História Um incubus no mundo humano - Capítulo 35


Escrita por: e Taetae1104

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan Boys, Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Namjin, Romance, Taegi
Visualizações 196
Palavras 1.099
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente acabei esquecendo, mas obrigado pelos 100 favorites, fiquei muito feliz, vocês são demais, amo vocês ❤️

Capítulo 35 - A pior briga de todas


Fanfic / Fanfiction Um incubus no mundo humano - Capítulo 35 - A pior briga de todas

Jungkook ficou extremamente irritado por ter descoberto que já tive uma amizade colorida com yoongi, isso é besteira, já passou, ficou no passado, agora eu não tenho mais nada com yoongi, então para que ficar com raiva? Não tem motivo.

 

Depois da descoberta ele mandou todo mundo embora e não falou mais comigo, resolvi não falar com ele ontem mas hoje eu vou falar. Não tem porque ter ciúmes do passado, ficar brigando por isso é infantil demais.

 

Cheguei em seu quarto decidido e ele que mexia em seu celular deitado, volta a sua atenção para mim e se senta.

 

— oque foi jimin?— pergunta entediado.

 

— já chega de você me ignorar por uma besteira dessas— seu rosto se fecha e eu o olho com raiva.

 

— não é besteira, você não me contou que tinha amizade colorida com o yoongi— fala raivoso— então quer dizer que vocês se pegavam pelas minhas costas? Que decepção, pensei que você era fiel.— cospe as palavras e eu fico extremamente magoado, ele realmente acha isso?

 

— ah por favor né jungkook, eu fiquei com o yoongi no inferno e isso era porque eu precisava de energia vital— não sei nem porque estou me justificando para ele, ele falou uma coisa horrível para mim.— você realmente acha que eu te trairia pelas costas?

 

— acho! Essa é sua natureza não? Afinal você é um incubus! Tudo oque você quer é sexo não é? Por isso está comigo, você não liga com que for, tudo oque você quer é ser comido né Park Jimin?— fala irritado e aquilo me espanta, me deixa em choque, a pessoa que eu amo me acha um puto de um infiel, meus olhos se encheram de lágrimas.

 

— eu fui um idiota de ter acreditado em você.— as lágrimas desciam— fui um idiota de não ter escutado meu appa, ele me alertou o quanto os seres humanos eram cruéis, eu devia ter acreditado— tento limpar minhas lágrimas mas não está adiantando— fui um idiota de ter me apaixonado por você.— vou me afastando para perto da porta.— eu nunca deveria ter vindo para o mundo humano, que queria nunca ter te conhecido!— cuspo as palavras com raiva e saio correndo do quarto. Escuto ele me chamar mais eu ignoro.

 

Saio correndo da casa, corro pela rua sem direção, meu coração dói tanto. Que idiota eu sou, humanos nunca irão mudar, essa é a verdade. Eu confiava em jungkook e ele me julgou do mesmo jeito que os outros me julgavam, eu podia esperar isso de qualquer um menos dele.

 

[...]

 

Pov yoongi 

 

Taehyung estava estranho desde o jogo da verdade, mais especificamente desde quando ele descobriu que eu tive uma amizade colorida com jimin. Eu só disse aquilo porque estava bêbado, se não, não teria dito a verdade sobre aquilo que tivemos.

 

Mas enfim tenho que resolver isso com o tae, não quero que ele fique me evitando por isso, é uma coisa tão besta, do passado, não vale a pena brigar.

 

Tae estava no sofá encolhido enquanto assistia a um dorama na tv, me aproximo e sento novo. Percebo que ele me olha incomodado, eu realmente não gosto que ele se sinta assim perto de mim.

 

— taehyung— chamo sua atenção e ele me olha.— você está assim comigo por causa que tive uma amizade colorida com jimin?

 

— assim como? Eu estou normal— fala nervoso se fazendo de doido mas eu não caio nessa.

 

— você está com ciúmes né— eu já tinha certeza que era isso.

 

— claro que não!— se exalta e cora de vez.

 

— você está e nem adianta negar porque eu sei que é.— falo convicto.

 

— que seja! Estou mesmo!— fala e se assusta com oque ele mesmo disse, logo cobre sua boca envergonhado.

 

— eu já sabia.— abro um sorriso satisfeito, já havia percebido que taehyung tem sentimentos por mim, e como eu sei? É muito óbvio, eu não sou lerdo que nem o jimin não.— taehyung deixa eu te perguntar uma coisa.

 

— tá bom...— fala tímido.

 

— você gosta de mim?— sua reação foi tão óbvia, ele corou violentamente, ou seja, ele gosta de mim.

 

— c-claro que não— fala nervoso, porque ele não admite logo?

 

Me levanto e o encurralo no sofá deixando-o entre meus braços, olho em seus olhos e ele estava extremamente nervoso. Essa noite, ele não escapa de mim.

 

— você gosta de mim, e não adianta negar— desvio um pouco o olhar porque até eu tenho vergonha as vezes.— eu também gosto de você, na verdade, já faz um tempo que eu sinto uma coisa bem maior que um simples gostar em relação a você— ele pareceu estar muito surpreso, até mesmo eu estava surpreso com oque disse. 

 

— então você me ama?— pergunta receoso, todo vermelho.

 

— amo...— respondo envergonhado também, não sou bom com esse tipo de coisa, não sou carinhoso mas nesse momento tenho que mostrar oque sinto por ele.

 

— eu também...— volto meu olhar rapidamente para ele, estou surpreso, ele me ama também?

 

— sério?— pergunto sem acreditar e ele assente, não vou perder mais tempo, afinal não gosto de fazer isso mesmo.— então namore comigo.— tentei pedir mas saiu mais como uma ordem, tanto faz, agora vai ser assim mesmo.

 

— tá bom...— ele estava tão envergonhado e tão encolhido que estava quase entrando no sofá. Ele realmente aceitou namorar comigo, isso me deixou muito feliz, porque eu achei que isso não iria acontecer.

 

— que bom!— finalmente me permito sorrir.— você não vai se arrepender tae.

 

Aproximo meu rosto do seu e iniciamos um beijo, um beijo apaixonado. Me sento no sofá e o puxo para meu colo sem parar o beijo. Paço meu braço em sua cintura e ele em volta do meu pescoço aprofundando mais o beijo.

 

O beijo se intensificava mais, ele puxava meus cabelos de leve, e eu apertava cada vez mais sua cintura. Aquilo estava tão bom, tae beija muito bem. Nos separamos por falta de ar e encostamos nossas testas. Ele tinha um lindo sorriso e isso me fez sorri também.

 

— não em decepcione yoongi— fala com dificuldade— confio em você— olha em meus olhos e continua com seu sorriso quadrado.

 

— não vou tae, pode confiar em mim.

 

Voltamos ao beijo. Estava quente a sala já, sentia meu membro dar sinal de vida e sinto que o tae está do mesmo jeito. Adentro minha mão em sua blusa passo a buscar mais contato com sua pela, para sentir cada vez mais sua energia vital tão gostosa. Ao sentir meus dedos gélidos ele geme. 

 

Sinceramente acho que não vou conseguir manter o controle. Estou vendo que essa noite vai ser longa e deliciosa.

 

 


Notas Finais


Gostaram???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...