História Um doce desafio - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Yoooo minna! Aqui está mais uma one-shot com o gênero yuri pra vocês. Espero que gostem e tenham uma boa leitura^^ ♥♥♥
Quase 5.000 palavras em e desculpem de tiver algum erro de escrita^^

Capítulo 1 - Capítulo Único- Uma noite no quase abismo...


- Lucy on - 

Simplesmente aconteceu... aconteceu por causa daquela aposta que perdi e meus amigos do colégio me desafiaram. Se me arrependo? A essa altura, devo dizer que não, não me arrependo. Devem estar se perguntando sobre oque estou falando né?

FlashBack on:

- Invocar um demônio em minha casa hoje a noite?! Estão de brincadeira comigo?! -pergunto totalmente séria e sem acreditar naquelas palavras. Erza, Gray e Natsu me desafiaram a invocar um demônio, como puderam ver.... e-estou com muito medo disso, sério. Estávamos na sala de aula, esperando a próxima aula começar.

Sinto uma mão em meu ombro, e assim me viro dando de cara com a ruiva, que sentará numa carteira atrás de mim. - Vamos lá Lucy, não é tão ruim. Pelo menos pra mim foi incrível demais e sei que você vai amar também.. -sussurra a ruiva em meu ouvido de uma forma bem ousada.

Natsu que estava sentado na carteira ao lado da minha, abre um largo sorriso. - Não vai amarelar agora, vai Luxy? Você não vai se arrepender, afinal, nós três fizemos isso também -comenta o rosado de forma animada. Gray que estava na carteira a frente, se senta ficando de frente para nós três. - Se ela não quer fazer, não adianta força-la gente -comenta o moreno levando a mão ao seu bolso e assim pegando seu celular.

Um suspiro baixo é ouvido e assim vejo Erza puxar sua cadeira para se sentar ao meu lado. - Gray não está errado. Desculpe por forçar você a- antes que Erza pudesse terminar sua fala, eu a interrompo. - E-Eu vou fazer isso! -digo determinada. A-Aonde eu estava com a cabeça para dizer isso?!

[...]

 

20:00Hrs

Agora eu estava em minha casa, sentada no chão do quarto e pensando seriamente no que eu havia falado naquela hora na escola. A Erza me disse que me mandaria uma mensagem com as instruções do ritual, e de certa forma... mesmo dizendo que iria fazer, eu estou com medo! Coisas muito ruins aconteceram a pessoas que fazem rituais e mexem com essas coisas! Quando eu estava prestes a desistir dessa palhaçada, meu celular tocar de cima da minha cama, oque me fez me assustar com o som e assim me levanto e sigo até a cama. Pego meu celular o ligo vendo o nome da ruiva ao lado de um ícone de mensagem. Clico no nome e assim aparece uma tela com a mensagem da ruiva.

[Mensagem:

- Boa noite Lucy. As instruções do ritual estão abaixo, então leia com atenção e faça exatamente oque está escrito.

 

"Ritual para invocar uma súcubo" 

 

Como fazer:

1- Você precisará de duas velas vermelhas, um prato, uma folha branca, caneta e um incenso de canela. (Você já deve saber o porque, não?).

2- Na folha, escreva em círculo: Eu (seu nome e sobrenome) invoco e dou autorização a espíritos sexuais que assumam uma aparência cativante de meu gosto e me proporcionem momentos de prazer intenso nesta noite. Assim seja, assim se faça.

3- Acenda o pavio das velas, fixe elas no prato e acenda quatro palitos do incenso. Leia oque está escrito no círculo e deixe a folha no chão.

4- Depois que você terminar de ler, as velas iram se apagar, mas logo voltaram. Você sentirá um enorme arrepio e uma intensa sensação de alívio e conforto. Uma presença se fará presente no quarto, oque indica, que o ritual deu certo.

 

- Não se preocupe Lucy, posso dar a garantia de 100% que você ficará feliz com isso e que ficará segura. Tchau♥ ].

 

Assim que terminei de ler, senti meu corpo todo se arrepiar. U-Uma súcubo... aquele demônio que fará você sentir um intenso prazer... i-isso até que é bem cativante, mas... ainda estou com um pressentimento ruim. Minutos depois, eu já havia conseguido as coisas que precisava e logo me sentei no chão e escrevi as palavras na folha e logo acendi as velas e o incenso. Esse incenso realmente tem um aroma tentador... e delicioso... d-droga Lucy, se concentre! Respiro fundo criando coragem por uns 30 segundos e logo abro minha boca.

