1. Spirit Fanfics >
  2. Um desejo além da vingança >
  3. Confronto com o destino

História Um desejo além da vingança - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Aqui está o capítulo de hoje e está cheio de decisões importantes rsrs, espero que gostem!

Capítulo 17 - Confronto com o destino


Fanfic / Fanfiction Um desejo além da vingança - Capítulo 17 - Confronto com o destino

Flash back on*

S/n: Papai por que nós temos que obedecer tudo o que nossa família principal manda? - falo olhando nos olhos perolados de meu pai, Hitane Ryuuga.

Hitane: Filha há coisas nesse munda que crianças como você não entendem. Tudo o que nós fazemos é de extrema importância, nosso destino é escrito a partir do momento em que nascemos e nosso destino é proteger nosso clã. - meu pai explica bondoso.

Nós estávamos voltando para casa quando aparece um membro do clã hyuuga chamado Taki atrás de nós "Hitane você precisa vir conosco o líder dos hyuuga foi sequestrado e nós precisamos recuperá-lo".

Hitane: Mas quem faria algo assim? - ele pergunta desesperado.

Taki: Foram ninjas da pedra, nós avisamos o Hogake e fomos autorizados a resolver por nossa conta para evitar confusões. Nós da casa secundária temos todos que ir atrás dos sequestradores.

Hitane: Certo eu vou indo na frente, por favor chame minha esposa e leve minha filha para casa! - e sai correndo - Você vai ficar bem querida. - grita para mim antes de desaparecer na noite.

Naquele mesmo dia Taki me levou para casa e minha mãe já havia sido avisada então eu não pude nem falar com ela. Ao amanhecer Taki apareceu um tanto ferido para me avisar que o líder tinha sido resgatado de um grupo bem grande e tudo havia sido resolvido.

S/n: E meus pais? Onde estão? - pergunto anciosa.

Taki: Bem... como eu vou dizer isso... seus pais deram suas vidas para salvar nosso clã. Foi isso. - ele fala e coloca a mão em meus ombros.

Flash back off*

Aquele dia foi o último em que vi meus pais e desde então passei a viver sozinha, sempre treinando até o cansaço extremo.

Chego aos portões no anoitecer e tem dois guardas postos, eu vou rapidamente para trás deles dando uma pancada em suas cabeças eles desmaiam. Eu entro discretamente, como eu já fui da aldeia eu conheço a senha para entrar sem que percebam.

Pulo pelos telhados das casas observando a vila à luz do luar *essa vila não mudou nada* indo em direção ao local onde habitam os hyuuga eu piso sem querer numa telha solta a fazendo cair, por sorte acho que ninguém ouviu então continuo meu caminho. Chego ao portão de minha antiga casa e ouço um som olho para trás e não tem ninguém.

Eu pulo por cima do muro e vou diretamente para o quarto do líder, para minha surpresa encontro uma menina treinando a essa hora da noite. Era uma garota jovem com cabelos longos azulados *ela parece bastante comigo haha* eu me teleporto para perto dela e coloco uma kunai em seu pescoço.

S/n: Quietinha ou você morre. - sussuro em seu ouvido.

Hinata: Que-quem é você? - pergunta assustada.

S/n: Sou alguém que vai libertar nosso clã de todo o sofrimento. - falo puxando ela para um canto mais escuro - Você é da casa principal?

Hinata: S-sim eu sou. - ela afirma e eu aperto minha kunai em seu pescoço o fazendo sangrar. Então do nada um garoto pula por cima do muro fazendo a maior barulheira.

Naruto: Eiii o que está fazendo com a Hinata!? - grita um menino loiro de olhos bem azuis.

S/n: Cala a boca menino eu vou me vingar desse clãzinho de merda e ninguém vai me impedir! - Hinata morde minha mão e eu a solto e já vou com minha kunai em direção ao coração da garota.

Naruto: Nãooooo faça issooo! - ele grita vindo em minha direção. Mas já era tarde quando minha kunai atravessa a carne espirrando sangue em mim, eu me viro para ela e o que vejo é um garoto com o byakugan na frente dela com minha kunai fincada em sua mão ao que parece ele a protegeu.

