História Um coração para sete - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Visualizações 57
Palavras 1.628
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - Meses insuportáveis


Fanfic / Fanfiction Um coração para sete - Capítulo 23 - Meses insuportáveis

SN On

“ Quando ia entrando no táxi escuto alguém me chamando, olho para trás e vejo o Yoongi correndo.

SG _ Eu vou ligar. - ele choca seu corpo no meu e me beija. Ele não tentou aprofundar o beijo, ele apenas beijava meus lábios suavemente. Uma explosão de sentimentos surgiu. Enquanto ele controlava seus atos eu queria apenas mais, eu tinha medo de me mover, de trazê-lo mais perto e ele acabar sumindo. Ele separou o beijo e encostou sua testa na minha, fazendo carinhos nas minhas bochechas enquanto segurava meu rosto com as mãos.

SG _ Me espera. ”

 

SN _ Min Yoongi eu te ODEIO!!! - desde daquele dia tinham se passado mais de um mês e ele não me ligou, quando os meninos faziam chamadas de vídeo ele estava sempre por perto mas nunca trocava uma palavra. Eu queria conversar com ele, o por que daquele beijo mas quando as notícias se espalharam não tive dúvidas que ele fez aquilo por causa da mídia. Como eu fui burra em pensar que ele queria aquele beijo, fui burra em pensar que ele se importaria de ligar para mim. O que esse menino quer? Ele me deixa tão nervosa e sem chão.

SN _ Quero te mataaaaar!!

Minah _ Está tudo bem? - vejo que ela estava parada na porta do meu escritório. Sim, agora estava com um escritório próprio. Quando ganhei fiquei muito feliz, eu gostava do escritório do Sr.Kim mas eu iria me sentir mais à vontade sozinha.

SN _ Minah, minha cabeça vai explodir.

Minah _ Espera ai - ela sai e logo volta com uma cartela de remédio. - Toma esse comprimido, é para estresse. Você precisa se acalmar, logo chegará o Sr. Takashi. - o Sr. Takashi era dono de uma empresa muito grande no Japão, ele já foi um cliente nosso que agora entrará em patrocínio com a gente para expandir seus negócios e claro o nosso.

SN _ Você está certa, foco SN. - respiro fundo após engolir um comprimido.

 

Estava indo em direção à sala de reuniões, o Sr.Kim pediu comida japonesa para essa “ reunião ”. Eu sabia que o mais importante eles discutiram sozinhos, nem tudo o Sr.Kim me deixava saber o que acontecia. Essa reunião seria apenas uma forma de deixar a união mais descontraída. Quando entro vejo um senhor em um terno preto e ao seu lado um homem que aparentava estar na casa dos trinta, ele usava calça social bege, camisa azul clara e blazer azul marinho com abotoaduras douradas, sapato social marrom.. Até que ele se vestia bem.

SN _ Me desculpem o atraso. - faço uma reverência. Eu estava falando em inglês pois não sei nada de japonês.

Sr.Takashi _ Chegamos agora, fique à vontade. - sorri educadamente e vou em direção ao Sr. Kim.

Sr.Kim _ Sr. Takashi essa é a minha filha - levei um choque por ser chamada de filha, ele sentia orgulho do rumo que eu estava levando na empresa, isso me deixa feliz. - Esse é o filho do Takashi, Takashi Ren. - me curvo para os dois que retribuem.

SN _ É um prazer conhecê-los.

Sr.Kim _ Vamos nos sentar e pedir para nos servirem. - ele chama a Minah que logo aparece com outro rapaz.

Minah _ Gato - ela fala com os lábios apontando discretamente para o Ren. Dou uma piscadela fazendo ela sorrir.

Sr. Takashi _ Então SN, quais seus interesses do dia à dia? - sério isso? Eu sabia que iria ser menos formal mas perguntar o que eu gosto de fazer? Como explicar para uma pessoa que paralisei nos meus 17 anos? Quando não estava enlouquecendo com os maridos do K-pop estava na balada.

Ren _ Pai, acho que você não está interessado. Ela é bem nova. - sorrio timidamente.

Sr. Takashi _ Quantos anos tem querida?

SN _ Tenho 24 senhor.

Sr. Takashi _ Sim é muito nova, está curtindo o momento bom da vida.

Ren _ Espero que não se importem mas eu poderia almoçar com a senhorita por aqui perto? - é o que?

Sr.Kim _ Claro que não meu filho, vai ser melhor vocês se conhecerem, vão trabalhar juntos à partir de agora. - eu me levanto assim que ele se levanta, eu fiquei quietinha em todo momento. Acompanhei o Ren até a rua sem trocar uma palavra.

Ren _ Te livrei de uma, meu pai iria fazer perguntas até amanhã. - suspiro aliviada.

SN _ Ele é sempre assim?

Ren _ Entrão?

SN _ Eu diria curioso. - ele RI.

Ren _ Eu sei bem como é meu pai. - entramos em um restaurante com culinária gringa. Amém senhor. - Você está morando aqui na Coréia à quanto tempo?

