1. Spirit Fanfics >
  2. Um dia após o meu suicídio >
  3. A culpa

História Um dia após o meu suicídio - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Aí está amores alguma coisa me diz que ficou longo em

Capítulo 16 - A culpa


Fanfic / Fanfiction Um dia após o meu suicídio - Capítulo 16 - A culpa

TONI ON

Eu acordei com o despertador tocando quando percebi que estava em meu quarto, não me lembrava de ter ido pra casa só me lembro de ter visto a Ana no cemitério. Levantei achando que foi um sonho e resolvi descer pra escutar a fita que Ana tinha gravado pra mim.


"Coloque seu dedo indicador em cima do ponto de partida e o dedo polegar em cima da primeira cidade do mapa e assim surgirá o lugar onde você deve ir. Lembrando que ninguém deve saber das fitas se por um acaso você estar ouvindo isso é porque você estar na fita e o motivo eu contarei no final. Estará sendo vigiado! "

---Quem estará me vigiando?
Pensei.

Fiz exatamente o que a Ana pediu. Fiz minha higiene pessoal coloquei uma roupa comum, peguei um toca gravador e a fita número 1 e peguei as chaves e fui rumo ao lugar onde estava mostrando no mapa. Acabei chegando numa casa enorme que tinha um quintal enorme com uma piscina. Resolvi continuar escutando a fita...

"Eu nunca te odiei, nunca desejei um mal algum pra você mais... Não era necessário você fazer isso comigo. Eu só queria estudar e ser alguém na vida mais você conseguiu estragar isso e eu não a culpo por isso. Bem vinda a sua fita, Nicole! "

Ana nunca me falou dessa Nicole mais parecia que a garota era bem riquinha.

---O problema é dele, eu disse que queria aquela roupa pra ontem e ele me entrega toda suja e manchada.

---Filha você tem que ter paciência

---Eu tenho pai mais eu encomendei essa roupa meses atrás e ele só me entrega hoje, eu quero processar ele

---Você não tem nem idade pra processar alguém Nicole

---Então você processa por mim ué

---Tchau Nicole eu tenho mais o que fazer

---Mais pai...

---Sem mais Nicole, tchau!


Percebi que estava na casa da Nicole e agora o que eu faço?

"Era um dia nublado, o primeiro dia de aula e eu estava muito feliz mais meu dia começou tenso quando você colocou aquele pé na frente pra mim cair...."


Fiquei escutando a fita de Nicole e confesso que senti uma raiva dela. Acabei fazendo barulho e Nicole percebeu a minha presença.

---Quem está aí?

---Oi... É eu sou o Toni

---Quem é você?

---Eu acabei de dizer que sou Toni

---O que você está fazendo aqui?

---Estava de passagem e não pudi perceber o quão lindo é sua casa.

---Ah eu sei, eu sei, minha casa é linda mesmo.

---Pois é

---Então... O que o namorado da garota morta está fazendo aqui?

---Você me conhece?

---Todo mundo te conhece depois que aquela garota cometeu suicídio a imprensa ficou sabendo da vida dela toda, até aonde ela frequentava os lugares eles estão sabendo.

---Mais como?

---Eu que vou saber... Olha o que veio fazer aqui?

---Por que você fez isso com ela?

---Isso o que?

---Maltratou ela...

---Ela mereceu, uma garota imunda e piranha como ela merecia coisa pior sorte que peguei leve com ela.

---Nunca mais chame ela de piranha!

---Ui Ui Ui o namorado da garota morta se revoltou.

---Você vai pagar pelo que você fez com a Ana.

---Eu tenho advogados caso você decida espalhar tudo

---Espalhar o que?

---Não se faça de bobo Toni, você não é o único inocente nessa história.

---Do que você está falando?

---Chega! Saia da minha casa agora

---O que você quis dizer com isso Nicole?

---Eu vou chamar a polícia


Percebi que não dava mais pra conversar com Nicole então fiz o que ela mandou.

---Ela tem razão.... Ninguém se importou o suficiente.

Disse Nicole que logo após fechou o portão na minha cara.

