1. Spirit Fanfics >
  2. Um Dono Diferente - JunHwan (REPOSTANDO). >
  3. LIGAÇÃO - (Especial).

História Um Dono Diferente - JunHwan (REPOSTANDO). - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - LIGAÇÃO - (Especial).


Se o seu namorado entrar sorrateiramente no seu quarto querendo abusar de si, enquanto, você conversa com um amigo ao telefone, certifique-se de que terá encerrado à ligação.

[...]

Ok.

A situação é um tanto constrangedora para Jinhwan, pois, saber que Junhoe curte estes fetiches sexuais o chocou — quase, completamente —, porém, está disposto a surpreendê-lo. Então, deixou de lado a timidez e vestiu a roupa posta sobre a cama. Não irá usá-la exatamente agora, pois Junhoe só chegará à noite, vestiu apenas para ver como ficava. 

A saia rodada de cor lilás, o moletom de cor azul marinho, que vai até a metade de sua barriga e com as mangas até os cotovelos, o par de meias 7/8 que chega aos joelhos, as duas de cor branca. Jinhwan se sentiu bonito e realmente está, ainda mais pelo o seu cabelo, naturalmente ondulado, estar um tanto grande, fazendo alguns cachos caírem sobre as suas orelhas e cobrirem a sua testa.

Adorável

Ao olhar-se melhor no espelho do banheiro, sorriu satisfeito, em seguida, seguindo até o quarto, e deitando-se na cama de bruços com os cotovelos apoiados no colchão e o pescoço e a cabeça erguidos. Pegou o celular no criado-mudo e clicou no contato de Chanwoo, ligando para o mesmo e sendo atendido somente após 5 minutos depois — tempo o suficiente para deixar Jinhwan irritado pela demora. 

— Oi, Jin! 

— Oi, Chan. Por que demorou a atender? — franziu a testa. 

Chanwoo estalou a língua no céu da boca. — Eu estava jogando vídeo-game, né! E não dá para dar pause em uma partida online. — justificou. — E nem demorei tanto assim! 

— Cinco minutos não é demorar?! — indagou incrédulo. 

— Cê contou? Caralho! —  Chanwoo gargalhou.

— Pare de rir, idiota! — Jinhwan mandou, emburrado, enquanto, mexeu com o dedo a ponta do travesseiro.

— É um fofo, Jin! Mas, por que me ligou?

— Bem...  — suas bochechas tomaram uma coloração rosada, e ficando perdido por alguns segundos. Afinal, por que ligou para o amigo mesmo? Se vestir uma roupa feminina já é constrangedor, contar a alguém sobre é mais ainda. — N-Nada. Eu só quero conversar.

— Está sozinho?

— Não, mas, Sook tem seus afazeres e eu não quero incomodá-la.

— Então você optou por me incomodar? — Jinhwan riu e murmurou um "sim", fazendo Chanwoo rir junto. — Ok, sobre o que quer conversar? 

— Hmmm... A escola? — sugeriu.

— Ah, não! — fez uma expressão sofrida e choramingou. — A escola é chata!

— Eu gosto de ir à escola.

— Por que será? — ironizou. — Será que é por que os professores te adoram, junto da maioria dos colegas de turma?

— Não é minha culpa se eu sou um amor de pessoa. — defendeu-se de forma convencida.

— Ok, ok, convencido do caralho!

— É a segunda vez que você xinga, Fábio! Para! — É feio xingar, Junhoe até mesmo disse a Jinhwan. 

— Até nisso você conta? — zombou, gargalhando novamente.

— Idiota!

— Fã de matemática!

— Eu sou observador, ok? — bufou. Chanwoo só o estressa! 

— Ok, senhor Observador. E, assim, eu não vou parar de xingar, pois, Yunhyeong e Donghyuck não estão em casa, ou seja, posso ser livre, sem ser punido.

— E ser livre é poder xingar a vontade? — arqueou a sobrancelha.

— Também. — deu de ombros. — Ficar pelado também está incluído. Óó, daqui a 15 minutos começará a próxima partida e se quiser continuar a conversar com essa maravilha que eu sou, terá que esperar.

— Quanto tempo demora a partida? — deitou a cabeça de lado no travesseiro, com o rosto virado para o celular. 

— Uns 30 minutos no máximo. — no chão do seu quarto, com as pernas cruzadas, segurou o controle, pondo o celular em sua coxa esquerda.

