1. Spirit Fanfics >
  2. Um deku diferente >
  3. Episodio 2: vestibular

História Um deku diferente - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Episodio 2: vestibular


depois do acidente do vilão do lodo, katsuki e izuku estavam sua rivalidade no limite, ambos concentrados para o exame da admissão da U.A. ambos estudavam e treinavam separadamente, pois viam isso como mais um de seus desafios, lutando para ver quem iria vencer desta vez, e  izuku estava determinado a vencer seu rival, ou pelo menos não desistir sem uma luta, mas para que que isso acontecer, ele deveria treinar seu corpo e individualidade para a prova prática do exame de admissão, e para seu treinamento ele tinha o luar perfeito para isso.

izuku havia descoberto um parque a beira bar que havia sido abando nado há alguns anos e transformado em um lixão, pois as pessoas o usavam para seu despejo ilegal de lixo, e como ninguém havia feito nada a respeito disso, izuku decidiu dar uma mãozinha e limpar o lixo, não só porque era a coisa certa a se fazer, mas também usar ao seu favor, mas também para treinar seu corpo, levando o lixo de um ponto a outro, e não podemos esquecer  de sua individualidade: mist gate que funcionava a base de coordenadas, então o treino dela consistia de criar portais não só para  transportar o lixo que estavam em seu campo de visão ou lugares que ele conhecia ou não conseguia ver, como atrás de sua cabeça, ele também usava o lixo como uma pista de obstáculos e como bonecos de luta, onde usava sua mão coberta de névoa para criar uma "lamina" para cortar o alvo, teleportando a parte cortada para um lugar próximo ou não, isso também servia para que ele pudesse controlar melhor o tamanho e estabilidade de seus portais, já que para cria-los e mante-los era preciso estar focado.

essa havia sido a rotina de izuku nos dois últimos dias seguidos, mas no terceiro dia, as coisas haviam mudado, ele descobriu que não estava mais sozinho no lixão, ele havia descoberto isso quando havia saído cedo de casa, como havia feito nos dias anteriores, mas quando chegou na praia viu uma garota de longas cabelos loiros que iam até suas costas, a mesma também possuía olhos, que parecia ter tido a mesma ideia que ele, pois a garota misteriosa estava tentando puxar uma geladeira com todas a suas forças e ela conseguiu arrastar alguns metros antes de cair no chão pela força exercida, vendo isso, izuku resolveu se aproximar e lhe oferecer um pouco de sua água que carregava em sua garrafa.

izuku: água? perguntou oferecendo sua garrafa d'água para a garota deitada no chão

loira: obrigada. aceitou a água e se sentou enquanto bebia, até perceber que não era a pessoa que esperava então obviamente se assustou com a presença repentina de izuku.- HIESh!! QUEM É VOCÊ!? perguntou se levantando assustada ignorando o cansaço de seu corpo.

izuku: desculpa, não queria te assustar, sou izuku midoriya, e você? se apresentou educadamente e perguntou qual era o nome da garota misteriosa,

melissa: melissa shield. se apresentou meio tímida

izuku: então você é americana, meissa-san? perguntou empolgado por conhecer um estrangeiro

melissa: sim, eu acabei de me mudar pra cá.

izuku: que legal, então você esta treinando limpando o lixo também? perguntou empolgado

melissa: também? perguntou agora mais calma

izuku: sim, eu estou treinando para o exame de admissão da U.A. você também, certo? é por isso que esta limpando a praia, não é?

melissa: sim, estou treinando pra poder entrar no curso de heróis da U.A. respondeu a pergunta de izuku antes de ficar empolgada.- mas mudando de assunto, qual é a sua individualidade? tem haver com sua cabeça e mãos? perguntou com o rosto perto da cara de izuku que se ainda tivesse um rosto estrai vermelho igual a um tomate, mas isso não o impediu de se sentir envergonhado se afastando alguns passos para trás.

