1. Spirit Fanfics >
  2. Um descanso no parque aquático >
  3. Um descanso no parque aquático

História Um descanso no parque aquático - Capítulo 1


Escrita por: e ____La__Fleur_


Notas do Autor


Ohayo! Uma fic de Darwin's Game para vocês! Enjoy!

Capítulo 1 - Um descanso no parque aquático


Após o último evento de Darwin’s game, finalmente Shuka e  Kaname puderam ter um dia de folga. Kaname se exercitava um pouco quando Shuka apareceu com cara de poucos amigos.

— Algum problema, Shuka? — Perguntou Kaname, que pegou uma toalha e começou a enxugar o corpo suado.

— Kaname, você prometeu que iríamos nos divertir um pouco! Eu estou entediada! E nós nem tivemos um outro encontro depois daquele. — Ela reclamou e cruzou os braços. Kaname sorriu, se aproximou dela e perguntou:

— E onde você quer ir, Shuka? 

— Ah, sabe… eu soube que há um parque aquático que abriu a pouco tempo, acho que nós poderíamos ir lá. — Ela disse.

— Tem certeza? Parque aquático? — Questionou Kaname.

— E por que não? — Shuka parecia confusa.

— Bem, você deve lembrar que quase morreu afogada uma vez… — Disse Kaname.

— Ah, mas, isso é passado! E a Sui estará por perto, qualquer coisa. Vamos Kaname, por favor!— Disse Shuka, que segurou as mãos dele e fez beicinho.

— Certo, certo. Tudo bem, vamos ao bendito parque aquático! — Ele disse.

— Obrigada! — Shuka deu um pulinho de alegria, agarrou Kaname e o beijou. — Você é o melhor!

Enquanto Shuka saía alegre pelo corredor, Kaname sorriu e se espreguiçou.

— Talvez um descanso não faça mal… Quem sabe o resto do pessoal possa aproveitar também? — Ele sussurrou.

Algum tempo depois, o pequeno grupo do clã Sunset Ravens chegava ao grande parque aquático.

— Como me convenceram a vir aqui? — Disse Ryuuji, um dos membros do clã.

— Você não quis perder a entrada e a comida de graça. — Disse Rein, que mexia em um tablet.

— E que eu saiba a ideia é descansar. Por que diabos está com um capuz?! Onde está seu biquíni?—  Perguntou Ryuuji

— Se vocês querem ficar com a pele queimada e ardida, isso é problema de vocês. Eu só vim porque o Kaname insistiu. Vou ficar ali em uma das mesas e fazer as minhas pesquisas. — Disse Rein.

— Rein, espera! — Disse Kaname, mas ela já havia se afastado. — Ai, essa garota...

— Ah, que lugar legal! — Disse Sui, empolgada.

— Não é? Vamos nos divertir muito! — Disse Shuka, animada. — Vem Sui, vamos trocar de roupa. Já voltamos! — Disse Shuka.

— É difícil vê-la feliz assim. — Comentou Ryuuji.

— Às vezes só precisamos pegar um pouco de ar. — Destacou Kaname.

Os dois não perceberam, mas estavam sendo observados por um casal, que olhava para a tela do celular enquanto estavam sentados em uma das mesas próximas a Rein. Alguns minutos depois, Shuka reapareceu com um biquíni vermelho minúsculo e Sui com um maiô de estampa de bichos de pelúcia.

—Shu-Shuka!? O que é isso!? — Disse Kaname, em choque.

— Gostou?! Eu escolhi especialmente para você! —  Shuka deu uma volta em seu próprio eixo. Kaname pegou a toalha e a cobriu.

— Na-nada disso! Troque logo de roupa! — Gritou Kaname, com o rosto avermelhado.

— Ihh! Parece que esses dois vão ficar de coisa de casal. Vamos Sui, vamos nos divertir! — Gritou Ryuuji, que colocou Sui nos ombros e correu.

— Eba! — Sui gritou, animada.

— Ei, espera! — Gritou Kaname. Ele coçou a cabeça. — Poxa, achei que iríamos nos divertir em grupo.

— Hahahaha. Melhor assim, pois podemos ter nosso encontro! Vem, Kaname! — Gritou Shuka.

— Espera, temos que deixar nossas coisas com a Rein. — Disse Kaname. Ele correu até a mesa, jogou a mochila e correu até Shuka novamente. Eles deram as mãos e foram até em uma das atrações do parque.

Durante aquela tarde, os dois se divertiram bastante. Nem de longe parecia aquele clima de tensão de sempre. 

— Você quer mesmo que eu desça nesse negócio tão alto?! — Kaname parecia nervoso.

