?

— Não dá, tem uma senha para entrar lá

— Ah é, ele é famoso.

— Eu não sei mais o que fazer! — O mesmo começou a chorar — Não sei se ele está bem, se ele está mal! Eu só... Eu só preciso saber se ele está bem...

— Ei! Calma! Vai no prédio dele e espera ele sair ou algo assim!

— Você tem razão!


Soobin nem se despediu do amigo, apenas saiu do apartamento.



• • •



Soobin estava na frente do prédio desde tarde, e já é noite, mas nada de Yeonjun, ele estava cansado e com fome, então decidiu voltar pra casa.


— E aí? Encontrou ele?

— Não...

— Calma, Ok? Ele vai aparecer logo...

— Ele deve ter entendido tudo errado ontem! Ele deve me odiar agora! Eu nunca vou me perdoar por ter o machucado, nunca... Eu o amo tanto...

— Epaaa! Se tu ama mesmo, não desiste dele, Ok? Eu vou estar aqui para o que precisar!

— Ah... obrigado, Dae. Mas acho que ele nunca mais vai querer olhar na minha cara.




Soobin tomou um banho e depois jantou. Se deitou na cama e pegou seu celular, não custa nada tentar mandar mensagem de novo, mas Yeonjun não tinha visualizado nenhuma das mensagens.


— Yeonjun. Me responde por favor! Você está bem?? Onde está? Está seguro em casa? Tá se alimentando direitinho? Olha, me desculpe por ontem... Eu não gosto da Ryujin, e nem pretendo ficar com ela. Você entendeu tudo errado, pequeno. Por favor esteja bem! Eu já te disse que só tenho olhos para você! Eu amo você, Choi Yeonjun! Eu não te trocaria por ninguém! Por que eu te amo. Eu fui no seu prédio hoje, te esperei lá por horas, mas você não saiu... então voltei pra casa. Boa noite, só se lembre de uma coisa, Eu amo você.



Yeonjun recebeu a mensagem, viu que tinha cinquenta mensagens não lidas de Soobin, e trinta ligações perdidas. Ele se importa tanto comigo assim? O mesmo pensou. Resolveu ler as mensagens, e a última, fez com que caísse lágrimas.


— Eu também te amo muito, Soobin. Mas não podemos ficar juntos. — O mesmo disse pra si mesmo.





• • •





Yeonjun acordou cedo e foi para a empresa treinar, e terminar de gravar mais algumas faixas das músicas. Já Soobin estava ainda preocupado com Yeonjun, ele apenas leu suas mensagens mas não respondeu nada.


— Soobin, você não parece bem, vá pra casa e descanse. — Jisoo (dona do café) disse, ela reparou que o mesmo estava triste e perturbado.

— Não, Ji. Eu estou bem.

— Não você não tá bem, Soobin. Vai logo! Eu e a Jisu cuidamos de tudo aqui. — Taehyun disse.

— Te dou folga de uma semana, descanse.

— Obrigado...

— Quer conversar? Estou aqui para o que precisar, você é como um irmão pra mim.


Soobin assentiu. Jisoo pegou sua mão, e eles saíram do café, se sentando em um banco de uma praça. Soobin contou tudo detalhadamente para Jisoo, desde o primeiro dia que conheceu Yeonjun, e a mesma estava muito disposta a escutar e ajudá-lo.


— Olha pra mim, Soobin — O mesmo a olhou com os olhos vermelhos de tanto chorar. — Tenho certeza de que ele te ama também. Não fica assim, tá? Vai dar tudo certo, eu sei que vai, Ok? Tudo tem seu tempo. Só não desiste dele, Ok?

— Eu nunca faria isso. Eu o amo muito, Jisoo. E só de pensar que eu machuquei o coração dele, me dá vontade de chorar mais ainda.

— Tudo vai se resolver — A mesma trouxe o mesmo para mais perto e o abraçou. — Agora, vai descansar, Tá? Não quero ver você naquele café.

— Tá.

— Se quiser passar um tempinho, comigo e com a Yeji lá em casa, pode ir, Ok?

— Uhum...

— Vem, vou te levar pra casa.


Os dois se levantaram do banco e Jisoo acompanhou Soobin até em casa, que se despediu e entrou. Ele não conseguia pensar em mais nada a não ser Yeonjun. Ele se sentou no sofá e viu uma mensagem de um desconhecido.


Desconhecido: Olá, sou o Manager do Yeonjun. Peguei o celular dele escondido e peguei seu número.

— Ah... Oi! O Yeonjun está bem?!!

Desconhecido: Se quiser pode me chamar de Hwang, que é meu sobrenome. E não, o Yeonjun não está bem. Ele parece triste e desanimado, isso não faz bem pra ele e nem pra sua saúde. Por isso peguei seu número, já que vocês são próximos, queria saber o que aconteceu para ele estar assim.

— Ah... Eu não sei muito bem como explicar. Por favor, eu explicarei tudo quando der! Mas... será que o senhor pode marcar um encontro para nós dois? Ele não me responde, e eu preciso falar com ele.

