História Um gatinho pra mim.-Yaoi. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Yaoi, Yuri
Visualizações 325
Palavras 624
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, Lírica, Luta, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Canibalismo, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi todos! ^ w ^ Sou eu, o ExcelSmoke, dessa vez eu escrevi esse capitulo sob revisão da nossa preciosa autora, Tikafor.
Só... Eu espero que gostem, como a história não é minha eu fiquei nervoso sobre os detalhes, por não saber muito como funciona a reação de cada um, mas eu dei meu melhor ( ^ w ^)
Eu desenho no meu tablet com uma caneta de touch usando o Autodesk SketchBook Pro, foi assim que eu fiz a capa deste capitulo. Meio que não sou profissional em desenhar, mas é assim mesmo, aprendendo com o tempo.
Tenham uma ótima leitura e fiquem bem ^ w ^

Capítulo 6 - Pepino!!!


                              Max On 

  A cama era muito macia e quentinha... espera... como eu vim parar aqui? É tão bom aqui.... A preguiça de me levantar é bem grande, após uns minutinhos eu levanto e ando me perguntando onde o Jack está... 

  -Bom dia, Max. - ele estava na cozinha tomando café da manhã 

  - Então... você...  

  - Eu te coloquei na cama ontem, você estava dormindo de um jeito tão fofo... que nem ia acordar tão fácil. -  após aquelas palavras o nariz dele brota uma gotinha de sangue. 

  - Já disse que não sou fofo... - me emburro por um instante. 

  - Você é. - Pude vê-lo fazendo um biquinho para mim, fecho a cara mais. 

  - Não sou...  

  - Você é! Só aceite! - Jack me olha como se estivesse me desafiando. 

  - Não sou... e eu estou com fome...  

  - Uh... ok, ok. - O loiro bufa em um gesto irritado e se levanta - Gosta de atum...? -  abre a geladeira depois de terminar de comer – Vou fazer um sanduiche pra você.  

  - O que é isso? - pergunto inclinando a cabeça e abaixando uma das orelhas. 

  - É um tipo de peixe... tem molho aqui, você vai gostar.  

  E realmente adorei aquilo, só de abrir aquele pote pude sentir um cheio maravilhoso vindo de lá, observo passando o molho nas fatias de pão, meu rabo ficou balançando de um lado para o outro enquanto estava quase babando e encarando todo o processo com as pupilas dilatadas. 

  - Aqui está - ele coloca o sanduiche na mesa enquanto sorria para mim. 

  Não pensei nem um pouco, simplesmente devorei o sanduiche de uma vez, me lambuzando completamente naquele mar de delícias desconhecidas... pude ouvir uma risada de Jack. 

  - Own... eu queria ter muito uma câmera agora... - ele me encarava enquanto comia - Tá bom? 

  - COMO NUNCA COMI ISSO?! EU ADOREI!! - meus olhos estavam brilhando forte enquanto devorava e saboreava. 

                         [10 minutos depois]                      

  Depois que acabei de comer recebi um carinho na cabeça e fui para a sala, Jack liga a TV para mim e eu assisto fissurado enquanto via aquelas carnes... após uns minutos olhei o loiro que estava alguns metros longe de mim segurando a risada. 

  - O que foi Jack-chan? -olho inclinando a cabeça para o lado, ele continuava me encarando. 

  Decido olhar ao redor para entender a graça, quando olho para baixo vejo um.... O QUE?! Pulo e corro para longe daquilo, meu coração acelerou muito, acabo chegando no quarto de tanto desespero. 

  -JACK! ISSO NÃO TEM GRAÇA!! -gritei de longe para ele no momento que eu ouvi a risada. 

  -Calma, calma... - ele vem até o quarto segurando... aquela coisa.... - É só um pepino! Ele não faz mal a ninguém, vê?  

  -Tira isso de perto!! - me debatia de costas para parede querendo total distância daquilo – Joga fora! Joga fora!! 

  - Tá, tá... desculpa por isso... - O loiro deixa o... "pepino" cair no chão e joga para longe – Sem pepino...  ok?  

  Jack anda e se aproxima de mim enquanto eu estava segurando um travesseiro entre mim e meus joelhos, se senta ao meu lado e acaricia minha cabeça. 

  -Seu idiota...  Por que fez aquilo? Pensei que eu ia morrer ... - O loiro após ouvir minhas palavras acaricia minha cabeça e agora meu ombro com mais ternura, lacrimejo um pouquinho. 

  -Desculpa ok... -ele beija minha testa e acaricia meus cabelos – eu vi na internet que gatos se assustam com pepinos nunca pensei que voc- eu interrompi ele antes que pudesse terminar a frase. 

  - O que é internet? - olho para Jack e minhas orelhas se mexem ansiosamente, meu rabo volta a se mexer de um lado para o outro. 

  - Uh...  


Notas Finais


Espero que tenham gostado, eu decidi por minha própria vontade a ajudar a Tikafor na frequência de postagem dessa história, eu acompanhava ela anonimamente, então eu simplesmente amo essa história.
Eu estou nervoso para saber o que acharam ; w ;
. . .
E mais, ahn... só um link de uma história minha. Ela já está finalizada:
https://spiritfanfics.com/historia/o-lobo-triste-e-a-chapeuzinho-10393583 (One Shot)
Eu espero que gostem ; w ;. Leiam quando quiserem, muito obrigado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...