1. Spirit Fanfics >
  2. Um estranho romance em Sakurasou >
  3. Apenas ajudando Sayuri um Pouco

História Um estranho romance em Sakurasou - Capítulo 8



Notas do Autor


Oie! Aqui e a KanadeDatenshi trazendo um novo capitulo para vocês! Está e a primeira vez que escrevo nessa história, então, espero que gostem! :3

E cuidado com o CoronaVírus, Isso está pegando mais rápido do que o tapa do Luba na cara da Nilce.

Capítulo 8 - Apenas ajudando Sayuri um Pouco


Fanfic / Fanfiction Um estranho romance em Sakurasou - Capítulo 8 - Apenas ajudando Sayuri um Pouco

KYOSHI ON

Bom, Nesse mesmo momento eu estou desenhando em algumas folhas personagens do meu manga, Sorata está ajudando na história, Sua ajuda está sendo muito boa, E talvez, eu termine este projeto mais rápido do que penso. Mashiro está me ajudando no deselvolvimento dos personagens, Percebi nesse pouco tempo que ela é muito inteligente e ama o seu trabalho de Mangaka. Sem perceber me encontrei olhando até demais para ela, e a mesma percebeu.

- O que foi? - Ela perguntou.

- Ah? N-Nada! Hehe... Eu só.. - Tentei arranjar uma desculpa, enquanto via ela me encarar - Estava... Pensando.

- Nervossismo talvez? - Diz Sorata

- Como assim?

- Nervossismo de talvez o seu trabalho não dar certo. 

- Na verdade não. Eu estou super tranquilo. Afinal, eu tenho vocês para me ajudar. - Sorrio sem graça.

- Aha sim. - Sorata concordou. Enquanto isso uma notificação ecoou no celular do Sorata. - Que?

- Quem é...? - Pergunto Mashiro se levantando e indo até ele. 

- Era o Ryuunosuke. Ele mandou a gente falar mais baixo, está atrapalhando ele. - Kanda fecha a cara - cretino.

- Hehe... Eu não diria Cretino. Ele é só... É.... - Falei pensando ma palavra certa.

- Ignorante. - Falou Mashiro.

- EI! PAREM DE FALAR NO MEU NOME SEUS BANDO DE ANIMAIS! - Ouvimos o Akasaka gritar do quarto dele. Credo, esse cara as vezes me da um pouco de medo.

- Bom, Mudando de assunto um pouco. - Falou Sorata - Será que a Sayuri está se acostumando com os barulhos de Sakurasou?

- Não sei dizer ao certo. Ela me parecia muito quieta. Nem mesmo sei o que ela gosta direito. - Falei

- Desenhar. - Mashiro veio até mim.

- Ela... Gosta de desenhar!? - Me animei, Uma outra pessoa que gosta de desenhar isso certamente vai animar as coisas. - Ah, Pensando nisso. Como sabe? Você mau falou com ela.

- Eu já vi ela uma vez. Eles queriam transformar meu Manga em um Anime. E a Sayuri, iria cantar a abertura dele. 

- Sayuri canta?

- Sim. Super bem. Na minha opinião, Parece até um Anjo cantando. Não sei ao certo, mas, o que parece é que ela tem uma irmã.

- Uma irmã? - Perguntou Sorata - Realmente não sabemos nada sobre ela. Talvez devessemos conversar mais com ela amanhã.

- Sim. Sua irmã e capitão de varios times da escola. Ao contrario, Sayuri e um desastre na educação fisica.

- Hehe... Parece alguem que eu conheço. - Falei baixo rindo. Estava me referindi a mim. - Hm. Ela foi para Sakurasou, por que?

- Seus pais não aceitaram o trabalho dela de Mangaka e Cantora. Então, Ela acabou vindo para Ca. - Mashiro pegou algumas folhas do chão.

- Como sabe de tudo isso? - Perguntei.

- Já falei. Sou amiga dela, a conheço já faz um tempo.