- Eu Lucy Heartfilia, invoco e dou autorização a espíritos sexuais que assumam uma aparência cativante de meu gosto e me proporcionem momentos de prazer intenso nesta noite. Assim seja, assim se faça - assim que terminei de ler, as velas se apagaram e voltaram 1 minuto depois. Logo sinto um enorme arrepio correr por minha espinha e assim solto um longo suspiro de alívio.. I-Isso foi estranho demais. Quando vou me levantar do chão, sinto dois braços femininos envolverem o meu pescoço e logo um leve beijo foi depositado em minha nuca, oque me causou um leve arrepio. - Então foi você que chamou a Juvia? Não sabia que seria alguém tão fofa e sexy assim... -ouço a doce voz sussurrar sensualmente em meu ouvido, me causando arrepios.

FlashBack off:

 

E aqui estamos nós. Como puderam ver, eu realmente invoquei uma súcubo que está atrás de mim agora envolvendo o meu pescoço e logo sinto uma leve mordida em minha orelha. - A-Aah... -acabo soltando um tímido gemido. Ouço uma leve risada em meu ouvido e assim os braços soltam meu pescoço e vão para baixo, envolvendo a minha cintura e dois fartos e macios seios se aconchegam em minhas costas, com cachos azulados caindo sobre meus ombros. - A Juvia vai deixar você ver ela, mas primeiro, esse seu gemidinho foi muito tímido. Deixe eles saírem pra mim ouvir, meu bem.. -e mais uma vez, aquela voz doce e sensual, sussurrou em meu ouvido. Antes que eu pudesse dizer algo, logo sinto beijos, lambidas, mordidas e chupões em meu pescoço.

- Ahh.... ahhh... -acabo soltando gemidos ainda meio baixos. Aquela azulada não estava deixando nenhuma parte do meu pescoço respirar... a cada lambida e chupão, sentia meu corpo estremecer pedindo por mais. Um grande chupão foi depositado em meu pescoço, oque me fez soltar um gemido mais alto e logo sinto uma lambida do meu pescoço a minha orelha, com uma leve mordiscada no final. - Aaahhhh.... -acabo soltando um longo gemido de satisfação com aquela lambida.

Mãos finas e delicadas que eram da azulada, logo começaram a passear por meu corpo, levantando minha blusa branca e indo até minhas coxas que estavam expostas por causa do pequeno short rosa de pijama que eu usava na hora. - Agora sim você está começando a se soltar, mesmo que aos poucos. Não se preocupe, a Juvia tem a noite toda para fazer você se soltar. Me diga... está com calor, Lucy? -perguntou a voz da azulada no pé do meu ouvido. Ela ainda estava passeando com as suas mãos pelo meu corpo.

Aaaaa céus... e-essa demônio está me fazendo ficar louca! Minha intimidade já está ficando molhada com tão pouca coisa. Fecho minhas pernas com um pouco de força tentando me conter e assim abro lentamente minha boca. - S-Sim..... eu es-estou ficando com calor.. -era difícil de dizer, principalmente com as mãos dela pelo meu corpo. Ela tira suas mãos de meu corpo e logo sinto que ela se afastou de mim e estava indo para algum lugar e assim percebi que ela abriu as cortinas, já que a luz da lua iluminava o quarto agora. - Já que você conseguiu se soltar um pouco, você pode se virar e ver a Juvia agora -ouço a voz da mesma dizer. Assim fiz, me levantei do chão e me virei, mesmo que meio insegura e assim consegui ver a mulher um pouco afastada de mim (uns 5 passos mais ou menos). Consegui olhar cada pedaço daquela mulher, sendo iluminada com a luz da lua e pela vela, mesmo que a luz da vela estava menos intensa agora. Ela possuía um par de olhos azuis escuros, uma pele clara como a neve, longos cabelos azuis cacheados nas pontas que iam até a metade de suas costas, uma figura curvilínea e ela usava um vestido negro curto e colado ao corpo, que realçava sua pele clara.

- Cuidado para não babar -comenta a azulada abrindo um largo sorriso malicioso. Sinto meu rosto queimar e assim viro meu rosto, desviando meu olhar do dela. -N-Não é nada disso... -digo envergonhada. A azulada logo se aproxima de mim e assim segura em meu queixo me fazendo olhar para ela.