Ouvi a fita toda da Nicole e vi que a errada na história não era a Ana e sim a Nicole.

O que a Nicole quis dizer com "Ninguém se importou o suficiente"?.

TONI OFF



NICOLE ON

---Foi culpa minha...

---Não foi não

---Você tem razão... Foi culpa nossa

---O que???

---É verdade ué se a gente não tivesse feito bullying com ela, ela estaria viva agora

---Luke não foi culpa nossa... A gente só... Fez umas brincadeirinhas com ela

---Brincadeirinhas? Tiramos foto dos seios dela e espalhamos pra escola toda, fizemos bullying virtual com ela, espalhamos mentiras sobre ela...

---Aim tá chega que saco!

---Nicole se você não está preocupada o problema é seu mais quero que saiba que se essas fitas caírem na mão da polícia não vai ter advogado, não vai ter papaizinho e nem o papa pra poder te livrar da cadeia.

---Que cadeia garoto?

---Influenciamos uma garota a se matar

---Tá mas isso não quer dizer que vamos pra cadeia

---Ah não? Tem certeza? Se um cara que fez racismo com a garota foi preso a gente não pode ser presos por fazer coisa pior não né

---A Ana era uma garota metida a besta que se matou só pra chamar atenção

---Chamar atenção Nicole? Voce tá louca garota? Você ouviu as fitas até o final, não acho que ela tava querendo chamar atenção e sim tava querendo ajuda.

---Ajuda tou precisando sou eu que  tenho um baile pra ir e nem vestido tenho

---Nicole já pensou na ideia de enfiar esse vestido no teu...

---Olha a boca luke

---Eu vou entregar as fitas pra polícia

---Tu não vai fazer nada!

---Eu não quero ser preso Nicole

---Devia ter pensado nisso antes de fazer coisa errada

---Falou a certinha da história né

---Só estou querendo dizer que devemos nos preocupar é com o Toni

---Por que?

---Ele que está com as fitas originais vai saber o que ele vai fazer quando ele terminar de ouvir tudo

---O que você pretende fazer?

---Eu ainda não sei.

---Nicole eu tenho um futuro enorme pela frente na faculdade de Boston como jogador de basquete e não posso deixar nada me atrapalhar.

---Então você fecha esse bico

---Eu posso até ficar quieto, você pode até ficar quieta mais o peso na consciência de que a gente levou alguém a cometer suicídio nunca vai deixar a gente em paz

---Agora já é tarde pra voltar atrás

---Mas não é tarde pra gente mudar nossas vidas

---Como assim?

---Depois de tudo que fizemos com a Ana, você ainda vai querer ficar maltratando as meninas na escola?

---Talvez...

---Eh... Continua assim que terá suicídios por semana

---Essas pessoas que são dramáticas Luke

---Como você pode ser assim?

---Assim como?

---Fria, calculista, maldosa, sem coração

---Eu não sou assim

---É claro que é... Se você continuar assim não terá mais ninguém em sua vida principalmente eu

---Luke mais eu te amo

---Sai de perto de mim Nicole, não sei como eu fui me apaixonar por você e começar a seguir os teus ritmos

---Porque você me ama

---Eh... Eu amava

---O que???

---Acabou!

---Esta terminando comigo?

---Sim.

---Não pode fazer isso

---Por que não?

---Porque eu sou bonita, popular, gostosa e carinhosa

---Você pode ser o que for Nicole mais carinhosa você nunca vai ser.

---Pegou pesado

---Dói né

---O que?

---Escutar a verdade

---Para!

---Eu não vou parar, você todo dia chuta uma garota, todo dia maltrata uma garota, todo dia faz alguém se sentir insuficiente.

---Mais...

---Mais nada Nicole acabou tudo entre nós dois talvez assim você pense nos seus erros.


Luke saiu da minha casa e bateu a porta na minha cara fazendo com que eu me sentisse triste e com raiva. Sei que fui uma péssima pessoa pra todo mundo mais não achei que ia fazer alguém cometer suicídio, eu não acredito que vou falar isso mais... Eu sinto muito Ana, por tudo que eu fiz por você, sei que o que eu fiz não vai mudar o que você fez mais me desculpa.