— Ok então.

Assim que a partida começou, nem dois minutos se passaram e ouviu-se uns cinco palavrões saírem da boca de Chanwoo, que já está irritado por ter sido cercado pelos jogadores adversários. 

— Filho da puta! Agora é vingança, seu noob de merda?! — o jogo é de tiro, e do outro lado da linha dá para ouvir tudo. Jinhwan abaixou o volume do celular até, não querendo ficar mais espantado pelos sons que o jogo transmite. 

Mas, o que o assustou foi sentir mãos em sua coxa, alisando-o, e quando levantou a cabeça e virou o rosto para identificar quem é viu Junhoe o encarando cheio de desejo, sem a camisa. Jinhwan mordeu o lábios inferior, o que foi interpretado como uma provocação para Junhoe, que se aproximou mais, e o puxou para um ósculo, induzindo o menor a virar o corpo, agora deitando-se com as costas no colchão. 

Junhoe passou a mão esquerda na coxa de Jinhwan, voltando a alisá-la, enquanto, que a mão direita está na lateral do rosto deste, fazendo um leve carinho. Jinhwan correspondeu o beijo com paixão, tendo as mãos na nuca de Junhoe.

Junhoe, em um ato rápido e necessitado, segurou as coxas de Jinhwan com as mãos, o fazendo entrelaçar as pernas em sua cintura, e consequentemente, roçando os sexo de ambos um no outro, causando mais excitação. 

Junhoe foi para o pescoço do outro, deixando chupões e mordidas, arrancando gemidos de Jinhwan, que segurou em em seus ombros, aproveitando para tocar nos músculos alheios, chegando no abdômen. 

— Estou louco para te fuder, Jin... — o maior sussurrou próximo ao ouvido do menor que estremeceu. E antes que timidez começasse a se manifestar, oprimiu esse lado. 

Não quer que esse momento seja estragado por conta disso. 

— E eu estou louco para ser fodido, June...

— Que ótimo, Jin. — levou as mãos para o início da saia e a desceu lentamente, mostrando a boxer Calvin Klein cinza chiado — que por sinal está bastante justa. 

A intenção de Junhoe é apenas tirar mais essa peça de roupa, pois, as outras não irão atrapalhá-lo. Na verdade, deixará tudo mais excitante. 

Junhoe olhou para Jinhwan, sorrindo malicioso ao ver o membro ereto do mesmo. Retirou a peça, jogando-a no chão do quarto, e quando foi abrir o zíper da própria calça sentiu as mãozinhas de Jinhwan sobre as suas, o olhando pidão. 

— Deixa, June...

Não foi preciso especificar o que o menor quer, e o maior apenas assentiu, permitindo que a roupa seja tirada. Quando feito, Junhoe inverteu as posições, pondo Jinhwan por cima, sentado e de costas para si, e com isso, o menor levantou o quadril e levou dois dedos a boca, molhando-os para depois inseri-los em sua entrada, preparando-se. 

— Você está muito gostoso nessa posição, Jinhwan... — o maior murmurou, sentindo-se cada vez mais duro com a cena do menor se preparando para o receber. O ritmo lento de seus dedinhos é excitante, porém, também, torturante. 

E então, com isso, se ergueu, ficando sentado, e sem avisar a Jinhwan, adentrou com o seu dedo do meio a entradinha rosado do mesmo, que soltou um gemidinhos, retirando os seus dedinhos, e empinando mais o quadril. 

Junhoe enfiou mais o dedo anular e movimentou-os, ficando assim por pouco tempo, já que logo substituiu os dedos pelo o próprio membro. 

A próstata de Jinhwan foi acertada com facilidade pela posição, o que o deixou mais próximo de ter o seu orgasmo — a preparação de minutos atrás o enlouqueceu. Junhoe, após um tempo, percebeu o cansaço de Jinhwan, e o fez deitar-se em si, e agora ele que dita as estocadas, erguendo o quadril. 

O ato durou, e quando terminaram, deitaram-se exaustos um ao lado do outro. E o menor, assim que se lembrou que antes falava com o amigo pelo celular, arregalou os olhos e procurou pelo aparelho, achando-o no chão.

Deveria ter caído, já que a cama balançou um pouquinho. 

Viu que Chanwoo não estava mais na linha, porém, lhe enviou uma mensagem no Kakao. 

"Espero que tenha tido uma ótima transa, Jin. ;D"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...