- Você é muito fofa Lucy. Juvia gosta muito de pessoas difíceis... -sussurra e começa a acariciar meu rosto levemente. Quando vou abrir a boca, a mesma coloca seu dedo indicador sobre meu lábio e me puxa pela cintura, fazendo assim, nossos corpos se colarem um no outro. - Aahh... -acabo soltando um gemido, após nossos seios se espremerem um no outro. M-Meu corpo está ficando sensível demais e ainda... e-esse incenso não me ajuda a raciocinar direito.

Escuto uma risada vinda da Juvia e logo a mesma aproxima seu lábio de minha orelha. - Aaaa... esse gemidinho é tão gostoso de se ouvir... -sussurra lentamente e logo da um lambida em minha orelha em seguida. - Seu corpo está sensível e o aroma do incenso está intenso né Lucy? Isso ajuda o calor a aumentar.... vamos tirar essa roupa, você deve estar com calor.. -diz mais como uma ordem. Com aquilo dito, Juvia me empurra até a cômoda e assim começa a atacar meu pescoço com beijos, lambidas e chupões lentamente, enquanto suas mãos começam a subir minha blusa e eu me apoio com uma de minhas mãos na cômoda e a outra na nuca dela.

- Aaahh... J-Juvia... -eu tentava o máximo não gemer alto. A azulada intensifica suas caricias em meu pescoço e assim agarro o pé de sua nuca e puxo de leve o seu cabelo. Minha blusa é tirada e jogada no chão por Juvia que abre um sorriso malicioso e lambe os lábios logo abocanhando um dos meus seios. - Aaahh! -soltei um gemido meio alto já que aquela região estava sensível. Aperto os cabelos da azulada e logo sinto uma mordida no bico do meu seio. - Aahhh!... n-não a-assim... me-meus seios estão aahh.. sensíveis.. ahh! -tento dizer sem gemer, mas foi em vão. A mesma para de chupar meu seio e assim me olha com um sorriso satisfeito. - Corpos de mulheres humanas são realmente deliciosos.. -sussurra soltando um risinho em seguida. - Agora quero sentir se sua boca e sua língua são macias.. -diz sorrindo.

Logo Juvia coloca uma de suas mãos em meu rosto e logo me beija, já enfiando sua língua em minha boca. No começo fico surpresa, mas logo fecho meus olhos e faço o mesmo, deixando aquele beijo ficar mais quente a cada segundo. Não consigo controlar os meus sentidos agora... é-é como se... se... ela me controlasse! Enquanto minha língua brincava com a dela, a mão da azulada desce por meu corpo lentamente e adentra o meu short e minha calcinha, indo em seguida para minha intimidade que é acariciada por dois dedos. - Aahhh!... -não consegui segurar esse gemido entre o beijo. Minha língua é chupada, e assim, logo dois dedos penetram minha intimidade de uma vez só, me fazendo soltar um alto gemido rouco, quase abafado. Os dedos dela começa a se mover, saindo e entrando em minha intimidade me causando um grande prazer agora. Eu não consigo mais segurar os gemidos que querem sair! Puxo o cabelo da Juvia, fazendo-a tombar sua cabeça para trás e assim fazendo a mesma largar minha língua e solto um gemido meio alto.

- Hahaha... agora sim você está se soltando Lucy-chan -diz a azulada com uma voz puxada e sensual num sorriso malicioso. Quando vou tampar minha boca, sinto a azulada agarrar minha mão e coloca-la acima de minha cabeça, encostada na parede e assim ela me prensa na cômoda, quase me fazendo sentar ali e intensifica seus movimentos com os dedos. - Não pense em prevenir a Juvia desses gemidinhos deliciosos Lucy-chan! -logo ela começa a atacar meu pescoço com intensos beijos e chupões. - Aaaahhhhh!... J-Juviaaa.. aaahhhh.. -eu praticamente babava agora, agarrando o pé de sua nuca com força. Não conseguia mais segurar os meus gemidos.... meu corpo estava esquentando, assim como o meu rosto estava ficando cada vez mais quente!

Entrelaço uma de minhas pernas na coxa da azulada que tinha praticamente o mesmo tamanho que o meu e assim ela continua suas caricias intensas em meu pescoço, enquanto seus dedos me masturbavam com intensidade. - Hm.. aaaahh... J-Juviaa-saan! V-Vouuu gozaaar.. aahhhh.. -eu estava gemendo muito agora e logo sinto meu corpo se contorcer e assim chegando em meu limite. - Aaaaaaahhhhh!!... -gozo nos dedos da azulada em seguida, com ela dando um forte chupão em meu pescoço que estava quente. Sinto meu corpo relaxar e assim ofegante e suada, deito minha cabeça no ombro da azulada que tirará sua mão de dentro do meu short e soltará minha mão da parede.

