1. Spirit Fanfics >
  2. Um herdeiro para o príncipe >
  3. Capítulo 7-Escaramuçador

História Um herdeiro para o príncipe - Capítulo 7


Escrita por: Rakis

Capítulo 7 - Capítulo 7-Escaramuçador


Fanfic / Fanfiction Um herdeiro para o príncipe - Capítulo 7 - Capítulo 7-Escaramuçador

 Na arquibancada aliada, um debate ocorria sobre quem seria o próximo representante.

"Deixem que eu vou!" Kirishima dizia empolgado.

"Não sei Kirishima, as magias deles se tornaram muito destrutivas em larga escala, deixe que eu vou." Tokoyami dizia, Dark Shadow saia de sua barriga e encarava Kirishima.

"Deixe que a gente garantir a vitória!" Dark Shadow dizia cheio de emoção.

"Não é melhor esperar eles mandarem o representante primeiro? Assim podemos decidir quem vai." Mina dizia olhando para eles.

"É verdade, bem, eu desejo boa sorte pra vocês." Dizia Touya acompanhando Todoroki "O pai quer falar com você."

"O que o velho quer?" Todoroki perguntava.

"Deve estar ansioso pra te receber já que você ganhou né?" Touya dizia dando um soquinho no ombro de Todoroki.

"Aí..." "Eita foi mal!" Eles diziam andando e dando risadas.

Um homem saia da arquibancada inimiga correndo, ele chegava no meio da arena e começava a urrar.

"MINHA NOSSA MINHA NOSSA!!! O REPRESENTANTE DOS LOBOS DO NORTE SAI CORRENDO SEM NEM ME DAR TEMPO DE APRESENTÁ-LO!!! DAS TERRAS ÁRIDAS DO NORTE VEM ELE!!! O HOMEM QUE SÓ PENSA EM GUERRA E COMBATE!!! O "TITÃ METÁLICO", TETSUTETSU TETSUTETSUUUUU!!!" O narrador gritava, o homem no meio da arena urrava sem parar.

"Ahahaha parece que os céus me ouviram!" Dizia Kirishima batendo seus punhos um no outro.

"Mas...ele é um oponente compatível comigo..." Dizia Tokoyami.

"Não quero nem saber! Eu vou comer ele na porrada!!!" Kirishima dizia isso e saia correndo para a arena.

"IMPRESSIONANTE!!! PARECE QUE ESSA PARTIDA SERÁ FEITA DE IMPACIENTES QUE NÃO SABEM ESPERAR O NARRADOR!!! REPRESENTANDO A UNIÃO DO OESTE VEM ELE! O 'ESCARAMUÇADOR VERMELHO'!!! EIJIRO KIRISHIMA!!!" O narrador berrava animado e aborrecido ao mesmo tempo.

"Então você que é o cabeça de metal que eu ouvi falar!" Kirishima dizia com um grande sorriso no rosto.

"Eu vou arrancar esse sorrisinho junto com a sua cabeça!" Tetsutetsu o respondia agressivamente.

Os dois encostavam suas uma na outra, eles rosnavam como cães furiosos prestes a se matar.

"R-rapazes...por favor se afastem, a partida ainda não começou..." o narrador dizia um pouco preocupado, eles então se afastavam sem parar de se encarar.

"MUITO BEM! JÁ QUE VOCÊS ESTÃO LOUCOS PARA SE MATAR, COMECEEEEEEEMM!!!!" O narrador dizia dando alguns na passos para trás.

Eles avançavam sem parar um em direção ao outro, ambos usavam sua magia pouco antes de se encontrarem. O corpo de Kirishima endurecia feito pedra, já o corpo de Tetsutetsu era coberto por uma camada metálica, ambos finalmente se reencontraram no meio da arena um socando o outro.

"Minha nossa, o Kirishima tá com fogo nos olhos hehe, você o treinou muito bem, famoso 'Crimson Riot" A rainha dizia isso no quarto real, atrás dela um homem se curvava, ele usava uma máscara que cobria do nariz ao queixo, tinha cabelos vermelhos e um topete estranho.

"Não sou digno de tais elogios, minha rainha." Ele dizia.

"Vamos, levante a cabeça general, você era o mais apto para treina-lo depois do 'incidente'. " A rainha dizia apontando para o homem.

Midoriya dava um leve toque no rei e começava a sussurrar.

"Meu rei, que incidente é esse?" Ela sussurrava.

"Quando Kirishima era um bebê, ele pertencia a uma família de nobres, um dia um assassino entrou no quarto deles e os matou, deixando apenas o pequeno Kirishima órfão." O rei sussurrava com um olhar triste no rosto.

"Estou feliz que o Sir.Kirishima consiga ser forte como seu pai era, que descanse paz..." O general dizia olhando para a arena.

No combate nada tinha mudado, estavam a minutos se batendo, o som de metal quebrando e de rochas rachando dominava a arena. Midoriya então ia até o portão que ligava o quarto real ao corredor

"Ei, querida, onde vai?" A rainha perguntava, Midoriya se virava e abaixava a cabeça.

"Ah, eu ia ver como o príncipe estava, minha ra...mãe..." Ela dizia um pouco tímida.

"Certo, mas leve uns guardas com você, vai que você fica perdida." A rainha dizia apontando para um dos guardas ao lado da porta. Ele abaixava a cabeça e abria a porta para Midoriya, logo a acompanhava.

Um som ecoava na arena, o mesmo som que ecoava a minutos, metal e rochas se batendo sem parar, a determinação que Kirishima tinha quando enfrentou Tokoyami parecia uma piada perto desta luta, nenhum dos dois recuava, sangue escorria das rachaduras em seus corpos, mas nenhum dos dois sequer dava uma abertura.