NICOLE OFF



LUKE ON

Eu não acredito que fui me apaixonar por uma pessoa tão ruim assim, que ódio!

---Oi filho

---Oi mãe

---Tá tudo bem?

---Tá sim

---Cadê sua namorada?

---Ela não é mais minha namorada

---O que ouve?

---Ela fez uma coisa errada e eu também

---O que?

Eu não podia contar das fitas pra minha mãe, ela tinha orgulho de mim e eu não queria mágoa lá com isso

---Ela me traiu e eu traí ela também

---Nossa filho eu sinto muito mais você também em

---Mãe não quero falar mais sobre isso

---Filho eu só quero que você fique bem não quero que você chega a decisão daquela menina que se matou

---Aquela menina passava por problemas

---Você a conhecia?

---Não, não, não!

---Nossa... Tá bom então

LUKE OFF


TONI ON

Terminei de ouvir a fita número 2 que falava sobre Nicole e um tal de Luke. Ana nunca me falou sobre isso que lhe aconteceu na escola de espalharem a foto íntima dela, mais uma coisa eu posso ter certeza... Ana não é nenhuma piranha.

Passei a tarde toda ouvindo a fita número 2 e quando foi a noite eu voltei pra casa. Resolvi fazer um lanchinho estava sem comer desde que eu acordei.

---Lolla tá na hora de comer

Chamei pela Lolla mexendo na caixa de ração mas ela não apareceu

---Lolla? Cadê você?

---Ela não vai te responder

---Que merda!

---O que foi?

Era a Ana falando comigo

---Quem é você?

---Sou a Ana

---Não, não, não a Ana está morta

---Sim eu estou morta mais consigo me comunicar com quem eu quero

---Isso não existe

---Claro que existe, no começo eu tenho que me comunicar com a pessoa através de matéria.

---A parede com sangue né

---Sim e depois que eu consigo se a pessoa me ver é porque a pessoa tem total liberdade pra poder se comunicar comigo.

---Então no cemitério foi real?

---Sim

---E foi você que me trouxe pra casa?

---Ah não, não, não, eu não posso tocar em um ser vivo.

---Por que?

---Toni existem dois lados, os lados dos vivos e dos mortos e cada um tem o seu lado.

---Então como você está se comunicando comigo?

---Eu não estou!

---Ham?

---Eu só sou fruto de sua imaginação

---Não sabia que eu ainda tinha imaginação fértil

---Você ainda não conseguiu me esquecer então o que você quiser ver vai aparecer pra você

---Então se eu quiser ver um hambúrguer vai aparecer pra mim?

---Não Toni eu apareço pra você pois sou bem mais importante do que um hambúrguer

---Hum... Entendi

---Seu telefone está tocando

---O que? Meu telefone não está...

Trin! Trin! Trin!

---Alô?

Atendi com uma cara de revoltado pra Ana

---Toni é a Larissa

---Oi larissa

---Tá tudo bem aí?

---Sim... Por que não estaria?

---É que... Nada não só queria saber mesmo

---Ata

---Você descobriu alguma coisa sobre a Ana

---Han... Não

---Ata

---E você?

---Eu? Por que eu ia descobrir?

---Não sei Larissa e por que você está tão nervosa?

---Eu não estou nervosa

---Tá legal então eu preciso ir estou cansado

---Tá bom boa noite

---Boa noite

Desliguei o telefone tentando entender como a Ana sabia que meu celular ia tocar

---Eu ainda não sei como eu consigo saber

---Eu em kkk

---Ela sabe das fitas

---Quem?

---A larissa

---Por isso ela estava tão nervosa

---Exatamente

---Ana por que você se matou?

---Eu não tenho autorização pra falar sobre isso

---Ue mais por que?

---Toni não se esqueça que eu sou fruto da sua imaginação

---Affs

---Boa noite

---Cadê a Lolla?

---Durmindo

Depois disso eu resolvi durmir seria um longo dia amanhã.



Notas Finais


É muito bom nos importar com nós mesmos mais as vezes é melhor ainda se importar com os outros que estão precisando de ajuda.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...