- Como foi, Lucy? -pergunta de forma ousada em meu ouvido, quase assoprando nele. Abro um sorriso de satisfação me arrepiando em seguida e assim levanto minha cabeça para encara-lá. - Foi maravilhoso.... Juvia-san. Quero mais.... quero sentir mais prazer... -peço ofegante, mas minha voz estava em puro êxtase. Os olhos da Juvia estavam bem mais escuros agora, quase negros. Vejo a mesma abrir um sorriso malicioso e assim acariciar minha cintura e indo para minha bunda, onde ela da um forte aperto e me fazendo soltar um gemido meio alto. - Peça Lucy-chan. Peça e eu Juvia, lhe darei.. -sussurra no meu ouvido, praticamente assoprando nele. 

Me arrepio em seguida e assim agarro os cabelos da Juvia com certa força. - Hm.... m-me faça sentir mais prazer, Juvia-san. Me faça chorar de prazer... -peço com meu rosto muito quente e minha voz estava puxada e manhosa. Vejo um sorriso mais que satisfatório aparecer em seus lábios e assim ela me solta e logo uma venda vermelha aparece em sua mão. - Primeiro, irei vendar os seus olhos Lucy -diz a azulada sorrindo abertamente e me olhando com talvez... puro desejo? De primeira, fico pensando um pouco se eu devesse seguir oque ela diz, mas por outro.... apenas quero gemer muito e com ela me beijando e explorando cada parte do meu corpo! Apenas faço que sim com a cabeça.... eu estou tão excitada que nem vou reclamar! Juvia pega em minha mão e me guia até a minha cama, onde me sento e ela fica na minha frente e assim me venda em seguida. - J-Juvia-san... -sussurro meio sem jeito. Sinto um dos dedos delas irem para minha boca e assim fico quieta quase de imediato. Sinto ela se aproximar de meu rosto em seguida - Apenas aproveite Lucy-chan. Vou fazer exatamente oque deseja: irei te fazer chorar de prazer -sussurra tudo no meu ouvido com a voz muito rouca e sensual, me fazendo me arrepiar inteira até a nuca. Aaaaaaaaa céus!! Eu vou morrer de prazer pelo jeito....

- Lucy off - 

 

- Juvia on -

A Lucy é realmente muito fofa e sexy! Nunca me senti tão bem como estou me sentindo agora... essa garota, essa garota está me fazendo deseja-la e é exatamente isso que farei! Irei tornar esse desejo em realidade. Deito a loira na cama e assim me deito sobre ela, dando uma lambida em seu pescoço e sentindo ela se arrepiar inteira em seguida. - Hmm.... -ouso-a resmungar e assim abro um sorriso e levo uma de minhas mãos para sua cintura e começo a tirar seu short e sua calcinha. - Que danada você é Lucy-chan. Ficando toda excitada e molhada desta maneira, com tão pouco estimulo que lhe dei.. -sussurro com uma voz rouca e lambendo os lábios em seguida.

- Aaa... s-sim... v-você é muito boa no que faz Juvia-san... -ouso ela dizer, com sua voz rouca e manhosa. Sorrio lambendo os lábios e assim começo a beijar a partir de seu peito e descendo pelo meio dos seus fartos seios, sentindo ela se arrepiar e agarrar meus cabelos e vou descendo pelo seu corpo que estava com várias gotas de suor. - Cada parte do seu corpo é macio e quente... -sussurro e assim chego a área desejada: sua intimidade que estava totalmente molhada. Sem dizer mais nada, apenas abocanho sua coxa e assim começo a beija-lá e a morde-lá, assim marcando cada parte daquela região. Sinto as mãos da loira apertarem meus cabelos e abro um sorriso parando oque estava fazendo. - Não sei se eu disse Lucy, mas eu posso ouvir os seus pensamentos e eles estão dizendo que eu estou te torturando, não? -digo num sussurro e logo sua boca abre.

