1. Spirit Fanfics >
  2. Um clichê um tanto diferente >
  3. O início

História Um clichê um tanto diferente - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, eu mal comecei a escrever uma fic e ja to escrevendo outra , mas as fics são minhas então vou escrever mesmo, a chances de eu terminar a outra são poucas , mas creio que ninguem leria mesmo, bem.
Pegue seu chá, café, suco, água ou refri e aproveite a leitura.

Capítulo 1 - O início


Fanfic / Fanfiction Um clichê um tanto diferente - Capítulo 1 - O início

     Bem, antes de tudo deixe me apresentar , me chamos Lana , tenho 16 anos e estou no 2° ano do ensino médio,  tenho 1,70 de altura, até que bem alta se for comparar com o restante das meninas, sou branquela com cabelo curto , castanho escuro com as pontas descoloridas. Acho que isso já é suficiente para uma apresentação então ja posso começar.


- Ei , espera vai devagar.

- Erick Erick , sempre atrasado.

- Eu não to atrasado você que ta adiantada.

- De suas justificativas depois venha logo antes que nos atrasemos para a aula , a primeira aula é matemática, e a professora fica uma fera se nos atrasarmos.

- Ta bom ta bom , so vai mais devagar Lana.

- É só você deixar de ser lerdo.

- Nossa como não pensei nisso.

- Eu sei , o que seria de você sem mim.

- Para uma pessoa que faz bastante uso de ironia parece que você não a percebeu em minha frase.

- Na verdade eu percebi só quis ignorar mesmo.

- Nossa pra que magoar.

- Se apresse ja ta quase na hora .

Corremos até a escola, por um tris teriamos nos atrasado , mas conseguimos chegar a tempo .

Primeira aula é matemática que saco, não aguento mais preciso das minhas férias, como o tedio ta grande acho que vou rabiscar um pouco , pego meu sketchbook e começo a rabiscar, adoro desenhar e escrever meus poemas , mas odeio que alguém os veja, é como se a pessoa estivesse vendo minha alma , sei lá. 

O tempo passou rápido enquanto desenhava, a proxima aula foi substituída por uma palestra, mas não falaram o tema.

- O Van Gogh a aula já acabou , vamos logo quero pegar um lugar bom .

- Já vou vadia.

- Levanta logo .

- Okay.

- Quer ajuda princesa.

- Quero , como bom súdito ajude sua rainha - falo isso esticando minha mão.

- Claro , que não. 

- Que feio , um súdito desrespeitando a sua rainha,  cortem lhe a cabeça. 

-  Ta bom , ja chega de faz de conta e anda logo .

-  ta certo , aqui vou eu .

Fomos até o teatro da escola , onde normalmente e feito as palestras , o tema era sobre a importância da prevenção a dst . Nos sentamos na segunda fileira e escutamos aquela palestra que parecia não ter fim.

- Bem acho que todos entenderam a proposta , então mocinha , você ai de cabelo comprido , me parece ser bem prevenida ...

Todos da sala seguraram o riso, a menina a qual ela se referia era a Célia,  ela havia pegado AIDs após ter um relacionamento com um professor .

- Ahm , alguém pode me explicar o porquê das risadas ?

- Nada moça,  nada haha.

Eu senti pena dela , ela deve ter sentindo muita vergonha, Todos falam do fato dela ter ficado com o professor e tals , mas ninguém pensa que ele mentiu para ela quando disse não ter nada , ou que ele é a porra de um pedofilo .

- Finalmente essa palestra acabou .

- Acho que perdi o apetite depois daquelas fotos .

- Você pode ter perdido mas eu não, eu vou aproveitar pois hoje é macarrão com salsicha.

- Nada te faz perder o apetite né Erick?

- Exato , agora vamos antes que a fila fique grande.

Passando pelo corredor para chegar a cantina vimos os dois populares da escola , Aghata e Luiz , todos os olhavam e os comentarios rolavam " eles tão namorando ?" " ui ui ui novo casal na área". 

- Ei que cara é essa ?

- Nada Erick , ta tudo bem.

- Não vem com essa , eu te conheço muito bem para saber quando algo não esta bem.

- Ta tudo bem cara.

- Não vai me dizer que é por causa dele, se for , ele não era pra você,  você vai achar alguém melhor .

- O problema não é ele.

- Que?

- É ela .

- Tu vai me explicar essa historia direitinho , detalhe por detalhe.

- Mas nem a pau.

- Você não tem outra opção. 

- O-okay.

Eu estou literalmente em frente ao Erick comendo macarrão com salsicha com um olhar que parece sugar a minha alma , tudo que passa em minha mente é  , fudeu.

- Pode começar.

- Ta bom , é que , eu ainda gosto dela.

- Cara , se ta afim dela desde o 6° ano.

- Eu sei  , eu sei , eu tentei esquecer ela mas não consegui , eu sei que sou uma trouxa por isso.

- (aspirra) uh, eu não posso te criticar,  pois o sentimento é totalmente seu , então eu não posso dizer o que você sente , mas cara se ela não ta te dando bola , parte para outra.

- Eu ja tentei , e acredite não foi pouco. 

- Ta bom , eu voi deixar passar agora , mas a gente vai conversar sobre isso depois.

- Não tenho escapatória né?

- Não,  não tem.

Foi melhor do que eu esperava , mas sinto que ele ainda vai querer saber mais, por que que eu tenho que ser tão trouxa,  gostar da mesma menina desde a sexta série, bem , acho melhor eu comer logo antes que aquelas imagens apareçam de novo na minha cabeça , a não  , espera, ja apareceram.


Notas Finais


Cabo ;-;
Esse cap ta acabando pq minha bateria ta fraca .
Até o proximo
Tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...