História Um Coração Igual ao Teu - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Como Treinar o seu Dragão
Tags Como Treinar Seu Dragão
Visualizações 22
Palavras 2.341
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora

Capítulo 23 - A Ultima Reunião


Já de manhã o sol começa a entrar por um fecho da janela aberto, abro meus olhos e tento reformular tudo que aconteceu comigo na noite passada me viro de lado e percebo que Astrid ainda esta dormindo, fico um pouco abraçado junto a ela querendo voltar no tempo e fazer tudo acontecer novamente infelizmente isso não e possível mais feliz estou por isso ser só o começo.

Me levanto devagar da cama para não acorda la, começo a colocar minhas roupas espalhadas pelo quarto junto com as dela, logo Astrid acaba acordando, ela apenas olha pra mim e diz sorrindo.

– Você precisa ser um pouco mais romântico sabia ?

– Mais romântico ? e qual serio o motivo ? - Pergunto.

– Você iria sair sem me acordar, eu gostaria de acordar ao seu lado - Ela responde.

– Assim, me desculpa não queria acordar você - Falo indo em direção da cama e dando um selinho no final.

Astrid logo sede aos meus beijos e deixa o cobertor cair, mais no mesmo instante lembra que ainda estava nua, ficamos um pouco sem jeitos mesmo com tudo aquilo que aconteceu de noite ainda não estamos acostumados, mesmo eu e ela conhecendo um ao outro sem roupa.

– Bom vou deixar você se arrumar, já vou descendo - Falo para ela.

– Ok, é melhor você ir. - Ela responde totalmente envergonhada.

Riu baixo e saiu do quarto deixando ela mais a vontade, vou ate a cozinha onde minha família estava toda reunida.

– Bom dia Pai e mãe, iai amigão - Falo me sentando a mesa.

– Bom dia filho - Eles respondem.

– Esta tudo bem ? - minha mãe me pergunta.

– Esta, por que não estaria? - Respondo

– Você esta com um rosto ótimo, melhor que ontem, aconteceu algo ? - Ela pergunta.

– Bom ninguém sabe ainda, Astrid se lembrou de tudo e de todos inclusive do que aconteceu com ela. - Falo

– Filho isso, isso é ótimo Soluço, meus parabéns finalmente vocês vão poder ficar juntos !! - Diz meu pai me dando um daqueles abraços de quebrar o esqueleto.

– Obrigado Pai, agora já pode me soltar - Falo com o ultimo ar que me restava.

E continuo depois que consigo voltar a respirar.

– Então ela esta se arrumando no meu quarto jaja ela desce e vamos conversar sobre o que aconteceu na ilha dos exilados.

– Esta se arrumando ? jaja vai descer aqui ? então quer dizer que ela dormiu aqui em casa e ainda por cima no seu quarto ?. - Diz minha mãe

Acabo me engasgando com o café no momento em que ela acaba de dizer, puxa por essa eu não esperava, minha mãe realmente não deixa nada passar abatido por ela, acabei falando de mais para esses dois, bom eu ia contar mais achei que agora não seria o momento .

– É Valka vamos deixar para falar isso depois, Astrid esta descendo . - Diz meu pai me salvando dessa conversa.

– Bom dia Sr. e Sra Valka. - Diz Astrid entrando na cozinha.

– Bom dia querida, Soluço me disse que você se lembro de tudo, fico feliz por você - Diz minha mãe.

– Obrigada, graças a Odin eu cosegui lembrar - Ela responde, dando um bom carinho em Banguela, que também estava feliz por ve lá assim.

– Dormiu bem ? eu não consegui dormir esta noite tinha alguns gemidos estranhos vindo do quarto do Soluço - Diz minha mãe.

Realmente hoje ela acordou com bastante senso de humor.

Olho para ela serio, e ela apensa ri baixo, olho para Astrid que estava vermelha com a situação. E falo.

– É vamos mudar se assunto por que isso não vem ao caso agora.

– Bom vamos deixar vocês sozinhos, mas depois quero que vão de tarde ao grande salão hoje teremos a ultima reunião para formar o plano para esta guerra que esta próximo e preciso da sua presença Soluço - Diz meu pai, me lembrando .

– Sim estaremos lá , já que Vivian não vai falar vamos montar o nossa plano, não quero ver Berk destruída. - Falo.

– Estou orgulhoso de você filho, será um bom líder - Diz meu pai saindo com minha mãe.

– Líder ? é isso mesmo que eu ouvi ? - Pergunta Astrid.

Respiro fundo e falo.

– Depois eu te explico melhor, mas agora vamos falar de você, Astrid o que aconteceu na Ilha dos Exilados, por que quando eu te encontrei você estava desmaiada ? - Pergunto.

