1. Spirit Fanfics >
  2. Um Gay Bem Clichê >
  3. O Encontro Supremo Das Galáxias

História Um Gay Bem Clichê - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


sumi, mas voltei kk 😎

bom
bateu a vontade de escrever então aqui me estou :)

espero q gostem e deem apoio ao kook hj, su primera chuca riba riba 🤠

boa leitura :D

Capítulo 4 - O Encontro Supremo Das Galáxias


Fanfic / Fanfiction Um Gay Bem Clichê - Capítulo 4 - O Encontro Supremo Das Galáxias

10 de fevereiro, 2018 - 08:06 am

-VaaaaamOOOOOS ACORDAAAAAAAAAAR, O DIA TÁ LINDO E VOCÊ TEM QUE FICAR TAMBÉÉÉÉÉÉÉM.

Puta que pariu, pior que meu alarme, só Taehyung gritando. Oh deus! oque eu fiz cominha vida?

- Meu deus, Taehyung.... - Pego meu celular para ver a hora - Caralho, Taehyung são OITO HORAS DA MANHÃ PORRA, O I T O HORAS.

- Deus ajuda quem cedo madruga, meu caro amigo. - Ele arranca minha coberta e me levanta a força, me empurra pra dentro do banheiro e fecha a porta - Termina tuas coisas ai e depois vamos sair, você precisa de sol carai.

Como funciona odiar e amar alguém ao mesmo tempo? por que as vezes dá vontade de mimar Kim Taehyung de carinho e as vezes dá vontade de socar aquela carinha de paspalho dele.

10 de fevereiro, 2018 - 12:33 am

Ficamos um tempo na Praça perto da minha casa caminhando e pegando um solzinho, por que diz ele que eu tava branquelo demais e precisava de mais cor, mereço~

Chegamos em casa e almoçamos, na mesa só eu, Tae e minha mãe conversávamos, por que meu pai....só tava lá, coexistindo, depois ficamos na sala relaxando a pança por que a comida da minha mãe é outro nível.

Agora meus caros leitores, estamos de frente para o banheiro, com aquela maldita caixinha na minha mão enquanto o Taehyung tá tentando me dá apoio emocional. Só tentando mesmo.

- Vai lá, Kook, não tem erro, miga, na caixinha tem as instruções de como fazer tudo direitinho, qualquer coisa é só chamar.

- Ok, ok.... - Abri a porta e a fechei, sentei em cima do vaso e observei aquelas instruções, parecia bem fácil, abri a caixinha e peguei um dos tubinhos, parecia soro, só que o bico era mais longo e afinado, Tae me disse que só podia usar um, por que senão dava um bagulho lá que eu não lembro mas que coisa boa não é, dei um suspiro e tirei a bermuda junto da cueca box, abri a tampa do vaso e sentei, peguei aquele tubinho e levei até lá, Ai meu Jesus, fui botando aquele treco no....cu k k, senhor socorro, agora é só apertar a embalagem, Jungkook, tu consegue viado. Senti aquele líquido entrando em mim e até que é gostosinho, deus oque que eu to falando? Ok, não vou mentir, até que é gostosinho sim, é geladinho. Quando todo o líquido acabou da embalagem, eu o tirei de lá e botei tudo pra fora. Meu Deus ai que nojo! POR QUE EU TO NARRANDO ISSO?! Intimidade, temos.

Terminei e fui tomar banho, eu tava me sentindo sujo, terminei meu banhozinho e enrolei a toalha na cintura e sai do banheiro, vendo o Tae na cama mexendo no celular, ele olhou pra mim e levanto, vindo na minha direção.

- Iai gato, como foi?

- Nojento. - Digo simples indo até o armário pegar uma muda de roupa.

- Nojento eu sei que foi, mas, oque você sentiu?

- Ah...até que é gostosinha a sensação...

- Geladinho, né?

- é....

- Aaaaaaa meu neném tá crescendo tão rápido, já tá até fazendo a chuca.

- Ai, Tae para....

- Bota a roupa logo e vem ficar deitado comigo.

- Ok.

me vesti ali mesmo por que vergonha na cara a gente perdeu a muito tempo, me deitei do lado dele até dá o horário de me arrumar, ansiedade tá como? mais de oito mil.

10 de fevereiro, 2018 - 18:08 pm

- Boa sorte no seu encontro, qualquer coisa, já sabe pra quem ligar. - ele me abraça e eu vejo o carro do Yoon chegando, ai senhor eu vou morrer aqui.