"SANTO DEUS JÁ FAZ MEIA HORA E ELES NÃO PARAM!!! GOLPE VAI GOLPE VEM E ELES AINDA ESTÃO DE PÉ!!! QUE RESISTÊNCIA INSANA!!!" O Narrador gritava, a plateia ficou animada nesses 30 minutos sem ficar quieta um minuto sequer, a adrenalina fluía na arena como um rio violento flui em noite de tempestade.

"Eu já volto." Uraraka dizia na arquibancada.

"Onde vai?" Yaoyorozu perguntava.

"Não te interessa." Ela respondia andando até o corredor.

"Nossa...calma menina, que bicho te mordeu?" Yaoyorozu dizia um pouco irritada.

"Ela vai ver o Bakugou com 100% de certeza." Mina dizia olhando para a arena. " Vai dar uma hora e eles ainda estão aí!?"

"Ele realmente tava brincando quando lutamos..." Tokoyami dizia um pouco deprimido.

"Ou você nocauteou ele na hora, nunca se sabe..." Mina dizia reconfortado Tokoyami.

Um grande corredor com uma única porta na frente de uma janela que dava visão á arena, era a enfermaria onde Bakugou estava.

Midoriya andava até o corredor com um guarda atrás dela, ela via alguém parado na frente da porta da enfermaria, essa pessoa a encarava sem parar, Uraraka.

"L-lady Uraraka...o que faz aqui? Se machucou?" Midoriya dizia tento animar o clima ameaçador do corredor. Uraraka se aproximava e encarava Midoriya nós olhos.

"Eu não entendo...o que ele viu?" Uraraka perguntava.

"D-desculpe, o que disse?" Midoriya dizia sem entender.

"Bakugou...o que ele viu em você que não viu em mim?" Ela perguntava indignada.

"Eu..." Midoriya ficava extremamente desconfortável com Uraraka a encarando.

"Cala a boca, me dá ânsia só de falar com você." Uraraka dizia "Eu não sei que feitiço você usou pra conquistar o Katsuki, mas eu já digo, não vai funcionar por muito tempo."

Ela dizia isso e caminhava para fora do corredor, sem nem mesmo ver Bakugou, Midoriya entrava na enfermaria e via o príncipe com bandagens no ombro esquerdo.

"Querido!" Midoriya dizia enquanto corria para perto de Bakugou.

"Ah, é você." Bakugou dizia com alívio no rosto.

"Com licença senhorita, eu recomendo que deixe o príncipe descansar." Era uma das enfermeiras que estavam no local.

"Ah...me desculpe." Midoriya dizia se afastando.

"Não, tudo bem. Eu já estou recuperado só de te ver hehehe." Ele dava uma risada e era possível ouvir um 'Crack'!'. "Aah minha costela!"

As enfermeiras voltavam a rodear o príncipe com agulhas e bandagens.

" Ah, você está aqui. " Iida dizia na porta, ele segurava uma maçã bem vermelha com uma marca de mordida.

"Sir Iida." Midoriya dizia.

"Ah, não precisa ser formal assim, Lady Midoriya, eu que preciso ser educado com uma pretendente do príncipe."

Eles conversaram animadamente enquanto o príncipe agonizava logo atrás.

No corredor vazio, Uraraka caminhava de volta para a arquibancada.

"Ora ora, parece que a 'mimadinha' arranjou uma nova rival." Uma voz sarcástica ecoava no corredor.

"O que? Quem está aí?!" Ela perguntava aborrecida. "Não vai nem aparecer é?!"

Nas sombras de uma pilastra, um homem com sobretudo preto surgia, seu rosto era coberto com uma mão humana, e seus braços eram enfeitados com outras mãos.

" O que está fazendo aqui? Não era pra estar junto do seu namorado todo queimado?" Uraraka dizia.

"Não precisa ser tão agressiva, baixinha, está naqueles dias é?" Ele pergunta com um tom sarcástico.

"O que você quer, Shigaraki?!" Ela dizia.

"Nada, só quero saber quais atrocidades a nobrezinha vai cometer com a nova pretendente do príncipe." Ele dizia se aproximando.

" O que?! Do que você tá falando?..." Ela dizia com uma expressão preocupada.

"Você sabe o que eu quero dizer, querida. Só estou de olho nas coisas que você pode fazer." Ele dizia com um tom agressivo.

"Não tenho ideia do que você está falando..." Ela dizia recuando um pouco.

"Ah hahaha. Eu tenho certeza de que você sabe sim, de uma maga famosa que iria se tornar a próxima pretendente do príncipe, e que ela desapareceu misteriosamente. E quando um cavaleiro que servia essa maga tentou provar que uma nobre tinha matado a jovem maga, os braços dele foram cortados." Ele dizia encarando os olhos de Uraraka.

"O quanto sabe?!" Ela perguntava indignada.

"Um pouco, só que a 'jovem maga' era uma amiga minha chamada Toga, e que o 'cavaleiro' era um amigo chamado Chisaki, mas não precisa se preocupar, não contarei nada a ninguém." O homem dizia voltando para o pilar e sumindo nas sombras.

"Mas é melhor não cometer o mesmo erro duas vezes..." A voz de Shigaraki ecoava pelo corredor, Uraraka olha a ao redor e voltava para a arquibancada.

Na arena parecia que o tempo não passava, a mesma imagem se repetia de novo e de novo, Kirishima soca Tetsutetsu e Tetsutetsu soca Kirishima.

"Aaahh quando que eles vão terminar, eu quero caga!!" Kaminari gritava aborrecido.

De repente as coisas mudavam, Kirishima começava a recuar aos poucos, a plateia percebia isso, na arquibancada só uma coisa era dita.

 "Será que o Kirishima vai perder?"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...