História Um garoto não tão qualquer - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Capitão América, Deadpool, Homem de Ferro (Iron Man), O Incrível Hulk, Os Vingadores (The Avengers), Thor
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton (Gavião Arqueiro), Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Loki, Natasha Romanoff, Pietro Maximoff (Mercúrio), Steve Rogers, Thor, Visão, Wade Willson (Deadpool)
Tags Clintasha, Genderfluid, Não-binário, Stony, Thorki, Trans*
Visualizações 196
Palavras 1.416
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Segunda e última parte do ponto de vista da Nath, espero que gostem ♡

Capítulo 4 - Natasha Romanoff Parte. 2


Fanfic / Fanfiction Um garoto não tão qualquer - Capítulo 4 - Natasha Romanoff Parte. 2

—Oi.

Chamei Loki retirando sua atenção do livro preto em suas mãos e tendo-a para mim. Ele sorriu enquanto fechava-o, me sentei ao seu lado respirando fundo.

—Como foram as aulas?

—Horríveis —Deitei minha cabeça em seu ombro enquanto o jogo começava, Thor e Clint estavam em equipes diferentes. —Tive aula com Wade Wilson...

—Meus pêsames —Ele disse enquanto pegava minha mão, entrelaçando nossos dedos fazendo carinho com seu polegar, Loki era bem carinhoso por trás de todo seu jeito metido. —Ele também olha descaradamente para minha bunda... Isso me lembra que eu tenho que fazer uma pegadinha com ele... —Falou pensativo— Ele merece.

Concordei movimentando minha cabeça devagar, a mão de Loki era sempre gelada mas mesmo assim conseguia ser aconchegante.

Olhei para cima sentindo os seus verdes e lindos olhos nos meus, aos poucos, sem ao menos me dar conta nossos rostos se aproximavam devagar, quando estávamos quase nos beijando fomos interrompido pelo grito de Steve.

—Clint! Presta atenção no jogo!

Senti todo meu rosto esquentar ao notar o olhar de Clint sobre nós, sua expressão triste antes de voltar ao jogo me fez pensar que beijar o Loki fosse algo errado. E não era, porque ainda éramos namorados, e depois de mais de um ano juntos não é um pouco mais de um mês de relacionamento esfriando que iria me fazer magicamente desapaixonar por completo.

Eu sentia meu coração dividido, cada dia que se passava Clint ganhava mais espaço nele, mas uma parte ainda gostava de Loki, e por ainda gostar dele, acho que a melhor forma de agir era ser sincera.

—Loki, quer ir na minha casa depois do Colégio?

—Claro. —Sorriu para mim enquanto passava seu braço direito pelos meus ombros me abraçando, me aconcheguei nele enquanto assistia o jogo.

Loki possuía um cheiro que nada mais era do que a mistura de cítrico com doce, sempre achei que combinava perfeitamente com ele, era como sua personalidade tão ácida mas às vezes tão dócil.

O jogo continuou, todos olhavam para nós as vezes, porém Clint e Thor eram os que mais olhavam, o Thor eu não sei dizer o porquê, mas a cada olhar triste de Clint para mim eu sentia meu coração se apertar mais em decisão.

O jogo acabou, empatado para as duas equipes, eles revezavam em cada treino, um dia um time só com os titulares e outro dividido com os reservas, dessa vez havia sido divido entre reservas, entretanto na próxima e última partida antes do grande dia seria só titulares.

—Vamos?

Loki me chamou voltando a segurar minha mão entrelaçando nossos dedos, concordei enquanto nos levantamos indo ao encontro de nossos —mais meu do que dele, de acordo com o Loki— amigos, para nos despedir deles antes de ir embora. Clint e Thor não estavam mais no campo quando saímos da arquibancada, eles dois haviam ido embora sem se despedir.

—Quer ir de taxi? —Sugeriu Loki assim que estávamos na fachada da escola, já na rua.

—Pode ser. —Dei de ombros, respirando e criando coragem.

Entramos no primeiro taxi que apareceu, Loki informou meu endereço para o motorista, não demorou muito para que chegássemos, eu não morava tão longe da escola, apenas alguns bairros.

Loki pagou o senhor que dirigia o taxi, enquanto eu abria a porta da casa com minhas chaves.

—Vazia. —Pronunciou assim que entramos.

—Surpreso?

—Nenhum pouco vindo dos seus pais... —Falou triste, ele sabia muito bem como meus pais eram, passavam quase o ano todo fora do país. —Onde estão agora?

—Rússia. Meu pai tem "negócios a resolver" —Fiz aspas com os dedos o fazendo rir, eu sabia muito bem o que eram esses negócios, mas ainda não havia contado sobre isso ao Loki. Ele veio até mim, me abraçando.

—Não fique assim. Eles são uns babacas. —Restribui o braço, Loki as vezes sabia o que eu sentia só de olhar para mim, o que era muito bom em algumas ocasiões, e a pior coisa que poderia me acontecer em outras.

—Vem, vamos pro meu quarto, nós precisamos conversar e tudo que eu menos preciso é que seja nessa sala idiota.

