1. Spirit Fanfics >
  2. Um clichê - Noah Beck >
  3. Capítulo 2

História Um clichê - Noah Beck - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


oioioioioi volteeeeeeeeeii
gente mds obrigada pelos 4 favoritos 💖
jesus e essa reviravolta que vai acabar o tik tok??? nao to entendendo mais nada
desculpem qualquer erro

Capítulo 2 - Capítulo 2


Assim que chego na sala, abro a porta e olho pra professora que já havia começado a dar explicações sobre a matéria 

   — Pois não? — Diz a professora que aparentava ter uns 60 anos, por aí. Ela tinha cabelos que pareciam algodões e uma pele negra. 

   — Desculpe o atraso, professora... Eu tive um problema pra encontrar a sala — Digo envergonhada, mas não deixo transparecer meu nervosismo — Eu sou nova aqui e fiquei meio perdida — Explico

   — Oh, certo, qual é o seu nome senhorita? — Indaga a professora.

   — S/n — Digo num tom baixo — Meu nome é S/n S/s — Digo meu sobrenome para ficar mais fácil dela conseguir encontrar meu nome na lista de chamada

   — Oh aqui, encontrei, pode se sentar em algum dos lugares que sobraram — Ela fala gentilmente — Eu espero que não tenha mais atrasos, dessa vez passa, mas da próxima vez, não! — Ela fala me repreendendo

   — Ok, não irá acontecer novamente — Digo e sento em um lugar no fundo da sala.

   A professora começa a explicar a matéria e quando vi, só já tinha ido em 3 aulas, no final da 3ª, faltava um pouco pra acabar a aula, e aí, iríamos para o intervalo. Escuto risadinhas e jogam um bilhete na minha mesa. Ué, devem ter jogado errado, eu nem conheço essa gente, quem vai querer me dar um bilhetinho? Assim que abro começo a ler as palavras e começo a suar frio, e a tremer. “Maria Sangrenta”. Ah não, abro as pernas disfarçadamente o olho pra minha cadeira. Cheia de sangue. Ai meu deus isso não pode estar acontecendo comigo. Eu vou ter um colapso aqui mesmo. Não demora muito pra tocar o sinal. 

   Espero todo mundo sair da sala pra eu poder sair. Que merda! Eu não trouxe nenhum casaco pra por na cintura, que porra! Vejo que 3 meninas estão vindo na minha direção. Só faltava isso, meninas 

começarem a me zoar, duvido que elas nunca tenham passado por isso. 

   — Oi, você precisa de um absorvente? — Diz uma menina baixinha, com cabelos enrolados. Ai meu Deus, que sorte, são gentis! Olho pra elas com um semblante agradecido.

   — Espere, deixe eu ver se trouxe... — Abro minha mochila, reviro minha necessaire. Balas, lenços, batom, perfume. Caralho não tinha nenhum absorvente! — Pra falar a verdade, preciso sim... — Coro... Uma outra menina  com o cabelo curto e liso pega um e me entrega. — Obrigada! Obrigada mesmo! Sério, não sei o que faria sem a ajuda de vocês! — Digo sorrindo. 

  — Imagina! Nunca deixaríamos uma garota assim! Precisa de um casaco pra por na cintura? — Pergunta uma menina com os cabelos castanhos e compridos 

   — Preciso... Mas se vocês não tiverem tudo bem... — Digo rapidamente, sem querer abusar da boa vontade delas. 

   — Não, eu tenho! Pode pegar — Diz a baixinha me entregando um moletom preto

   — Sou Avani, essa é a Charli e aquela é a Addison — Me apresenta as meninas.

   — Prazer, meninas. Obrigada, de verdade! Não sei como agradecer — Falo sorrindo

   — A gente te acompanha até o banheiro, vamos! — Diz a Addison, a menina do cabelo comprido

   Amarro o casaco na cintura, e vamos em direção ao banheiro. As meninas foram envolta de mim pra ter certeza que ninguém ia ver nem um pouquinho do meu sangue, por mais que eu estou com o casaco envolta da cintura. Finalmente chegamos. Corro até uma cabine e me limpo. Assim que saio, as meninas ainda estavam me esperando. Por que? Não sei. 

   — Você quer sentar conosco, S/n? — Pergunta Charli. Uou, eu realmente não esperava isso, mas ok. Já que eu não tenho amigos aqui, não custa nada né...

   — Claro! — Digo sorrindo. Vamos até o refeitório e pegamos nossos lanches. Sentamos em uma mesa e elas começam a me perguntar várias coisas pra puxar papo, nada demais. 

   — Gente, o que vocês acham de irmos fazer uma festa do pijama hoje? — Diz Addison. Aí meu Deus! Nuca fui chamada pra uma festa do pijama, é claro que eu vou topar!

   — Eu topo! — Eu, Charli e Avani dizemos ao mesmo tempo. Rimos

   — Ok, S/n me passa seu número e a gente te adiciona no nosso grupo pra irmos conversando ok? — Addison explica pegando seu celular

   — Certo — Digo meu número à ela

   — Posso chamar o Chase? — Pergunta Charli. Jesus, quem é esse?

   — Claro, amiga! Avani, quer chamar o anthony? Eu acho que vou chamar o Bryce... — Putz, já vi que vou ficar de vela. Não acredito. 

   — Quem são esses? — Pergunto curiosa

   — Chase é o namorado da Charli, Anthony é namorado da Avani e o Bryce é o meu ficante/namorado — Diz Addison

   — Então quer dizer que vou ficar de vela? — Falo fingindo uma falsa tristeza. Elas soltam uma risada

   — Não vai não — Addison diz rindo um pouco — Acabei de falar com o Bryce por mensagem e ele disse que vai levar um amigo que estava dormindo na casa dele — Ai meu Deus, quem seria esse “amigo”?  Será que ele é bonito? 

   — Tudo bem, eu só preciso avisar a minha tia que eu vou dormir fora... — Explico. 

   Não terá problema, ontem ela me disse que ia fazer plantão, então não voltaria pra casa hoje, mas eu só vou avisar por mensagem... Aviso minha tia por mensagem e ela diz que tudo bem, e que devo me divertir. O sinal toca e as meninas combinam o horário pra ir pra casa da Addison. Assim que as aulas acabam, saio da sala de aula, e quando estou quase chegando no portão da escola, esbarro com tudo em um menino.

   — Olha por onde anda — Ele fala super grosseiro. Qual é? Eu tava distraída seu sem educação 

   — Sua mãe não te deu educação não? Seu babaca — Quando falo isso umas pessoas paralisaram e ficaram olhando. Ai meu Deus, o que eu fiz? Foda-se eu não perdi a razão. 

   — Você não sabe com quem ta mexendo, seus dias aqui vão virar um inferno — Ele diz furioso e saí. Eu hein, que menino louco. Ele tinha basicamente 1,80 e tinha os cabelos curtos. A cor do cabelo dele parecia ser castanho claro, e ele era forte, então devia de fazer futebol ou algo do tipo... Duvido que aconteça algo. Saio da escola, conecto meus fones de ouvido e sigo pra minha casa. 

   



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...