História Um Incerto Amanhã - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Aaron Carpenter
Personagens Personagens Originais
Tags Ficção Cientifica, Mistério, Romance, Violetta
Visualizações 6
Palavras 958
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pessoal, perdao por ter sumido, vcs nao tem ideia do quando as coisas tem ficado dificies por aqui .
Peco que me perdoem.
Boa leitura!

Capítulo 15 - Em quanto tiver lembraças, estará viva...


Fanfic / Fanfiction Um Incerto Amanhã - Capítulo 15 - Em quanto tiver lembraças, estará viva...

                             Pov's Alicia 

Assim que vi papai passando por aquela porta e entrando,  logo corri e saltei em seu pescoço. 

---------------------------- Ai . Murmurou ele com dor porem sorrindo assim que o abracei. 

----------------------------- Hey,  cuidado amorsinho ele ainda esta muito machucado. Falou a mamãe,  se segurando para nao rir da situação. 

------------------------------ Desculpa eu só tava com saudades. Falei o soltando. 

------------------------------ Não tem problema meu amor,  eu tambem estava morrendo de saudades .Falou ele beijando meu rosto. 

------------------------------- Olha parece que meu genrro ganhou uma segunda chance?  Falou Maria se levantando  e indo ate León. 

------------------------------ E parace que não fui o único. Falou Como?  Como se recuperou?  Falou Leon surpreso com oque vira. 

;----------------------------- Bom,  parece que milagres ainda acontecem. Brincou ela sorrindo e indo ate León dar-lhe um breve  abraço .

-------------------------------- Bom amor,  acho melhor ir tirar essas roupas ensopadas,  no estado que voce está,  não  e bom que pegue se quer uma gripe. Falou Violetta. 

-------------------------------- Tem razão,  bom então  vamos,  falou ele subindo as escadas. 

                                  [•••].                                     ------------------------------Vilu?  Chamou ele. 

------------------------------- Hãm?  Perguntou ela siando do transe. 

-------------------------------- Pode me ajudar aqui.  Pediu ele que tentava vestir uma camisa. 

-------------------------------- Há,  sim claro.Falou ela indo ate ele e o ajudando a vestir. Leon isso ta, terrivel, quer dizer, isso aqui foi muito feio. Falou ela olhando seu curativo... Eu não quero saber de Você,  fazendo esforço  me ouviu?  Falou ela seria. 

--------------------------------- Hey,  calma mamãe. Brincou ele. 

--------------------------------- Eu estou falando sério. Falou, eu não quero que se descuide,  por que se caso algo te aconteça eu não vou suportar. Falou ela ainda seria porem em um tom melancólico. 

-------------------------------- E,  Eu ja disse que não vai. Falou ele a puxando para se sentar em seu colo. Me escuta, e verdade que eu quase morri  ... Mas eu estou aqui não estou?  Assim,  bem dolorido,  mas estou. Brincou ele na ultima parte arrancando um sorriso fraco,da menina. 

--------------------------------- Eu sei e só..., eu só to com medo, e depois do que vi mais cedo, não  sei se consigo não temer. Falou ela apoiando  sua cabeça em seu peito. 

-------------------------------- E,  eu estaria mentindo se dicesse que não tenho , ou que não tive hoje mais cedo. Falou ele afagamdo suas costas.  E por falar nisso...  Você nao vai acreditar no que aconteceu enquanto  eu estive desacordado. Falou ele com um sorriso de canto. 

----------------------------------- Oque aconteceu? Perguntou ela,  curiosa. 

--------------------------------- Eu meio que tive uma visao do futuro,  um flach back ou um sonho de algo que ainda nao aconteceu sei la. Falou ele fazendo uma expressão  confusa,  que fez Violetta soltar um risinho. 

---------------------------------- E....  Oque aconteceu la?  

----------------------------------- Eu nos via, sabe,  eu você, casados,  com a Alicia,  e você grávida,  e mais linda do que nunca. Falou ele sorrindo para ela.   Parecíamos tão felizes Violetta,  tão felizes...  Que por um breve momento tive vontade de continuar ali,  olhando aquilo tudo,  e não ir embora nunca mais. 

Tudo era tao real,  eu jamis chamaria aquilo de sonho. Mas tive que sair de lá. 

---------------------------------- E memso?  E oque te fez voltar? 

---------------------------------  Você. Respondeu ele  quase que de imediato.

Quando eu ja estava me envolvendo tanto com aquela cena,  aponto de esquecer de tudo minha mãe apareceu,  me dizendo que você precisava de mim,  que  eu estava morrendo e não podia,  não  naquele momento .

---------------------------------- Isso e verdade,  eu preciso de você  aqui,  e muito... Mas não me parece ter cido um "sonho" ruim pra você está assim.  Isso e bom nao é? Mas porque... Aconteceu mais alguma coisa?  Perguntou ela percebendo-o um tanto cabisbaixo .

--------------------------------- Não,  eu só...  Tem uma coisa que nao sai da minha memoria de jeito nenhum. 

O cheiro.... O cheiro dela ainda consigo sentir,  como se,  a algumas horas eu a tivesse visto,  de verdade,  a abraçado de verdade .... Eu esperei tanto tempo pra sentir aquilo denovo,  pra quando acordar perceber que não era real... Eu fecho os olhos e ainda vejo ela sabe?  Falou ele sentindo seus olhos inundarem. 

---------------------------------- O amor,  não  fica assim. Falou ela secando seu olho que ameaça, soltar uma lagrima. Por mais que ela não esteja mais aqui, ela ainda sua mãe... Ainda te ama, eu tenho certeza disso. Mas... Ela precisava ir entende? Ela nao te deixou,  nem você deixou ela,  ela só... Precisava ir. Não se sinta culpado por ter ido embora da quela visão. 

---------------------------------- Mas... E tão real. Falou ele pausadamente fechando seus olhos com força. 

--------------------------------- Eu sei... E porque de certa forma foi. falou ela o puxando para se deitar ao seu lado. 

Voce teve a chance de ve-la de novo,  de senti-la assim tao perto novamente... Se sente como se tivesse deixado ela la não e? Falou ela se ditando de lado de uma forma que ela ficasse de frente para ve-lo. 

-------------------------------- E. Falou ele sudpirsndo pesado. 

--------------------------------- Escuta,  eu sei oque isso... E por isso que te digo que deve pensar nas coisas boas,  guardar as memórias, em quanto se lembrar dela, ela ainda estará viva,  ai dentro. Falou ela se segurando para não chorar tambem,  desde que ela vou seu pai pela última vez,  sentiu fragil.  Ela estava fragil... Por isso o abraçou bem apertado,  tentando nao somente consolá-lo,  mas também na tentativa de nao desabar junto. 

                                  [•••]

XXX: Ela ficou feliz assim quando  te viu? 


Maria: E. Como,  esta tudo indo bem ate aqui,  e pelo que vejo,  não estao bem supeitsndo dessa melhora repentina. Falou ela com um sorrisinho torto. 


XXX : Isso e otimo, pois continue assim, em breve lhe chamarei avisando o momento do próximo passo então esteja preparada. 


Maria : Ja nasci pronta. Preciso desligar. A chuva ta forte demais, mas tarde conversarmos querido. 


Xxx: Passar bem... 














Notas Finais


Ate amanhã amorecosss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...