História Um Conto De Fadas Diferente (Repost) - Capítulo 7


Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Daniel, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho)
Tags A Filha Da Rainha Má, Emma, Regina, Swanqueen
Visualizações 20
Palavras 1.845
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O capítulo mesmo dividido ficou comprido.
Desculpa a demora estava formatando o texto.
Boa leitura 📚
Espero que gostem.

Capítulo 7 - Capítulo 6 - parte 2


Laryssa
— Oi...oi desculpe - piscou algumas vezes.
Emma
— Tudo bem? Parece que você viu um fantasma, sei lá.
Laryssa
— Está... tá tudo bem sim...
Emma
— Aonde está a sua adorável Tia? - da um sorriso forçado.
Laryssa
— Deve estar no quarto dela.
Emma
— Garoto, você fica aí com a Lary okay?
Henry
— Okay! - Emma sobe as escadas e Henry aproveite para falar para Lary sua ideia. — Lary — fala chamando ela para mais perto — Tenho uma idéia.
Laryssa
— Qual? - olha para o seu "primo" super curiosa.
Henry
—Estava pensando em prender as duas no quarto.
Laryssa
— E como pretende fazer isso?
Henry
— A Emma entrou no quarto da minha mãe, a gente pode entrar la, fingir que quer falar alguma coisa, pegar a chave escondido sair e trancar a porta, oq acha?
Laryssa
— Amei essa ideia! Depois vamos no Granny's.
Henry
—Podemos pedir dinheiro, aí a gente sai escondido.
Laryssa
— Combinado, vc pede o dinheiro, eu pego a chave.
Henry
— Okay! —Os dois sobem para o quarto da Rainha e Henry coloca o plano em prática — Mãe...
Regina
— Sim querido - sorriu.
Henry
—Poderia me dar dinheiro para eu comprar um lanche?
Regina
— Claro, mas você vai sozinho?
Henry
—A Laryssa pode ir comigo?
Regina
A prefeita franzi o cenho — Com uma condição!
Henry
— Diga Mãe.
Regina
— Não falar, não olhar, para o Xerife Graham, entendeu? Nenhum dos dois.
Henry
— Pode deixar mãe.
Regina
— Toma — Regina entrega o dinheiro e nesse tempo Laryssa consegue pegar a chave da porta.
Henry
— Obrigado mãe — Assim que os dois saem Laryssa passa a chave na porta a trancando.
Laryssa
— Henry que tal um hambúrguer?
Henry
— Topo — os dois vão para o Granny's, após deixar a chave no quarto do menino.
Regina
—Swan vou pegar alguma coisa para beber você aceita?
Emma
— Aceito Madame Prefeita.
Regina
Levanta uma sombrancelha e vai até a porte, tenta abrir mas não consegue — HENRYYYYY!!!!
Emma
— Calma, a porta está trancada?
Regina
—Sim — encara a porta.
Emma
— Se tá brincando né?
Regina
— Não —fala andando em direção mesa e joga o seu cabelo pra trás com os dedos — Eles planejaram isso...
Emma
— Não acredito.... Vou ter que ficar aqui com você até quando?
Regina
Levanta uma sombrancelha
Poupe-me, o Henry me paga...
Emma
— Você não vai relar em um fio de cabelo dele Prefeita, agora sua sobrinha você faz o que quiser.
Regina
— Isso foi uma ameaça?
Emma
— E se for vai fazer o que? Me dar chicotadas? - lança um olhar desafiador.
Regina
— Não me subestime Srta Swan, você não tem ideia do que eu sou capaz.
Emma
— Hum.. ela tá ficando bravinha tá? - faz voz de criança e depois da risada.
Regina
—Sim estou, e não me importaria, de virar a minha mão na sua cara.
Emma
— Pena que vai ter que me aturar até os dois decidirem abrir a porta,vem se você for mulher! — Regina se aproxima e dá um tapa na cara da loira —Você não fez isso — deu passos na direção da morena.
Regina
—Fiz.
