História Um dia quase normal - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 744
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capitulo 01


Acordei hoje meio cansada, afinal tinha ficado a noite inteira praticamente lendo livros. Deixei o sono na cama e fui tomar um banho e me arrumar para escola, como sempre. Desci para tomar meu café e encontro minha minha 

-Bom dia meu amor!- minha família, principalmente minha mãe, parecem aquelas famílias de comercial de margarina, uma família linda de se ver, não só de aparência mas também o jeito de ser sabe?!

-Filha, comprei esse moletom novo pra você, gostou?- 

-Muito obrigada mãe, amei!!Vou até usar hoje mesmo- Coloquei o moletom, peguei a mochila e sai. Era um moletom lindo, vermelho, meio de lã, bem longo até, ficou quase parecendo um vestido, eu particularmente amo blusas/moletom largo, então, amei!

Quando sair de casa estava Suzan, minha melhor amiga, me esperando com o carro dela. Entrei e ela já chegou falando:

-Estudou para a prova de hoje?-  

-Como assim prova?- Não acredito que logo eu tinha esquecido de uma prova! Onde estava andando com minha cabeça? Na verdade eu sabia onde, só não queria admitir. Eu acho que estou começando a ter uma quedinha por meu melhor amigo. Não acho que estou gostando dele, acho que é só passageiro. Logo logo passa.

Na hora que fiquei sabendo da prova fiquei desisperada! O que iria fazer agora tendo no máximo 2 horas para estudar? Na hora de meu uma crise de pânico e foi aí que... Minha barriga começou a roncar, não tinha tomado café da manhã! MEU DEUS, ONDE ESTAVA COM MINHA CABEÇA HOJE?? Hoje é um dia muito importante para mim, meu melhor amigo, o lamam vai me visitar hoje, ele mora na cidade vizinha mas raramente vem aqui, Derrepente eu nem goste dele, é só saudade.

Minha cabeça estava confusa. Não sabia o que fazer, não tinha estudado para a prova e nem tomado café. Então resolvi pedir a Suzan para parar em alguma loja para eu poder comprar uma barrinha com o troco que tinha de ontem em meus bolsos.

Ela parou e quando entrei encontrei o Izac, o menino que posso considerar uma das pessoas que mais odeio na aula escola. Não tenho o coração ruim então não costumo odiar ninguém, mas com ele tenho meus motivos, bastanteees motivos. Cheguei no balcão e pedi uma barra de banana com granola. Já me preparei para ouvir o que o Izac iria falar comigo hoje. Me zuaria com o que?  

Comprei as barrinhas e fui em bora, mas fiquei pensando como ele não tinha me zuado ainda? Será que ele não me viu? Ele tinha me visto, seus olhos penetrantes me olhando dá até calafrio, parece que ele me olha julgando parte por parte de mim. Fiquei espantada por não ter falado nada comigo na loja. Mas fiquei feliz por pelo menos não começar logo de manhã estragando meu dia. 

Quando  cheguei na escola fui correndo pra sala fazer minha prova, não deu nem tempo de estudar por conta que passamos na casa de niumar, minha amiga, para pegar ela. Como ela mora mais longe da escola demorou um pouco. Viemos conversando sobre o fim de semana. Então quando cheguei na escola já estava praticamente atrasada. Cheguei na sala todos já estavam com a prova na mesa, só faltava eu e niumar, já que nossa primeira aula era juntas. Cheguei meio tremola na sala, com um aperto no coração e muito medo. Peguei meu estojo e comecei a morder meus lábios por dentro da boca, faço isso quando estou muito nervosa ou aflita.

Consegui. Fiz a prova, não sei se fui ótima mas acho que pelo menos nota vermelha não fiquei.

Quando sai da sala todos me olhavam. Comecei a preucurar algo de errado em mim. O que estava acontecendo? Tinha algo de errado em mim? Por que todos me olhavam com uma cara animada? 

Fui indo em direção ao refeitório, com medo e sempre preucurando algo em mim por conta dos olhares dos alunos. 

Quando chego no refeitório me deparo com o Izac no chão ajoelhado, com uma cara de nervoso e uma aliança na mão. Tinha várias pétalas vermelhas e corações de papel no chão. Uma música romântica e uma cartolina escrito:

-Sah, quer namorar comigo?- Fiquei espantada! Como seria um pedido de namoro pra mim? Logo do Izac? E como ele achou que eu aceitaria depois de tudo que ele fez comigo? 

Vendo todo mundo ali me olhando fiquei com muita vergonha e vermelha, e a única coisa que pude responder pra ele foi...


Notas Finais


Espero que tenham gostando! Fav e comenta pra incentivar eu a continuar pois isso ajuda muito!❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...