- Tchau, Tae.

- Thau, Bebê Kook, eu quero cada detalhe depois em.

- Ai Taehyung, mereço.

Ele estacionou o carro e saiu, veio andando até a gente.

- Boa noite, Taehyung. - Ele acena pro Tae que acena devolta, piscou um olho pra mim e foi embora, agora sou eu e o Yoon, sozinhos, socorro... - Boa noite, Jungkookie. - Ele chegou mais perto e me deu um abraço com um beijinho na bochecha, que fofinho.

- Boa noite, Yoon hyung. - devolvo o abraço e nos separamos, mas ele deixou seu braço na minha cintura e deu um aperto, me trazendo mais pra perto.

- Vamos? - Assenti com a cabess (se vai sentar na cabess, cof desculpa gente eu tenho problema, voltando...) e fomos para o carro, ele abriu a porta pra mim e depois entrou.

A viagem até o Shopping foi tranquila, conversamos sobre algumas coisas até chegar lá, fomos no cinema comprar os ingressos e enquanto não dava o horário, ficamos andando pelo shopping de mãos dadas e conversando sobre mais coisas. Aí a gente parece um casal.

- Não sei se vai ser inconveniente perguntar mas eu não consigo controlar a boca. - A gente parou e sentou em uns banquinhos numa parte bem vazia do shopping, só tinha algumas pessoas ali. - Seus pais...não sabem que você é gay, né?

- Ahn? como sabe?

- Você me pediu pra te pegar perto de uma praça em vez de eu ter ido até sua casa te pegar lá.

Hmm o xereca romis tá em todo lugar.

- Parece que temos um xeroqui homi aqui uhm - Ele riu e eu ri junto - Meus pais são muito conservadores, se fosse só minha mãe eu até contava, mas meu pai, ele...é muito preconceituoso, machista também, então fica impossível de se assumir, não quero as coisas piores do que já estão.

- Sinto muito, Kookie, eu não posso dizer que entendo por que eu só tenho minha mãe e ela largou meu pai quando eu era bem pequeno, e ela é lésbica também então se assumir foi tranquilo, mas sei que é complicado se assumir numa família conservadora demais, e oque você precisar, pode contar comigo. - Ele segura minha mão e me dá um sorriso, ai eu vou derreter.

- Você é um fofo, Yoon.

- você é mais, Coelhinho.

A gente foi se aproximando cada vez mais e Deus....pega a bombinha que eu to sem ar. QUE BOCA GOSTOSA SENHOR AMADO, TAMO SE BEIJANDO, NÃO É UMA SIMULAÇÃO, ALERTA VERMELHOOOOOOOO.

Povs Jimin (A: lá vem caooooow)

Eu estava em casa sem fazer absolutamente nada, eu já tinha terminado meus estudos e tava vendo alguma coisa na TV, que eu não estava nem um pouco interessado.

- Acho que vou no Kookie....

Desliguei a TV, botei meu tênis e fui em direção a casa ao lado, chegando lá, toquei a campainha e esperei alguém atender.

- oh! Jiminie, como vai? - Senhora Jeon vem me abraçar e eu retribuo, logo nos separamos.

- Estou bem, Tia Jiwoo, o Kook está?

- Ah ele saiu com o Tae, foram ao cinema.

- Ah sim....ok, vou ligar pra eles.

- Ok, Jiminie, tchauzinho.

- Tchau, Tia.

ela entrou e eu fui andando até em casa, peguei meu celular e liguei pro Jungkook, mas tava dando caixa postal, então liguei pro Tae.

LIGAÇÃO ON

Tae squisito: Alô?

you: oi, Taehyung.

Tae squisito: Oi baixinho, do que precisa meu pequeno amigo?

you: Vai se fuder, Taehyung, onde se tá?

Tae squisito: Em casa ue.

you: Ahn? mas a tia Jiwoo disse que você saiu com o Kook.

Tae squisito: .....Aaa é, claro...a gente...tá no cinema...é...

tem angu nesse caroço...

you: Posso falar com ele?

Tae squisito: Ah...não vai dá...ele...ele tá ocupado....comprando os ingressos? é os ingressos....

you: oque você está escondendo Kim Taehyung? e é melhor me falar.

Tae squisito: Eta caseta....


Notas Finais


muito cao, mucho mucho muahahaha

gostaram? digam aqui nos comentários, não esqueçam de favoritar e compartilhar essa viadagem pros amiguinho.

ATÉ O PRÓXIMO GALERINHA BESU❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...