- C-Como.... você não disse Isso Juvia-san! -ela reclama e logo se senta na cama e assim tira a venda. Abro um sorriso e me sento em seu colo e começo a acariciar seu rosto e seu cabelo. - Ora, eu não disse, por que achei que você soubesse querida... -digo de forma gentil, enquanto acaricio seu rostinho. A mesma desvia seu olhar do meu e vejo que seu rosto ficou corado. Seguro seu queixo fazendo-a olhar para mim de novo e a beijo enfiando minha língua em sua boca. A loira ficou com certo receio, mas logo levou sua mão para minha cintura e deixou o beijo fluir, com a língua dela brincando com a minha e aumentando aquele calor que o quarto já estava emanando. Paro o beijo deixando um fio de saliva entra nossas bocas e assim me aproximo da orelha de Lucy.

- Pode tirar Lucy. Quer tirar minha roupa né? Tira... -sussurro mais com uma ordem em sua orelha. A mesma se arrepia e logo leva suas mãos tremulas para o meu vestido e logo começo a subi-lo lentamente, passando suas mãos macias e finas pelas minhas coxas, oque me causará arrepios. - Hmm... -resmungo meio baixo sentindo as mãos dela e vejo um sorriso surgir em seus lábios. - Vejo que ficou feliz após ouvir esse resmungo Lucy-chan.... que safada... -sussurro sorrindo maliciosamente. Logo a loira sobe meu vestido mais um pouco e lambe minha barriga, me causando arrepios. - Aahh... -solto um gemido, ainda com um sorriso nos lábios.

- Vo-você esteve esperando por isso, Juvia-san?... -pergunta a loira totalmente curiosa, com seus olhos agora bens escuros e seu rostinho corado. Concordo com a cabeça e dou uma lambida em sua orelha. - Eu sou uma súcubo, então, quero dar e receber prazer também. Você me fará me sentir bem, Lu-chan? -pergunto fazendo uma voz puxada e manhosa no ouvido dela de propósito. Sinto a mesma se arrepiar e assim ela tira meu vestido e agarra meus seios com as duas mãos e começa a massagear-los lentamente. - Seus seios são grandes e macios Juvia-san... -ouso ela sussurrar enquanto massageia meus seios que estão sem sutiã. - Aahh... -acabo soltando um gemido baixo. Sinto leves lambidas e chupadas em meu pescoço e logo sou derrubada na cama e a mesma continua a massagear meus seios e a chupar meu pescoço, que estava ficando pegajoso.

- A-Ahhh.... v-você é realmente boa nisso, Lucy-chan.. aahhh.. -digo entre uns gemidos que não consegui segurar. Ouso uma risada abafada e logo a loira para de chupar meu pescoço e me olhou nos olhos, com aqueles olhos quase negros e nublados pelo prazer que a mesma estava sentindo. - Você perguntou se eu iria te fazer sentir bem né? Aqui está a minha resposta, Juvia-sama.. -diz com a voz puxada e manhosa. Uaaaa... esse jeito de falar dela.... que erótico e fofo ao mesmo tempo. Lucy volta a beijar meu pescoço, mas logo desce para meus seios e logo ela abocanha um com ferocidade. - Aahhhh... Lucy-chan... -solto um gemido de surpresa após sentir sua boca e sua língua que estavam quentes.

Lucy chupava e mordida o bico do meu seio com tanta ferocidade, que estava começando a me deixar completamente excitada com aquilo. A loira logo leva uma de suas mãos para minha coxa e assim chegando em minha intimidade que ela logo penetrou com dois dedos, me fazendo soltar um gemido. - Aaaahh!.. -acabo gemendo alto. Agarro os cabelos da loira que logo começa a mover seus dedos e continua a chupar um de meus seios com vontade. - Hmmm.. aaahhh... L-Lucy-chan... a-assim... -digo entre os gemidos, enquanto agarrava os cabelos da loira. A mesma para os movimentos, tirando seus dedos e assim solta meu seio. Eu sem entender a olho. - Algum problema, Lucy-chan? -pergunto a olhando, com meu rosto queimando agora. Vejo um sorriso mais que malicioso se formar nos lábios dela e assim ela vai até o meio de minhas pernas e logo abocanha minha intimidade. - Lucy.... o- Aaaahhhh!.. -antes que pudesse terminar, eu havia soltado um gemido alto e assim aperto o lençol da cama com força.

Logo a mesma começa a chupar minha intimidade com ferocidade, oque me levou a agarrar os cabelos dela. - A-aaahhhh... c-continua Lucy-chaaann ahh... -eu não estava mais conseguindo falar sem gemer. Ouso uma leve risada vinda da mesma que continua seu trabalho, me chupando sem parar. D-Droga.... mesmo ela sendo uma humana, ela está fazendo um belo de um trabalho e está me levando a loucura aqui! A loira penetra um dedo em minha intimidade e continua a me chupar com ferocidade sem parar por um minuto, oque me fez gemer alto. S-Se ela acha que vai conseguir me enlouquecer mais do que farei com ela.... ela está enganada! Com um impulso, consigo derrubar a loira no colchão e assim fico por cima dela, oque a fez tirar o dedo de minha intimidade e me sento na barriga dela em seguida.