izuku: minha individualidade se chama mist gate, eu uso a nevoa da minha cabeça e mãos para teleportais pessoas ou coisas, ela funciona a base de coordenadas, então posso teleportar o que esta no meu campo de visão ou lugares que eu conheço. explicou meio envergonhado e um tanto quanto animado pois nunca havia conhecido alguém tão interessado por individualidades, especialmente um agarota tão linda quanto a que estava na sua frente.

melissa: incrível, um raro usuário de teleporte, imagine as coisas que você pode fazer. falou começando a murmurar fazendo com que izuku suasse e isso não passou despercebido por ela.- desculpa por isso, é que é meu hobby de analisar individualidades, até tenho um caderno onde faço anotações. falou timidamente

izuku: isso é bem legal, mas se esta treinando aqui, qual é sua individualidade? perguntou curioso e ao fazer essa pergunta, melissa começou a suar de nervosismo.- você não precisa falar se não quiser. tentando acalmar a garota

melissa: não é isso! é que... tentando achar palavras para explicar, mas parecia mais que estava tentando ganhar tempo pra inventar alguma coisa.

???: ela esta treinando seu corpo pra fortalece-lo, pois sua individualidade lhe dá uma enorme força, mas quando usada se quebra como vidro. falou um homem esquelético, loiro de olhos azuis

izuku: entendo, então é isso, acho que você é a pessoa mais esforçada que eu já conheci, espero que consiga controlar sua individualidade. falou elogiando e desejando boa sorte a melissa.

???: e qual é o seu nome jovem? perguntou para izuku

izuku: sou izuku midoriya, mas pode me chamar de verde, é o meu apelido, é um prazer conhece-lo, senhor... mas não sabia qual era o nome da pessoa a sua frente que pensava estra de alguma forma relacionada a melissa, como um ou algo assim

yagi: sou toshinori yagi, sou o tio de melissa, estou cuidando dela enquanto estiver aqui prazer em conhece-lo, midoriya-san, pelo visto vamos compartilhar o mesmo terreno, então porque não nos ajudamos? propôs

izuku: porque que não? é uma boa ideia, toshi-san. já falando como se fosse muito amigo.- mas hoje não vai dar, já perdi muito tempo conversando, se não me apressar vou me atrasar pra escola, nos vemos amanhã, melissa-san. falou indo embora deixando seus novos amigos treinando na praia, sem saber que a pessoa que havia acabado de falar era o próprio all might em sua verdadeira forma.

depois desse dia, izuku e melissa treinaram juntos, sendo supervisionados pelo all might, o musculoso simbolo dá paz ou como izuku conhecia, toshinori yagi, o tio esquelético de melissa, trabalhando juntos, conseguiram terminar de limpar a praia em 6 meses, depois disso melissa começou a treinar "sua" individualidade enquanto que agora, izuku se focava em estudos, mas é claro que ainda mantinha uma rotina de exercícios para não perder os resultados de seu treinamento anterior, ambos fizeram isso pelos meses restantes até que finalmente havia chegado o dia do vestibular da U.A.

bakugou: vamos ver quem vai ficar em primeiro, fumaça. falou em tom de desafio

izuku: também estou curioso, só não exploda a concorrência, ouriço. falou igualmente em tom de desafio.

falaram enquanto entrevam no prédio da U.A. local onde fariam o vestibular, uma vez lá, pegaram folhas que os designariam para locais diferentes, mas antes disso acontecer, eles receberiam uma explicação do herói profissional chamado present mic, que falou que eles fariam uma prova escrita e uma prática, onde teriam que derrotar os falsos vilões, que eram robôs com pontuação de 0 a 3 pontos, para que eles pontuassem eles deveriam ou destruir ou imobilizar os vilões, nesse momento um garoto de óculos que começou a falar sobre o ponteiro zero que ainda não havia sido mencionada e que deveriam se envergonharam se isso fosse algum tipo de erro, mas ele não acabou por ai, ele apontou para um dos participantes e o mandou ficar quito, que estava distraindo os outros participantes com seus murmúrios, e izuku reconheceu essa pessoa como sendo melissa, que pediu desculpas envergonhada, depois disso present mic continuou sua explicação dizendo que o ponteiro zero era só um obstáculo, e como ele não valia nenhum ponto, não valia a pena derrota-lo, e que também era proibido atacar os outros participantes, se alguém fizesse isso seriam desclassificados.

