História Um feio nem tão feio assim - Jikook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jikook, Jikook Flex, Namjin, Namjin Flex, Taegi, Taeyoonseok, Taeyoonseok Flex, Vhope, Vmin, Yoonseok
Visualizações 24
Palavras 2.742
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Qualé rapaziada! Qualé rapaziada! Qualé rapaziada! QUALEEEEE RAPARIADAAAAAAA!!!!

Olá!! Sejam bem vindos ao meu universo!!

Eu estava com muito medo de postar essa história e tipo, existir outra igual!!! Mas ai eu pensei, não tem como alguem escrever a mesma coisa que eu ou ao contrário.

Então eu resolvi perder horas de sono escrevendo esse primeiro capitulo! E espero que vocês também percam horas de sono lendo ele, para nós ficarmos kits! S2

Então fico grata desde já se você quiser ler, favoritar e comentar essa belezinha aqui que esta saindo do forno!!

Me desculpe pelos erros!! Qualquer dia ai eu reviso!!

Agora vão ler ai!! S2

Capítulo 1 - Capítulo 1 - A traição




 — EU NÃO ACREDITO NISSO! — junkook gritava com hoseok em seu escritório — Como aquele canalha teve a coragem de fazer isso comigo hoseok, me diz?


— Eu também não estou crendo jungkook, ele parecia ser tão confiável.


 — Mas não era e agora quem vai se ferrar somos nós. — massageou as têmporas e suspirou — Agora temos menos de dois meses para fazer uma coleção inteira de moda primavera. Eu bem desconfiei quando a LLPlus lançou cedo demais a nova coleção deles.


 — Eu também tinha achado estranho e agora sei o porquê. — hoseok olhou para o nada pensando em uma saída para a situação em que se encontravam. — Já sei! Nós ainda temos a nova linha de maquiagens que iria ser lançada nos mês após a coleção de primavera, então podemos inverter, primeiro lançamos a nova linha de makes e depois a primavera.


 — É uma boa saída! As pessoas vão estranhar no começo porque sempre lançamos primeiro as roupas mas podemos dizer que queríamos inovar dessa vez.

  

— Ótimo, um problema a menos, agora só temos que pensar em uma nova coleção em menos de três meses! Tenho pena do Kyungsoo por ter que refazer tudo diferente de novo.


— Ele vai merecer um aumento se conseguir. 


— Mas então o que pensa em fazer com o Minho?


 — Já coloquei meus advogados na cola daquele desgraçado, acho que no máximo ele vai ganhar um processo e eu vou cobrar uma indenização bem alta porque eu tenho certeza que a diretoria da LLplus, o subornou com uma quantia considerável para o mesmo me trair. — sua raiva só aumentava por pensar na situação que se encontrava.


 — Mas esse agora é o de menos! O que você vai fazer agora que está sem assistente pessoal? Porque a Hyuna não vai dar conta de tudo.


— Eu não sei hobi. Vou ter que arranjar outra pessoa, que seja confiável de verdade, porque aquele desgraçado do Minho sabia de tudo que eu fazia e não posso confiar minha vida de novo a alguém que a qualquer momento pode me apunhalar pelas costa.


— Por quê não promove a Hyuna? — indagou hoseok — Ela também sabe muito sobre a sua vida e esta aqui desde o começo da empresa.


 — Não sei não hobi. Ela é uma ótima profissional mas não acho que tenhamos o mesmo ritmo.


— Fala sério você está falando isso porque já deu uns pegas nela e ela na no seu pé até hoje achando que tem algum direito sobre você.


 — E você mesmo sabendo disso me da essa sugestão absurda, que por sinal se eu aceitasse seria mais motivos para ela achar que manda em mim.


 — É você tem razão. Mas agora que já resolvemos quase tudo vou abrir as vagas para assistente pessoal para você, gente não vai faltar agora competência e caráter é mais difícil.


— Temos que achar alguém que seja perfeito e pessoas assim levam tempo para ser encontradas, por isso temos qe ser rápidos e eficazes.


 — Certo vou dar o meu melhor — levantou-se da cadeira — agora eu tenho que ir porque eu prometi ao meu maridinho que almoçariamos hoje juntos. — sorriu bobo com o pensamento.


 — Vai lá. Eu vou demorar um pouco mais aqui. 


 — Tudo bem, mas não se mate de trabalhar.


— Ok papai — falou com ironia na voz — Some logo, vai.


