1. Spirit Fanfics >
  2. Um colégio diferente >
  3. 2Fazendo amizades

História Um colégio diferente - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Olá gente, gostaria de saber se vocês querem fotos das personagens, aí vou mostrando aos poucos na imagem antes da história.

Capítulo 2 - 2Fazendo amizades


Fanfic / Fanfiction Um colégio diferente - Capítulo 2 - 2Fazendo amizades

 

Miguel: Não se preocupa pode usar a minha camisa
Ele desamarra uma camisa xadrez vermelho com preto que estava em sua cintura e me entrega, nesse momento vejo uma expressão de raiva na garota, mas não é que ela é uma bela atriz que já voltou com sua feição suave e falsa?


Garota: Que bom que conseguiu ajuda, até mais tarde
Ela volta para o seu assento, me viro para Miguel que me olha, sorrio olhando o santo na minha frente

Eu: Muito obrigada mesmo, não sei como te agradecer

Miguel: Não se preocupe, vá se trocar


Apenas sorrio e corro para o banheiro do avião onde tiro a blusa suja de refri e me seco com toalhas de papel, seco o máximo que posso minha blusa e pego a camisa dele, seguro ela perto do rosto sentindo o perfume dele, sorrio vestindo a camisa que ficou grande em mim mas amarro ela de modo a ficar bonita combinando com minha calça jeans preta e meus tênis brancos com detalhes em preto.
Volto para minha poltrona e olho ele que sorri ao me ver.

Eu: Prometo te devolver assim que puder

Miguel: Sem pressa, fica bem em você


 Não faz isso comigo não que meu coraçãozinho não aguenta, conversamos o resto do caminho até o avião pousar e todos termos que sair do mesmo, nesse meio tempo perdi Miguel de vista, olho em volta e vejo vários homens com roupas militares trabalhando e alguns poucos homens com terno supervisionando, isso não parece nem um pouco um acampamento. Olho mais para frente e vejo uma área já construída onde tem várias casas e espaços de lazer, se não fosse essa construção na frente eu diria que é quase um hotel muito caro uma brisa fresca bate contra meu rosto e sorrio, olho para o chão que não é asfaltado então ´deve ser ruim andar por aqui em dia de chuva mas por outro lado o cheiro de terra molhada é ótimo, tem uma floresta um pouco longe daqui, mas dá de chegar lá de boa. O mesmo homem loiro de terno antes nos orienta irmos até uma mulher sentada atrás de uma bancada, ela nos dará fichas de quem serão nossos colegas de quarto, parece que ficaremos em lofts e que nossas malas já estão lá. Entro na fila e fico atrás de um rapaz alto, negro com um corte de cabelo curto, ele se vira e caramba ele também é lindo, pode isso produção? Ele sorri e se apresenta, seu nome é André.


André: E aí como você chegou aqui?


Eu: cheguei ontem oito horas em casa e a minha mãe me mandou arrumar as malas e disse que eu iria para um novo colégio, aí hoje entrei naquele avião onde conheci um cara gentil e legal, dormimos ouvindo música e acordei com uma garota jogando refrigerante em mim, então ele me emprestou essa camisa e agora estou conversando com um cara legal em uma fila para pegar a minha ficha, e você?


André: Meu pai é meio doido então não estranhei quando recebi a notícia ontem de noite, mas isso parece um padrão, meu colega no avião também recebeu a notícia ontem, você não foi a única borboletinha


Ele bagunça meu cabelo e eu cruzo os braços


Eu: borboletinha?


André: O azul dos seus olhos


Ele sorri e chegou sua vez na fila então pegou sua ficha, se virou pra mim e acenou enquanto se afastava para ir ao seu loft, aceno de volta


André: Tchau borboletinha


Eu: Tchau


Vou até a mulher bem vestida atrás da bancada e ela me entrega a folha e eu ando em direção aos lofts procurando o com o número cinco, só espero que as garotas que estão comigo sejam legais pois teremos que  nos aguentar né? Uma garota passa rápido por mim de bicicleta e grita "desculpa" enquanto ri, eu rio junto dela que não desacelera e quase atropela outro garoto. Volto  a andar até encontrar uma casa com o número cinco na frente, entro e sorrio olhando em volta, é lindo, luxuoso e confortável( foto de início). Uma garota aparece do andar de cima onde estão as camas e sorri, ela é bem magrinha porém quando levanta e se aproxima vejo que também é média/alta, seu cabelo é claro, os olho, seus olhos são em um tom claro de castanho e o cabelo é crespo. Ela vem até mim sorrindo e me abraça, retribuo o abraço e depois a olho.


Garota: Olá meu nome é Carol e o seu?


Eu: Melody, prazer em conhece-la, onde estão as minhas malas?


Carol: Lá em cima, vem


Ela me puxa pela mão e corre até o andar de cima onde tem varias camas no chão que dá um ar mais de acampamento mesmo, olho para a porta ao ouvir alguém entrando, é uma garota de altura baixa com cabelos e olhos castanhos, ela sorri ao nos ver no andar de cima


Eu: Vem cá flor, suas malas também estão aqui, venha ver quem são as suas incríveis colegas de quarto e futuras amigas


Ela para por um momento, provavelmente não entendeu a brincadeira e pensa que eu sou que nem a garota do refri. Paro por um momento e me aproximo da escada, sorrio carinhosamente para a garota.


Eu: Foi mal se te assustei, eu estava brincando- dou uma leve risada- só não queria parecer séria, quando cheguei a Carol aqui pulou em mim quando cheguei-digo apontando para a Carol que vem para o meu lado.


Carol: E aí gata? Sobe aí, vamos nos conhecer e sair pra ver os outros.


A garota sobe as escadas e nos abraça, ela se apresenta como Bianca e se senta em uma cama, nos sentamos também, nos apresentamos e começamos a conversar.


Bianca: Você me assustou, na minha antiga escola só tinham garotas ruins que se achavam, achei que tive a má sorte de encontrar outras. Obrigada por não serem assim.


Eu: Não se anima muito, te garanto que pelo menos uma tem aqui- conto a elas o que aconteceu comigo no avião- e foi assim que encontrei o meu marido.


As duas riram e contaram como foi a viagem delas até aqui, parece que Carol fez amizade com uma garota top chamada Marília
 


Notas Finais


Espero que o este capítulo tenha sido interessante


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...