depois de toda essa explicação, todos os participantes passaram uma hora fazendo a prova escrita e quando terminaram os participantes foram divididos em diferentes arenas de treinamento, e no caso izuku estava na arena B enquanto que katsuki estava na A, mas obviamente não estava sozinho, junto dele, estava melissa que parecia estar tomando bronca do cara de óculos, melissa por estar claramente nervosa não consegui falar nada, vendo isso, izuku se aproximou para ajuda-la.

izuku: ei amigo, você não vê que ela esta nervos? perguntou ao se aproximar da dupla

óculos: eu só estava averiguando os motivos dela de estar aqui, porque parece que ela esta aqui só para atrapalhar seus colegas participantes. falou com um tom serio, como se tivesse percebido um plano maligno ou algo assim

izuku: não se preocupe com isso, óculos-san, ela só esta nervosa, todo mundo tem seu nível de nervosismo. falou com seu tom relaxado.- mas você não deveria estar olhando pra frente? apontou distraindo o participante de óculos e pegando a mão de melissa enquanto usava sua individualidade que os envolveram em nevoa se teleportando pra já na estrada da arena que havia aparecido quando o portão foi aberto, fazendo com que ambos fossem um dos primeiros pisarem na pista.- é aqui que nos separamos, boa sorte, melissa-san! falou se separando da garota sem dar chace dela agradecer.

ao se separar de sua amiga, começou a correr pela réplica da cidade, procurando pelos falsos vilões, mas foi o contrario que aconteceu, foi o falso vilão que o encontrou, e instintivamente usou sua individualidade para criar mais nevoa de suas mão que usou para cortar os robôs, mandando a parte teleportada para um lugar próximo dele, pois ele não queria correr o risco de sem querer acertar alguém com um de seus portais, ele ficou fazendo isso e acumulando pontos, até que um enorme estrondo foi ouvido, obviamente que isso chamou a atenção de izuku, quando ele viu de onde vinha o grande estrondo, viu que se tratava de um enorme robô, esse falso vilão se tratava do ponteiro zero, era claro que ele poderia tentar usar sei mist gate para tentar cortar o enorme robô, ou ele poderia fazer igual aos seus colegas participantes e fugir junto deles, mas ele não fez isso, foi o contrario, pois ele viu melissa correndo em direção ao vilão pois havia uma garota de baixo dos escombros causados pelo falso vilão, vendo isso ele decidiu ajudar também, se teleportando para o lado da garota presa.

izuku: você esta bem? perguntou enquanto usava sua nevoa para tirar os destroços sobre ela.

???: acho que quebrei a perna. falou ela segurando sua perna

mas agora a atenção deles, junto de todos, estava concentrada na garota de cabelos loiros, que havia dado um enorme pulo ficando do mesmo nível que o ponteiro zero, e em seguida dando um soco tão forte que estourou a cabeça do robô o destruindo assim, e em seguida começou a cair para sua morte certa, pois ela não parecia que iria conseguir parar sua queda.

???: sua individualidade é de teleporte, certo? então me ajude, se eu conseguir tocar ela vou conseguir faze-la evitar. pedindo a ajuda de midoriya

izuku: entendido.

izuku cobriu o braço da garota de nevoa, teleportando o mesmo para perto de melissa, conectando sua mão com um tapa no rosto que fez com que ela começasse a levitar, amortecendo sua queda caindo no chão suavemente já desmaiada, depois que todo esse evento acabou, o sinal tocou,sinalizando o termino do exame, fazendo com que os participantes fossem embora, mas não antes de serem tratados pela recovery girl, a enfermeira da U.A. cuja a individualidade era focada em cura, então izuku deixou sua amiga sobre seus cuidados e foi para sua casa, pois ele não podia fazer mais nada por sua amiga, a não ser esperar pelos resultados de seu desempenho para ser digno de entrar da U.A.


Notas Finais


estou aceitando sugestões de como pode ser o uniforme de herói de izuku


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...