 — Ok filhinho até mais tarde.


 Assim que hoseok saiu pela porta, junkook suspirou pesado. Eram tantos problemas que tinha que resolver e agora mais essa. Por quê não podia ter pessoas boas ao seu lado? Era o que se perguntava enquanto organizava uns papéis em cima de sua mesa.


Minho era o seu assistente pessoal, seu braço direito, confiava nele com sua vida e agora estava sentindo o peso de suas ações. O pagava bem, era amigo nas horas vagas, quantas vezes o escutou falar sobre sua família, lhe deu conselhos e assim que era retribuído? Sendo traido pelo seu quase irmão? Porque era assim que o considerava depois de anos de parceria.


O que o levou a vender as criações da coleção de primavera para a empresa adversária? Não era possível algo assim ter acontecido. Conhecia seu amigo como a palma se dua mão não queria acreditar que isso estava mesmo acontecendo. Além de muito irritado estava também decepcionado com Minho e consigo mesmo, poxa era isso que merecia por querer ser um bom chefe? Tratava todos os seus funcionários bem, nunca foi daqueles caras que só porque era dono de uma empresa famosa iria pisar nas pessoas abaixo de si.


 Gostava de conhecer as pessoas que contratava e construir uma boa relação com todos, desde o seu amigo diretor de finanças Namjoon até o pessoal da limpeza como a senhora Lee que o tratava como um filho. Para si uma boa empresa é aquela que funciona em conjunto onde todos se divirtam enquanto exercem seus ofícios.


 sempre sonhou em trabalhar no que gostava, sua familia era daquelas que lhe apoiavam em tudo que quisesse fazer, portanto que o sustentasse financeiramente e o fizesse feliz. Sentia saudades de seus pais, sua vida era muito corrida por isso quase não tinha tempo de os visitar. Tentava trazer isso para sua empresa, esse conforto que tinha em trabalhar em um ambiente saudável e feliz.


 Era uma gratificação para si mesmo, chegar todos os dias de manhã e entrar pelas portas daquele grande prédio colorido e vivo, ser recebido por todos os seus funcionários com sorrisos sinceros e saudações de bom dia verdadeiros. Uma vez foi questionado em uma entrevista para uma revista o porquê de sua empresa estar na lista das mais escolhidas para trabalhar a cada mês, respondeu que talvez fosse porque tratava os funcionários como pessoas de verdade e não como robôs.


 Por falar em robôs ele tinha um, pode parecer estranho falar sobre robôs de estimação ao envés de cachorros, mas não ligava, Woozi era como um filho para si, e agora sabia que ele era mais confiável do que um ser humano, irônico não?


 Mas voltando a falar sobre a empresa, deve estar se perguntando como ela surgiu e como conseguiu ficar tão famosa em apenas 5 anos de carreira? Se esta curioso ou curiosa irei te contar.


Para começar junkook sempre foi apaixonado por administração e moda, na sua adolescência sempre andava com estilo, com roupas e maquiagens de arrasar, não gostava de esnobar as coisas que tinha, apenas gostava de andar bem arrumado. E por isso sempre foi motivo de fofocas pela escola, the boy golden, assim que era chamado, todos falavam bem assim como mal também, mas não ligava apenas vivia. Ele era o xodozinho dos professores e a picanha para todos aqueles adolescentes com os hormônios a flor da pele, tanto meninas quanto meninos. Junkook não era nenhum santo, apenas uma pessoa que seguia seus próprios ideais e vivia intensamente. Então é claro que aproveitou bastante de sua época de escola sendo o tipico popular líder dos jogadores de basketball e presidente do grêmio estudantil, a diferença é que ele não era um idiota.


Bem, foi com sua paixão pela administração e moda que nasceu a Jdreams, uma empresa que confecciona roupas para jovens, maquiagens e modelos. Esses três itens foram o que deu o auge para a empresa decolar em tão pouco tempo. A qualidade dos produtos era de dar enveja a qualquer outra empresa, jungkook prezava muito por isso, o conforto e design das peças eram impecáveis.


 Claro que no inicio foi difícil, teve que ralar muito para chegar onde chegou. A sua sorte foi os seus pais que acreditaram em sí e o ajudou com os investimentos — agora que já estava estável financeiramente devolveu tudo o que gastou para os seus pais — com o apoio e o dinheiro investido a Jdreams foi ganhando corpo e hoje é o que é. O orgulho de jungkook.