Desconhecido: Olha, eu não sei. Vou ver o que posso fazer.

— Nossa, muito obrigado mesmo Hwang.

Desconhecido: Não é certeza de que eu consiga algo. Desculpe perguntar, mas aconteceu algo entre vocês dois?

— Sim... E eu preciso falar com ele.

Desconhecido: Ok, vou ver o que posso fazer.

— Desde já agradeço!



• • •



Já era noite, Yeonjun estava para sair da empresa até seu Manager o Chamar para conversar, e o mesmo foi.


— Yeonjun, está acontecendo algo? Você está tão desanimado e... triste...

— Eu... Eu estou bem.

— Não, não está. Está estampado no seu rosto de que você não está bem. Você nunca ficou assim...

— Eu estou bem. — Se levantou. — Até. — E Saiu.

— Yeonjun! Volta aqui! Ei!



Yeonjun entrou no carro e o motorista deu a partida. Yeonjun chegou no apartamento e tomou um banho, queria dormir logo para não pensar em Soobin, senão, ele choraria de novo.




• • •




Soobin acordou tarde, já que não precisaria ir trabalhar, e estava sozinho em casa já que Daehwi foi ao trabalho. Colocou cereal em um pote com leite e se sentou na mesa para comer. Depois de comer, se sentou no sofá e ligou a TV para assistir algo. Enquanto isso, Yeonjun estava como ontem, desanimado e parecia não ter dormido bem essa noite.


— Yeonjun, o que está acontecendo?

— Não é nada, Hwang.

— Yeonjun, você não dormiu bem, você está com olheiras embaixo dos olhos!

— Não tive uma boa noite de sono, mas estou bem.

— Não, desde ontem está assim. Você está se exercitando sem ter descansado o suficiente, não fará bem pra você. Vá para casa e descanse.

— Mas-

— Yeonjun. Se continuar assim, nós teremos que adiar a data do Comeback. Você tem que estar disposto para as promoções, para as performances! Descanse, se precisar de algo me ligue. Sua saúde em primeiro lugar! — Saiu.


Yeonjun apenas pegou suas coisas e saiu do prédio, logo voltando ao apartamento. Será que ele manda mensagem a Soobin? Melhor não. Yeonjun recebeu uma ligação de seu pai, mas não atendeu.




• • •




Lá estava Soobin, indo em direção a casa de Jisoo. Ele não conseguia tirar Yeonjun de sua mente de jeito nenhum, então pensou em ir na casa da mesma para se distrair. Ele chegou na casa e deu um abraço em Jisoo e Yeji que é irmã de Jisoo.


— Que bom que veio passar a tarde aqui, Soobin! — Jisoo disse.

— É, faz tempo que eu não venho aqui.

— Pois é, deveria vir mais vezes na casa que um dia foi seu lar. Ainda conhece onde fica o banheiro, a cozinha, né?

— Sim, conheço...

— Ótimo. Eu vou ao mercado comprar algo pra gente comer nessa tarde. — A mesma se despediu, pegou sua bolsa e logo saiu.

— Eai Soobin! Como anda a vida??

— Normal.

— Nossa, Você tá desanimado, hein. Aconteceu algo?

— Não. Yah! Eu vou ao banheiro.

— É claro.


Soobin saiu. Yeji sabia que tinha algo errado com Soobin, eles sempre faziam um toque que criaram quando eram mais jovens, mas hoje ele não fez isso. A mesma pegou o celular de Soobin, e desbloqueou, já que não tinha senha. Entrou no KakaoTalk e viu suas mensagens com Yeonjun. Sim, isso que ela está fazendo é errado, invadindo a privacidade dele, mas ela só quer saber o motivo pelo qual seu melhor amigo está assim. A mesma leu tudo, todas as conversas de Soobin e Yeonjun. Então, ela decidiu mandar mensagem a Yeonjun se passando por Soobin.


— Socorro!! Socorro!!


Yeonjun recebeu a mensagem e arregalou os olhos.


Yeonnie: Soobin?!!! O que foi?!! Você está bem???!

— Eu não tô bem!!! Vem na minha casa!!! É UMA EMERGÊNCIA!!!

Yeonnie: Mas o que aconteceu??!

— POR FAVOR! EU TE EXPLICO QUANDO CEHGAR!! EU NÃO ESTOU BEM!

Yeonnie: Eu tô indo!


A mesma apagou as mensagens, para Soobin Não ver e o mesmo voltou.


— Soobin, vai pra sua casa agora!!!

— Mas eu acabei de chegar-

— Não importa! O... o Beomgyu ligou e falou que precisa falar com você e que está na sua casa!!!

— Mas-

— Só vai!


A mesma pegou o braço de Soobin e o colocou para fora da casa, logo trancando a porta.



Soobin apenas foi pra casa, não entendeu nada do que Yeji disse mas foi assim mesmo. Entrou no elevador e quando as portas se abriram, viu Yeonjun tocando a campainha de seu apartamento e o chamando desesperadamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...