Naruto: Neji! Apareceu bem na hora cara! - ele fala com alívio.

Hinata: Neji nissan! Você está bem? - fala preocuoada.

Neji: Estou bem. Quem é essa? Eu ouvi uma barulheira vinda daqui. - eu solto a kunai e me afasto.

Naruto: Sei lá essa maluca quebrou uma telha do meu teto então eu a segui até aqui. - *então tinha realmente alguém atrás de mim*.

Neji: Qual é o motivo de querer matar a Hinata? Por acaso você veio de outra vila para roubar nosso byakugan? - ele me pergunta tirando a kunai de sua mão.

S/n: Byakugan é? - eu dou uma risada ativando meu próprio byakugan - Tudo o que eu quero é acabar com todos vocês!

Neji: Você tem um byakugan como é possível!? - eu me aproximo mais deles saindo das sombras e revelando que sou uma hyuuga.

Naruto: Cara essa mulher é igualzinha a você Hinata. - fala com cara de espanto.

Neji: Mas por que? Fazer algo assim contra a própria família!? - ele fala irritado.

S/n: Esse clã não pode ser chamado de família. Minha família foi morta por causa dele e eu vou me vingar por isso! - eu invoco minhas espadas e vou em direção a ele.

Neji: Você deve ser S/n não é? Desde que você saiu muita coisa mudou, as coisas não são mais as mesmas! - fala se defendendo com uma kunai - E você escolheu um mal dia para isso, o líder junto com outros da família foram para uma importante reunião em outra vila. - fala sorrindo.

S/n: Eu acho que dei azar mesmo, mas isso não me impede de matar todos os três. - minha espada passa a milímetros dos olhos de Neji pegando apenas na bandagem que ele usava presa na cabeça. Então algo me surpreendeu eu vi a marca que nós da família secundária recebemos quando somos pequenos.

S/n: O que? Você é de uma ramificação do clã!? Mas essa garota o chamou irmão e você esteve o tempo todo falando como se fosse alguém importante. Por que proteger pessoas que te maltratam? - o pergunto indignada.

Neji: Como eu disse antes as coisas por aqui mudaram bastante, agora gente como nós somos tão importantes como gente da família principal. - ele se aproxima de mim.

S/n: Mas isso não faz sentido algum. Nós nascemos para protege-los. - aponto com nojo para a garota que está caida atrás de Naruto - É nosso destino!

Naruto: Essas palavras me lembram alguém né Neji? - ele sorri enquanto ajuda Hinata a se levantar.

Neji: Isso mesmo eu era como você. Eu tinha certeza de que morreria por outros que eu nem me importava, porém isso mudou quando alguém muito cabeça dura não desistiu e acabou me derrotando em uma luta. Eu sou a pessoa mais talentosa do clã e sou considerado um gênio, quando esse cabeça dura me enfrentou sem medo algum em uma batalha e o perdedor derrotou o gênio... foi ai que percebi que nosso destino somos nós mesmos quem escolhemos.

S/n: Isso não é verdade! Meus pais eles... - começam a sair lágrimas - Eles não puderam escolher!

Naruto: Ahh cala a boca! - me interrompe - Não é só porque seus pais morreram assim que significa que é seu destino se vingar. Todos aqui tiveram vidas difíceis e não é por isso que saímos por ai matando pessoas inocentes! Um amigo seguiu esse caminho, mas eu nunca vou desistir de trazê-lo de volta nem que seja na pancada! - ele grita cada palavra com certeza absoluta.

S/n: Vocês não entendem o que é ser maltratada e ter que viver completamente sozinha por toda a infância. - eu grito com eles.

Neji: Eu também tive o mesmo sofrimento que você. Eu perdi meu pai e odiava nossa clã por isso.

Naruto: Eu nunca tive pais nem ninguém que me apoia-se então entendo bem a solidão.

Hinata: Eu deveria ser a herdeira do posto de líder, mas fui fraca demais o que me fez ser abandonada como filha.