- Chega de brincar Lucy-chan. Vamos subir o nível.... e te enlouquecer de vez... -sussurro tudo com uma voz rouca e cheia de desejo. Vejo o rosto dela ficar ainda mais vermelho e assim abro um sorriso malicioso e saio de cima dela. - J-Juvia-san..... o-oque pretende fazer? -pergunta com talvez, uma certa preocupação em sua voz. Me inclino sobre ela fazendo nossos seios se espremerem um no outro e assim fico perto de sua orelha que estava muito vermelha. - Eu vou te fazer chorar de prazer, Lu-xy... -sorrio enrolando minha língua ao falar. Sinto ela se arrepiar em baixo de mim e assim meu sorriso se estende ainda mais.

- P-Por favor..... f-faça isso Juvia-sama.. -pede com a voz ainda mais puxada. Me sento no colchão e coloco minha perna esquerda debaixo da dela e minha perna direita por cima da perna direita dela, fazendo assim as nossas intimidades de chocarem, me fazendo soltar um longo gemido de satisfação. - Yyaaann... -ouso Lucy gemer também. Começo a mexer minha cintura e assim solto uns gemidos baixo, assim como a loira também soltava uns gemidos. Puxo a loira fazendo-a praticamente se sentar e assim tomo seus lábios num beijo quente e cheio de desejo.

Lucy também começa a mexer sua cintura, mas ela estava aumentando a velocidade aos poucos, fazendo nós duas gemermos entre o beijo. - H-Hmmmm.... -acabo resmungando e assim chupo a língua dela e aumento a velocidade das minhas reboladas. A loira agarra minha nuca e meu ombro com força, soltando gemidos abafados pelo beijo quente. - A-Ahhhn.. hmmm... J-Juvia-sama.... aahhhh! -ela tentava dizer entre o beijo e assim sinto umas lágrimas escorrerem por suas bochechas. Paro o beijo e deito a loira na cama, colando nossos corpos e dessa vez mordo sua orelha com um pouco de força. - Aaahhhh.... J-Juvia-sama.... n-não paraaaa.. -pede com sua voz em puro êxtase agora. Abro um sorriso e assim continuo com meus movimentos e abocanho um dos seios da loira começando a chupa-lo e a morde-lo com um pouco de força. A mesma agarra meus cabelos com força e também não para com seus movimentos, me fazendo soltar altos e longos gemidos, assim como ela também fazia isso.

- J-Juvia-samaaaa.... v-vou... -diz entre gemidos. Solto o seio dela e assim agarro o lençol com força e continuo com meus movimentos, assim chegando em meu tão desejado limite. - E-Eu... tambémmm..aaannnn... aaahhhhhhnnnn!! -gozo em seguida. Lucy arranha minhas costas com força e morde minha orelha em seguida com força. - AAaaaaaahhhhhhnn!! Juvia-samaaaa!! -ela também havia acabado de chegar em seu limite. 

Ofegante e suada saio de cima da loira e assim abro um sorriso mais que satisfeito em meus lábios. - Que maravilhosooo... -sussurro de forma rouca. A Lucy estava deitada e estava completamente ofegante, rosto corado e com um pouco de baba escorrendo de sua boca. - Aaaaaa.... que incrível i-isso foi... -diz satisfeita. Solto um riso e me aproximo dela lhe roubando um longo beijo. - Boa noite.. Lucy-chan -sussurro em seu ouvido o lambendo em seguida. A mesma ri e assim reunindo forças, a mesma me joga no colchão mais um vez, ficando por cima de mim. Seus olhos ainda estavam bem escuros e praticamente nublados. - Ainda não Juvia-chan. Vamos fazer de novo.... ainda tenho muita energia sobrando... -dizia tudo com sua voz manhosa, enquanto lambia minha orelha sem parar.

Abro um sorriso malicioso e assim lambendo os lábios. - Se é oque quer.... não culpe a Juvia se você estiver praticamente sem energia para se levantar amanhã Luxy-chaann... -sussurro enrolando minha língua.

Bem... a noite é uma criança, certo??

                               - The End -



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...