 A empresa é formada por Jeon Jungkook que é o dono e presidente, Jung Hoseok seu sócio e vice, Min Yoongi sócio e diretor de vendas e Kim Namjoon seu sócio e diretor de fianças. Essas pessoas são o que chamamos de cabeça e cada funcionário abaixo deles é chamado de corpo, por isso é importante que todos estejam em sincrônica.


Jungkook estava muito feliz, sua empresa estava prestes a completar cinco anos de puro sucesso e trabalho duro. A coleção de primavera iria ser lançada na festa de comemoração dos cinco anos da empresa mas infelizmente não irá acontecer. Talvez a festa ocorra com o lançamento da nova linha de maquiagens a aprova d'água porque o tempo não para e se você não saber contornar situações difíceis, a vida te da uma rasteira e te joga lá em baixo.


 A LLplus é uma empresa de moda também, que vive competindo com a Jdreams, ela já tentou fazer uma parceria com a empresa de jungkook mas não deu certo porque o Jeon não gostou da maneira de agir daquela empresa e isso só se confirmou mais ainda com isso que aconteceu.


 Onde já se viu? Subornar seu assistente com uma alta quantia de dinheiro para ele o dar todas os esboços da coleção moda primavera. Isso foi muito baixo, ganhar através dos esforços de pessoas que trabalharam duro, dia e noite, para fazer uam coleção digna da Jdreams e no final acontecer isso. O sentimento que jungkook sentia era nojo só em pensar na atitude dessas pessoas.


 Jungkook estava terminando de assinar uns documentos quando escutou alguém bater na porta.


 — Entre! — respondeu sem tirar os olhos dos papéis.


— Olá chefinho, já não está muito tarde para você ainda estar aqui? — indagou Hyuna enquanto se sentava na cadeira enfrente a de jungkook.


 — Daqui a pouco vou almoçar não se preocupe. — respondeu ainda sem olhar para moça.


 — Almoçar? — perguntou pasma — Jeon Jungkook você sabe que horas são? — perguntou elevando um pouco a voz.


 — Um... 13:00? — Levou o olhar para o seu relógio de pulso e verificar que eram exatamente dez horas da noite. Se assustou de imediato e finalmente fitou a mulher a sua frente que não tinha um olhar nada bom para sí. — Porra! Eu não vi o tempo passar! — exclamou enquanto se expreguiçava e sentia todo seu corpo doer e ossos estalarem por conta das horas na mesma posição. — Cara minha coluna ta só o caco.


— Você deveria cuidar mais de si mesmo — falava a moça se levantando e indo para atrás de jungkook — Você está muito tenso. — falou começando a massagear os ombros de Jeon — Tem que se alimentar direito e ficar lindo e gostoso como sempre. 


 — Você não muda mesmo. — deu uma risada — pode deixar senhorita Hyuna eu vou me alimentar direitinho quando pousar em minha casa. — fechou os olhos aproveitando a massagem.


 — É assim que se diz chefinho. — abaixou um pouco e sussurrou — se você quiser posso ser sua sobremesa e te relaxar mais do que com só uma massagem. — beijou o lóbulo e chupou em seguida fazendo jungkook se arrepiar.


 — Estou tentado a aceitar sua oferta. — Indagou apreciando os estímulos que a mulher lhe proporcionava. — Todos já foram embora?


 — Da última vez que eu vi só tinha o hoseok se pegando com o Yoongi em um dos banheiros e algumas pessoas no café da empresa.


 — Aqueles dois não tem jeito, é um fogo que não Acaba mais. — riu de sua própria fala sendo acompanhado pela mulher — Parecem dois animais no cio.


 — Deixa eles jungkook, eles estão recém casados, devem estar no pique da lua de mel ainda. — indagou pensativa — E não é como se nós fôssemos fazer diferente hoje. — deu um sorriso malicioso indo se sentar no colo de jungkook.


 — Nós deveríamos ir embora já esta tarde e se você quiser que façamos algo a mais do que só dormir é melhor irmos logo. — arfou por conta dos beijos que a mulher distribuía por seu pescoço. Levou as mãos até a cintura dela e a impulsionou para cima pra que a mesma levantasse.


 — Ok vamos logo. — falou já de pé ajeitando a saia e a boca melada de batom.


