História Um Certo Tempo - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Personagens Originais
Tags Nanatsu No Taizai
Visualizações 15
Palavras 1.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Hoshi


Fanfic / Fanfiction Um Certo Tempo - Capítulo 2 - Hoshi

"A realmente, muito tempo atrás, King ou Arlequim, como preferir chamar, e sua irmã Elaine, como todos já sabem, tinham vários amigos no bosque das fadas, mas dois em particular eram seus melhores amigos, Helbram, como a maioria conhece, e Hoshi.

Hoshi não era uma fada qualquer, sempre foi diferente das demais, por essa é outras razões Elaine a considerava sua melhor amiga. Uma jovem de cabelos dourados, literalmente, pareciam fios de seda de ouro, e seus olhos eram alaranjados como a aurora. Pele clara como porcelana. E o que mais chamava atenção suas asas de cores vivas, em amarelo sol e vermelho fogo, grandes e brilhantes, dando a garota o apelido de filha do Sol.

Elaine, Arlequim e Helbram sempre estavam junto a Hoshi quando crianças. Nunca estavam separados, ninguém conseguia afasta-los.

Hoshi- Helbram. Isso não é justo você trapaciou - dizia como uma careta ao ser encontrada novamente em um jogo de esconde-esconde.

Helbram- eu não, suas asas que de denunciam - defendeu-se antes de ser atacado por sua amiga com sua maior fraqueza.

Arlequim- ataque de cosegas - gritou atacado a irmã da mesma forma que Hoshi havia feito com Helbram, isso era meio infantil, até para crianças de 9 anos.

Riam alegremente, até passados alguns minutos ambos os quatro estavam deitados na grama observando as nuvens do céu, que passavam calmamente com a brisa suave de verão.

Hoshi- eu queria ser uma nuvem - disse plenamente recebendo os olhares confusos de seus amigos.

Elaine- por que? - perguntou curiosa.

Hoshi- pra ser livre. Não ter toda a responsabilidade de que nos rodeia - respondeu com sinceridade em sua voz.

Arlequim- que responsabilidade? Não vamos ter que fazer nada demais. Somos livres para irmos até o infinito - disse contente.

Hoshi apenas acentiu sorrindo, mas na verdade sentia que estava mentindo à seus amigos e a si mesma, sabia que num futuro próximo não seriam capazes de fugir das responsabilidades que os esperavam.

Como sabemos, os anos passam e pessoas mudam e isso não foi diferente com esse grupinho. Ambos mudaram com o tempo Arlequim, Elaine e Helbram. Já Hoshi sempre foi a mesma, e com o nascimento de sua pequena irmãzinha Star, não viu motivos para mudar.

Ela e Arlequim começaram um rigoroso treinamento de combate, para que ele aprendesse a utilizar a lança que lhe havia sido entregue. E mesmo ocultando isso, Hoshi utilizava esses treinos para canalizar seu poder oculto.

Foi assim durante muito tempo, estava tudo nos conformes até Helbram começar a ficar estranho, falando sobre humanos, tanto Arlequim quanto Hoshi sabiam que havia algo errado nisso, porém só perbeberam isso tarde demais. Ela percebeu isso demais, quando viu, ouviu e sentiu suas asas e de vários de seus amigos e conhecidos serem arrancadas lentamente.

Não pode fazer nada, nunca se sentiu tão impotente, nunca esqueceu o olhar de culpa e desespero de Helbram naquele dia e nunca se esqueceria dos gritos de dor de sua irmã, que tinha apenas 4 anos. Antes de tudo ficar escuro.

Apenas acordou com o barulho de água corrente por perto de onde estava, abriu os olhos para ver uma pequena cascata rodeada por árvores, olhou ao seu redor e encontrou-se em uma cabana velha, deitada em uma pilha de almofadas na varanda, olhou seu corpo, vendado e com sangue seco.