- Entendo. Talvez ela esteja um pouco assustada com a nossa abordagem. Com a Misaki ela se assustou por ser muito energética. Jin, ela o odiou por ser tarado. O Akasaka mau falou com ela, e ainda disse para ela ficar longe dele.

- Sério... Qual é o problema desse cara? - Sorata passou a mão no cabelo.

- O Sorata, talvez... Esteja neutra. Ela já conhece Mashiro. Eu mau conversei com ela tambem. E... Acho que ela está se dando melhor com a Aoyama.

- Tambem acho. Aoyama foi super protetora com ela nesses ultimos dias. Hehe... - Sorata riu pensando no ocorrido.

FLASHBACK ON

- Sayuri! - Vi Aoyama correndo em direção da Sayuri. A mesma se assustou e ficou olhando para os lados.

- S-Sim?...

- Você tomou seu café da manhã?! Não a vi na mesa hoje!

- E-Eu tomei sim...

- O que comeu? Aonde comeu?

- E-Eu comi um bolinho com recheio de feijão. E no meu quarto...

- Otimo! Isso me deixa aliviada.

- P-Por que?

- Você e uma criança não sabe ainda se virar sozinha. - Ela diz de braços cruzados.

- H-Heh?! E-Eu sou super responsavel! - Sayuri se defende.

- Não é não. - Diz Ryuunosuks aparecendo do Nada.

- Heh?! Até você Senpai!?

- * Se afoga * R-Retira esse apelido idiota Já! - Disse ficando um pouco vermelho.

FLASHBACK OFF

- Aoyama está parecendo uma mãe e a Sayuri a filha. - Diz Mashiro.

- Sim. E o Kyoshi o pai. Hahaha - Sorata ri. Me deixando vermelho.

- I-Idiota! Isso não tem nada haver!

SAYURI NAOMI ON

Estava deitada na minha cama mechendo no meu Tablet fazendo um desenho aleatório, E escutando música. Por algum motivo olhei para a porta do meu quarto, E ela foi aberta numa velocidade incrivel me fazendo levar um susto.

- KYYYAAAHHH! - Quase derrubei meu Tablet no chão mais Misaki conseguiu pegar. - M-Misaki-Senpai.

- Sayurin! Toma cuidado, essas coisas custam caro! - Diz ela sorrindo.

- Ufa... - Tento me acalmar um pouco. Vejo Aoyama acompanhada de Rita. Não sei... Te algo nessa garota aue me faz... Não gostar dela. Mais não posso dizer isso de uma pesso que eu acabei de conhecer, ne? - O-O que houve?

- Bem, A verdade e que, acabamos ouvindo uma conversa no quarto do Kyoshi sobre você. - Disse Aoyama. Meu coração quase saiu pela boca. O que exatamente estavam falando de mim? Será que causei uma má impressão?! -  E descobrimos que você gosta de desenhar e cantar músicas. Rita praticamente insistiu para que a gente viesse te ajudar.

- Sim! Eu queria muito ver alguns desenhos seus! Posso? - Perguntou Rita.

- S-Sim... - Me levantei e peguei uma pasta de desenhos que estava em cima da minha comôda no quarto. E dei nas mãos da Rita, ela ansiosamente pega. - Bem... Tem algumas letras de músicas no meio... - Falei envergonhada.

- Haha. Tudo bem! - Ela sorriu se sentando em minha cama junto com Aoyama para ver meus desenhos.

- Sayurin! Você estava pensando em fazer algum manga? - Perguntou Misaki.

- Hm. Sim. - Vou até meu tablet e o pego. Misaki ficou ao meu lado enquanto via eu salvar meu desenho e mostrar a ela um Manga que eu estava fazendo em um App. - É digitalizado, mas, não deixa de ser um Manga.

- Ah! É uma história de romance? - Ela sorriu pegando meu Tablet. E me deu uma olhada Maliciosa - O personagem tem cabelo comprido... Hehe... Algum motivo em especifico?

- Sim! - Me animei - Desde pequena eu sempre amei Garotos de cabelo comprido!

- Ah! Então eu tenho uma concorrente para o Ryuunosuke? - Diz Rita animada.