SN _ Faz cinco meses.

Ren _ E já está famosa?

SN _ Você já sabe? - ele balança a balança que sim, suspiro pesadamente. Eu não entendia o por que de todo esse rebuliço, sempre que aparecia algum K-idol namorando já virava uma loucura.

Eu comi meu maravilhoso macarrão ao molho branco e brócolis. Ultimamente não tenho tempo nem para comer, percebi que emagreci uns 3 quilos, minhas calças estavam um pouco frouxas. Eu precisava mudar isso. Quando voltamos para a empresa eu estava fascinada por ele, ele era muito inteligente, diferente da sua postura e de seu terno ele era muito casual, não tocou no assunto de trabalho em momento algum. Ele me parecia ser um cara legal e descontraído mas você sentia a autoridade no tom dele. Assim que chegamos ele e seu pai saíram.

Sr.Kim _ O que achou dele?

SN _ Ele é muito inteligente e parece ser alguém muito calmo. Eu gostei dele, não tenta forçar simpatia. É natural.

Sr.Kim _ Fico feliz em escutar isso, vocês passarão muito tempo juntos. - dou um sorriso.- Se quiser ir para casa pode, o que tem para terminar você usa seu notebook.

SN _ Tudo bem. - pego minha bolsa e assopro um beijinho no ar. Eu só queria tomar um banho de banheira e relaxar.

 

Depois de um banho relaxante me jogo na cama, cheguei em casa e a Yura não estava então decido dormir um pouco pois quando estávamos juntas não parávamos de falar. Acordo com o meu celular tocando, o meu quarto já começava a escurecer a medida que o dia estava acabando. Olho na tela e era o Yoongi, meu coração pula e sinto a ansiedade e a empolgação escorrendo pelo meu corpo.

Ligação On

SN _ Alô? - atendi receosa, eu nunca sabia como seu humor iria estar no dia. Ele era alguém muito complicado de entender.

SG _ Gringa… - sua voz estava mais grave e rouca do que o normal.

SN _ Está tudo bem? - escuto sua respiração pesada do outro lado da linha. - Yoongi?

SG _ Eu precisava escutar sua voz. - ele estava falando meio enrolado.

SN _ Você bebeu?

SG _ Um pouco.

SN _ Só assim para me ligar, você é incrível. - falei sarcástica.

SG _ Eu precisei de um tempo para processar aquele beijo.

SN _ Olha eu sei o por que você fez aquilo, então relaxa. - na verdade eu queria não entender, talvez o tapa doeria menos. - Sei que foi por causa da mídia.

SG _ Você acha que foi por isso?

SN _ Eu sei que foi.  - ele suspira pesadamente.

SG _ Você vai abrir seus olhos quando?

SN _ É o que?

SG _ Nada, tenho que ir.

SN _ Espera, por que me ligou?

SG _ Eu realmente precisava escutar sua voz. - sinto um frio na barriga.

SN _ Pra que?

SG _ Sinto sua falta. - eu prendi a respiração absorvendo o impacto de suas palavras, ele sentia minha falta? Sorri para as paredes do meu quarto.

SN _ Eu também sinto, mesmo você sendo um pé no saco.

SG _ Eu preciso mesmo ir, os meninos estão me enchendo o saco.

SN _ Tá bom.

SG _ Tchau SN.

SN _ Tchau.

Ligação Off

Me esparramo na cama e fito o teto, eu sinto que tem um sorriso idiota no meu rosto. Eu realmente estava muito feliz por sua ligação mesmo que esteja um pouco alterado. Ele sentia minha falta…

A Yura entra no meu quarto com uma caixa de chocolate.

SN _ Yura eu te amo.

Yura _ Isso é felicidade pelos chocolates?

SN _ Também…

Yura _ Também? O que você aprontou?

SN _ O Yoongi me ligou.

Yura _ Sério?! Aleluia! O que ele falou?

SN _ Ele falou que sente a minha falta. - eu também sinto muito a sua falta, principalmente do seu beijo. Isso era o que tomava mais os meus pensamentos, eu ansiava pelo o momento em que poderia tocar seus lábios de novo, mesmo que seja só para acobertar esse “ namoro ” mas eu preciso sentir de novo. Ao menos só mais uma vez.

 

Conforme os dias foram passando eu me sentia cada vez mais desanimada, eu estava super focada no meu trabalho mas eu gostaria de estar com eles. O aniversário do Jin passou abatido, eles fizeram chamada de vídeo, estavam todos animados comendo bolo enquanto eu estava na bad. O natal passou e eles longe, comemorei ao lado da minha família. A Yura foi passar com seus pais então fiquei meio que abandonada. O aniversário do Tae passou e eu chateada como sempre. Logo seria o do Hobi e pelo visto iria perder também. Era tudo tão injusto, os dias mais importantes eu estava perdendo, eu estava odiando meu fim de ano. Tudo se resumia à trabalho. Eu estava ficando mentalmente cansada mas ao lembrar da expressão de orgulho do Sr.Kim tudo valia a pena. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...