História Um dia de lazer - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Reacostumando a escrever lemon ok
boa leitura
<3

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Um dia de lazer - Capítulo 1 - Capítulo Único

De um lado, o moreno de cabelos loiros, olhos dourados invejáveis. Por outro, o ruivo, olhos azuis celeste, igualmente admiráveis. Algo em comum?...combinavam perfeitamente, até trabalhavam juntos. Fora os desentendimentos de casal, os dois se amavam, e muito.

Encontravam-se no quarto de Squalo, que tinha uma vista incrível do mar. Às vezes, Tiziano pairava na janela, em silêncio, apenas observando a paisagem. Bem, era o que ele fazia agorinha mesmo.

— Sabe...eu gosto do jeito que você vê beleza nas coisas, Tiziano. – O ruivo dizia, abraçando a cintura do menor.

— Quando aceitei namorar com você, fiquei até espantado de tanta beleza envolvida nesse homão – dito isso, Tiziano envolve seus braços ao pescoço de Squalo, que alisava os cabelos do moreno.

— Posso trançar seu cabelo?...

— Claro.

Os dois se acomodaram na cama; Tiziano sentado de costas para Squalo, jogando toda sua cabeleira para trás.

O maior penteava e repartia o cabelo, criando lindas tranças, sendo colocadas ao ombro de Tiziano.

— Hum, ficou tão bonito...  – com o pescoço livre, acabou sendo alvo de mordiscadas junto a um abraço em sua cintura.

— Eu quero fazer – sussurrou Squalo, mordendo a orelha do namorado – E sei que você guardou algumas camisinhas no seu bolso, estou certo?

Tiziano retirou uma camisinha do bolso e entregou-a, dizendo: “ Seja gentil. “

 

Já sem roupa e lubrificado, o moreno deitou-se de barriga para cima de frente à Squalo, que apertava-o as coxas, prestes a encaixar seu pênis. Com cuidado, foi inserindo o membro à entrada do parceiro, realizando leves movimentos de vai-e-volta que pouco a pouco foram se intensificando. À maneira que Tiziano arqueava as costas, Squalo lhe concedia beijos em seu abdômen e pescoço.

E assim o ruivo, tomado pelo tesão em ouvir aqueles gemidos contínuos e manhosos, apoiou as pernas do loiro em seus fortes ombros e começou a movimentar-se mais rápido, acertando-o a próstata várias vezes.

— A-Ahm, S-Squalo...!  – Tiziano arfava, agarrando-se ao lençol; sua boca foi logo tomada pelo caloroso beijo de Squalo, que segurava com ainda mais firmeza suas pernas, assim os levando a um duplo orgasmo. Mesmo com a camisinha, o menor pôde sentir a sensação do jato quente dentro de si, algo que o arrepiou a espinha.

— Vamos continuar no banheiro, amore. – dito isso, o maior descartou a atual camisinha, colocou outra e levou o menor até o toalete.

Tiziano foi posto contra a parede; sua cintura fora segurada com firmeza pelo namorado que, dessa vez, não pegaria leve. Squalo introduziu seu membro mais afundo, não queria enrolar, então prosseguiu com movimentos rápidos. O som das nádegas do moreno se chocando contra si o excitava. Havia uma sincronia entre os gemidos e as batidas, e com certeza, isso excitava tanto Squalo quanto Tiziano.

— Geme pra mim, meu gatinho... – sussurrou no ouvido do menor, apoiando a cabeça em seu ombro.

Enquanto se movimentava, Squalo aproveitava uma das mãos para apertar ou dar tapas na bunda do moreno, que gemia de um jeito sexy o nome do parceiro. Os dois estavam quase em seus ápices; o ruivo realizando movimentos mais intensos, agarrando com uma mão a cintura do loiro e a outra o masturbando. Nem precisaram avisar um ao outro que iriam gozar, pois dessa vez acabaram gozando juntos.

— Amore, eu te amo muito...muito mesmo. – disse Squalo. Tiziano se virou para o maior, e os dois se beijaram. Estavam cansados e ofegantes, mas relaxaram depois de um bom banho.

 

Após o jantar, resolveram ir ao cinema. Não escolheram o filme antecipado, apenas viram lá na hora.

— Você prefere romance ou comédia? – perguntou Squalo.

— Bem...a gente já assistiu esse de romance umas seis vezes lá em casa, então, comédia.

Compraram os ingressos e resolveram dar uma volta no local, pois o filme começaria em torno de meia hora.

— Tô com vontade de mijar. Quer me esperar aqui fora, Squalo?

— Hmmm..eu vou contigo, fofo. – respondeu, colocando as duas mãos aos ombros de Tiziano.

Assim, entraram no banheiro. O maior, enquanto via o namorado tirar a água do joelho, sussurrou para ele:

— Topa uma rapidinha?...

— Só se você me chupar dessa vez. – respondeu o menor, logo entrando em uma das cabines do banheiro. Squalo o seguiu e fechou a porta; foram para uma cabine onde batia menos luz, assim, seriam mais discretos.

Tiziano, já com seu pênis à mostra, deslumbrava do momento em que a língua de seu amado o tocara. Era quente e bem molhada. O ruivo começou com beijos sutis na glande do moreno, transformados em chupadas lentas e quentes. Durante o ato, Squalo observava o belo rosto de Tiziano já corado, também percebendo que o membro do mesmo começara a ficar mais duro.

O loiro penteava o cabelo de seu parceiro, fazendo leves carícias atrás de sua orelha. Logo, seu membro foi tomado por chupadas cada vez mais rápidas, assim o fazendo chegar bem perto do ápice. O maior já havia encaixado metade do órgão dentro da boca, se apoiando às pernas de Tiziano.

— S-Squalo, acho que vou gozar! – dito isso, liberou tudo que tinha para liberar. Ficou com receio do outro acabar se engasgando, mas, tinha em mente que ele já havia engolido mais do que isso.

— Tiziano...eu preciso gozar também, tô quase manchando a minha calça! Dá licença dessa privada – abriu o zíper da calça com o pré-gozo aparente, e assim seu esperma foi por água a baixo. Fechou a calça e ajudou o namorado a se levantar – Essa rapidinha foi bem gostosa, não foi amore?

— Uhum. Agora vamos, faltam menos de 15 minutos pra começar o filme – respondeu, concedendo um beijo lento em Squalo, que retribuiu, acariciando a cintura do moreno.

 

Na volta para casa os dois vão comentando sobre o filme: as melhores partes, os atores...e sobre a decepção de Squalo ter dormido no final do filme.

 

— Estou exausto, tudo que eu quero agora é deitar na cama e dormir – disse Tiziano, levando seu parceiro até o quarto. E lá trocaram de roupa para finalmente deitarem em sua aconchegante cama de casal.

— Você é lindo, Tiziano. – Squalo o acaricia atrás da orelha – Sou um cara de sorte em ter um homão desses em casa.

— Heh, você que é o homão por aqui... – o peitoral do maior é alisado pelo menor – Eu te amo, Squalo.

— Também te amo, meu moreno – por fim, ele beija a testa do menor, e os dois caem num sono profundo.

 


Notas Finais


obg por ler, bjos
<33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...