Foi nesse momento que lembranças vieram a sua mente, desesperada procurou por sua irmã com o olhar. Antes de ouvir a porta da cabana se abrir para deparar-se com um rapaz de pele morena, cabelos negros e olhos castanhos. Ao vê-la desperta sorriu antes entrar novamente e sair carregando sua irmã, que dormia profundamente.

Hoshi- Star - exclamou com desesperada, vendo o rapaz recostar sua irmã ao seu lado. Fazendo suspirar aliviada ao ouvi-la respirar.

???- que bom que acordou. Como se sente? - perguntou o rapaz com calma, oferecendo-lhe algumas frutas, as quais a mesma atacou sem piedade.

Hoshi- com fome. E meio dolorida, onde eu estou? E quem é você? - perguntou observando novamente o local.

???- eu me chamo Taurus, e... Bom, chamamos esse lugar de... Lugar nenhum, já que é um lugar escondido do mundo. Sinto muito por não termos conseguido chegar a tempo de impedir que perdessem suas asas - respondeu abaixando a cabeça, ela apenas deu de ombros, sentindo uma lágrima rolar por seu rosto.

???- Taurus, preciso da sua ajuda com as outras fadas - disse uma pequena menina de cabelos castanhos cacheados e olhos violetas. Pegando Hoshi de surpresa, ela e sua irmã não haviam sido as únicas a serem salvas, isso lhe proporcionou grande felicidade.

Taurus- estou indo Lote. Descanse um pouco mais, vai precisar - disse indo em direção a pequena, entrando na cabana logo em seguida.

Hoshi apenas olhou para sua irmã ao seu lado e sorriu.

Hoshi- vai ficar tudo bem irmãzinha, vamos ficar bem. Eu vou cuidar de você, não vou deixar mais nada te afetar. Eu prometo - sussurrou antes cair no sono novamente.

Durante semanas as fadas, eram curadas lentamente por um grupo de criaturas de diferentes espécies, Hoshi nunca imaginaria que Taurus fosse na verdade um gigante, rejeitado por seu clã. E Lote fosse irmã do mesmo, a qual ele fez o possível e o impossível para trazê-la com ele após a morte de seus pais.

A vida em 'Lugar Nenhum', como nomeado o lugar, era muito melhor segundo a maioria dos que viviam alí, tanto que algumas fadas preferiram ficar por lá. Mas Hoshi não, ela queria por fim realizar seu grande sonho e viver aventuras, viajar e para sua surpresa sua irmã, apesar de sua pouca idade, não se opôs a sua decisão, muito pelo contrário à apoiou.

Por um conselho de Taurus, a mesma esperou até a líder alfa do lugar retornar, para ter certeza de que estava bem. E de fato não demorou até que a alfa chegasse, uma jovem loba de cabelos castanhos e olhos esverdeados, com uma marca de lua crescente na testa.

???- você é a Hoshi, certo? Eu me chamo Luna, sou alfa desse lugar - explicou calmamente analisando a fada com o olhar.

Hoshi- é um prazer Luna. Eu gostaria de lhe pedir para que eu possa ir com você em sua próxima aventura - disse contente.

Luna- eu até poderia levá-la comigo para uma de minhas viagens, mas para isso deve saber o básico sobre defesa pessoal, defesa compartilhada e combate corpo a corpo - respondeu de forma rigorosa e um tanto assustadora, na opinião da fada.

Hoshi- como posso te convencer? - perguntou determinada.

E assim se iniciou um intenso treinamento com base nos poderes e habilidades ocultas de Hoshi, durante semanas de simulações mágicas de combate, Luna deu a Hoshi sua capa de pele de urso e um machado especial.

Luna- pronta para começar sua nova jornada de aventuras... Ursa Maior? - ao dizer essas palavras uma luz invadio o local deixando ver claramente a imagem de um urso celestial, brilhante com o céu estrelado.

Hoshi nunca foi uma fada qualquer, e agora ela era a guardiã da constelação Ursa Maior"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...