Ela apenas abaixa a cabeça e não fala nada.

– Olha Astrid pode me contar Draco fez alguma coisa com você, ele te tocou ou fez algo a mais ? pode me contar eu não vou te julgar, você não confia em mim? - Falo novamente.

– Mas é claro que confio em você Soluço se não, não teria acontecido o que aconteceu ontem. - Ela responde me dando o pequeno soco no braço.

E continua..

– Bom quando os soldados nos cercarão e você desmaiou, eu fiquei apavora achando que você estava morto, Draco me levou para uma cela e tentou me atacar, não conseguindo por que eu me defendi rapidamente, furioso ele me bateu e eu cai no chão desmaiada, acho que o impacto foi tão forte que eu não me lembrava de nada mais.. - Ela me explica, ao acabar de dizer ela olha para mim novamente e diz.

– Não vai dizer nada ?

Apensa bato minhas mãos na mesa fazendo um enorme barulho, e falo gritando.

– QUEM ELE PENSA QUE É PARA BATER EM UMA MULHER, REALMENTE ELE É UM COVARDE !!!

– Ei Soluço se acalme, isso já passou Draco vai ter o que merece. - Astrid diz me acalmando.

– Me desculpa Milady não estou bravo com você e sim pelo que vocÊ passou, mas agora vai ficar tudo bem, nada de mal vai te acontecer eu juro, eu te amo , se eu pegar aquele homem sou capaz de mata - ló - Falo dando um abraço nela .

– Fica calmo nos vamos ganhar esta guerra vamos mostrar para eles o que é lutar de verdade, inclusive para aquela traidora- Diz Astrid .

– Você já sabe que Vivian é a traidora ? - Pergunto

– Sim ja me falaram, e outra eu te avisei que não confiava nela, ela agora esta presa não esta? - Ela pergunta.

– Pois é eu deveria ter confiado mais nas suas palavras, e sim esta presa aqui em Berk - Falo

Me lembrando da certa proposta que Vivian havia me falado, e também minhas 24horas haviam acabado estava no hora de ir conversar com ela novamente.

– Isso já e passado Soluço o importante é que agora você sabe quem é ela de verdade - Diz Astrid.

– Sim mais tem uma coisa que você ainda não sabe - Falo.

– Que coisa ? - Ela pergunta.

Começo a contar a proposta que Vivian fez para mim, não preciso nem comentar que Astrid ficou furiosa a ponto de pegar seu machado tentar sair para ir ate Vivian ter uma certa conversinha, mas consegui acalma la e também expliquei o que eu iria dizer para Vivian agora. Astrid acaba concordando comigo e me deixando ir falar com Vivian novamente para acabar com isso tudo, de uma vez por todas.

– Bom então eu vou falar com ela, você vai treinar junto com os outros agora ? - Pergunto para ela saindo de casa.

– Bom estou um pouco enjoada acho que não vou treinar agora, te vejo no salão para a nossa reunião pode ser ? -Ela responde.

– Pode. - Respondo dando um ultimo selinho nela e saindo para fora de casa.

.....

Fecho a porta junto com Banguela , logo percebo que o vento estava mais frio do que o normal e as folhas das arvores estavam caindo mais rapidamente, realmente o verão estava acabando e o frio chegando. Olho para Banguela e falo.

– É amigão o frio esta chegando você sabe o que isso significa?

Banguela grunhi e faz sinal de positivo, sim ele lembra , pois estava lá na Ilha dos exilados quando ouvimos dizer que no final do verão eles atacariam Berk . Minha preocupação volta a me assombrar pois esta chegando a hora, subo em Banguela e voo em direção aonde Vivian estava presa.

Baldão como sempre estava na porta de vigia.

– Você aqui Soluço de novo ? acha mesmo que Vivian vai fala algo para você desta vez ? - Ele me pergunta.

– Não sei Baldão, mais eu sei que esta é a ultima conversa que vou ter com esta moça, você pode me deixar entra de novo ? - Falo.

– Bom vou deixar, mais esta é a ultima vez que te deixo entrar aqui, seu pai não pode nem sonhar que eu deixei, viu - Ele me responde.

– Sim pode deixar comigo Baldão ele não vai saber. - Respondo.

Entro e deixo Banguela para fora me esperando, vou ate a cela de Vivian, olho para ela que estava sentada em silencio sozinha com seus pensamentos fico próximo da cela mas sem entrar dentro. Ela me olha e sorri.

– Esta atrasado, mais sabia que iria voltar, então pensou na minha proposta, eu sei que você é esperto então é um sim ? - Ela diz.

– Não, eu só vim te avisar que essa proposta foi a coisa mais absurda que já ouvi, no começo fiquei meio confuso mas agora estou certo de que não quero mais nada com você, me desculpe Vivian mas eu escolho lutar por Berk.