Emma
— Então não vai se importa de eu devolver —da um tapa na cara da prefeita.Regina estala o seu pescoço e se senta na sua cadeira — Perdeu a fala? Hum..
Regina
—Não, só não vou falar nada, não posso?
Emma
— Nossa estou me sentindo poderosa, fiz a Prefeita de uma cidade se calar!
Regina
— Fiquei quieta porque eu quis, não porque você me calou, é necessário muito mais que um tapa na cara para me calar!
Emma
— Estou começando a gostar de ficar "presa" aqui com você — pisca.
Regina olha com uma cara tipo: nãooo
—Que foi o gato comeu sua língua? Ou foi a gata?
Regina
— Alguém me tira daqui....
Emma
— Não tem como, infelizmente porque o Henry e a Lary nos trancaram aqui... E pelo jeito só vão abrir a porta amanhã, então vamos ter que dividir o quarto.
Regina
—Vai dormir no chão.
Emma
— Se que pensar —se joga na enorme cama da rainha.Regina a começa Emma da puxar da cama, e a joga no chão, depois se deita.— Qual é o problema de dividir a cama, ela é enorme e você não é gorda!
Regina
— O problema é que você é uma estranha, que chegou do nada e quer se deitar na minha cama!!
Emma
— E mais não fosse por mim você não teria o Henry, e não vamos fazer nada além de dormir não é?— A morena
a olha pra ela tipo: você me paga.
— Vai deixar ou não?Ahh já sei tá com medo de não resisti a esse corpinho aqui né ?— Emma tira as botas, e depois a jaqueta.
Regina
— Não estou com medo de nada Srta Swan, aliás prefiro homens.
Emma
—Então  não vai se importar se eu dormir só de calcinha e sutiã.
Regina
— Não ouse.
Emma
— Já ousei — tira a blusa e a calça, ficando de lingerie branca.
Regina
—SWAN — fala brava.
Emma
— Regina, não é nada que nunca viu, que eu sabia você tem as mesmas coisas que eu.
Regina
— Não interessa, isso é inapropriado, não nos conhecemos, e não te dei liberdade para fazer isso em minha residência.
Emma
— Você acha que eu vou dormi de calça jeans e blusa? Eu gosto de dormi confortável, e se você não gosta se retire ops estamos trancadas.
Regina
A rainha abre o seu armário, pega um pijama e joga na Emma—Coloca.
Emma
— Por que? Eu posso muito bem dormi assim, está incomodada ?
Regina
— Porque sim, e sim, me incomodo muito.
Emma
— Não entendo por que está incomodada, você falou que gosta de homens.
Regina
— Talvez pelo fato de eu não te conhecer —fala em um tom sarcástico — Agora vista-se apropriadamente.
Emma
— Eu sou adulta e você não manda em mim!
Regina
—Uma adulta que age como uma criancinha mimada, e acima de tudo, você está em minha residência, então vista-se.
Emma
— Sua residência — disse fazendo voz de criança — Não por escolha Regina, sua sobrinha e o Henry nós trancou aqui! E não vou vestir o seu pijama e muito "social",  eu vou dormir não ir para uma reunião.
Regina
—Desisto de você, embuste!! —se levanta e vai até o banheiro da suíte, coloca uma camisola colada no corpo e volta para o quarto.
Emma
— Você...você vai dormir assim?  Eu tenho que dormir de com esse pijama horrível?
Regina
—Sim, vou dormir assim, aliás esse é o meu pijama, e essa é a minha residência...lhe dei esse pijama pois não iria dar-lhe roupas nas quais eu uso diariamente.
Emma
— Hum...Fresca, você vai dormir com um camisola que marca todas as curvas do seu corpo e não podia dormir de lingerie? Ah sei porque é Sua residência!
Regina
—Exato, agora pare de reclamar!!
Emma
— Eu não tô reclamando! Estou dando minha opinião, então eu vou poder dormir assim? —ponta para si mesma.
Regina
—Okay okay, mas que isso nunca mais se repita, não ouse encostar em mim, ou direcionar o olhar ao meu corpo.