 Jungkook levantou de sua cadeira e organizou os papéis sobre a mesa, apagou as luzes e se retirou de sua sala junto a mulher. Andaram até o elevador e apertou o botão do terrio. Ficaram em silêncio apenas esperando a chegada ao destino solicitado. Assim que as portas se abriram, saíram de dentro da cabine e foram até o estacionamento, durante o trajeto não viram se quer uma alma penada por ali, já estava bem tarde era de se esperar. Já no estacionamento cumprimentaram os seguranças e entraram no Maybach Exelero, esse carro era o xodo do Jeon depois do Woozi é claro.


 O caminho até o apartamento de jungkook foi regido de conversas paralelas sobre a vida e muitas risadas, jeon gostava da moça, ela era uma ótima amiga, não gostava de dar falsas esperanças a garota por isso deixava claro que nunca teria nada alem do casual. Jungkook guardou o carro na garagem e seguiu com hyuna até a recepção do prédio. Cumprimentaram o porteiro e seguiram até o elevador, apertou o botão do vigésimo quinto andar e esperaram as portas se fecharem.


 — Você gosta de ficar nas coberturas dos prédios não é? — jeon olhou para moça com um careta confusa — É que seu escritório fica no ultimo andar da empresa e seu apartamento fica no ultimo andar do prédio! E ainda por cima os dois lugares tem cobertura com área de lazer, isso é um fetiche por altura e diversão?


— Bem agora que você falou parece proposital, mas foi pura coincidência os dois lugares citados por você serem no vigésimo quinto andar, eu não tenho nada haver com isso. — fez seu melhor sorriso inocente e a mulher o olhou com uma careta irônica — Ok, Ok. Você me pegou, eu realmente gosto de altura e coberturas então juntei o útil ao agradável e bam! 


— Tudo bem! Que você era estranho eu sempre soube — deu lingua para o homem e recebeu outra de volta. — Vamos sair daqui logo.


As portas se abriram e os dois saíram em direção a única porta presente no pequeno mas largo corredor. Jungkook colocou a senha e a porta se abriu revelando uma ampla sala, moderna em tons claros como bege, branco e marrom. Tiraram os sapatos e adentraram no apartamento, hyuna se jogou no sofá e jungkook foi direto para o quarto.


Enquanto o moreno tomava banho, a loira foi para a cozinha preparar uma refeição para os dois, as vezes se perguntava como aquele cara conseguia ficar tão gotoso se só tinha visita do personalidade treiner uma vez na semana e sempre se esquecia de alimentar-se adequadamente, teria que dar mais alguns esporros naquela criança.


Um tempo depois jungkook apareceu de banho tomado, cheiroso e lindo, como sempre, vestia somente uma calça moletom, sentou-se de frete para moça na bancada da cozinha. Os dois comeram em silêncio e falavam uma vez perdida. Assim que terminaram limparam tudo e se dirigiram ao quarto do mais novo. A loira foi tomar banho e Jeon se jogou em sua cama, ficou pensando em como amanhã seria um dia cheio e isso só lhe deixou mais cansado, não sabia como mas de repente já estava caindo no mais profundo sono. 


Hyuna saiu do banheiro e olhou em volta do quarto, deu risada ao encontrar seu donsaeng jogado na cama e dormindo como uma pedra. Não estava com raiva pela boa noite de sexo selvagem que teria tido, também estava cansada mas não é sempre que se tem um Jeon jungkook só para você.


 Secou o cabelo com a toalha e vestiu uma blusa moletom qualquer de jungkook, as vezes se sentia triste por não ter seus sentimentos correspondidos, mas aproveitava o máximo de intimidade que tinha com o Jeon, desejava que a pessoa que kookie amasse no futuro o fizesse feliz e não machucasse seu coração. Deitou-se ao lado de jungkook e os cobriu, deu um pequeno selar na boca dele e desejou um boa noite mesmo sabendo que não iria ser respondida.


O dia amanhã seria cheio, e pelo mesmo por essa noite eles iriam descansar.




Continua?       


Notas Finais


Olha se você chegou até aqui depois de ler isso!! Parabéns você ganhou um brinde que vale uma passagem sem volta para o vale dos unicórnios!

O tema dessa história eu tirei de uma novela que eu amo muito e meu cérebro ficou me perturbando para eu fazer!!!

E sim o kookie tem um robô! ( adivinha quem é?)

E amem a Hyuna ela é meu bebê!!!

Ai eu disse quer saber!! Vou fazer!! Ai ta ai!!

Obrigado! Eu gostar de vocês!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...