— Ora, não seja medroso! Vai de uma vez! — Disse Shuka, que empurrou Kaname.

— Ahhhh! — Ele gritou desesperado.

— Hihihihi. Até assim ele é muito fofo! Lá vou eu! — Shuka praticamente pulou para dentro do tobogã e desceu em alta velocidade.

Quando Kaname chegou na parte de baixo, ele quase não conseguia se levantar. Shuka chegou algum tempo depois, toda sorridente. 

— Eu adorei! Vamos de novo! — Ela deu pulinhos de empolgação.

— Ai, essa eu passo! — Disse Kaname. De repente, ele ouviu Shuka dar uma risadinha e cobrir o rosto.

— O que foi?! —  Ele perguntou, confuso. Shuka apontou para ele e quando ele olhou para baixo, estava praticamente pelado. — Ahhh! Merda! 

— Hihihi. Essa era uma parte de você que eu ainda não conhecia, mas já adorei. — Disse Shuka.

Os dois testaram os setores mais altos e assustadores do parque. Kaname sentia as pernas vacilarem, já que detestava altura.

— Está tudo bem, Kaname? Parece um pouco branco… — Shuka levou os dedos até o queixo e olhou para ele de perto.

— Sim, sim! Não é nada! — Ele disse, com um sorriso amarelo.

Em um certo momento, os dois subiram em uma boia de largo tamanho e deixaram-se ser levados pela água. Shuka deitou-se no peitoral de Kaname e ele aproximou seu rosto do dela.

— Ah, Kaname! Como é legal ter um dia para se divertir! Acho que nós devemos fazer isso mais vezes! — Ressaltou Shuka.

— Acho que você tem razão. Precisamos de momentos para repor as energias. Uma vez ou outra nós devíamos repor as energias assim. — Disse Kaname, que a encarou.

— Também gostei de ter um momento a sós com você. — Disse Shuka, que o encarou e o beijou. Os dois beijaram-se por um tempo e se abraçaram.

— Talvez a gente devesse ver como os outros estão. — Disse Kaname.

— Ah, não podemos ficar um pouco mais aqui? — Reclamou Shuka.

— Tudo bem, só mais um pouco. — Disse Kaname.

Os dois acabaram se afastando do grupo e o casal que os observava anteriormente os seguiram em outra bóia. Quando Shuka e Kaname saíram da água e se afastaram um pouco, ouviram uma voz atrás deles.

— O famoso casal Shuka e Kaname. Quem diria que iríamos encontrar com vocês aqui. — Disse o rapaz de cabelo ruivo.

Kaname se posicionou na frente de Shuka e entrou em posição de luta.

— Quem são vocês? O que querem? — Gritou Kaname.

— Quem somos não é relevante. — Disse a garota loira ao lado do ruivo.

— Droga… — Resmungou Shuka.

— O que querem afinal? Nos matar?! — Gritou Kaname.

— Hahahaha. Não seria divertido! Nem daria dinheiro afinal! Nós só queríamos deixar um recado. — Disse o ruivo.

— Hã?!— Disse Kaname, confuso.

— Descansem o quanto podem. No próximo evento, nós vamos expor a cabeça de vocês na nossa parede. — Disse a loira.

— Como é? — Kaname ficou furioso.

— Vamos acabar logo com isso! — Gritou Shuka.

— Tsc tsc. Quanta pressa! Não se preocupem, a hora de vocês chegará. Por enquanto, divirtam-se e lembre-se: o pescoço de vocês está em jogo. — O rapaz ruivo se curvou, acompanhado da loira. Os dois deram as costas e se distanciaram. Shuka tentou correr atrás deles, mas Kaname a deteve.

— Eu vou matá-los! Me solta, Kaname! — Gritou Shuka.

— Não vale a pena. Deve ser uma armadilha. Vamos nos preparar melhor para o próximo evento e fazê-los se arrepender por ter nos provocado. — Kaname disse, calmamente.

— Merda! — Shuka suspirou e cerrou os punhos com força. Kaname a abraçou.

— Ei, relaxa! Estamos juntos nessa! Ninguém vai nos derrotar, Shuka.  Estaremos preparados.— Disse Kaname, que sorriu para ela.

— Ah, Kaname, você é tão fofo! — Shuka agarrou o pescoço dele e beijou o rosto dele.

“É isso. Quando você entra no Darwin’s game, não há tempo para brincadeira. Temos que nos preparar. A próxima rodada pode não ser tão fácil quanto a anterior…” — Pensou Kaname, enquanto observava a dupla partir.


Notas Finais


Agradecimentos ao beta maravilhoso @Letum e à capista, que fez milagre, @sunrise_- . Obrigada, amores!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...