Emma
— Eu sempre consigo o que eu quero — pisca para morena e depois deita no seu lado na cama— Faço da suas últimas palavras as minhas.
Regina
—Nem sempre...não se preocupe, não irei perder o meu precioso tempo, com pessoas como você.
Emma
— Vamos ver então, porque você perdeu seu precioso tempo me mandando colocar um pijama e olha o jeito que eu vou dormir.
Regina
—Vamos ver se vai ser assim com a guarda do Henry.
Emma
— "se eu conseguir ganhar no jogo da sedução eu consigo você, e a guarda do Henry também" — Eu acho que eu vou ter que te conquistar primeiro pelo que to vendo,mas eu tenho ajudar nessa parte pois a adoção foi aberta.
Regina
Começa a rir — Boa sorte com isso.
Emma
— As difíceis são as mais interessante, e as mais quentes,eu tenho sorte querida, e muita!
Regina
—Calada, e veremos se você tem sorte.
Emma
— Vem calar então!
Regina
—Olha que eu vou.
Emma
— Dúvido! —fala em tom desafiador.
Regina
Levanta, pega um pano,sobe em cima da loira e coloca o pano na sua boca — Calada— Emma, olha pra ela com um olhar eu te mato.Regina, levanta uma sombrancelha e abaixa a mesma rapidamente. A loira ententa fala mais é em vão por a morena colocar um pano, mais então ela a empurra a fazendo cai da cama.Regina levanta putassa.—SWAAAAANNNN.
Emma
Tira o pano da boca, e começa a dar risada.— Ops acho que te derrubei.
Regina
Pula na cama, mas novamente sobe em cima da loira e coloca a mão no seu pescoço.— Para de fogo.
Emma
—Eu...Eu...não...estava..com..fogo..até.. você...fazer...isso..que.. está... fazendo...
Regina
Solta o seu pescoço rapidamente
—Para agora.
Emma
Tosse um pouco— Eu estou parada! Trancada no seu quarto, só de lingerie na sua cama...e te vendo de camisola.
Regina
—Eu te odeio Emma Swan!
Emma
— O que eu lhe fiz? Em?, pelo que me lembre quem acabou de se mostrar a  "tirana" foi você.
Regina
—N-a-s-c-e-u, já chegou enchendo o saco.
Emma
— Eu tenho que culpa que meus pais transaram? Não! E não tô lhe enchendo o saco.
Regina
—Faz um favor pra mim, fica quieta e vamos dormir logo,estou cansada e não estou afim de ficar escutando baboseiras.
Emma
— Vamos? Você falou vamos? Nossa que mulher complicada!
Regina
—Se não quiser dormir fique a vontade, mas eu vou.
Emma
— Cansada do que? Por que de ter tido uma boa transa não é! É por isso que  você está mal humorada o tempo todo!Vai dormir? — levanta a sobrancelha.
Regina
—Não lhe devo satisfação, mas pra sua informação eu trabalho, estou cansada pois acordo cedo e cuido de dois jovens,vou.
Emma
— Você vai trabalhar se seus dois jovens, abrirem a porta se nao, vai ficar aqui! Tem certeza?
Regina
—Se você sabe, mas hoje eu trabalhei, e se eles não abrirem essa porta, eu abro ela com as minhas próprias mãos, aliás eles terão um belo de um castigo,e tenho — fala enquanto se deito.
Emma
— Vai castiga-los por uma simples brincadeira? Sério? Tem mesmo?— a olha.
Regina
—Deixa que deles cuido, tenho sim. Emma
— Corrigindo da Laryssa é cuido eu, Henry nos cuidamos! absoluta?
A rainha a  ignora —Como colocaram uma mulher tão arrogante como Prefeita? E mandona também!
Regina
—Posso ser arrogante e mandona, mas mantenho a ordem na cidade.
Emma
— Convencida também entra no seu perfil Madame Prefeita — Regina a ignora, se ajeita na cama e pega no sono— Vai ser difícil ter essa mulher, mais o jogo apenas começou— Sussurra virando para o lado dormindo rapidamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...