- Q-Que?! - Meu rosto começa a esquentar -N-Não é nada disso... - Começo a mecher os meus dedos.

- Haha. Relaxa, só estava brincando.

- Hm... Está muito interessante o capitulo 5! Uma reviravolta! - Diz Misaki sorrindo enquanto lê.

- Heh?! Já leu tudo isso!? - Disse - Você é humana!

- Hehe... Agora que percebeu? - Ela põe o Tablet na cama - Sayuri Naomi, Você aceita fazer uma parceiria comigo? - Ela estendeu sua mão para mim. * Imagem da cama *

- Heh?

- Vamos fazer um Manga juntas! - Ela sorriu - Nós iremos ganhar do Kyoshi, Mashiro e O Kouhai-Kun.

- Kouhai-Kun? - Perguntei.

- Sorata. - Aoyama me disse.

- Eu, Você, Rita e Aoyama. Iremos fazer o melhor manga de todos! - Sorri animada.

- Por que eu tenho que estar no meio?! - Grita Aoyama desesperada.

Rita se levanta e me da minha pasta sorrindo. Pude ver varios sorrisos em toda a minha vida, e esse claramente demonstrava tristeza. Meus desenhos são tão tristes assim?

- Eles são muitos sentimentalistas, eu amei muito todos eles. A pintura e muito boa. Já pensou em pintar quadros?

- Sim. Mais eu nunca consegui, sou muito atrapalhada e provavalmente me sujaria de tinta. - Falei.

- Tudo bem. Eu te ensino. Você tem talento.

- O-Obrigada! - Sorri animada. Ouvindi isso de uma profissional que nem a Rita me anima muito. Só que, me lembrei de algo.

" - Você tem talento! " 

Logo minha face se torna sombria. Eu tinha que lembrar dela agora? Ela me fez sofrer como ninguem me fez ainda, arruinou minha vida na pior hora possivel. Por causa dela eu... Eu....

- S-Sayuri, vocá está bem? - Perguntou Aoyama preocupada. Só agora percebi que comecei a respirar ofegante. Logo, fiz o melhor sorriso possivel.

- Desculpa. Só me distrai um.pouco o que ia dizendo?



Eu só preciso fingir que nada daquilo me aconteceu e não me deixar abalar. Se isso é possivel.


- " Isso mesmo garota, você é um lixo! Espero que agora pare de se fazer de coitada, e Pare de ser metida se achando melhor do que todos nós! " - Ela gritou comigo, Aquilo era verdade. Talvez eu parasse mesmo de fazer meus desenhos. 

- CALA A BOCA! - Gritei - Vocês só falam isso por que tem inveja de mim! Eu nunca me achei por causa dos meus desenhos! 

- Ah! A cobra resolveu mostrar os dentes não é mesmo! - Ela me deu um tapa no rosto me fazendo cair no chão. - Sua vaca! Desista! Você nunca ira fazer sucesso algum. Se Mata!

- Não... - Falei baixo sentindo lagrimas escorrerem pelo meu rosto. - EU QUERIA QUE VOCÊ SUMISSE DA MINHA VIDA!

Dias depois...

- Yamamoto foi encontrada morta em casa, Tudo indica que foi um assalto. - Ouvi o Jornal e derrubei o controle no chão pelo choque.

- É tudo minha culpa... Eu desejei isso a ela... Eu... - Senti lagrimas nos meus olhos - AAAAAAAAAHHHHHHH! - Cai no chão com as mãos na cabeça. - F-FOI TUDO MINHA CULPA! SE EU NÃO TIVESSE DITO NADA! SE MINHA BOCA TIVESSE FICADO CALADA! ELA...Ela!... Ela... Desculpa.... Desculpa.... - Depois disso passei a noite toda chorando e me lamentando.

Mesmo tendo se passado 2 anos depois do ocorrido. E mesmo que muito tempo passe... Eu sei que isso que aconteceu com ela foi tudo minha culpa.




Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado e espero seus comentários. Tenham cuidado viu meus amores! :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...