Me viro e saiu de la deixando Vivian de queixo caído, com a minha resposta , não conformada ela diz novamente.

– Você realmente é burro Soluço, você deveria ficar comigo e assim eu te falaria tudo, Berk iria ganhar esta guerra, mais agora vai perder feio, sabe por que ? Berk tem menos homens do que Alvin e Draco juntos ! e você acha mesmo que Astrid vai se lembrar e ficar com você ? muito ingênuo da sua parte !.

Me viro para ela e respondo.

– Perdendo ou ganhando não importa vamos lutar ! por que somos Vikings ! somos fortes, e temos uma certa teimosia crônica, e á propósito, Astrid já se lembro de tudo e estamos juntos, apaixonados e nos amando muito. Adeus Vivian. - Falo dando as costa e fechando a porta, a ultima coisa que escuto do lado de fora são os gritos de raiva de Vivian.

– Bom ate mais baldão - falo saindo voando de lá.

– Ate mais Soluço, ele me responde sem entender nada da gritaria de Vivian.

Voou em direção a Academia onde a maioria das pessoas estavam treinando, inclusive a turma toda reunida menos Astrid que realmente não apareceu para treinar acho ate estranho, pois ela nunca NUNCA perde um treino, ficamos um bom tempo lá treinando ajudo os outros dando dicas importantes de como lutar junto a um dragão a tarde passa rapidamente, e logo nos dirigimos ao grande salão.

Todos da aldeia estavam la presentes, minha mãe estava perto do meu pai sentado na cadeira de líder, vou ate eles para ficar perto, Astrid fica ao meu lado e assim começa a reunião.

– Moradores de Berk, reuni todos aqui para falarmos do nosso plano de ataque contra esta guerra, sabemos que o inverno esta próximo, e por isso essa será a ultima reunião para que depois começamos a colocar tudo em pratica. Gostaria de saber se alguém de vocês tem alguma ideia ? - Pergunta meu pai.

Todos ficam olhando um para o outro cochichando , ate que Cabeça Dura começa dizer.

– Que tal explodirmos tudo? .

– Você ta louco não podemos sair explodindo tudo, temos que atacar e depois explodir tudo - Diz Cabeça Quente.

– Concordo com a Cabeça Quente - Diz Melequento.

Assim começa a falação dentro do salão todos tinham uma ideia mais maluca que a outra, meu pai como sempre não concordava com nada, e realmente fico do lado dele . Depois de horas e horas ouvindo as pessoas.

Perna de peixe diz.

– Que tal montarmos equipes com cada espécie de dragão ? .

– Hum explique isso melhor filho - Diz meu pai se interessando pelo que Perna de Peixe tem a dizer.

– Eu andei observando os treinamentos com os dragões e tive a ideia que podemos montar grupos de pilotos com cada espécie de dragão cada grupo iria atacar de uma forma diferente Nadders, Gronkle, Pesadelos, Zipperarrepiante, cada dragão tem sua forma de lutar, e ainda por cima teria pessoas que não iriam com dragões e sim com muitas armas . - Diz Perna de Peixe.

Olho para meu pai que estava pensativo, parece que gostou muita da ideia como eu também gostei, ele me olha em seguida e diz.

– Você pode me ajudar com isso Soluço ?.

– Pode contar comigo pai , eu posso montar esses grupos - Respondo.

Comemoramos e agradecemos ao Perna de Peixe pela brilhante ideia, mas antes de dar encerrada a reunião , Baldão entra dentro do grande salão correndo e gritando .

– A PRISIONEIRA, ELA ELA FUGIU DE BERK !!!!

– Vivian ? mas como que ela escapou de la ? - Pergunta meu pai irritado.

– Fui levar comida a ela, e quando entrei havia um buraco na janela, Vivian conseguiu fugir, mais deixou uma carta para Soluço. - Diz Baldão.

Ele me entrega a carta, todos fazem silencio e começo a ler em voz alta.

Caro Soluço, é uma pena as coisas terem chegado a esse ponto devo dizer que isso tudo não ficara assim, eu irei voltar a Berk no dia da guerra Junto com o nosso Grande Exercito de Dragões Fúrias da Noite, e homens .

Para o nosso acerto de contas, quando a o verão acabar e a ultima folha da arvore cair esteja preparado, pois a guerra começara !!!

Todos ficam espantados com o que acabam de ouvir, principalmente eu, será que li direito ? um exercito de Fúrias da Noite ? eu nunca vi outro a não ser Banguela. A confusão toma conta da reunião todos começa a ficar mais nervosos, se for isso mesmo.

Berk estará perdida !



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...