S/n: O-o que? Então vocês todos... - eu estou chocada que pessoas como eles entendiam completamente o que eu sentia.

Neji: Eu mudei meu destino s/n, mude o seu também. - e me oferece a mão machucada para que eu a segure.

A essa altura minhas lágrimas eram incontroláveis e todas aquelas palavras ecoavam em minha mente enquanto eu me lembrava dos meus pais, do sofrimento e dos planos que eu tinha.

S/n: Mas o que eu farei se abandonar os planos da minha vida toda? Eu não tenho mais nada e nem ninguém. - eu me lembro de Orochimaru o que me fez cair de joelhos. Percebo que os três se aproximaram de mim e alguém coloca a mão nos meus ombros.

Neji: Você pode fazer o que quiser... - se ajoelha na minha frente e afasta minha franja pondo amostra minha marca igual a dele - essa marca significou por muito tempo que eramos pássaros engaiolados, mas eu percebi que essa marca não nos prende nós é que nos prendemos a ela, nos tornamos encravos dos nossos próprios pensamentos. - eu abaixo minha cabeça mais ainda e ele me puxa para um abraço.

S/n: Me-me desculpem por favor me desculpem por tudo! - eu finalmente olho para eles me desculpando com os olhos cheios de lágrimas.

Naruto: Você finalmente percebeu né tebayo. - e me dá um sorriso enquanto Neji se levanta comigo.

S/n: Eu não tenho mais nada na vida, acho que vou fazer a coisa certa pelo menos uma vez e me entregar por ser uma ninja renegada e ter trabalhado pro Orochimaru. - falo enxugando minhas lágrimas.

Naruto: O que você trabalhou com o Orochimaru? - eu confirmo com um aceno - Então você deve saber pra onde o Sasuke pode ter ido!

S/n: Sasuke... sim eu sei que ele está a procura do irmão, mas não sei ao certo onde está agora.

Neji: Você provavelmente será presa sabia? Tem certeza que vai continuar aqui? - pergunta me olhando nos olhos.

S/n: Eu ficarei e contarei tudo o que sei, afinal eu não tenho mais ninguém para quem possa retornar. - falo triste olhando para a lua.

Nos dias que se procederam eu fiquei presa dando depoimentos de tudo o que sabia. Naruto, Neji e Hinata iam sempre me visitar como prometeram e me contavam coisas variadas, eu até fiquei sabendo que Sasuke conseguiu matar o irmão e está desaparecido desde então.

Estou olhando para o teto pensanso em tudo e nada ao mesmo tempo quando ouço a cela se abrir.

S/n: Go-godaime Hokage!? O que a senhora faz aqui!? - me surpreendo ao me deparar com a Tsunade em pessoa me visitando.

Tsudade: Você foi julgada e graças aos três pirralhos que deporam a seu favor você foi absolvida de seus crimes, além do que o sofrimento que você teve também foi levado em consideração agora você está livre.

S/n: Isso é sério? Tsunade sama muito muito obrigada mesmo! - eu me levanto feliz, afinal ficar ali presa não era apra mim.

Tsunade: Contudo você deverá voltar a servir a folha como minha ambu particular. Ninguém deverá saber de sua vida ou de suas habilidades, também irá se tornar minha aprendiz e ficar sempre sob minha supervisão, além da de mais dois jounins de minha escolha. - ela explica tudo com sua voz autoritária.

S/n: O que? Eu aprendiz da lendária Sannin Tsunade a princesa das lesmas!? Isso é incrível. - toda essa euforia foi aos poucos se esvaindo conforme eu caminhava e lembranças com Orochimaru invadiam minha mente.

Tsunade: Ué não está mais feliz? - ela pergunta ao perceber minha cara triste.

S/n: Não. Não, está tudo bem. - dou um sorriso de canto, aquilo tudo era tão nostálgico. Estou confusa se essa é ou não a decisão certa... *mas e dai né? Que se foda eu sou livre agora*.


Notas Finais


Obrigada por lerem e até o próximo! 😄


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...