Segurei minha vontade de quebrar —de novo— algum dos porta-retratos que decorava o local e subi as escadas indo em direção ao meu quarto.

Loki me seguiu, abri a porta e me sentei na cama. Ele pegou a cadeira que ficava de frente a mesa do meu computador e se sentou a minha frente.

—Sobre o que quer falar?

—Muitas coisas. —Não conseguia olhar para ele, me joguei para trás deitando sobre a cama, fechei meus olhos, talvez seria mais fácil assim. —Eu acho que estou apaixonada por outra pessoa...

O silêncio se fez presente por alguns segundos, talvez minutos, o tempo parecia passar na velocidade de uma lesma apostando corrida com uma tartaruga.

—Eu entendo. —O silêncio voltou, eu não sabia o que falar —Você quer terminar?

—Eu não sei... É tudo tão difícil —Tampei meu rosto com as mãos, não conseguia controlar o formigamento na ponta de meu nariz em significado das minhas lágrimas que começam a vir —Mas eu acho que sim...

—Eu também estava pensando nisso, na verdade.

Confessou, pude ouvir sua voz sair um pouco mais rouca que o normal. Me sentei novamente olhando para ele.

—Sério?

—Sim, há algum tempo sinto as coisas esfriando, na verdade não é surpreendente que você começou a sentir algo por alguém...

—Eu juro que eu tentei, Loki...

Senti as lágrimas vindo, fechei meus olhos na tentativa de conté-las, falhei miseravelmente logo notando a mão gelada de Loki tocar meu rosto limpando as lágrimas.

—Eu sei, está tudo bem. —Não consegui deixar de abrir meus olhos olhando para o verde dos seus. Ele sorria para mim, um sorriso um pouco triste —Nós tivemos um bom relacionamento —dizia enquanto fazia carinho em minha bochecha esquerda.— mas talvez sejamos melhores como amigos. Nunca deixamos de ser afinal, e nunca vamos deixar. Você é a pessoa mais importante da minha vida, Nath. Depois da minha mãe. —Ele se corrigiu no final me fazendo rir. Me aproximei o abraçando apertando.

—Você é a pessoa mais importante da minha. —Enxuguei as lagrimas que ainda caiam. Ficamos um bom tempo assim, até que nos separamos. —Foi ótimo ser a sua namorada nesse ano que passamos juntos.

—Foi ótimo ser o seu namorado —Ele me retribuiu o sorriso—Agora vai me contar o sortudo ou terei que dar uma de stalker até descobrir?

Meu rosto todo corou de vergonha, como contar pro seu melhor amigo barra ex-namorado quem é sua paixão da vez e um dos motivos do término?

—Anda, anda, quero saber!

—Okay... Eu vou te contar... —respirei fundo antes de falar baixo quase em um sussurro. —Clint...

—O que? O mini gavião?

Mini gavião? Por que chama ele assim?

—Já olhou para ele? Parece um gavião que vai te atacar a qualquer momento, e não de um jeito bom, além de que eu sou bem maior que ele, então ele é mini para mim.

Eu não consegui segurar o riso, o pior é que ele tinha razão.

—Você é tão incrível, Loki!

—Agora diga algo que eu não saiba.

—Meu cabelo é muito mas bonito que o seu.

—Hahaha, sonhe, pequena Natasha, sonhe.

Continuamos brincando e fazendo piadas, era nossa maneira de deixar o clima não tão pesado, era óbvio que não era fácil terminar um relacionamento, era óbvio que nós não estávamos tão felizes assim. Eu e Loki éramos maduros, o tipo de pessoas que não fazem dramas com esse tipo de assunto, sabemos que não existe relacionamento unilateral e nunca cogitamos estar com alguém que não sente o mesmo, isso foi algo que descobrimos ter em comum no nosso começo de relacionamento.

Durante a conversa resolvemos dar um beijo, um último, só para confirmação de que estávamos fazendo a coisa certa, e a resposta foi quase gritante. Era como beijar um amigo, irmão, alguém pelo qual você não sente um desejo romântico ou carnal, era apenas um beijo com nada além de carinho.

Loki me deu um beijo na testa antes de ir embora. Insisti em pagar o taxi no qual ele iria, afinal, ele havia pagado o nosso do colégio até em casa.

Assim que vi o carro que o levava partir, fechei a porta subindo correndo para meu quarto, seu cheiro era parte dele, nem mesmo saber que meu coração estava sendo preenchido por outro amor fez a dor ser menor, na verdade aquilo me fazia sentir culpada. Deitei em minha cama abraçando a almofada com o formato de aranha que Loki havia me presenteado de aniversário, possuía o desenho da minha espécie favorita, a viúva negra, apertei-a mais em meus braços não conseguindo mais contrer minhas lágrimas começando a chorar alto e desesperadamente, chorei tanto que quando notei já havia dormido, acordando só na madrugada do dia seguinte.


Notas Finais


Mais um capítulo sem Thorki, mas vocês sabem, esse capítulo era necessário!

Próximo capítulo terá Thorki ♡

Espero que tenham gostado ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...